revista da juventude agosto - 2014

Download Revista da Juventude agosto - 2014

Post on 02-Apr-2016

227 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista da Juventude São João Paulo II, produzido pela Equipe de Comunicação da Pastoral Juvenil da Diocese de Paranavaí.

TRANSCRIPT

  • Revista da Juventude

    So Joo Paulo II

    www.conectachristi.com.br

    Edio 02 - Ano I Pastoral Juvenil da Diocese de Paranava agosto-2014

    LECTIO DIVINA DOS EVANGELHOS DOMINICAIS

    DUAS ASAS QUE NOS ELEVAM A DEUSMUNDANISMO ESPIRITUAL

    O mundanismo espiritual uma realidade to presen-te nas nossas comunidades, tem uma grande facilidade de se infi ltrar nos nossos gru-pos pois possui uma roupa-

    gem religiosa, mas que fi ca apenas na aparn-cia. Podemos identifi car esse pensamento ao lon-go da Histria da Igreja, sempre identifi cado com uma heresia, quase sem-pre est ligado ao poder e o mais preocupante que sua incidncia

    maior na juventude.

    ::Pgina 9 ::

    Esta coluna tem por objetivo provocar o jovem leitor a pensar sobre o papel da f e da razo na vida do jovem cristo no mundo contemporneo. Dessa forma, nosso dilogo no poderia se iniciar de outra

    forma seno pela aluso encclica de So Joo Paulo II sobre as relaes entre f e razo (Fides et ratio). No documento, de forma profundamente teolgica e potica, o saudoso Papa afi rma A f e a razo (fi des et

    ratio) constituem como que as duas asas pelas quais o esprito humano se eleva para a contemplao da verdade.

    ::Pgina 13 ::

    A l i t u r g i a dominical do ms de agosto inicia-se pelo 18 Domingo do Tempo Comum, em que o Evangelho narra a multiplicao dos pes. O tema bastante inspirador para o incio desta

    nossa partilha sobre a Palavra de Deus atravs do mtodo da leitura orante (Lectio Divina). Em nossas comunidades, em cada celebrao eucarstica e, solenemente, no Dia do Senhor, o domingo, o Senhor Jesus presena real na Eucaristia, na comunidade

    reunida e na Palavra Proclamada.Assim, nossa fome de Deus saciada pelo encontro com os irmos, pelo o Po Eucarstico e pelo Po da Palavra. A Exortao Ps-Sinodal Verbum Domini nos recorda que a Palavra de Deus tem para ns um rosto, Jesus de Nazar.

    ::Pginas 4-7::

  • Revista So Joo Paulo II 2 agosto - 2014 Revista So Joo Paulo II 3 agosto - 2014

    www.conectachristi.com.br Pastoral Juvenil da Diocese de Paranava

    Estamos j na segunda edio da Revista da Ju-ventude - So Joo Paulo II, ainda estamos em fase de teste, conseguindo algumas pessoas para serem colu-nistas em nossa revista e assim, ter assuntos diversos que possam agregar na vida do jovem, seja no grupo ou pessoal.

    Nos prximos meses teremos mais novidades quanto a isso e tambm vamos iniciar a caminhada rumo ao DNJ - Dia Nacional da Juventude, que tem como tema esse ano: Feitos para sermos livres, no escravos e tem como Iluminao bblica: Eis o que diz o Senhor. Praticai o direito e a justia, e livrai o oprimido das mos do opressor. (Jr 22, 3a). J foi disponibilizado o subsdio para o ms de agosto e se-tembro, que foi feito conforme o subsdio Jovem e a CF, dos livros da Campanha da Fraternidade de 2014. Aps, faremos uma caminhada para a Jornada Diocesana da Juventude, que ir acontecer nos dias 06 e 07 de dezembro.

    Esperamos que desfrutem dessas ferramentas e desse caminho que propomos para esses dois eventos grandes que vai acontecer em nossa Diocese de Para-nava.Vamos caminhar juntos, mas cada um conforme o seu carisma.Deus nos abenoe!!

    Alx Tutty

    Conecta Christi - Equipe de Comunicao da Pastoral Juvenil da Diocese de Paranava

    Diagramao e Layout: Alx Tutty

    Redao: Jovens Comunicadores

    redacao@conectachristi.com.br

    Publicao mensal e onlinewww.conectachristi.com.br

    EDITORIAL

    EXPEDIENTE

    .com/conectachristi

    twitter.com/conectachristi

    Fiquem Conectados!!!

  • Revista So Joo Paulo II 3 agosto - 2014

    www.conectachristi.com.br Pastoral Juvenil da Diocese de Paranava

    Introduo leitura orante Acendimento da vela e invocao do Esprito Santo

    1 Momento - LEITuRA - O que nos fala os textos em si

    a. Retire-se em silncio, b. Procure um espao (capela, jardim, quarto,etc.). c. Entre em sintonia consigo mesma, respire profundamente e preste aten-o , nos seus sentimentos, pensamentos, emoes. Pea a ajuda do Esprito Santo, d. Leia o texto: e. (sublinhe frases ou palavras importan-tes. ou transcreva parte do texto .. ). Pres-tar ateno s imagens, verbos, f. Caso voc lembrar de outro texto d ateno a esta lembrana, g. Caso voc se dispersar, respire, pea o dom do Esprito e recomece o caminho,

    2 Momento - MEDITAO - O que Deus nos fala hoje por este texto

    a.Experimente reler o texto! b.Repetir, mastigar, sentir o sabor, rumi-nar a Palavra ... c.Ouvir o que Deus est dizendo hoje atravs do texto.d.Escolha uma frase ou expresso do texto que te marcoue.Preste ateno aos apelos do Senhor.

    3 Momento: ORAR - O que o texto me faz dizer para Deus

    - Deixar brotar de dentro do corao tocado pela Palavra uma resposta ao Senhor, preces, agrade-cimentos , pedido de perdo

    4 Momento: CONTEMPLAR

    a. Expressar um compromisso a que a Leitura Orante nos levou.b. Resumir tudo numa frase para levar consigoc. Rezar um Salmo apropriado para encerrar o momento.

    LEITuRA ORANTE DA BBLIA - LECTIO DIVINAPassos da Lectio Divina

  • Revista So Joo Paulo II 4 agosto - 2014 Revista So Joo Paulo II 5 agosto - 2014

    www.conectachristi.com.br Pastoral Juvenil da Diocese de Paranava

    SENHOR D-NOS SEMPRE DESTE PO

    Amarildo Pinheiro MagalhesParquia Nossa Senhora de Guadalupe Loanda

    Gabriel GuimaresParquia Nossa Senhora Aparecida Loanda

    A liturgia dominical do ms de agosto inicia-se pelo 18 Domingo do Tempo Comum, em que o Evangelho narra a multiplicao dos pes. O tema bastante inspirador para o incio desta nossa partilha sobre a Palavra de Deus atravs do mtodo da leitura orante (Lectio Divina). Em nossas comunidades, em cada celebrao eucarstica e, solenemente, no Dia do Senhor, o domingo, o Senhor Jesus presena real na Eucaristia, na comunidade reunida e na Palavra Proclamada. Assim, nossa fome de Deus saciada pelo encontro com os irmos, pelo o Po Eucarstico e pelo Po da Palavra. A Exortao Ps-Sinodal Verbum Domini nos recorda que a Palavra de Deus tem para ns um rosto, Jesus de Nazar. Neste ms vocacional, desejamos que voc, jovem, possa descobrir o sabor do encontro com o Cristo-Palavra de Deus que nos , com alegria, decidida segui-Lo, conforme o chamado que Ele lhe faz no hoje da sua vida, no vigor da sua juventude. Para isso, contamos com a intercesso amorosa de Maria, Assunta ao Cu, Me das Vocaes e padroeira da nossa Diocese.

    3 DE AGOSTO - 18 DOMINGO DO TEMPO

    COMUM

    O Evangelista Mateus nos apresenta, neste domingo, Jesus e a multido em lugar deserto. A exemplo de Moiss , Jesus sacia a fome do povo, fazendo memria da primeira Pscoa e do man enviado por Deus. Somos convidados a colaborar com Jesus no milagre da partilha e nos deixarmos alimentar por Ele, com o Po da Vida Eterna.

    Mateus 14, 13-21

    LEITURA O QUE O TEXTO DIZ EM SI?

    - Jesus acabara de receber a notcia da morte de Joo Batista e se retira para o deserto;

    - A multido o segue e Ele encheu-se de compaixo por eles e curou os que estavam doentes;

    - Os discpulos apresentam a Jesus uma dificuldade (alimentar a multido) e uma soluo (despedi-los para que cada um compre o seu alimento);

    - Jesus prope uma soluo revolucionria: Eles no precisam ir embora. Dai-lhes vs mesmos de comer;

    - Alimentar o povo com a palavra acarreta tambm o compromisso com as suas condies de vida;

    - O milagre acontece com a colaborao de algum que se prope a partilhar. Esta a lgica do projeto de Deus, romper com o egosmo que gera acumulao, desigualdade e sofrimento;

    - A partilha gera a fartura: todos comeram e ficaram satisfeitos e dos pedaos que sobraram, recolheram ainda doze cestos cheios (Mt 14,20);

    - Elementos que enriquecem a leitura (CNBB, 1998):

    Paralelo com o man (xodo 16) e com a sada do Egito (xodo 12). Jesus o novo Moiss, que sacia a fome do novo Povo de Deus;

    O sentido dos nmeros: cinco pes e dois peixes, formam sete (sinal de totalidade para os judeus); sobraram doze cestos (recorda as doze tribos de Israel e o novo Povo de Deus, a Igreja);

    MEDITAO O QUE O TEXTO DIZ PARA MIM?

    - Com que personagem do texto eu me identifico?

    - O que me diz a atitude da multido?

    - O que me diz a atitude dos discpulos?

    - O que me diz a atitude de Jesus?

    - Que palavra ou expresso do texto fala hoje ao meu corao?

    - Como tem acontecido o milagre da partilha em minha vida e na vida de minha comunidade?

    ORAO O QUE EU DIGO A DEUS?

    Somos convidados a voltar o nosso corao a Jesus que se enche de compaixo por ns e acolhe as fomes mais profundas do nosso ser. Falar-lhe como a um amigo que nos guia nos deserto da vida.

    CONTEMPLAO COMO A PALAVRA ILUMINA O MEU AGIR?

    Somos convidados a saborear a Palavra de Deus. Que atitudes interiores e exteriores a intimidade com narrativa da multiplicao dos pes nos motiva?

    10 DE AGOSTO - 19 DOMINGO DO TEMPO

    COMUM

    A cena narrada por So Mateus no Evangelho deste domingo sucede o milagre da multiplicao dos pes e mostra Jesus que vem ao encontro dos apstolos caminhando sobre as guas. A barca agitada pelo mar revolto simboliza a comunidade crist (CNBB, 1988), sempre agitada pelas guas do mundo. Somos convidados, portanto, a olhar para as tempestades que assolam nossa vida comunitria e pessoal e, diante delas, gritar ao mundo a nossa profisso de f: Jesus verdadeiramente o Filho de Deus.

    LECTIO DIVINA

    EVANGELHOS DOMINICAIS - MS DE AGOSTO

  • Revista So Joo Paulo II 5