revista portuária 13 junho 2014

Click here to load reader

Post on 11-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Portuária 13 Junho 2014

TRANSCRIPT

  • 4 Junho 2014 Economia&Negcios

    NDICE

    www.revistaportuaria.com.br

    Maior centro

    logstico de Santa Catarina

    inicia suas operaes em Itapo 6

    Duas vezes por semana, a Revista Porturia atualiza o blog da publica-o, que tem sempre informaes exclusivas sobre tudo o que acon-tece no mundo dos negcios no Brasil. O informativo jornalstico en-caminhado duas vezes por semana para uma base de dados segura e criteriosamente construda ao longo de 15 anos de mercado, formada por mais de 90 mil empresas. Composto por notcias econmicas de interesse de empresrios, polticos e clientes, o blog trata de todo e qualquer tema que envolva economia, especialmente aqueles voltados aos terminais porturios de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Para-n. Se voc souber de alguma novidade, tiver informaes relevantes sobre temas econmicos e quiser contribuir com o trabalho da Revista Porturia, entre em contato com a reportagem no endereo eletrnico: jornalismo@revistaportuaria.com.br

    Revista Porturia tambm est na web com informaes exclusivas

    10

    PARABNSITAJA!Cidade completa 154 anos sendo referncia de desenvolvimento econmico e com um futuro promissor

    22

    Santa Catarina tem oito cidades entre as 100 melhores do pas para os negcios

    Mulheres conquistam cada vez mais espao no complexo porturio catarinense

    32

  • Economia&Negcios Junho 2014 5

    Editora BittencourtRua Jorge Matos, 15 | Centro | Itaja Santa Catarina | CEP 88302-130 Fone: 47 3344.8600

    DiretorCarlos Bittencourt direcao@bteditora.com.br

    Jornalista responsvel: Anderson Silva - DRT SC 2208 JPjornalismo@revistaportuaria.com.br

    Diagramao:Solange Alves solange@bteditora.com.br

    Contato ComercialRosane Piardi - 47 8405.8776 comercial@revistaportuaria.com.br

    ImpressoImpressul Indstria GrficaTiragem: 10 mil exemplares

    Elogios, crticas ou sugestesdirecao@bteditora.com.brPara assinar: Valor anual: R$ 240,00

    A Revista Porturia no seresponsabiliza por conceitos emitidos nos artigos assinados, que so de inteira responsabilidade de seus autores.www.revistaportuaria.com.br twitter: @rportuaria

    ANO 15 EDIO N 172 JUNHO 2014

    EDITORIAL

    Comercial para todo o Brasil

    VIRTUAL BRAZIL Ltda+55 48 3233-2030 | +55 48 9961-5473

    MAIL: paulo@virtualbrazil.com.brSKYPE: contatos@virtualbrazil.com.br

    Mulheres conquistam espao no complexo porturio catarinense

    Uma atividade historicamente masculina, a operao porturia tem demonstrado avanos no que se refere crescente participao de mulheres que acompanha a moderniza-o do setor e novas oportunidades de desenvolvimento profissional.

    Nos terminais porturios catari-nenses as mulheres exercem funes operacionais estratgicas, entre elas o planejamento e monitoramento das ope-raes, controle de gates (portes), vis-toria e conferncia de cargas e a opera-o de equipamentos de grande, mdio e pequeno portes, atividades antes con-sideradas exclusivamente masculinas.

    Nesta matria especial, a Revista Porturia Economia & Negcios vai expor, um resumo sobre a participao da mulher no complexo porturio cata-rinense composto por cinco portos espa-lhados pelo litoral, todos considerados de excelncia operacional.

    Na edio de junho voc tambm vai conferir uma entrevista exclusiva com Carlos Rosa. Ele scio-diretor de um dos maiores centros de logstica porturia do Brasil inaugurado recentemente na re-trorea do Porto de Itapo. A construo do empreendimento contou com investi-mentos de R$ 120 milhes, incluindo a compra de um terreno de 3,2 milhes de m, onde 1,2 milho de m so destina-dos preservao ambiental.

    Destacamos ainda o projeto para duplicar capacidade de embarque dos

    gros no Porto de So Francisco do Sul. Com investimento privado estimado em R$ 230 milhes, o novo bero deve estar concludo em cerca de 18 meses aps o incio das obras que dependem da apro-vao do Governo Federal

    No deixe de ler tambm, caro lei-tor, a matria especial sobre o aniversrio de Itaja e as potencialidades da cidade de 154 anos. Ela nasceu e cresceu ten-do como pano de fundo seu porto, mas aos poucos comea a vislumbrar outros segmentos da economia. O momento promissor e deve ser muito bem aprovei-tado, pois uma cidade que se intitula o lugar do futuro no deve se prender ex-clusivamente atividade porturia.

    O Pacto federativo tambm foi abordado nesta edio, tema de gran-de relevncia, pois responsvel pela diviso das receitas dos impostos tem gerado debate em todo pas nas vrias instncias do Executivo e do Legislativo Municipal, Estadual e Federal.

    Falamos tambm do aquecimento do mercado de shoppings em Balnerio Cambori e Itaja. Smbolos do poder de consumo de uma cidade ou regio, os centros comerciais do litoral se consoli-dam, ampliam e atraem novos investi-mentos.

    Essas e outras informaes, bem como as tradicionais seces Portos do Brasil e Coluna Mercado, nas pginas seguintes da sua revista.

    Boa leitura!

    Servios Contbeis Abertura de Empresas - Planejamento TributrioSe voc pretende abrir sua empresa, venha para OCIL.

    DESTAQUE DA CONTABILIDADE EM SC EDIO 2011 DO CRC-SC

    RUA SAMUEL HEUSI, 190 CJTO. 1103 - CEP 88.301-320 CENTRO ITAJA - SC - EDIFCIO ITAJAHY TRADE CENTER

    www.ocilcontabil.com.br Fone: (47) 3348-1787

  • 6 Junho 2014 Economia&Negcios

    O complexo porturio catarinen-se composto por cinco portos espalhados pelo litoral, todos considerados de excelncia operacional. Alm disso, agora Santa Catarina conta com um dos maiores centros de logs-tica porturia do Brasil. Localizado na retrorea do Porto de Itapo, litoral Nor-te do Estado, o CLIF - Centro Logstico Integrado iniciou suas operaes com uma superestrutura capaz de atender, de forma customizada, empresas dos mais variados setores da economia.

    A instalao deste Centro Logsti-co em Santa Catarina imprime um novo

    impulso ao comrcio exterior do Estado, pois ele atende os mesmos padres de tecnologia e servios do mercado inter-nacional, explica o scio-diretor da em-presa, Carlos Rosa.

    Distante 7,2 km do terminal portu-rio, o Clif ocupa uma rea total de 127 mil m, sendo 20 mil m de armazns e 70 mil m de ptio com capacidade est-tica para 4.100 contineres e carga solta e 550 tomadas reefer (para contineres refrigerados). A construo do empreen-dimento contou com investimentos de R$ 120 milhes, incluindo a compra de um terreno de 3,2 milhes de m, onde

    Maior centro logstico de Santa Catarinainicia suas operaes em Itapo

    Maior centro logstico de Santa Catarinainicia suas operaes em Itapo

    A construo do

    empreendimento

    contou com

    investimentos de

    R$ 120 milhes,

    incluindo a compra

    de um terreno

    de 3,2 milhes

    de m, onde 1,2

    milho de m

    so destinados

    preservao

    ambiental

    entrevista entrevista Reproduo

  • Economia&Negcios Junho 2014 7

    1,2 milho de m so destinados preser-vao ambiental.

    neste espao privilegiado que a empresa oferece uma grande variedade de servios que inclui desde o recebimento e armazenagem de mercadorias, at o mo-nitoramento de temperatura de containers, etiquetagem de mercadorias, controle de estoque e transporte rodovirio.

    Segundo Carlos Rosa, foram investi-dos R$ 6 milhes na compra e instalao de equipamentos para controle de carga e cmeras de monitoramento que permitem aos clientes monitorar suas mercadorias em tempo real. Queremos garantir total segurana em todos os processos, do re-cebimento ao embarque da mercadoria, refora.

    Nos prximos meses, o Clif tambm passar a operar como Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportao (Redex), onde as mercadorias sero desem-baraadas pela Receita Federal do Brasil na prpria sede da empresa.

    Confira a seguir a ntegra da entre-vista Revista Porturia Economia & Negcios concedida pelo scio-diretor da empresa Centro Logstico Integrado, Carlos Rosa.

    Revista Porturia O complexo porturio catarinense composto por cinco portos espalhados pelo litoral, todos considerados de excelncia ope-racional. Quais foram os critrios adota-dos pela empresa para escolher Itapo como sede do Centro Logstico Integra-do?

    Carlos Rosa Optamos por investir em um local em que tudo realmente fos-

    se novo. A escolha da cidade de Itapo ocorreu em 2007, no momento em que a previso de um porto em Itapo comeava a concretizar-se. Naquela ocasio, com a orientao correta, resolvemos investir em reas de terras, preparando e, poste-riormente, consolidando um projeto que fizesse a diferena na retrorea de Itapo. Nossa deciso foi acertada, pois hoje es-tamos presentes em um dos portos mais modernos da Amrica Latina, que oferece estrutura para receber navios de grande porte, j que seu canal de acesso principal possui mais de 14,5 m de profundidade.

    Porturia A empresa tem inten-o de expandir a sua rea de atuao abrindo outros Centros Logsticos Inte-grados em Santa Catarina ou no Brasil?

    Rosa - Neste momento o nosso foco fortalecer a retrorea em Itapo, dando o suporte necessrio para o desenvolvimento do porto e da cidade em que estamos in-seridos. Nosso objetivo continuar expan-dindo nossa atuao em Itapo. Entende-mos que ainda podemos contribuir muito em termos de estrutura e servios.

    Porturia - Como o Centro Logsti-co Integrado deve impulsionar o comr-cio exterior do Estado?

    Rosa - Nosso projeto contempla uma infraestrutura moderna e projetada para integrao de rgos facilitadores e sistema de inteligncia digital com o ob-jetivo de agilizar os processos de importa-o e exportao e garantir a integridade e disponibilidade das informaes dos pro-cessos. O mercado cada vez mais aponta para a necessidade de solues logsticas

    entrevista entrevista

  • 8 Junho 2014 Economia&Negcios

    integradas