revista rock meeting nº 65

Download Revista Rock Meeting Nº 65

Post on 07-Apr-2016

219 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Rock Meeting #65 - Capa: Sonata Arctica, Coluna – Doomal | World Metal | Perfil RM | O que estou ouvindo?, Review – Can't Keep Us Down, Entrevista – Balba | Candelaria | Girlie Hell | Necromancer. contato@rockmeeting.net | @rockmeeting. Free download - http://bit.ly/RockMeetingN65

TRANSCRIPT

  • EDITORIAL

    H quem bata no peito e diga: Eu es-cuto metal desde guaran de rolha. E isso um testemunho de plenitude, conhecimento de causa e, principalmente, respeito. Claro, autoridade no assunto. Menosprezar o outro, que comeou a escutar Rock/Metal um dia desses, no faz muito sentido, parece querer se firmar num determinado grupo de pessoas, mostrar-se o maioral, bater no peito e dizer que escuta me-tal desde o Brasil Imprio. Ah, por favor! Os tempos so outros. Existe algum tipo de manual de que o cara que escuta o som desde a Independn-cia do Brasil, deve subjugar o outro? Claro que pode, oras. Ele estava l com D. Pedro I e gritaram juntos Independncia ou mosh e se formou um circlepit s margens do Rio Ipi-ranga, em So Paulo. cada figura mtica que at os deuses indgenas duvidam. Claro, estes seres dota-dos de intelectualidade, conhecimento sobre a cena e de quem deve estar nela, canta em tupi-guarani.

    Brincadeiras parte, h muitos fs de metal presos ao seu passado, que so msicos frustrados, organizadores fracassados, que apontam o dedo para o que julgam errado, mas no movem uma palha sequer para aju-dar o que ele chama de cena. Qual o problema de voc usar a cami-sa de banda que quiser no lugar que desejar? Porque at isso incmodo e o julgo sempre o mesmo: no aparece em show, mas est em evento de graa usando o abad da banda tal. Ah, vo cuidar de suas vidas, carssi-mos. A vida bela demais para se importar com que abad de banda eu vou hoje ou quantos gigas de msica eu tenho para mos-trar aos meus amigos. Vo viver! gostar de criar picuinha! Organizar evento que bom, nada! Ningum quer. Co-modismo o mal do mundo. isso! S pode ser isso, no d para entender estas pessoas nem o que elas desejam. , s querem cau-sar de algum modo.

    Temporalidade

  • TABLE OF CONTENTS05 - Coluna - Doomal10 - News - World Metal14 - Entrevista - Balba20 - Entrevista - Candelaria26 - Capa - Sonata Arctica32 - Entrevista - Necromancer36 - Review - Cant Keep Us Down48 - Entrevista - Girlie Hell54 - Perfil RM - Felipe Andreoli60 - Coluna - O que estou ouvindo?

  • Direo GeralPei Fon

    Reviso Rafael Paolilo

    CapaAlcides Burn

    Colaboradores Ellen Maris

    Jonathas Canuto Leandro Fernandes

    Mauricio Melo (Espanha)Rodrigo Bueno

    Sandro Pessoa

    CONTATOcontato@rockmeeting.net

  • The Gathering - anos 90

    Por Sandro Pessoa(Sunset Metal Press & Unio Doom BR)

    Evoluo Musical?A evoluo de um artista mais do que normal, a necessidade de respirar um outro ar e ultrapassar as barreiras de suas prprias composies algo satisfatrio e obriga o mesmo a estar sempre girando as engrenagens de sua profisso. E isso igual em todos os gneros musicais existentes no mundo, mesmo uma hora ou outra sendo um sacrilgio no ponto de vista de diversos fs, ainda mais no mundo da msica, mais pro-priamente no gnero Rock/Metal, onde a so-noridade diferem grupos, geram sentimentos quase que religiosos, um verdadeiro exrcito

    movido a riffs de guitarra. E ento, mais uma vez, o Doom Me-tal, um gnero para poucos mas que abrange uma possibilidade musical to grande quanto ou at mesmo maior que outros gneros, vide o que j discutimos por aqui (Doom/Death, Doom/Gothic, Doom/Black, Doom/Heavy e etc). O caso que como um antigo ami-go dizia: toda boa banda tem sua fase gay e isso no foi diferente no Doom Metal. Me-tallica lanou Load e Reload, Megadeth lan-ou Risk, Celtic Frost lanou Vanity/Nemesis e ento temos Anathema, Paradise Lost, My Dying Bride, The Gathering, Tiamat e outras. Eu realmente gostaria de compreender

    07

  • a mente de uma banda, por exemplo, Para-dise Lost que foi um dos pilares do Doom/Death Metal um dia deixar o peso e os vo-cais agressivos de lado e compor um lbum como Host (caminhando na vibe do Depeche Mode), realmente algo bastante difcil de se entender. Recentemente, em uma entrevista para um site chileno, Vincent Cavanagh da banda Anathema, outro pilar de suma importncia para o Doom Death Metal, disse que sequer gostava muito do gnero que tocava no incio

    da banda e que sua proposta sempre inovar, assim como foi no incio de sua carreira, hoje a banda vai lanando lbuns cada vez mais distantes daquilo que realmente a consagrou. Diversos amigos se em-polgam e vo aos atuais shows do Anathema para assistir uma banda que no mais aquilo que os tornaram fs. A banda ficou ruim? No, longe disso, mas uma banda que susten-tada por fs de uma msica que atualmente eles no fazem mais e, caso esta surgisse nos dias de hoje com este tipo de som, eu duvido muito que obteriam a mesma importncia musical. Eu no sei os motivos des-ta mudana drstica do Anathe-ma mas conheo situaes onde o vocalista at mesmo negou

    CDs de Doom Metal dados como presente pelos msicos que outrora foram influencia-dos pelo trabalho que fazia antes, dando a desculpa de que no escuta mais este tipo de som. Eu tento realmente compreender onde est o respeito para com os fs que colabora-ram com a atual posio do Anathema, mas tudo, cada um com suas loucuras. Eu no sou contra a evoluo, o artista precisa disso, tocar a mesma coisa centenas

    Paradise Lost: antes e depois

    08

  • de vezes por dcadas tenso mas existe um fator que jamais deve ser esquecido: quem te co-locou l. Voc deve uma satis-fao para aquele pblico que te jogou para o alto. No Rock/Metal assim, lembram-se do comportamento quase que reli-gioso desta parcela da socieda-de? Eles compram seus lbuns, eles vo aos seus shows e eles vo cobrar algo em troca. Can-sou de tocar aquele estilo, ti-mo, no precisa se preocupar, monte um outro projeto, com outro nome e seja feliz com duas bandas, ou na pior das hi-pteses encerre sua banda com chave de ouro e parta para ou-tra sem arranhar aquela obra que foi to importante para sua base de fs. Diversas outras bandas passam pela mesma situao onde por con-ta de um ou dois lbuns do incio da carreira que tiveram o Doom como segmento prin-cipal, mesmo tendo quase dez lbuns poste-riores que no tinham mais nada a ver com o estilo inicial ainda so colocados em listas de bandas de Doom, como foi o prprio caso do Anathema que teve um de seus trabalhos selecionados entre os melhores lanamentos de Doom em 2014 em alguns sites.

    Anathema: antes e depois

    No mundo dos negcios existe a frase de que o cliente sempre tem a razo, mas na arte em geral existe a expresso artstica do autor da obra e este de forma alguma pode ser cas-trado de suas ideias. Porm, para quem quer vender a sua arte, deve-se atentar sim para o mercado do qual faz parte e saber lidar com os fatos quando sua msica tornou-se ultra-passada, ou quando suas ideias para aquele gnero simples-

    mente acabaram e etc...

    09

  • Adoram o BrASIL

    Robert Plant, lendrio ex-vocalista do Led Zeppelin, uma das princi-pais atraes do megafestival Lol-lapalooza Brasil 2015. O artista se apresenta, no primeiro dia do even-to, confirmado para o dia 28 de mar-o, no Autdromo de Interlagos, em So Paulo. Em entrevista ao jornal O Estado de So Paulo, Plant fez ques-to de elogiar o pblico brasileiro. () os msicos adoram tocar no Brasil, por causa da galera (usa a expresso em portugus). viciante e intenso. A reao entusiasmante para o artista, declarou. Plant tambm falou sobre o que pensa de sua nova fase musical, o novo disco gravado com a selvagem banda The Sensational Space Shifters, entre outras curiosidades. Leia a entrevista na ntegra AQUI.

    Primeiro vdeo

    O Monstractor acaba de liberar seu primei-ro clipe oficial em seu canal no Youtube. O v-deo da msica Immortal Blood, integrar o novo disco da banda intitulado Scavenger. A msica contou com a participao de Mar-cello Pompeu (Korzus) e totalmente inspira-dos num momento de intensidade e motiva-o peculiar na carreira da banda.

    Ingresso para show

    No dia 07/03, o festival Metal Maniacs Mee-ting, que traz de volta a So Paulo um dos maiores representantes do Death Metal o agora intitulado Entombed A.D. O show, que faz parte da turn Back To The Front Latin America Tour 2015, realizada ao lado do Krow, ter ainda a presena das bandas Anarkhon, Vulture e Outlanders, e ser reali-zado no Clash Club. Informaes AQUI.

    10

  • 15 anos

    Muito mais do que uma simples compi-lao, The Best Of 15 Years, Based on a True Story... um retrato do passado, presente e do futuro do Hangar, uma vez que marca a estreia do novo vocalis-ta, Pedro Campos, e do retorno do gui-tarrista fundador, Cristiano Wortmann. O lbum tambm trs quatro faixas in-ditas - Let me Know Who I Am, The Dark Passenger, Denied e Betrayer - e a regravao dos clssicos To Tame a Land e Forgotten Pictures, agora com a nova for-mao. Lanado em formato duplo, ainda recapitula de forma sincera todas as fases do Han-gar. Esto no tracklist faixas como Like A Wind In The Sky (do debute Last Time), Savior, Legions Of Fate e Inside Your Soul do disco de mesmo nome lanado em 2001.

    De volta

    Roberto Repolho, uma das mais conhecidas figuras do underground de So Jos dos Cam-pos e um dos fundadores do Morfolk, est de volta ao grupo aps trs anos. A banda, novamente um quinteto, promove seu recm--lanado disco Until Death, terceiro lbum de estdio de sua carreira, lanado pelo selo Violent Records.

    vinho prprio

    Os alemes do Blind Guardian lanaram sua prpria marca de vinho, o Red Mirror Merlot. Produzido na Espanha, em uma re-gio onde uvas para vinho so cultivadas h mais 2000 anos, o vinho tem 14% de lcool. Hansi Krsch, vocalista do grupo, disse: O Vinho divertido e fresco, e tem a mesma profundidade. Somos apaixonados por vinho tinto e o Red Mirror Merlot fantstico.

    11

  • Coming for you

    De acordo com o The Pulse Of Ra-dio, o The Offspring retornou com uma nova msica intitulada Coming For You. O