revista da abinee edição 75

Download Revista da Abinee edição 75

Post on 16-Mar-2016

220 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista da Associao Brasileira da Indstria Eltrica e Eletrnica

TRANSCRIPT

  • Associao Brasileira daIndstria Eltrica e EletrnicaAno XV - No 75 - maro/2014

    Setor eltrico

    Uma situao preocupante | Pg. 12

    Pg. 18 | Logstica Reversa - Seis pontos a vencer

    Precisamos de um projeto de pas

  • 2 | maro 2014 | Revista Abinee n 75

    RIN

    O C

    OM

    28 Feira Internacional da Indstria Eltrica, Eletrnica, Energia e Automao

    FIEE2015

    dE 23 a 27 d

    E maro dE

    2015

    Anhembi So

    PAulo SP

    www.fiee.co

    m.br

    Organizao e Promoo:

    Apoio Oficial:

    eStAmoS Pr

    ePArAndo n

    ovidAdeS

    PArA A SuA e

    mPreSA!

    informA

    eS:

    info@fiee.co

    m.br ou (11)

    3060-4893

    REELT1113-0014_FIEE_2015 - An_210x280mm.indd 1 1/27/14 6:17 PM

  • Revista Abinee n 75 | maro 2014 | 3

    Publicao bimestral da Associao Brasileira da Indstria Eltrica e Eletrnica - AbineeConselho editorial

    Humberto barbatoDrio bampaFabin Yaksiccarlos cavalcanti

    editorJos carlos De oliveira - mtb 12.723zecarlos@abinee.org.br

    redaoJean carlo martins - mtb 48.950renata nogueira silvestre - mtb 63.833

    PubliCidadecssia baralDi cassia@abinee.org.br

    Fotosarquivo abinee

    revisorosngela Dariva

    Produo GrFiCamorganti publiciDaDe - www.morganti.com.br

    imPresso e CtPDuograF

    tiraGem 6.000 exemplares

    assoCiao brasileira da indstria eltriCa e eletrniCaav. paulista, 1313 - 7 anDar - 01311-923pabx: 55 11 2175.0000 - Fax: 55 11 2175.0090www.abinee.org.br

    maro De 2014nmero 75

    As correspondnciAs pArA A revistA devem ser encAminhAdAs redAo viA correio ou e-mAil.

    Ao editor reservAdo o direito de publicAo de pArte ou ntegrA dAs mensAgens.

    AutorizAdA A reproduo dos textos publicAdos nestA edio desde que citAdA A fonte

    ou AutoriA. As opinies expressAs e mAtriAs publicAdAs nA colunA dAs AssociAdAs so de

    inteirA responsAbilidAde de seus Autores.

    ndice

    livre opinio A indstria brasileira pede socorroPgina 36

    IPD EletronEmbrapii: atual estgio

    e perspectivasPgina 24

    ISC BrasilInovaes na rea de seguranaPgina 22

    logstica reversaSeis pontos a vencer

    Pgina 18

    reunio plenriaSetor eltrico: uma

    situao preocupantePgina 12

    editorialPrecisamos de um projeto de pasPgina 10

    em focoPresidente da Abinee

    rene-se com Ministro Mauro Borges

    Pgina 5

    lei de informticaCmara aprova PEC de Manaus em primeiro turnoPgina 16

  • 4 | maro 2014 | Revista Abinee n 75

    O Grupo de Teste e Medio Eletrnica da Agilent, incluindo seus 9.500 funcionrios e seus 12.000 produtos, se tornar Keysight Technologies.

    Veja mais em www.keysight.com.br

  • Revista Abinee n 75 | maro 2014 | 5

    em foco

    Presidente da Abinee rene-se com Ministro Mauro Borges

    Barbato participa com Ministro Pimentel de misso ao Paraguai

    Opresidente da Abinee, Humberto Barbato, fez, no dia 20 de feverei-ro, uma visita de cortesia ao novo Ministro do Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior, Mauro Borges.

    Na oportunidade, Barbato tratou de diversos assuntos de interesse das em-presas do setor eletroeletrnico, entre eles a necessidade de prorrogao dos incentivos da Lei de Informtica.

    O ministro agradeceu a visita e afir-mou que dar encaminhamento das de-mandas apresentadas pela Abinee.

    Opresidente da Abinee, Humber-to Barbato, participou no dia 13 de janeiro, de misso do governo brasileiro ao Paraguai ao lado do ento Ministro do MDIC, Fernando Pimentel, e dos presidentes do Inmetro, Joo Jorna-da, e da ABNT, Pedro Buzatto Costa.

    Durante encontro com o Ministro pa-raguaio da Indstria e Comrcio, Gustavo Leite, Pimentel destacou que o objetivo da visita se integra inteno do gover-no brasileiro em apoiar o desenvolvimen-to do pas vizinho.

    Na oportunidade, foi firmado acordo de apoio mtuo entre Inmetro e Insti-tuto Nacional de Tecnologia e Norma-lizao (INTN) na rea de metrologia, ocasio em que Joo Jornada se colocou disposio para colaborar com o Para-guai na implementao do padro para-guaio de plugues e tomadas, aos moldes do Brasil.

    Durante a viagem, o presidente da Abi-nee teve a oportunidade de apresentar ao ministro Fernando Pimentel duas propos-tas a serem levadas ao governo paraguaio.

    A primeira delas a criao de um programa similar ao Luz para Todos no Paraguai, uma vez que, hoje, j existe a possibilidade tcnica para implemen-tao de tal projeto, por conta da Linha de transmisso Itaipu/Assuno, recente-mente inaugurada.

    Barbato props, tambm, a criao de um laboratrio de ensaio de alta tenso para equipamentos eltricos, do lado pa-raguaio de Itaipu, utilizando recursos do Fundo para a Convergncia Estrutural do Mercosul (FOCEM).

    Em paralelo aos assuntos da coope-rao Brasil-Paraguai, o presidente da Abinee conversou com o Ministro Pimen-tel sobre a prorrogao da Lei de Infor-mtica.

  • 6 | maro 2014 | Revista Abinee n 75

    em foco

    Opresidente da Abinee, Humberto Barbato, acompanhado da as-sessora de Telecomunicaes da entidade, Vera Lcia de Oliveira, visi-tou, em 17 de janeiro, o CPqD - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento -, em Campinas.

    Barbato foi recebido pelo presidente Hlio Graciosa, acompanhado de Carlos Eduardo Salla e Jlio Martorano, di-retores, respectivamente, de Fomento Empresarial e de Projetos Especiais da instituio.

    Na oportunidade, foi apresentada a estrutura do CPqD, associada aos re-sultados alcanados ao longo dos anos, com a criao de empresas, Institu-tos de Pesquisa entre outras iniciati-vas, aps o grande desafio que foi sua transformao em Fundao, e a priva-tizao do Setor de Telecomunicaes do pas, no governo FHC.

    Em seguida, os visitantes foram con-duzidos ao Laboratrio de Comunica-es pticas da instituio. Na sequn-cia, conheceram o laboratrio da Padtec, empresa associada da Abinee. O presi-

    Presidente da Abinee faz visita ao CPqD, em Campinas

    dente da Padtec, Jorge Salomo Pereira, e o diretor Roberto Yoshihiro Nakamura, apresentaram as atividades da empresa no fornecimento de dispositivos e siste-mas de comunicaes pticas de elevada complexidade e desempenho.

    Humberto Barbato e Vera Lcia co-nheceram, tambm, a empresa J!, cria-da pelo CPqD e que investe seus esfor-os na captura de oportunidades para inserir tecnologias de ruptura ou inova-es incrementais no mercado.

    Segundo o presidente da Abinee, a visita ao CPqD, um centro de exceln-cia em nvel internacional, propiciou a oportunidade de conversar sobre as possibilidades de cooperao crescente entre as duas entidades. um orgulho termos no pas um Instituto de Pesqui-sa do porte do CPqD, com um corpo de cientistas to qualificado, composto por cabeas das diferentes regies do pas, que desenvolve um trabalho reconheci-do em diversas partes do mundo, e que no perde em nada aos melhores Cen-tros de Pesquisa internacionais, disse Barbato.

    Ele acrescentou que, atravs do de-senvolvimento de diversos produtos e criao de empresas vitoriosas como a Padtec, entre outras, o CPqD demons-tra, na prtica, que possvel fazer no Brasil pesquisa aplicada totalmente in-tegrada com as necessidades e os de-safios que a indstria tem a superar, em reas to geis e inovadoras como a de telecomunicaes. Oxal nossos empresrios saibam utilizar e usufruir de entidade to rica em conhecimento como o CPqD, completou o presidente da Abinee.

  • Revista Abinee n 75 | maro 2014 | 7

    Foi publicada no Dirio Oficial da Unio de 30 de janeiro, a Portaria 51 do Inmetro, que institui, no m-bito do Sistema Brasileiro de Avaliao da Conformidade - SBAC, a certificao voluntria para instalaes eltricas de baixa tenso. Os requisitos estabelecidos pela citada Portaria se aplicam s insta-laes de edificaes novas e a reformas em edificaes existentes, qualquer que seja seu uso (residencial, comercial, p-blico, industrial, de servios, agropecu-rio, hortigranjeiro, etc.), incluindo as pr--fabricadas.

    Aplica-se, tambm, s instalaes el-tricas em reas externas s edificaes, cobertas ou descobertas; em locais de acampamento (campings), marinas e ins-

    ODirio Oficial da Unio, de 13 de fevereiro, publicou o Decreto N 8.194, que estabelece a aplicao de margem de preferncia em licitaes realizadas no mbito da administrao pblica federal para aquisio de equi-pamentos de tecnologia da informao e comunicao, para fins do disposto no art. 3 da Lei n 8.666, de 21 de junho de 1993.

    Segundo o Decreto, que atende a plei-tos da Abinee, ser aplicada a margem de preferncia normal, de 15%, para os produtos manufaturados nacionais, que atendam ao Processo Produtivo Bsico aprovado nos termos do Decreto-Lei n

    Certificao voluntria de instalaes eltricas de baixa tenso

    Governo estabelece margem de preferncia para TICs e informtica

    talaes anlogas e instalaes de cantei-ros de obra, feiras, exposies, parques de diverses e outras instalaes tempo-rrias.

    288, de 28 de fevereiro de 1967, e da Lei n 8.248, de 23 de outubro de 1991.

    Poder ser aplicada, tambm, margem de preferncia adicional, de 10%, para aquisio de equipamentos com tecnolo-gia desenvolvida no pas, conforme Por-taria Interministerial MDIC/MCTI n 383, de 26 de abril de 2013.

    Em janeiro, o governo j havia publicado o Decreto N 8.184 , estabelecendo margem de preferncia para a aquisio de impres-soras (classificadas no Cdigo TIPI/NCM na posio 8443.3) e de computadores (classi-ficados na posio 8471). Neste caso, tanto a margem de preferncia normal quanto a de preferncia adicional de 10%.

  • 8 | maro 2014 | Revista Abinee n 75

    A melhor forma de engajar a sua empresa em uma importante causa social e fazer a diferena na vida de quem tem cncer

    Selo Investimos na Vida

    Este programa voltado para empresas, e visa a

    captao de recursos po