revista da tv pernambuco

Download REVISTA DA TV PERNAMBUCO

Post on 03-Jul-2015

553 views

Category:

Investor Relations

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

REVISTA DA TV PERNAMBUCO

TRANSCRIPT

  • 1. EDI O P / L EITOR ES , E XP ECT AD ORE S, AN UNC IA NT E S, AG N CIA S E I NVE ST IDO RE S REVISTA DA TV PERNAMBUCOW W W. P ER NA M BU CO . T VTV PERNAMBUCOA TV PERNAM BU CANA DE M AIO R AUDINCI A E ALCANCE M UNDIALPRIMEIRA COLOCADA ABSOLUTA NO GOOGLEANO 1 - N 1 R$ GR TISO FIM D A PLASTIFICA O R E C I F E , A S O PA U L ODO NO RDESTE NA TVD O N O R D E ST E INTE RN E T NA TV DA S ALAO Q UE IS S O P O D E MUD AR?N O VA E R A N A C O M U N I C A O P E R N A M B U C A N ABlog de PernambucoONDEONDEONDECOMERFI CARMORARTVBUC Owww.blogdepernambuco.com.brMONDEIR, ETC...P E RN AW W W. P E R N A M B U C O .T V - A M D IA N M E R O U M D O E S TA D O

2. R D I O PER N AM BU CO F MFMPERNAMBUCOW W W .P E R N A M B U C O .F M A R D IO P E RN A MB U C AN AD E M A I O R A U D I N C I A E A LC A N C E M U N D I A LA RDIO ONDE VOC ASSISTE O QUE ESCUTA W W W. P ERNAMBUCO.FM A RDIO PERNAMBUCANA PRIMEIRA COLOCADA ABSOLUTA NO GOOGLE A RDIO N 1 DO ESTADOANUNCIE - CONSULTE SUA AGNCIA DE PUBLICIDADE 3. Parafraseando Por Marcelo VeigaO Fim da Plastificao do Nordeste na TVO Nordeste est longe de ser somente o mundo rural, a regio sofreu mudanas extraordinrias e agora se apronta para aparecer, falar e influenciar.Geralmente quando o nordesteA Internet vai desconstruir aparece na TV para emprestaro Brasil imaginrio que aseus cenrios naturais a diversasprodues muitas inspiradas emantiga TV formou livros de autores da regio, comoJorge Amado e Ariano Suassuna. O Nordeste um caleidoscpio deinfluncias culturais riqussimos,muito aqum do que jamais semostrou pela TV manipuladabrasileira. O Nordeste foi umainveno geopoltica num dadomomento do Brasil e houve pocaem que a Bahia era leste e noNordeste. Num determinadomomento houve a necessidade dese fazer a SUDENE, ento muitacoisa virou Nordeste e a regiovirou uma massa que no bemisso. A s grandes TVs no donacionais e no retratando aespao ao contedo produzido riqueza cultural e a diversidade Isso cria o esteretipo nordestinopelas TVs regionais, que existentes na regio, masque pega o pau de arara e vai prasobrevivem aos trancos e simplesmente reforandoSo Paulo e inculto. Mas essabarrancos com a garra de seusesteretipos, criando preconceitos contradio se desfaz dentro doprofissionais. Quando retratam criando uma fico a nvel prprio mecanismo da televisonordestinos, por exemplo, os nacional que no retrata a porque grandes artistas brasileirosatores so quase sempre do eixorealidade.so nordestinos, ento ao mesmoRio-So Paulo, e os sotaques tempo vive-se esta contradio. fazem parte de um esteretipo.Os tempos mudaram, o antigoesteretipo j no serve paraO Porto Digital no Recife Mas com o advento da internetilustrar o progresso da regio mas desconhecido do resto do Brasil.esta realidade mudou, a audinciaas grandes redes nacionais deNo jornalismo, s se entrevistamigrou da TV para a grande redeteleviso continuam desenhando especialistas do sudeste como semundial, o expectador deixou deuma caricatura do nordestino cujodissesse que no existe ningumser figura passiva para ser ativa, sotaque a principalque entende de engenhariaseja interagindo, exigindo e at caracterstica, carregado, gentica no Cear, quando emproduzindo programao. uniformizado, como se fosseNatal no Rio Grande do Nortepr-requisito para mostrar a temos o mais importante centro deA televiso no Nordeste completa regio. neurocincia do pas e na Paraba50 anos de vida, mas o Nordestefoi criada a interface Ginga, queesta na televiso brasileira desde A televiso que estamosest em todas as TVs Digitais,o seu incio h sessenta anos. acostumados quase toda apenas para citar algunsTemas, personagens e enredos produzida na regio sudeste, o exemplos.nordestinos sempre estiveram telejornalismo ento tem presentes nas grandes redespraticamente um nico sotaque. Continua WWW.NORDESTE.TV3 4. Parafraseando Pr og r am a Ver T VAssis Chateaubriand, paraibano O vaqueiro nordestino hoje usade Umbuzeiro, foi simplesmente o moto, nas festas do interior as fundador da televiso no Brasil emeninas usam a ultima moda dascriador do MASP, o mseu de Arte revistas de maior sucesso dode S.Paulo, um visionrio que fezpas, a economia local cresceo Brasil ser o quinto pas domais que So Paulo, Minas ou Rio,mundo a ter televiso, por isso elamas quando o nordeste notcia to desenvolvida e Assis na velha mdia, a seca ou umChateaubriand veio de uma cidade acidente extraordinrio quechamada Campina Grande ondeaconteceu. O to rico cotidiano co m L al o L ea ltem uma grande universidade eurbano nordestino vivido que a mais de quarenta anos um simplesmente alijado da produocentro de excelncia em muitas jornalstica e nossas produes nacoisas inclusive na rea defalar e influenciar. Nossa economia rea da cincia, tecnologia,computao. disparou na frente de outraseconomia entre outas no estoregies e surgem iniciativaspresentes no que se diz ser a TVA atual mudana econmica no miditicas originais como a redebrasileira. Nordeste est promovendo uma de TV NORDESTE, funcionando mudana cultural, apesar daestritamente online, presente emA TV NORDESTE surgiu no paraindstria ainda no querer arriscartodos os estados da regio, com virar esta tendncia, mas o queo modelo vigente. Mas a televisoprogramao prpria e produes pela sua prpria natureza estno mais o primeiro meio deindependentes, alm de toda fazendo, que transmitircomunicao, no controla mais o produo televisiva nacional eprogramas locais ou notciasmonoplio da informao, e no local comprometida com asobre a regio e seu povo, quemais uma via de informao derealidade da regio e seu povo.realmente reflitam o que so, semmo nica. A internet quebrou influncias dos monoplios deessa hegemonia das antigas redes Como se no bastasse a TV televiso analgicos reinantes hde TV descentralizando as fontes NORDESTE (www.nordeste.tv) 50 anos, desde antes do adventode informao regatando o poderfruto da quebra de monoplio do da internet banda larga veloz. regional quando a audincia passaIbope sobre as comunicaes peloa exigir a verdade, pois tem poder Google. Hoje, sinnimo de primeiroO sucesso da rede de TVde retorno de sua opinio, delugar em audincia s existe um, eNORDESTE surge da bemmobilizao, tira presidentes do chama-se Google, e televiso no sucedida estratgia planejadapoder e no engole maisNordeste, ou em qualquer de seuspelos conhecimentos dainformao mentirosa. estados ser encontrado noarquitetura da informao aoGoogle sempre em primeiro lugar,adquirir nomes de domnios comA melhor coisa que poderia a rede de TV NORDESTE, antesnomes prprios dos estadosacontecer com a televisode Globo, Record, Band ou seguidos da extenso ponto tevbrasileira seria a descentralizao, qualquer outra, porque fruto da era (.tv). Aliado a isso, a experinciaque as produes regionais digital, a TV NORDESTE tem em televisiva de profissionais quechegassem televiso nacional cada estado uma TV com o nome atuaram nas grandes redes dede modo que cada um falasse do deste estado, tendo se tornadoteleviso e mercado publicitrio,seu modo, da sua regio, com o primeiro lugar online de toda a esto consolidando um rede de TVseu olhar e que no precisasse daregio, e sua audincia crescenacional toda online que respeita ainterpretao do outro. gradativa com o aumento damultiplicidade cultural do povovelocidade das bandas largas no brasileiro, explorando exatamenteO Nordeste est longe de ser mundo, e slida na medida dao que foi relegado todos estessomente o mundo rural, a regiodigesto do novo meio deanos pelo televiso nacional, osofreu mudanas extraordinrias e comunicao internet pelasBrasil que no s sudeste, Rioagora se apronta para aparecer,geraes. de Janeiro ou So Paulo. 4WWW.NORDESTE.TV 5. Por Marcelo VeigaNos telejornais, ou o nordestino Pr og r am a Ver T VA possibilidade de o Nordestetratado como retirante da enchenteestar numa nova televiso ou da seca, ou ento o Nordeste diretamente proporcional ao fatoaparece com suas belas praias,de televiso brasileira mudar ouou o Nordeste coitadinho ou o morrer. Nordeste turstico, somente isto, Ou a TV brasileira avana, ou elafalta mostrar o Nordeste real, o diase estagna e no vai mais tera dia urbano, onde os setores condies de concorrer com aseconmicos so considerados a outras opes de lazer disponveisBola da Vez na economia, comno mundo contemporneo. Aseus talentos de todos os tipos,televiso esta passando porespecialistas de todas as reas,Jos Araripe, cineasta, diretor e mudanas muito profundas, noda medicina politica, que tem roteiristas a nossa, mas a televiso noinfluenciado essa nao apesar da mundo inteiro que exige mudanadiscriminao e que se apronta e aquelas comerciais que impe ou fica para trs. A audincia dapara comear a ditar regras a nvelum padro desregionalizado. internet j trs vezes a da TV.nacional nas mais diversas reas A TV brasileira virou um graas a revoluo das novas mastodonte antiquado com O Brasil est mostrando sua caratecnologias e meios de dificuldade de se atualizar cuja em vrias expresses culturaiscomunicao.estrutura contnua no permite a por diferenas que ajudam aflexibilidade experimental dounificar nossa terra nos fazendoO Brasil vai se render aocinema, nem a velocidade uma nao de verdade e podemosNordeste. Somos maioria, inovativa do mundo digital. atravs da internet, das novasexportamos imigrantes para todas TVs online, das TVs inteligentesas regies durante anos, estamos As TVs precisariam saber conectadas desconstruir esseprontos para influenciar a politica eaproveitar melhor a rede mundial Brasil imaginrio que a antiga TVos novos rumos da mudanade computadores, alm de fazer formou, em outra nao quesocial no pas. Estamos infiltradosmelhor e maior uso dos produtorescongregue todos os sotaques,nas quatro cantos da nao e de contedo regionais, mas todos os hbitos, gostos e valores,somos bairristas, amamos nossa perece que seguem inertes apois no foi s o sotaque queterra, somos famlia, e no somoscaminho de serem engolidas pelounificaram. tolos para no notar a tsunami internet. discriminao histrica injusta queM