revista de contabilidade e organizaes estudo do controle ... do controle externo da gesto pblica...

Download Revista de Contabilidade e Organizaes ESTUDO DO CONTROLE ... DO CONTROLE EXTERNO DA GESTO PBLICA Revista de Contabilidade e Organizaes, vol. 5, nm. 12, mayo-agosto, 2011, ... Nmero

Post on 15-Feb-2018

221 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Revista de Contabilidade e Organizaes

    ISSN: 1982-6486

    rco@usp.br

    Universidade de So Paulo

    Brasil

    Kronbauer, Clvis Antnio; Pires Krger, Gustavo; Ott, Ernani; Nascimento, Clber Jos

    ANLISE DE INCONSISTNCIAS APONTADAS PELO TCE/RS EM AUDITORIAS MUNICIPAIS:

    ESTUDO DO CONTROLE EXTERNO DA GESTO PBLICA

    Revista de Contabilidade e Organizaes, vol. 5, nm. 12, mayo-agosto, 2011, pp. 48-71

    Universidade de So Paulo

    So Paulo, Brasil

    Disponvel em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=235221531004

    Como citar este artigo

    Nmero completo

    Mais artigos

    Home da revista no Redalyc

    Sistema de Informao Cientfica

    Rede de Revistas Cientficas da Amrica Latina, Caribe , Espanha e Portugal

    Projeto acadmico sem fins lucrativos desenvolvido no mbito da iniciativa Acesso Aberto

    http://www.redalyc.org/revista.oa?id=2352http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=235221531004http://www.redalyc.org/comocitar.oa?id=235221531004http://www.redalyc.org/fasciculo.oa?id=2352&numero=21531http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=235221531004http://www.redalyc.org/revista.oa?id=2352http://www.redalyc.org

  • Revista de Contabilidade e Organizaes, vol. 5 n. 12 (2011) p. 48-71

    ANALYSIS OF INCONSISTENCIES IDENTIFIED BY THE AUDIT OFFICE OF RIO GRANDE DO SUL IN MUNICIPAL AUDITS: AN EXTERNAL CONTROL STUDY OF

    PUBLIC MANAGEMENT

    www.rco.usp.br

    Clvis Antnio Kronbauer a; Gustavo Pires Krger b; Ernani Ott c; Clber Jos Nascimento d

    O presente estudo aborda o tema do controle externo da gesto pblica, e seu objetivo analisar a natureza dos apontamentos do TCE/RS referentes ao exerccio de 2004, frente aos Executivos Municipais do Rio Grande do Sul. Trata-se de uma pesquisa aplicada, descritiva, com aborda-gem quantitativa e procedimento tcnico documental. As tcnicas de anlise de dados envolvem estatstica descritiva e anlise de varincia. Os resultados revelaram que no perodo analisado as principais irregularidades apontadas pelo TCE/RS, relacionam-se : (1) Despesas, (2) Adminis-trao de Pessoal e (3) Controles Internos. As regies de maiores inconsistncias encontram-se no norte e noroeste do estado do RS. Ademais, mediante anlise de varincia, percebeu-se que os municpios com maior nmero de irregularidades apontadas pelo TCE/RS so aqueles com: maior rea geogrfi ca, maior populao, maior PIB e maior RCL, num intervalo de confi ana de 95%. A concluso mais signifi cativa revela que as irregularidades e defi cincias no Sistema de Controle Interno so maiores naqueles municpios com maior nmero de irregularidades de gesto apontadas.

    Recebido em: 17/03/2011 Aceito em:19/05/2011 2 Reviso: 07/07/2011Sistema de Avaliao: Double Blind ReviewEditor Cientfi co: Amaury Jos Rezende

    This paper deals with the external control of public management, and its purpose is to analyze the natures of the appointments listed in the Annual Audit Report of TCE/RS, for the year 2004, in relation to the municipal executives from the state of Rio Grande do Sul. This is a docu-mentary research with quantitative characteristics. The techniques of data analysis involved descriptive statistics and variance analysis. The results revealed that during the period under review, the major irregularities pointed out by TCE/RS, are related to: (1) expenses, (2) human resource administration (3) Internal Controls Systems. The regions that presented a high occur-rence of inconsistencies are found in the north and the northwest areas of Rio Grande do Sul state. Furthermore, by variance analysis, it was noted that the municipalities with the highest number of irregularities listed by TEC/RS are those with: greater geographic area, larger pop-ulation, higher GDP and higher Net Current Revenue, in a 95% reliance. The most signifi cant fi nding reveals that the irregularities and defi ciencies in internal control system are even higher in municipalities with the highest number of management failures evidenced.

    Copyright 2011 FEA-RP/USP. Todos os direitos so reservados..

    ANLISE DE INCONSISTNCIAS APONTADAS PELO TCE/RS EM AUDITORIAS MUNICIPAIS: ESTUDO DO CONTROLE EXTERNO DA GESTO PBLICA

    Resumo

    Palavras-chave: Administrao Pblica; Auditoria Governamental; Tribunal de Contas; Apon-tamentos.

    Keywords: Public Administration; Audit Offi ce; Public Management Failures.

    Abstract

    aProfessor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS; Doutorado em Contabilidad y Auditora pela Universidad de Sevilla, U.S.,

    Espanha; E-mail: clovisk@unisinos.brb Professor do Centro Universitrio La Salle / Canoas-RS; Mestrado em Cincias Contbeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil,

    Porto Alegre, RS Brasil; E-mail: gustavokruger.professor@hotmail.comcProfessor da Faculdade So Francisco de Assis UNIFIN; Doutorado em C Econ y Empresariales Convalid Usp C Contbeis pela Universidad de Deusto;

    Porto Alegre, RS Brasil; E-mail: ernani@unisinos.brdServidor pblico do Tribunal de Contas do Estado Do RS, TCE-RS; Mestrado em andamento em Cincias Contbeis pela

    Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS; Especializao em Ps-graduao em Finanas pela Pontifcia Universidade Catlica do Rio Grande do

    Sul, PUCRS; Porto Alegre, RS Brasil; E-mail: cjn@tcers.gov.br

    Revista de Contabilidade e Organizaes

  • Anlise de Inconsistncias Apontadas pelo TCE/RS em Auditorias Municipais: Estudo do Controle Externo da Gesto Pblica

    RCO, Ribeiro Preto, SP, v. 5, n. 12, p. 49-71, mai-ago 2011 www.rco.usp.br

    49

    INTRODUO1.

    O controle dos atos governamentais alm de estar intimamente ligado ao Estado Democrtico de Direito, em que h a supremacia do interesse coletivo sobre o interesse particular, sustenta a correta e efi caz aplicao dos recursos pblicos no atendimento s demandas sociais, substancialmente, quanto transparncia da gesto pblica (ROBERTS; POLLIT, 1994). Nesta mesma linha de raciocnio Mileski (2005) ressalta que o controle atua como um elo entre o cidado e o governo, desempenhando um importante papel nas relaes entre Estado e Sociedade.

    As aes de verifi cao dos atos da gesto pblica no Brasil quanto atuao dos diversos rgos que compem a estrutura do Estado efetivam-se, basicamente, de duas maneiras: (1) por meio da fi scalizao exercida pelo Poder Pblico (Controle Estatal) ou (2) diretamente pelo cidado (Controle Social). Essa segunda espcie de fi scalizao, segundo Fernandes (2005), a mais genuna, democrtica e efi caz forma de verifi cao das aes pblicas. Cabe salientar, de acordo com Di Pietro (2005), que no Brasil, aps o perodo do regime militar, assimilaram-se as tendncias internacionais em favor do controle social, incorporando-as na Carta Magna vigente.

    Com relao ao controle realizado diretamente pelo Estado, a Constituio Federal de 1988 (CF/88) defi ne, na seco IX, captulo VII, duas espcies, a saber: (1) Interno, exercido pelo prprio poder ou rgo, dentro de sua esfera administrativa, visando disciplinar rotinas e evidenciar procedimentos ilegais ou ilegtimos; e (2) Externo, exercido pelo poder legislativo com o auxlio do Tribunal de Contas.

    Especifi camente quanto ao controle externo no estado gacho, cumpre destacar que o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE/RS) realiza auditorias, por meio de verifi caes quanto legalidade, legitimidade, economicidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e efi cincia dos atos praticados pelos gestores pblicos. Tais auditorias ocorrem em todas as esferas de governo (MELLO, 2009).

    Os princpios de auditoria do TCE/RS balizam-se nas premissas do General Accounting Offi ce GAO, do National Audit Offi ce NAO, do Offi ce of the Auditor General OAG, da Organizao Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores INTOSAI, do Organization of Latin American and Caribbean Supreme Audit Institutions OLACEFS, do International Federation of Automatic Control IFAC, do Tribunal de Contas da Unio TCU, e dos demais Tribunais de Contas Estaduais.

    De acordo com Wanna e Ryan (2003), o elevado ndice de corrupo e o anseio social por transparncia na gesto pblica, dentre outros fatores, passaram a exigir dos Tribunais de Contas uma atuao inovadora e moderna na fi scalizao. Rezende, Slomski e Corrar (2005) asseveram que quanto mais avanado o estgio democrtico de uma nao, maior o interesse social pela accountability. Nesse sentido, conforme observam Bowerman, Humpherey e Owen (2003), a anlise da execuo oramentria e fi nanceira dos rgos e entidades pblicas e, ainda, a avaliao do atingimento das metas e resultados revelam-se como procedimentos essenciais manuteno do equilbrio das contas governamentais.

  • C. A. Kronbauer; G. P. Krger; E. Ott; C. J. Nascimento

    RCO, Ribeiro Preto, SP, v. 5, n. 12, p. 50-71, mai-ago 2011 www.rco.usp.br

    50

    Assim, ao realizar a anlise da gesto dos executivos municipais do Estado do Rio Grande do sul, mediante os resultados da atuao do controle externo, o presente estudo justifi ca-se na medida em que poder contribuir para o delineamento histrico-evolutivo da qualidade da gesto dos municpios, permitindo a identifi cao de regies, e at mesmo municpios, com gesto defi citria. Destaca-se que a pesquisa pode ser til tanto para os gestores municipais - ao viabilizar um diagnstico dos municpios - quanto para o TCE/RS, no que tange, por exemplo, ao suporte na elaborao de matrizes de risco.

    O foco de pesquisa a anlise dos apontamentos emitidos por essa Corte em seus Relatrios de Acompanhamento de Gesto (RAGs), referentes ao exerccio de 2004, frente aos Poderes Executivos Municipais do Estado do Rio Grande do Sul, correlacionando-os com variveis ambientais qualitativas e quantitativas. A escolha das variveis ambientais (fatores explicativos) que compuseram o escopo da anlise efetuada foi b

Recommended

View more >