revista portuária 158

Download Revista Portuária 158

Post on 18-Mar-2016

256 views

Category:

Documents

36 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 158

TRANSCRIPT

  • Edio n 158 | ABRIL/2013 - ISSN - 1981-6170

    A montadora BMW um dos exemplos de empresas que escolheram o Estado

    para construir um parque fabril. Mas muitas outras seguem o mesmo caminho,

    aliceradas na certeza de que Santa Catarina, pela sua localizao

    geogrfica, seu complexo porturio e os investimentos feitos em infraestrutura,

    em breve se tornar uma potncia lder no Brasil com padro internacional.

  • 4 Abril 2013 Economia&Negcios

    Editora BittencourtRua Jorge Matos, 15 | Centro | Itaja | Santa Catarina | CEP 88302-130 Fone: 47 3344.8600

    DiretorCarlos Bittencourt direcao@bteditora.com.br

    Jornalista responsvel: Leonardo Thom DRT SC 04607 JPjornalismo@revistaportuaria.com.br

    Diagramao:Solange Alves solange@bteditora.com.br

    Contato ComercialRosane Piardi - 47 8405.8776 comercial@revistaportuaria.com.br

    ImpressoImpressul Indstria Grfica

    Elogios, crticas ou sugestesdirecao@bteditora.com.br

    Para assinar: Valor anual: R$ 150,00

    Foto de Capa: Divulgao

    A Revista Porturia no seresponsabiliza por conceitos emitidos nos artigos assinados, que so de inteira responsabilidade de seus autores.

    www.revistaportuaria.com.br twitter: @rportuaria

    Santa Catarina das belezas naturais, da infraestrutura

    e da economia robusta

    ANO 15 EDIO N 158 ABRIL 2013

    EDITORIAL

    Uma edio especial para falar sobre as potencialida-des de Santa Catarina. Que no so poucas nem pequenas. A Revista Porturia ouviu polticos, conversou com empresrios, visitou companhias e terminais porturios, debruou-se sobre nmeros e dados estatsticos de instituies pblicas e privadas. Tudo para entender, avaliar e dissecar o momento socioecon-mico do Estado. Antes das respos-tas, a pergunta: por que investir em Santa Catarina? Uma questo que certamente contempla mais de uma resposta.

    A comear por sua localizao privilegiada, sendo o meio do cami-nho entre a bonana industrial da regio Sudeste do Brasil e as rique-zas do agronegcio de Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina. Quase tudo passa por Santa Catarina e seu litoral recortado por belas praias, for-te atividade turstica e vida noturna fervilhante. Pode-se dizer ainda que as belezas naturais de Santa Catarina so motivos para investidores despe-jarem dinheiro no Estado, afinal, de que adianta estabilidade financeira sem qualidade de vida?

    Com um parque industrial va-riado, tendo o agronegcio no Oes-te, a indstria de transformao e automobilstica no Norte, o carvo e a cermica no Sul, o txtil no Vale do Itaja, a produo de mas na

    Serra, a construo civil e a indstria naval no Leste, Santa Catarina atrai pessoas, tendncias, novidades e in-vestimentos por ter essa versatilidade de mercados e opes para quem deseja crescer e prosperar. Prosperi-dade que fica escancarada nos cinco terminais porturios do Estado.

    Imbituba, no Sul; Itaja, Nave-gantes, So Francisco do Sul e Itapo, no Norte. Portes de entrada e sada de mercadorias, os portos catarinen-ses so reconhecidos pela eficincia e segurana na operao porturia. Desde a abertura dos portos brasilei-ros por Dom Joo VI, em 1808, mui-ta coisa mudou na atividade e, nesse contexto; em Santa Catarina, mudou para melhor. O primeiro Porto Priva-do do pas, a Portonave, trouxe com-petitividade para o setor, bem como o tambm privado Porto de Itapo.

    So tantas reas, tantos nichos, que esta edio da Revista Porturia, atravs de uma entrevista exclusiva com o secretrio do Desenvolvimen-to Econmico e Sustentvel, Paulo Bornhausen, de extensas reportagens sobre a economia de uma forma ge-ral e a construo civil especifica-mente, tenta responder a pergunta do primeiro pargrafo: por que in-vestir em Santa Catarina? Porque o melhor lugar no Brasil para se en-contrar oportunidades, qualidade de vida, trabalho, sossego, crescimento e novos horizontes.

  • 6 Abril 2013 Economia&Negcios

    NDICE

    www.revistaportuaria.com.br

    Duas vezes por semana, a Revista Porturia atualiza o blog da pu-blicao, que tem sempre informaes exclusivas sobre tudo o que acontece no mundo dos negcios no Brasil. O informativo jornalsti-co encaminhado duas vezes por semana para uma base de dados segura e criteriosamente construda ao longo de 15 anos de mercado, formada por mais de 90 mil empresas. Composto por notcias econ-micas de interesse de empresrios, polticos e clientes, o blog trata de todo e qualquer tema que envolva economia, especialmente aqueles voltados aos terminais porturios de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paran. Se voc souber de alguma novidade, tiver informaes relevantes sobre temas econmicos e quiser contribuir com o trabalho da Revista Porturia, entre em contato com a reportagem no endereo eletrnico: jornalismo@revistaportuaria.com.br

    Revista Porturia tambm est na web com informaes exclusivas

    SANTA CATARINA tem o stimo maior PIB do Brasil O Estado passou a ser a stima maior economia do Brasil. Santa Catarina apresentou ainda um crescimento nominal de 17,47% no Produto Interno Bruto (PIB) em 2010, em relao ao ano de 2009

    DESENVOLVIMENTO ECONMICOSC o 6 no ranking de competitividade dos estados brasileiros

    28

    O estudo foi apresentado em novembro de 2012 pelo Centro de Liderana Pblica em So Paulo. O Estado foi o nico da regio a ganhar uma posio.

    Se a verticalizao na regio norte de Santa Catarina um caminho sem volta, o fato da economia dos municpios ganhar - e muito - com os arranha-cus que surgem diariamente se faz notvel em diferentes aspectos.

    Construo Civil: mercado de primeiro mundo no Litoral Norte de Santa Catarina

    34

    OS TRILHOS DA EXPANSOFerrovia do Frango deve ser licitada at o final de 2013

    59 64 PORTOS DO BRASIL Obras do Complexo Nutico e Ambiental de Itaja devem comear em junho

    74

    16

    DIV

    ULG

    A

    O

    DIV

    ULG

    A

    O

    DIV

    ULG

    A

    O

  • Economia&Negcios Abril 2013 7

    Descendente de uma das mais tradicionais fa-mlias catarinenses, os Konder Bornhausen, Paulo Ro-berto Barreto Bornhausen (PSD), ou Paulinho, como carinhosa-mente chamado em Santa Cata-rina, sempre se destacou por ser um poltico inovador e moderno. Advogado por formao e polti-co por opo, Paulinho foi De-putado Estadual de 1999 a 2003. Antes, entre 1995 e 1999, assu-miu uma cadeira na Cmara dos Deputados, em Braslia.

    Depois, vieram mais duas legislaturas de Deputado Fede-ral. Em 2011, quando Raimundo Colombo (PSD) assumiu o go-verno catarinense, Paulinho pas-sou a comandar a Secretaria do Desenvolvimento Econmico e Sustentvel, uma das pastas mais importantes para o crescimento econmico de Santa Catarina. Conhecedor das necessidades do estado, das nuances do mercado e de detalhes especficos de cada regio catarinense, Paulinho per-corre o mundo atrs de investi-mentos e novos negcios para Santa Catarina.

    Portanto, ningum melhor do que ele para explicar o atual momento da economia catari-nense e ainda expor para o resto do pas o que faz de Santa Catari-na a menina dos olhos de empre-srios, investidores e de pessoas em busca de qualidade de vida e

    ENTREVISTA Paulinho Bornhausen

    A poltica est no seu sangue

    A inovao tecnolgica de Santa Catarina um dos focos do trabalho do

    secretrio

  • 8 Abril 2013 Economia&Negcios

    ENTREVISTA Paulinho Bornhausen

    progresso. Nas prximas pginas, voc vai conferir uma entrevis-ta exclusiva da Revista Porturia com o secretrio de Estado Paulo Bornhausen.

    Revista Porturia Por que o empresrio deve escolher investir em Santa Catarina?

    Paulo Bornhausen A me-lhor resposta a essa pergunta a vinda da BMW para o nosso esta-do. Estamos vivendo um momento histrico. Em poucos momentos da histria do nosso estado tive-mos algo semelhante. Na linha da histria de Santa Catarina, a vinda da BMW s comparvel ao nas-cimento da indstria txtil, no Vale do Itaja, e da agroindstria, no Oeste. a Nova Economia catari-nense nascendo com a joia da co-roa, de um setor importantssimo para a economia mundial e que, com certeza absoluta, um farol para outros investimentos que vo ser feitos aqui, de outros setores estratgicos que o Estado j defi-niu como importantes, como rea

    de energia, leo, gs e fontes alter-nativas, por exemplo. Definimos, ainda, como reas estratgicas os setores aeroespacial, aeronutico, automotivo (claro), de defesa, fr-macos e biofrmacos. Juntamente com a questo educacional, Santa Catarina vai se transformar numa potncia lder no Brasil e com pa-dro internacional. Esse o projeto de um governo que est olhando para frente.

    Revista Porturia O que o

    Governo do Estado tem feito para atrair novos investimentos?

    Paulinho - Para as grandes empresas, grandes indstrias catari-nenses e que buscam Santa Catari-na pelas suas vantagens compara-tivas em relao a outras unidades da federao, temos o Prodec.

    Em 2012, 24 empresas rece-beram o benefcio postergao do ICMS ainda a ser gerado ao assumirem o compromisso de ex-pandirem os postos de trabalho no Estado.

    O investimento foi de mais de 2 bilhes e 300 milhes, com a gerao de perto de cinco mil no-vos empregos.

    Alm disso, o governador Raimundo Colombo criou um programa especial, dentro do Pr-Emprego, para atrao de novas e grandes empresas nos setores de automotivo, aeroespacial, aero-nutico e de defesa reas estrat-gicas para a consolidao da viso de futuro da Nova Economia.

    A primeira empresa a se ins-crever nesse programa foi a BMW. O programa aberto para empre-sas catarinenses e de fora do esta-do e do pas.

    Revista Porturia Quais se-tores da economia catarinense que mais se destacam atualmente?

    Paulinho - A economia in-dustrial de Santa Catarina ca-racterizada pela concentrao em diversos polos, o que confere ao estado padres de desenvolvi-mento e