revista culture-se

Download REVISTA CULTURE-SE

Post on 28-Mar-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 01 março/abril de 2013. Revista produzida pelo 4b ações culturais e artísticas.

TRANSCRIPT

  • 4b Aes Culturais e Artsticas

  • 4b Invade atelie de

    Madu Lopes

  • Contato com o Artista:

    E-mail: madulopes@yahoo.com.br

    Fone: (53) 9139.1339 ou (53) 8442.8000

    http://www.flickr.com/madulopes

  • Apesar de ter um pouco mais de 500 anos de histria oficial, o Brasil demonstra o

    grande potencial de sua cultura. O pas tem as dimenses de um continente e uma

    diversidade cultural impressionante. Poderamos citar referncias de cultura a

    partir de regies ou at mesmo de estados, como tambm de cidades. Nesta

    diversidade cultural, podemos relacionar a msica, a dana, teatro, o patrimnio

    histrico edificado, a memria, as culturas tradicionais, a literatura, a literatura de

    cordel, a comida, a literatura, o folclore, as artes plsticas, o artesanato e muitos

    outros exemplos do que possumos e do que podemos considerar como nossa

    cultura. Podemos citar como exemplos mais concretos a comida mineira; As

    Folias de Reis, Festas do Divino e os Bumbas Meu Boi por todo pas; O Carnaval

    no Rio de Janeiro o Vermelho e o Azul no Amazonas; o Churrasco e a Erva Mate

    no Rio Grande do Sul, a Cultura Caiara por todo litoral, os Artesos no Norte

    Nordeste, enfim poderamos enumerar mil exemplos da presena cultural em

    nosso pas. A nossa histria oficial tem um pouco mais de 500 anos histria, mas

    talvez nos falte ainda constituir uma identidade cultural que ainda no temos. Esta

    uma dificuldade que advm da presena e da influncia de muitos outros povos e

    de muitas outras culturas que aqui se fazem presentes, sobretudo a portuguesa, a

    espanhola e no sul a Argentina e Uruguaia.

    O grande problema da nossa cultura que a grande maioria do nosso povo e dos

    nossos governos no consegue identificar a cultura como um valor e como um

    potencial capaz de gerar renda, incluso social e transformao do ser humano.

    Acredito que isto acontece porque na medida em aquele que produz a cultura e

    aquele que a consome passam por um processo de transformao no nvel da

    conscincia, que de alguma forma coloca em risco o poder de quem est no poder.

    Sendo assim, obvio que de uma forma muito articulada se desarticula e se

    enfraquece a produo cultural que mobiliza, organiza e faz pensar e se

    potencializa a uma cultura que imbeciliza: Big Brother, Fausto, Ratinho e muitos

    outros deste nvel. A partir deste ponto de vista acredito que j tempo e j se faz

    necessrio h muito tempo que ns enquanto povo devamos assumir a nossa

    cultura e desenvolver um trabalho consistente para que se constitua uma

    identidade cultural em termos de pas e nao. Objetivo este que as elites

    brasileiras trabalham para que no aconteam com o apoio da Rede Globo e

    outras Tvs, pois assim fica muito mais fcil exercer um domnio poltico sobre a

    sociedade.

    Quem constri a cidade so seus cidados talo Calvino

  • Digo isto porque nas experincias que tenho tido com aqueles que produzem cultura

    nas reas da msica, teatro, dana, literatura, vdeo, etc, tenho percebido que a

    maioria destes se diz apolticos, que no querem misturar a sua arte com a poltica,

    que odeiam os polticos, mas o que acontece de fato que esta omisso ou alienao

    os faz instrumento daqueles que querem estar no poder. Preciso esclarecer que

    quando falo de poltica no me refiro poltica partidria, mas a uma poltica que

    conscientiza e politiza e contribua para que o ser compreenda que a sua atitude e

    deciso pode transformar o ambiente no qual est vivendo para melhor ou para pior.

    Todos ns que trabalhamos direta ou indiretamente com cultura, precisamos ter bem

    claro o poder e a capacidade que temos de mudar e transformar o que e quem est a

    nossa volta. esta mentalidade que procuro passar em todos os projetos e produo

    no qual estamos envolvidos, isto , procuramos fazer com que qualquer atividade

    cultural a ser produzida acrescente algo de positivo para quem produz e para quem

    usufrui. No nosso ponto de vista acredito que no podemos esquecer que como

    artistas, produtores e como povo, fazemos parte de uma sociedade e de que neste

    contexto, somos privilegiados e ao mesmo tempo temos uma responsabilidade com o

    outro e com a sociedade a nossa volta.

    Acredito muito no poder e na fora da cultura como um instrumento de transformao

    e mudana tanto do ser humano como da sociedade como um todo. Acredito que a

    cultura pode contribuir e muito com a construo de uma identidade cultural em nosso

    pas; contribuir para a construo de outro nvel de conscincia poltica e cultural,

    mas para que acontea preciso urgentemente que este nvel de conscincia poltica

    e cultural, primeiro se estabelea na mente de todos aqueles que fazem e produzem

    cultura. Afinal, qual o objetivo de estarmos produzindo cultura?.

  • Pgina 1Pgina 2Pgina 3Pgina 4Pgina 5Pgina 6Pgina 7Pgina 8Pgina 9Pgina 10Pgina 11Pgina 12Pgina 13Pgina 14Pgina 15