revista portuária - 09 março 2015

Click here to load reader

Post on 08-Apr-2016

216 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Portuária - 09 Março 2015

TRANSCRIPT

  • 4 Maro 2015 Economia&Negcios

    NDICE

    www.revistaportuaria.com.br

    Duas vezes por semana, a Revista Porturia atualiza o blog da publica-o, que tem sempre informaes exclusivas sobre tudo o que acon-tece no mundo dos negcios no Brasil. O informativo jornalstico en-caminhado duas vezes por semana para uma base de dados segura e criteriosamente construda ao longo de 15 anos de mercado, formada por mais de 90 mil empresas. Composto por notcias econmicas de interesse de empresrios, polticos e clientes, o blog trata de todo e qualquer tema que envolva economia, especialmente aqueles voltados aos terminais porturios de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Para-n. Se voc souber de alguma novidade, tiver informaes relevantes sobre temas econmicos e quiser contribuir com o trabalho da Revista Porturia, entre em contato com a reportagem no endereo eletrnico: jornalismo@revistaportuaria.com.br

    Revista Porturia tambm est na web com informaes exclusivas

    830

    Intermodal South America 2015 Ganho de produtividade e controle de custos motivam

    embarcadores de cargas a buscar solues

    atinge empresas que operam em Itaja e Navegantes

    CRISE NA PETROBRAS

    14

    Vero 2015 registra alta no faturamento

    do setor tercirio em Santa Catarina

    A MAIORIA DOS TURISTAS 89,5% VEIO DO PRPRIO BRASIL, MAS OS VIZINHOS ARGENTINOS MARCARAM

    PRESENA MAIS UMA VEZ, COM 7,6% DE PARTICIPAO

    Ministro dos Portos recebe comitiva

    catarinensepara tratar de demandas do Porto de Itaja

    30

  • Economia&Negcios Maro 2015 5

    Editora BittencourtRua Anita Garibaldi, 425 | Centro | Itaja Santa Catarina | CEP 88303-020 Fone: 47 3344.8600

    DiretorCarlos Bittencourt direcao@bteditora.com.br

    Jornalista responsvel: Anderson Silva DRT SC 2208 JPDepartamento de JornalismoRevista Porturia - Economia e NegciosFone: 55 47 3344-8609http://www.revistaportuaria.com.br

    Diagramao:Solange Alves solange@bteditora.com.br

    Contato ComercialRosane Piardi - 47 8405.8776 comercial@revistaportuaria.com.brContato Comercial (agncias)Junior Zaguini - 47 8415.7782junior@bteditora.com.br

    CapaFoto: Shutterstock | Arte: Leandro Francisca

    ImpressoImpressul Indstria GrficaTiragem: 10 mil exemplares

    Elogios, crticas ou sugestesdirecao@bteditora.com.brPara assinar: Valor anual: R$ 240,00

    A Revista Porturia no se responsabiliza por conceitos emitidos nos artigos assinados, que so de inteira responsabilidade de seus autores.www.revistaportuaria.com.br twitter: @rportuaria

    ANO 15 EDIO N 181MARO 2015 EDITORIAL

    Comercial para todo o Brasil

    VIRTUAL BRAZIL Ltda+55 48 3233-2030 | +55 48 9961-5473

    MAIL: paulo@virtualbrazil.com.brSKYPE: contatos@virtualbrazil.com.br

    Crise na Petrobras atinge empresas que operam em Itaja e Navegantes

    Os estaleiros espalhados pelo Bra-sil, e as empresas envolvidas na cadeia de produo da indstria naval e na fabricao de plataformas de petrleo, enfrentam um momento de in-certeza desde que a Petrobras, respons-vel por at 80% das encomendas, come-ou a cortar investimentos. Para piorar, os bancos esto relutantes em liberar crdito, principalmente para aquelas companhias que tm construtoras envol-vidas na Lava Jato como scias. Para no permitir um novo desmonte da indstria naval, o governo promete aportar at R$ 6,3 bilhes no Fundo Marinha Mer-cante, a principal fonte de financiamento do setor.

    O setor naval extremamente de-pendente das encomendas da Petrobras. Desde 2004, quando o Programa de Mo-dernizao e Expanso da Frota (Promef) da Transpetro alavancou a demanda por embarcaes e plataformas, o emprego no segmento saltou de 12,6 mil para 82,5 mil no ano passado, de acordo com os nmeros do Sindicato Nacional da In-dstria da Construo Naval e Offshore (Sinaval).

    Os reflexos da operao da Pol-cia Federal e revelaes de fraudes em contratos na maior empresa brasileira, j causa desdobramentos em Santa Ca-tarina. O principal setor associado pe-troleira no Estado o naval, com forte concentrao em Itaja e Navegantes

    A reportagem especial da Revista Porturia Economia & Negcios traz um levantamento sobre os reflexos dessa situao na regio e quais so as pers-

    pectivas deste segmento.Recentemente o grupo industrial

    portugus Amal Construes Metlicas que opera em Itaja e especializado na fabricao de mdulos para plataformas de petrleo para a estatal, fez o anncio da demisso em massa quando os 450 funcionrios de um total de 540 volta-vam das frias coletivas.

    De acordo com a direo da em-presa, a Amal optou pelas demisses porque a empresa terceirizada para a qual trabalha ir assumir uma das obras contratadas pela Petrobras, ocasionando a dispensa de servios. Informou ainda que existe a possibilidade de encerra-mento total das atividades no municpio.

    Em dezembro de 2014, no incio das denncias da Lava-Jato uma outra empresa estabelecida em Itaja, o Con-srcio MGT tambm demitiu 400 fun-cionrios, com possibilidade de demitir mais 300 este ano.

    Alm disso, o grupo Keppel Sing-marine Brasil, dona do estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ), colocou todos os 700 funcionrios de seu estaleiro em Na-vegantes - que no presta servios dire-tamente para a Petrobras - em frias co-letivas. A tendncia que a empresa de Cingapura espere os desdobramentos do escndalo na estatal para decidir o que vai fazer com os investimentos no Brasil.

    Alm das reportagem acima cita-da destaque para as tradicionais seces Portos do Brasil e Coluna Mercado, nas pginas seguintes da sua revista.

    Boa leitura!

  • 6 Maro 2015 Economia&Negcios

    Cerca de 70 lideranas polticas e empresariais do Vale do Itaja se reuniram em Rio do Sul para traar planos e debater sobre o fornecimento de informaes para o Estudo de Viabilidade (EVTE-A) do Corredor Ferrovirio Santa

    Catarina. O encontro foi realizado, no Centro Universitrio para o De-senvolvimento do Alto Vale do Ita-ja (Unidavi), e foi promovido pelas vice-presidncias regionais da Fa-cisc (Alto Vale e Vale do Itaja), da Fiesc (Alto Vale, Vale do Itaja, Foz do Itaja e Serra Catarinense) e por associaes de municpios (Amavi, Ammvi e Amfri).

    A Associao Empresarial de Rio do Sul apresentou um diagns-tico sobre a evoluo do EVTE-A, que ir apontar o traado da fer-rovia e servir de base para a rea-lizao do levantamento aerofoto-gramtrico e do projeto bsico de engenharia. A Valec Engenharia, Construes e Ferrovias S.A, que conduz a elaborao dos estudos,

    j deu incio anlise de informaes de mercado, dados am-bientais e socioeconmicos produzidos pelo consrcio Prosul/Setepla/Urbaniza/Hansa e disponibilizados no 2 Relatrio de Andamento do Estudo de Viabilidade Tcnica, Econmica e Ambiental (EVTEA) da Ferrovia da Integrao.

    Essa reunio foi um marco histrico para a constitui-

    o do traado original da Ferrovia da Integrao do Estado de Santa Catarina, pois uniu todo o Vale do Itaja na mesma proposta, na mesma solicitao, formando assim um trabalho conjunto, um trabalho organizado, que visa garantir um futu-ro mais promissor em termos de Infraestrutura para toda essa regio., afirma o vice-presidente regional da Facisc, Andre Armin Odebrecht.

    Segundo informaes apuradas junto a Valec, a partir do quarto relatrio mensal j ser possvel identificar o mapa com os corredores preferenciais. Eles sero delineados a partir de uma anlise multicriterial, baseada em 33 variveis, in-cluindo relevo, cidades, dados econmicos e impactos am-bientais.

    Durante a reunio foi constituda uma comisso que ter a atribuio de coletar e disponibilizar dados Valec e ao consrcio. Um ofcio, assinado por todas lideranas presentes no encontro, foi remetido empresa, solicitando a realizao de audincias pblicas em Rio do Sul, Blumenau e Itaja. Par-lamentares da regio tambm se comprometeram em organi-zar um encontro com o governador Raimundo Colombo.

    O EVTE-A do Corredor Ferrovirio de Santa Catarina deve ser concludo at setembro. O contrato, de R$ 46,5 mi-lhes, inclui ainda a realizao do levantamento aerofotogra-mtrico e do projeto bsico.

    Os prximos passos sero: a mobilizao das Associa-es Representativas e Associaes de Municpios, no sentido de levantar subsdios para os estudos de viabilidade econ-mica, associados Audincias Pblicas com todos os agentes decisrios. Tudo isso dentro de uma agenda comum e com-partilhada, acrescentou Odebrecht.

    Lideranas catarinenses se renem para discutirestratgias sobre o Corredor Ferrovirio

    DURANTE O ENCONTRO UM DIAGNSTICO SOBRE A EVOLUO DO ESTUDO DE VIABILIDADE QUE IR

    APONTAR O TRAADO DA FERROVIA FOI APRESENTADO

    O EVTE-A do Corredor

    Ferrovirio de Santa Catarina

    deve ser concludo at setembro. O contrato, de R$

    46,5 milhes, inclui ainda a realizao do levantamento

    aerofotogramtrico e do projeto

    bsico.

  • 8 Maro 2015 Economia&Negcios

    Desacelerao do ritmo de crescimento da economia destaca importncia do carter estratgico da logs-tica de transporte para a competitividade das empre-sas. A Feira tambm vai discutir regulao, perspectivas de crescimento e mercado de granis lquidos e deve atrair mais de 50 mil visitantes.

    Acontece entre os dias 7 e 9 de abril no Transamri-ca Expo Center, em So Paulo, o principal encontro do setor de logstica, transportes de cargas e comrcio exterior das Amricas: a Intermodal South America. Em sua 21 edio, o evento traz novidades, como a realizao simultnea da

    InfraPortos South America, feira dedicada ao setor de infraes-trutura porturia, e refora a importncia urgente dos trans-portes e da logstica na estruturao das trocas comerciais no pas e dele com outros mercados.

    Com mais de 20 edies, a feira para o mercado um parceiro de negcios que apresenta solues para a logsti-ca, transporte de cargas e comrcio exterior, com servios de ponta para o