revista brasileira de estudos 9 brasil nos anos 90: opÇÕes estratÉgicas e dinÂmica regional...

Download REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS 9 BRASIL NOS ANOS 90: OPÇÕES ESTRATÉGICAS E DINÂMICA REGIONAL –…

Post on 14-Feb-2019

227 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ESTUDOS URBANOSE REGIONAIS

REVISTA BRASILEIRA DE

publicao da associao nacional de ps-graduao

e pesquisa em planejamento urbano e regional

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAISPublicao semestral da Anpur (maio/novembro)

Nmero 2, novembro de 1999

ISSN 1517-4115

EDITORA RESPONSVEL

Norma Lacerda (UFPE)EDITORA ASSISTENTE

Lcia Leito (UFPE) COMISSO EDITORIAL

(e Conselho Editorial para este nmero) Ana Clara Torres Ribeiro (UFRJ), Marco Aurlio Filgueiras Gomes (UFBA),

Maria Adlia de Souza (Unicamp), Maria Cristina Leme (USP), Martim Smolka (UFRJ, Lincoln Institute), Naia de Oliveira (FEE/RS), Roberto Monte-Mr (UFMG)

ASSESSORIA NO EXAME DE TEXTOS

Adriano Dias (Fundaj) PROJETO GRFICO

Joo Baptista da Costa AguiarCOORDENAO E EDITORAO

Ana BasagliaREVISO

Consultexto e Margarida MichelSharing English (Ingls)

Fernanda Spinelli (reviso final)FOTOLITOS

Join Bureau de EditoraoIMPRESSO

A definir (?)

Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)(Cmara Brasileira do Livro, S P, Brasil)

Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais. A.1, n.2. 1999. Recife : Associao Nacional de Ps-Graduao e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional; editora responsvel Norma Lacerda : A Associao, 1999.v.

Semestral.ISSN 1517-4115O n 1 foi publicado em maio de 1999.

1. Estudos Urbanos e Regionais. I. ANPUR (Associao Nacional de Ps-Graduao e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional). II. Lacerda, Norma.

711.4 CDU (2. Ed.) UFPE711.4 CDD (21.Ed.) BC2000-019

ARTIGOS

9 BRASIL NOS ANOS 90: OPES ESTRATGICAS EDINMICA REGIONAL Tnia Bacelar de Arajo 25 QU DEBE HACER EL GOBIERNO LOCAL AN-TE LOS GRANDES EMPRENDIMIENTOS EN EL COMER-CIO MINORISTA? Jos Luis Coraggio e Ruben Cesar 39 EL DESARROLLO TERRITORIAL A PARTIR DE LACONSTRUCCIN DE CAPITAL SINERGETICO SergioBoisier55 DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTVEL: UMACONTRADIO DE TERMOS? Helosa Soares de Mou-ra Costa

73 IMPACTO DA APLICAO DE NOVOS INSTRUMEN-TOS EM CIDADES DO ESTADO DE SO PAULO RaquelRolnik89 O URBANISMO NO RECIFE: ENTRE IDIAS E REPRE-SENTAES Virgnia Pontual

RESENHAS

111 A sociedade em rede, de Manuel Castells porRainer Randolph114 O urbanismo no Brasil: 1895-1965, coordena-o de Maria Cristina da Silva Leme por WilsonEdson Jorge

ESTUDOS URBANOSE REGIONAIS

REVISTA BRASILEIRA DE

publicao da associao nacional de ps-graduao

e pesquisa em planejamento urbano e regional

S U M R I O

ASSOCIAO NACIONAL DE PS-GRADUAO E PESQUISAEM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL ANPUR

PRESIDENTE

Maria Flora Gonalves (Nesur/Unicamp)SECRETRIA EXECUTIVA

Maria Lcia Refinetti Rodrigues Martins (FAU/USP)DIRETORES

Cssio Frederico Camargo Rolim (UFPR)Geraldo Magela Costa (UFMG)

Henri Acselrad (UFRJ)CONSELHO FISCAL

Dcio Rigatti (UFRGS)Esterzilda Berenstein de Azevedo (UFBA)Frederico Rosa Borges de Holanda (UnB)

Esta publicao contou com o apoio da Finep Financiadora de Estudos e Projetos

e do Lincoln Institute of Land Policy

R . B . E S T U D O S U R B A N O S E R E G I O N A I S N 2 / N O V E M B R O 1 9 9 9 5

E D I T O R I A L com alegria que trazemos a pblico o segundo nmero da Revista Bra-

sileira de Estudos Urbanos e Regionais. Publicar sistematicamente uma revistaexige um esforo coletivo contnuo e disciplinado que em nada se parece como entusiasmo presente no momento em que se inicia um projeto editorial. As-sim, o segundo nmero traz consigo o alegre sabor do que se consolida, do quedeixa de ser promessa para constituir um fato, publicao que se fortalece paraocupar um lugar especfico em relao ao pblico a que se destina.

Temos ainda, diante de ns, o desafio de torn-la cada vez mais slida. AComisso Editorial, originalmente reunida como um Grupo de Trabalho de-signado pela Diretoria da Anpur para formular o projeto editorial da Revista,acumulou neste nmero, alm das funes executivas que lhe competem,aquelas prprias de um Conselho Editorial. Est sendo ultimada a formaodo Conselho mais amplo e permanente, constitudo mediante indicao insti-tucional de nomes, em resposta consulta realizada pela Diretoria da Anpurcom todas as instituies que a integram. Aos poucos vamos construindo anossa Revista, feio da comunidade que lhe deu origem.

Os artigos publicados neste nmero refletem, como o leitor poder facil-mente constatar, a pluralidade e a abrangncia do projeto editorial da RevistaBrasileira de Estudos Urbanos e Regionais, que abriga necessariamente questestrabalhadas pelas diversas disciplinas que tratam da temtica urbana e regional,cada uma delas dando o foco que lhe prprio. Aqui esto presentes artigos deautores brasileiros e estrangeiros, ordenados por temas mais abrangentes paratemas mais localizados.

A anlise de Tnia Bacelar de Arajo registra que a opo de insero doPas na economia globalizada tem-se dado de forma diferenciada, segundo asdiversas macrorregies brasileiras, ampliando as desigualdades entre elas e en-tre os subespaos que as conformam. exatamente nesse contexto que emer-gem identidades regionais capazes de promover a integrao de espaos deixa-dos margem do movimento mais geral e seletivo da insero global dos focosdinmicos. Tais movimentos surgem diante das escolhas estratgicas do gover-no federal, a quem caberia evitar a fragmentao do territrio nacional pormeio de uma poltica de desenvolvimento regional.

Impulsionados pela polmica gerada por solicitao da empresa Carrefourpara se instalar em Porto Alegre, Jos Luis Coraggio e Ruben Cesar abordamos impactos negativos dos grandes empreendimentos comerciais sobre o co-mrcio de mdio e pequeno porte. Destacam que, ao captarem mercados lo-cais, reorganizam os sistemas de abastecimento e de produo de bens de con-sumo e impem transformaes importantes ao tecido urbano. Enfatizam,ainda, que uma ampla aliana local seria capaz de pr limites aos projetos docapital comercial monopolista que esses empreendimentos refletem.

Sergio Boisier especula sobre a hiptese de haver uma incoerncia lgicanos modelos de planejamento territorial, a qual aparece no momento em que

6 R . B . E S T U D O S U R B A N O S E R E G I O N A I S N 2 / N O V E M B R O 1 9 9 9

se dimensionam as variveis independentes e dependentes desse processo ou,dito de outro modo, na medida em que se trata com elementos quantitativoso fenmeno do desenvolvimento qualitativo por definio. Apoiado noconceito de capital sinergtico, o autor traz para a discusso uma dimensoainda no devidamente explorada pelo planejamento urbano: a dimenso sub-jetiva, no-material, do ato de planejar.

O artigo de Heloisa Soares de Moura Costa analisa a idia de desenvolvi-mento sustentvel, apontando as imprecises de um conceito que, embora am-plamente utilizado, traz consigo conflitos tericos de difcil conciliao. Apsuma primeira parte eminentemente reflexiva, a autora examina algumas pro-postas recentes nacionais e internacionais de planejamento, que foramdesenvolvidas tendo como referncia a sustentabilidade urbana.

O texto de Raquel Rolnik, baseado numa pesquisa sobre o impacto deinstrumentos urbansticos em 220 cidades paulistas, elabora o conceito de ex-cluso territorial. Com base nele, prope a hiptese de que esse modo deexcluso est na base de diversos outros ao tornar as pessoas especialmentevulnerveis, dificultando-lhes o processo de conquista de direitos e de exerc-cio da cidadania.

Virgnia Pontual discute o lugar do saber urbanstico com base nas pro-postas de interveno para as cidades na primeira metade deste sculo. Paratanto, faz uma anlise comparativa dos diversos planos elaborados para o Re-cife, especificamente aqueles produzidos entre os anos 30 e 50. Mostra, tam-bm, a influncia das idias do Padre Lebret difundidas pelo Movimento Eco-nomia e Humanismo, do qual participou o urbanista pernambucano AntnioBaltar. Chama a ateno para a atualidade e a pertinncia dos preceitos anun-ciados por aquele movimento quando se considera que foram elaborados nosj distantes anos 50.

Este nmero contm, ainda, as resenhas de Rainer Randolph sobre Socie-dade em rede, de Manuel Castells, e de Wilson Edson Jorge sobre O Urbanis-mo no Brasil 1895-1965, pesquisa de muitos autores abrangendo oito cida-des brasileiras, coordenada por Maria Cristina Leme.

Registramos, finalmente, nossos agradecimentos Finep e ao LincolnInstitute of Land Policy, instituies que tm sido parceiras constantes daAnpur. As suas polticas de incentivo divulgao cientfica possibilitaram apublicao dos primeiros dois nmeros da Revista Brasileira de Estudos Urba-nos e Regionais.

NORMA LACERDAEditora Responsvel

LCIA LEITOEditora Adjunta

E D I T O R I A L

ARTIGOS

BRASIL NOS ANOS NOVENTA:OPES ESTRATGICAS E DINMICA REGIONAL

T N I A B A C E L A R D E A R A J O

R E S U M O O texto reproduz, no essencial, as idias apresentadas em mesa-redonda do8 Encontro Nacional da ANPUR, realizado em Porto Alegre, em 1999. Aps um breve examedas principais caractersticas e tendncias do ambiente mundial e brasileiro neste final de scu-lo, em especial a partir dos anos 70, examina-se os impactos dessas tendncias na dinmica re-gional no Brasil, nos anos recentes. A seguir, identificam-se as escolhas estratgicas feitas pelas for-as sociais e econmicas que dominam o cenrio poltico do Pas, as polticas principais que asimplementam, nos anos 90, e busca-se especular sobre os provveis impactos na dinmica regio-nal brasileira. Argumentos so, ento, apresentados sobre duas hipteses principais: a do estan-camento da tendncia desconcentrao, que dominou dos anos 70 at meados dos 80, e a ten-dncia fragmentao do Pas. Ao final, identificam-se algumas contratendn