revista negÓcios & empreendimentos ed 18

Download REVISTA NEGÓCIOS & EMPREENDIMENTOS ED 18

Post on 13-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

REVISTA NEGCIOS & EMPREENDIMENTOS ED 18

TRANSCRIPT

  • LIMPEZAA NOVA ERA DA

    EMPRESRIOS DO MERCADO DE HIGIENE E LIMPEZA COMEMORAM RESULTADOS POSITIVOS E PROJETAM CRESCIMENTO A MDIO E LONGO PRAZO. O DESAFIO, NO ENTANTO, CORRER

    CONTRA O TEMPO PARA ENTENDER AS TRANSFORMAES DO SETOR.PGINA 32

    | Daniel Wehmuth, da

    Quimisa. Fatura-mento da empresa

    superior a R$ 170 milhes.

    ISSN 2176-5553NMERO 18 PREO R$ 9,99

    9 772176555004

    N

    QUEM NO QUER

    AS CHUTEIRASPENDURAR

    QUEM NO QUER

    AS CHUTEIRASPENDURAR

    QUAIS RESULTADOS APRESENTAM AS EMPRESAS QUE CONTRATAM PESSOAS COM DEFICINCIA? Pg. 46

    O EXEMPLO DE EMPRESRIOS QUE MANTM-SE FRENTE DE NEGCIOS H DECADAS E

    DESCARTAM PARAR.PGINA 38

    O EXEMPLO DE EMPRESRIOS QUE MANTM-SE FRENTE DE NEGCIOS H DCADAS E

    DESCARTAM PARAR.PGINA 38

    NESTA EDIO

    MOBILIDADEMOBILIDADEAs empresas que aproveitam a exploso das vendas de tablets e smartphones.

    SEU ERP NAS NUVENSO poder dos sistemas de gesto baseados em cloud computing.

    E MAIS: POLOS TECNOLGICOS INVESTIDORES ANJO MERCADO DE GAMES

    COMRCIOELETRNICOCOMRCIOELETRNICOEspecialistas ensinam como montar uma loja virtual e caz.

    ESPECIALSOFTWARENACIONAL

    ESPECIALSOFTWARENACIONAL

  • 2O ESTOQUE DOS CLIENTES

    LOGSTICA

    Daniel Wehmuth, gestor comercial da Quimisa, d detalhes dos investimentos

    mais recentes da empresa. Inaugura-mos uma unidade em Jandira (SP) no

    ano passado, devido ao aumento da demanda no Sudeste. Outra deciso estratgica da empresa foi a parceria

    realizada com uma transportadora. Te-mos trs unidades em operao, e, num

    raio de 200 quilmetros de cada uma, os pedidos feitos pela manh so entregues tarde. Assim, eu me torno o estoque do

    cliente, pois eles no precisam dedicar grandes espaos para armazenamento.

    Pgina 52

    Na pauta das reunies estratgicas de toda e qualquer empresa, o medo pode ser estimulante ou paralisante. Expandir para outros mercados, lan-ar produtos novos, mergulhar em inovao, trazer profissionais diferentes. Tudo isso pode ser sinnimo de boas oportunidades, ou ento de que necessrio colocar o p no freio tudo depende do posicionamento.

    Nesta edio, fomos atrs de quem optou por abraar o desconheci-do, deixando o medo de lado. A reportagem de capa ilustra bem essa questo. Empresrios liga-dos ao setor de higiene e limpeza seguiram crescendo at o mo-mento e preveem expanso, visu-alizando os novos jeitos de con-sumir a Jan-PRO, por exemplo, comea a aplicar o conceito de desinfeco no mercado.

    A matria Quando a inclu-so torna-se estratgica ou-tro exemplo, abordando o rela-tivo desconhecimento acerca da contratao de pessoas com deficincia. As empre-sas que optaram por trazer colaboradores com essas caractersticas colheram resultados que as surpreenderam alguns trabalhadores tiveram desempenho superior aos normais. Em outra reportagem, a Balaroti mostra suas estratgias para aumentar a penetrao em San-ta Catarina. Investiram em pesquisas e estudos para no chegarem despreparados em um mercado at ento desconhecido. Uma atitude coerente. Porm, agora tero que usar essa mesma lucidez para saber que vencer o medo do desconhecido no ser suficiente para lhes garantir um lugar ao sol no Estado.

    UM ADEUS AO DESCONHECIDO

    Fernando Bruning, Editor Chefe

    Tomar a deciso de aventurar-se com lucidez em posicionamentos e mercados desconhecidos louvvel, mas preciso estar inserido em um conjunto de aes prticas.

    Diretor Geral Jefferson Pereira da Silva - Diretor Comercial Sidinei Duarte - sidinei@negociosempreendimentos.com.br - Diretor de Arte Vicente Andrade - SC 02193 DG - criacao@negociosempreendimentos.com.br - Editor-chefe Fernando Brning - 02264 JP - redacao@negociosempreendimen-tos.com.br - Redao Letcia Wilson, Tayse Cardoso e Vanessa Hauser. Colaboraram: Matheus Pera, Jlia Pitthan, Milena Nandi e Pedro Machado - Diagra-mao Paulo Henrique Wolf - Planejamento e Marketing Bruno Henrique Rodrigues Romo - Coordenador de fotografia Ronald T. Pimentel - Circulao e assinatura Jnior Nascimento - assinatura@negociosempreendimentos.com.br - Web designer Alex Nunes - Representantes comerciais Luiz Bayard, Douglas Rubens Jahn, Flavio Rocha, Vitor Andrade, Chico Souza, Eduardo Nunes Nogueira, Patrcia Diniz Sposito, Mirela Leite Fragoso, Valdir Silva de Souza, Joaquim Barros, Mario Silva, Thiago Bittencourt, Eliomar Santos da Costa, Antnio Francisco Almeida, Paulo Csar da Silva, Sandra Dias Ges - Sucursal Florianpolis floripa@negociosempreendimentos.com.br - Sucursal Tubaro tubarao@negociosempreendimentos.com.br - Sucursal Crici-ma criciuma@negociosempreendimentos.com.br - Sucursal Balnerio Cambori b.camboriu@negociosempreendimentos.com.br - Colaboradores Luiz Bayard, Mrcia Paiva da Silva, Helena Pinheiro Lemos, Uriel Pereira Climaco, Adriana Meirer, Jackson Fadini Toledo, Laura Cunha, Clia Souto Grosso, Jair Simes, Bruno Pdua de Almeira, Camila Felippo, Renata Maia, Hermes Barcelos Cunha, Roberto Antunes, Ftima Veira da Rosa, Regina Alves, Ivo Neri Agnol, Alessandro Pinheiro S, Rgis Ramalho, Emlio Cavalheiro, Audria Ximenes, Jhonathan Gonalves de Mello. - Correspondncia Comentrios sobre o contedo editorial, sugestes e crticas. - imprensa@supernovaeditora.com.br - Rua Fritz Muller, n 50 - edifcio Praia Bela, 6 andar - Coqueiros, Florianpolis - SC - CEP 88080-720.

    Ncontato@negociosempreendimentos.com.br

    www.negociosempreendimentos.com.br

    www.twitter.com/negociosempreen

    www.facebook.com/negociosempreendimentos

    Florianpolis: (48) 3029.0300

  • 3www.negociosempreendimentos.com.br

    A ARTE DE ATUAR EM VRIAS FRENTES

    O VCIO QUE VIROU GRIFEEu j era f da Dopping, mas, depois de ler a matria sobre eles na edio passada, fiquei

    mais ainda. Os detalhes do trabalho da empresa nas lojas me cativaram, mas no concordo

    com o que chamaram de fast fashion. No descartamos roupas assim to rpido.

    Fabiana Eiji Petroni - Iara/SC

    Vender para as classes B e B+ andar na corda bamba. Existe o risco de existir menos sofisticao do que esse pblico

    busca, mas vejo que a Dopping consegue evitar esse tipo de coisa.

    Marcelo Boguchesky - Joinville/SC

    Foi providencial a colocao da Mormaii na matria Sem medo de diversificar. Para mim, a empresa que melhor faz isso no Estado. Tem roupas, calados e at carros da marca, e nenhum deles arranha o nome. Artur Fernandes Diniz - Cricima/SC

    Uma empresa precisa ter vrias fontes de renda, claro. Mas eu percebo um movimento exagerado de diversificao por parte de certas companhias. algo perigoso, pois pode ser um tiro no p. Jean Ariel Nogueira - Balnerio Cambori/SC

    O First Group ilustra como a diversificao de negcios deve acontecer. Partindo da primei-ra empresa, as outras surgiram em atividades complementares. muito mais seguro do que se arriscar em algo totalmente novo. Flvio de Almeida Filho - Itaja/SC

    A diversificao importante tambm no que se refere inovao. Isso exige inves-timentos em pesquisa e desenvolvimento, algo que agrega valor marca, como no caso do tablet que a Ilha Service vai lanar. Everson Jusinskas - Joinville/SC

    AS LDERESRosa do Canto um dos cases mais interes-santes de resilincia que j vi na vida. Afinal,

    ela tornou-se empresria ao perder o marido, sem experincia em gesto e, ainda por cima,

    grvida de sete meses. No toa que sua empresa, a New Color, vai to bem. Fernanda Sari Mello - Blumenau/SC

    A reportagem sobre as mulheres empre-endedoras ficou boa, mas focou demais a

    questo do preconceito existente. Acho que poderiam ter explorado mais a carreira de

    cada uma do que esse assunto j to batido. Lus Mrio Varotti - Jaragu do Sul/SC

    CADA VEZ MAIS DIFCILVrios setores da agroindstria esto em um contexto paradoxal. A suinocultura um exemplo, pois o Estado lder na produo desse tipo de carne, mas v sua lucratividade baixar. a velha equa-o que envolve preo de insumo alto e estradas ruins. Marcos Martins - Florianpolis/SC

    Os esforos para tirar qualquer impresso ruim que se tenha sobre a carne de porco devem ser contnuos. um produto com a marca de SC e que gera emprego aqui. Augusto Gomes Flock - Palhoa/SC

    Foto

    : And

    r P

    asso

    s/Di

    vulg

    ao

    Foto

    : Mar

    celo

    Sch

    moe

    ller/D

    ivul

    ga

    o

  • 4NESTA EDIO

    Logstica complexa, insumos caros... tudo conspira contra os produtores de frango.

    O mercado de higiene e limpeza cresce num ritmo acelerado e v o grau de exigncia dos consumidores aumentar.

    Pgina 32

    Aps erguer um grupo de empresas no setor de construo civil, Rogrio Rosa quer ser referncia

    mundial em turismo. Pgina 26

    A trajetria de em-presrios como Jos Tafner, que chegaram aos 60 anos de idade no comando de suas empresas sem tocar no assunto aposentadoria.

    EM BUSCA DE RECUPERAO

    UM SETOR EM TRANSFORMAO

    O CU NO O LIMITE

    SEM PARAR

    RADAR

    14 Os prximos destinos dos investimentos de negcios como Porto Itapo e Cassol, e a polmica do troca-troca de executivos.

    38

    OS NMEROS PROVAM

    12 Pesquisa da Fecomrcio/SC aponta que as famlias do estado esto diminuindo seu grau de endividamento, mas o tempo mdio de atraso ainda grande.

    DALMIR SANTANNA

    62 Para o palestrante, empreender para pessoas inquietas, que desafiam os prprios limites em busca de conhecimento e oportunidades na carreira.

    ALAOR TISSOT

    58 O presidente da Facisc traz detalhes dos resultados sentidos pela entidade com o que chama de Responsabilidade Social Empresarial.

    18

    Foto

    : Eds

    on B

    elin

    e/Di

    vulg

    ao

  • Clayton Salfer fala sobre o que mudou, e o que permaneceu, na Salfer aps a associao com a Mquina de Vendas.Os ganhos em eficin