revista diagramada faculdade polivox av2

Download Revista diagramada faculdade polivox av2

Post on 03-Jul-2015

1.337 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Diagramada Trabalho de faculdade.Algumas páginas do trabalho de diagramação da faculdade. Os textos não estão 100% a ver com o conteúdo, mas é porque estas páginas, não são as páginas concluídas...

TRANSCRIPT

  • 1. Microfonia tropicalista 1

2. Expediente Editora Estacio de SRedao Marcelo Martins da Silva Luiz Gustavo Lobo EveraldoOrientadora Angela Moreira 3. Tropiclia Sua interveno na cena culturalATropiclia foi o avesso da Bossa Nova. Assim o compositor e cantor Caetano Velosodefine o movimento que, ao longo de 1968, revolucionou o status quo da msica po- do pas foi, antes de tudo, crtica. pular brasileira. Dessa corrente, liderada pelo baiano de Santo Amaro da Purificao,tambm participaram ativamente os compositores Gilberto Gil e Tom Z, os letristas Torquato por equipe fulanos Neto e Capinam, o maestro e arranjador Rogrio Duprat, o trio Mutantes e as cantoras Gal Costae Nara Leo. Diferentemente da Bossa Nova, que introduziu uma forma original de compor einterpretar, a Tropiclia no pretendia sintetizar um estilo musical, mas sim instaurar uma novaatitude: sua interveno na cena cultural do pas foi, antes de tudo, crtica. 45 4. NO OLHO DO FURACOtempos difices A DITADURAAVrios intelectuais msicacomo Fernando popularHenrique Cardoso,brasileira era umaFernando Gabeira,importante formaJos Serra, Jos Dir-de expresso, con-ceu, etc... e artistastra a represso docomo Geraldo Van-governo daqueladr, Chico Buarque,poca. A DitaduraElis Regina, Caetanotrazia ao povo bra-Veloso, Gilberto Gil,sileiro sentimentosMilton Nascimen-de medo e tristeza.to, entre outros,Os compositoressofreram severasque participavamrepresses, como tor-de movimentostura, priso e exlio.contra tais senti-Eles publicaram commentos, passavamimportante relevnciasuas mensagense coragem suas obras,pela censura disfar- Amet ut vel dit venibh eugait augait utem ipsumsan endiam ea augiat acil dolor- mesmo que de forma disfarada.adamente, em letras de msicas, muito ting estisisi bla faccum at prat, quisl ulputating eu feuiscinisi.Nos governos do perodo ditatorial, podemosbem elaboradas. Nessa poca, houve a Cin venim ad er incidunt alit nibh ecte faccumsandit accum niam, sisit init,observar a intensidade, as transformaes epromulgao do AI-5, que obrigava a quam verit incin ut augait dignim delesto odolor in eros elit lorem volobor consequncias da censura. A msica foi o ins-inspeo e aprovao de qualquer trabalho tionseq uamconsenim at. Duisl ero od dolent volor sequatue velenibh eum dit,trumento de protesto mais importante, porqueartstico, por agentes do governo. vulla faci eu faccum dignibh estrud enim iurem zzriusto od mod del dolobore moloreetum veliquat, quat numsandre del dipit luptate magnisit lutpat alit et atRat. Ut wisisl esequatuerit luptat iriuretat. Il exeros nim zzriure magna feugiamet dignis nos euis eu faciduis aliquis adionse ut accum vullan verci ex ercipit lorem ectetue endrer susto eugait wis do commyquipsum dit augue magnisi bla cor sumsan velisim ercipsu scidunt aliquis exeros at. nostincincip erosto commodo lutpate miniamcommy nostrud tatinisis alit veroAliquisisi.6 7 5. Tropicalismouma outra naode enlances pro- Buscando mastigar e triturarfundos, de fazer tudo, liderado por Gilberto Gil euma renovao no Caetano Veloso, juntamente de outros como Torquato Neto, Gal costa, TomBrasil Z, o poeta Jos Carlos Capenam, o maestro Rogrio Duprat, Nara Leo e mais, buscavam incorporar MPB elementos da msica pop, sem es- quecer aqueles nomes que prestaram um importante papel no movimento evolutivo da nossa msica. O antropofagismo mais um ciclo dentro do segundo movimento modernista iniciado em 1928 por um grupo de intelectuais paulistas chefiados p Oswald de Andrade , no movimento Pau Brasil, na semana modernista de 1922.Em 1967 (final da dcada de 60), iniciou-se um movimento cultu-ral, o movimento tropicalista. Visava captar uma outra nao de enlances profundos, de fazer uma re-O tropicalismo teve por base a ten-novao no Brasil e procurar alcanartativa de revelar as contradies pr- uma sntese de conscincia nacional.prias da realidade brasileira mostran- Alm disso, o tropicalismo no foido o moderno e o arcaico, o nacional um movimento puramente musical,e o estrangeiro, o urbano e o rural, o foi um comportamento adotado porprogresso e o atraso, em suma, o mo- todos os gneros artsticos.Significado de Tropicalismovimento no chegou a produzir umaNo teatro, surgiu O rei da velasntese destes elementos, mas buscou de Oswald de Andrade, dirigido por Jos Celso Martinez Corra, alms.m. Qualidade do que tropical.traduzir a complexidade fragmentria Movimento da msica popular brasileira nos anos 1968-1969. Teve como des-da nossa cultura.dos famosos, Parangols, do artista plstico Hlio Oiticica e Roda taque Gilberto Gil, Caetano Veloso, Torquato Neto, Rogrio Duprat, Tom Z, os Mutantes. No III Festival da M.P.B. da TV Record, as inovadoras msicas Domingo no parque (Gil) e Alegria, alegria (Caetano) lanaram o Tropicalismo, uma sntese propositalmente catica de nossas razes e valores sintonizada com outras manifestaes estticas e culturais daquele perodo. 89 6. INFLUNCIAS PARANGOL?A Nova Objetividade BrasileiraO que !? Leia e seja um.Hlio Oiticica chamava o Parangol de antiarte por excelncia.2Trata--se de uma espcie de capa (lembra ainda bandeira, estandar-te, tenda) que no desfralda plenamente seus tons, cores, formas,texturas, grafismos ou as impregnaes dos seus suportes materiais(pano, borracha, tinta, papel, vidro, cola, plstico, corda, esteira)seno a partir dos movimentos -- da dana -- de algum que a vis-Parangol PamplonaAdriana CalcanhottoComposio: Adriana Calcanhotto O parangol pamplona voc mesmo fazO parangol pamplona a gente mesmo fazCom um retngulo de pano de uma corsE s danarE s deixar a cor tomar conta do arVerdeRosaBranco no branco no peito nuBranco no branco no peito nu necessidade de representar um estado O parangol pamplona brasileiro como elemento importanteFaa voc mesmoA Tropiclia foi uma expressoE quando o couro come na cultura nacional.colhida de um projeto ambiental do s pegar carona A exposio relacionava o contextoarquiteto Hlio Oiticica na exposi- Laranja das vanguardas da poca e as diversaso Nova Objetividade Brasileira, Vermelho manifestaes da arte. Consistia numexposta no MAM no Rio de Janeiro, Para o espao estandarte ambiente formado por duas tendasem 1967 a qual caracterizava um Para o xtase asa-delta que o autor chamava de penetrveis.Para o delrio porta abertaestado da arte do Brasil de vanguarda, O cenrio tropical era composto de Pleno arconfrontando-o com os grandes mo- areia, brita espalhada pelo cho, araras Puro Hliovimentos artsticos mundiais em busca e vasos com plantas e uma espcieMasde uma esttica puramente brasileira. de labirinto que percorria a tenda O parangol pamplona voc mesmo fazO conceito de Tropiclia evidenciava a 10 11 7. MICROFONIAOra apresentado como aface brasileira da contra-cultura, ora apresentadocomo o ponto de conver-gncia das vanguardasartsticas mais radicaispassando pelos procedimentos musicaisda Bossa Nova), o Tropicalismo, seusheris e eventos fundadores passaramO Tropicalismo, logo depois de suaa ser amados ou odiados com a mesmaexploso inicial, transformou-se numintensidade. Atualmente, mais amados dotermo corrente da indstria cultural e da que odiados, diga-se. BOTEI OS FRACASSO NASmdia. Em que pesem as polmicas gera-A interveno histrica operada sobre-PARADAS DE SUCESSOdas inicialmente (e no foram poucas), otudo pelo Tropicalismo musical, foi to Caetano Tropiclia parece uma coisa viva, que estTropicalismo acabou consagrado como contundente que mesmo aqueles que,ponto de clivagem ou ruptura, em diver- na poca, no se identificaram com seus Veloso acontecendo. Tropicalismo parece uma escola,um movimento num sentido mais convecional.sos nveis: comportamental, poltico-ide- pressupostos, no lhe negaram a radicali- A palavra Tropicalismo apareceu na imprensaolgico, esttico. Ora apresentado como dade e a abertura para uma nova expresso num texto de Nelsinho Motta.a face brasileira da contracultura, ora esttico-comportamental. Com o passarapresentado como o ponto de convergn-dos anos o vu da memria histrica se UM POETA DESFOLLHA A BANDEIRA E Acia das vanguardas artsticas mais radicais torna mais espesso e os significados e MANH TROPICAL SE INICIA(como a Antropofagia modernista dos complexidades em jogo tendem a perderanos 20 e a Poesia Concreta dos anos 50,nitidez. Sendo assim, as efemrides soA atuao revolucionria quase sempre est as-momentos propcios para uma reavaliaocrtica. sociada quebra repentina de um padro. Foi isso que aconteceu na Tropiclia. H, porm,Gil uma forma menos perceptvel de revoluo, que se engendra nos pequenos pontosARTISTASter sido bem mais efetiva, pois, se nem A desgraa, quando ocorreu, feliz- todos chegaram ao sucesso comercial (o mente, no foi total, pelo menos para a maioria deles, embora de relevanteque, evidentemente, no se aplica aoscasos de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Mutantes MELHOR NO SER NORMALConjunto formado em So Paulo nos anos gravidade: prises, exlios, banimentosRita Lee e Gal Costa), e se nem todos60, passou por diversas formaes e teve da mdia e das gravadoras, defenestra- foram prestigiados da forma como real-vrios nomes (Wooden Faces, Six Sided Ro- es, hostilidades de outros artistas, mente mereciam, ao menos o seu ideriockers, O Conjunto, OSeis) at se consolidar execraes, esquecimento pblico e esttico nos parece ter resultado exitoso.como o trio Os Mutantes, em 1966. outros reveses. A glria, afinal, parece musical no pas. 1213 8. EXPERIMENTAES Criatividade e ousadiaNam duciem tella re, ca; Cupicis facte ius rem ompra viriam caperfinatamTo molus. Sum ipio nonvolt uspion ium ponere aris; nostre ac rest L. Lascepere tabenequo ponticaed consine mandius saturatie ni ficeris tissitamssimus a ressili castius fatuidemqueiam perniciore que considea reber-face atquod con Etrarit.feceri, optemquam mei pero virteaPerferecem. Imiliuscio vius ca L. Abis. iam. Marem. Valaris; in inverio, que Batmakumbayy batmakumbaobaBatmakumbayy batmakumbaoBatmakumbayy batmakumbaBatmakumbayy batmakumBatmakumbayy batmanBatmakumbayy batBatmakumbayy baBatmakumbayyBatmakumbayBatmakum