Revista Acontece Municipios

Download Revista Acontece Municipios

Post on 23-Jul-2016

217 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>1</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>2</p><p>Untitled-2 1 10/09/15 17:07</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>3</p><p>Untitled-2 1 10/09/15 17:07</p></li><li><p>Editorial</p><p>EXPEDIENTEdiretores: Neide Carlos e Marcelo Bento</p><p>Projeto Grfico: Rick Waekmann</p><p>matrias: Fabiano Souza </p><p>reviso: Gilceleno Amorim </p><p>Editora-chefe: Neide Carlos</p><p>artes: Diogo Araujo </p><p>Produo: Acontece Comunicao</p><p>Fotografias: Marcelo Bento/AssCom/Rayane </p><p>Mainara/Sueldo Cabral/Moraes Neto</p><p>contatos: (84) 3318.1146 /99999.1519/98857.1034</p><p>www.revistaacontece.com | antendimento@revistaacontece.com /aconteceme revista_acontecewww.revistaacontece.com | antendimento@revistaacontece.com /aconteceme revista_acontecewww.revistaacontece.com | antendimento@revistaacontece.com /aconteceme revista_acontece</p><p>J em circulao nos municpios, a revista ACONTECE traz cinco entrevistas, com o governador Robson Farias, o prefeito de Mossor e presidente da Femurn, Francisco Jos Jnior, o deputado estadual Getlio Rgo, o prefeito de Pendncias, Ivan Padilha, e o prefeito de Alto do Ro-</p><p>drigues, Abelardo Rodrigues, todos eles fazendo um balano de suas administraes e abordando, tambm, um pouco da atual situao em que se encontram o nosso Pas e o Estado do Rio Grande do Norte. A revista traz, tambm, matrias institucio-nais, falando da agricultura familiar, de como so investidos os royalties nos municpios, textos sobre prmios etc.. Podemos aqui acompanhar o lado empreendedor desses gestores que trabalham com vontade para ver o desenvolvimento de suas cidades. Crise. Esta tem sido a palavra mais falada e ouvida neste ano de 2015. Porm, aqui nas pginas desta edio, voc pode acompanhar como se supera em tempos de crise, pois ela existe. Mas, tem os que falam e ficam parados e tem os que se superam e inovam sem obrar milagre, mostrando muito tra-balho e dedicao. So esses prefeitos que apresentamos aos nossos leitores.</p><p>Boa leitura.</p><p>Editora-chefe</p><p>Informao do bem!</p></li><li><p>Femurn viabiliza projetos e conquistas para as </p><p>prefeituras </p><p>Agricultura FamiliarGoverno destina </p><p>R$ 21 bi para o setor</p><p>Os royalties so uma compensao pela </p><p>explorao do subsolo aos municpios</p><p>Entrevista com o deputado estadual</p><p>Getlio Rgo</p><p>Recursos dos royalties promovem melhorias sociais no RN</p><p>Entrevista com o prefeito do Alto do Rodrigues, Abelardo Rodrigues Filho</p><p>Entrevista com o prefeito de Pendncias, Ivan Padilha</p><p>Prmio Sebrae Prefeito Empreendedor est em sua 9 edio</p><p>06</p><p>32</p><p>09</p><p>60</p><p>08</p><p>50</p><p>16</p><p>79</p><p>Avaliao positiva do </p><p>Governo de Robinson Faria nos </p><p>ltimos meses</p><p>Entrevista com Francisco Jos Jnior. Eu sempre digo que no existe pas desenvolvido se no tivermos um municpio forte</p><p>20</p><p>26</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>6</p><p>Femurn viabiliza projetos e conquistas para as prefeiturasFemurn viabiliza projetos e conquistas para as prefeituras</p><p>Apoio aos municpios</p><p>Em sete meses de gesto, o presidente da Federao dos Municpios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Francis-co Jos Jnior, j apresentou aos(s) prefeitos(as) associados(as) um relatrio com uma srie de conquistas importantes para os municpios. Neste perodo, a entidade formalizou parce-rias importantes visando integrao da administrao municipal e defenden-do o interesse dos gestores atravs de iniciativas, como Encontros Regionais de Prefeitos em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) e inaugu-rao do gabinete dos prefeitos em Bra-slia. Soma-se tambm a implantao de projetos, como a RedeSim, em parceria com o Sebrae-RN, e o Famlia Acolhedo-ra, com o Ministrio Pblico (MPRN), en-tre outros. Esses e outros avanos foram apresentados por Francisco Jos Jnior em reunio com prefeitos potiguares, quando tambm foi anunciada a aquisi-o da sede prpria da Femurn.</p><p>Estamos trabalhando para realizar anseios antigos e tambm atuais dos prefeitos do Estado. Em poucos me-</p><p>ses, apresentamos aes e instauramos projetos de grande importncia para os gestores municipais, como o Gabinete de Prefeitos em Braslia, um ambien-te totalmente equipado que facilita a estadia dos prefeitos que vo capital federal em busca de recursos para suas cidades. Alm disso, estamos atuando em diversas frentes, incentivando a eco-nomia e lutando para melhorar sade e segurana das cidades. Um exemplo o empenho e solicitao junto ao Governo do Estado para reaver o repasse da Far-mcia Bsica e garantir o melhoramen-to do efetivo policial, destaca Francisco Jos Jr..</p><p>Em convnio assinado com o Tri-bunal de Contas do Estado, a Femurn vem oferecendo qualificao gesto municipal por meio de cursos que com-preendem todas as regies do Estado. Segundo Francisco Jos Jr., os cursos contribuem para a qualificao do servi-o pblico municipal. O conhecimento transmitido pelo TCE garante que, fu-turamente, a administrao municipal no sofra penalidades do Tribunal por falta de desconhecimento, afirma. A </p><p>programao dos Encontros Regionais com Gestores Municipais conta com pa-lestras e debates sobre assuntos perti-nentes gesto municipal, como Lei de Acesso Informao e Portal da Trans-parncia, procedimentos para aprimorar e evitar irregularidades na gesto pbli-ca, entre outros.</p><p>Para Ivan Jr., prefeito de Ass e vice-presidente da Femurn, a Federao est, a cada dia, mais prxima das Prefeituras, assessorando e fortalecendo a gesto municipal. A Femurn est ouvindo os prefeitos e conectando opinies e suges-tes de todos para melhorar e garantir benefcios aos municpios. Nos Encon-tros Regionais, temos a oportunidade de apontar problemas e discutir solues junto aos rgos responsveis. Tambm formalizamos um documento de priori-dades que ser entregue ao governador para efetuar as solicitaes, diz.</p><p>O apoio aos municpios em relao aos problemas da seca, com interme-diao e apresentao de pleitos junto Secretaria de Recursos Hdricos do Estado, tambm contou com a repre-sentao da Femurn. A permanncia e </p><p>Presidente da Femurn soma avanos e realizaes para promover o fortalecimento dos municpios potiguares</p><p>Encontro de Prefeitos do RN reuniu cerca de 150 representantes</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>7</p><p>Aes da Femurn</p><p>o aumento dos carros-pipa foram ob-tidos atravs da atuao da Femurn. A expanso da implantao da RedeSim, em parceria com o Servio Brasileiro de Apoio s Micros e Pequenas Empresas (SEBRAE-RN) e a Junta Comercial, vi-sando acabar com a burocracia na aber-tura de empresas, avanou considera-velmente com o trabalho da Femurn. A entidade acelerou o processo de sen-</p><p>sibilizao e capacitao das equipes das Prefeituras, integrando 156 cidades rede, restando apenas 11 municpios para a concluso.</p><p>A Federao, tambm, tem dirigido ateno aos assuntos relacionados ao meio ambiente e melhoria das cida-des. o caso do Diagnstico do Idema sobre Gesto e Licenciamento Am-biental nos Municpios do RN, em que </p><p>a instituio contribuiu no processo. Alm disso, tem acompanhado junto Secretaria de Recursos Hdricos o Ca-dastramento Ambiental Rural (CAR). Tambm vem realizando gesto junto Secretaria de Meio Ambiente e Re-cursos Hdricos (SEMARH), para a cele-brao de convnio visando criao de uma agncia reguladora de guas, esgotos e resduos slidos.</p><p>Manuteno e ampliao da Operao Carro-Pipa</p><p>Entrega da pauta de reivindicaes dos prefeitos ao governador</p><p>Luta pela lei de redistribuio de royalties</p><p>Resgate de 259 contratos com o Governo Federal</p><p>Encontro Regional de Prefeitos</p><p>Encontro Regional de Gestores Pblicos Municipais Parceria com o TCE</p><p>Defesa da construo da Estrada da Castanha em Serra do Mel</p><p>Defesa do Pacto Federativo e da Reforma Poltica</p><p>Apoio ao Prmio Sebrae Prefeito Empreendedor</p><p>Parceria e incentivo ao projeto Abrace Vidas coordenado pelo MPE</p><p>Escritrio para prefeitos em Braslia</p><p>Ampliao da RedeSim</p><p>12</p><p>4</p><p>7</p><p>11</p><p>12</p><p>3</p><p>6</p><p>10</p><p>5</p><p>98</p><p>Presidente da Femurn, Francisco Jos Jr, entrega documento de apoio ao Pacto Federativo ao ministro Gilberto Kassab, durante Encontro de Prefeitos e Vereadores do RN</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>8</p><p>Desde que a fonte de riqueza foi includa nos ganhos das prefeituras, estas cidades mudaram seus ndices de Desenvolvimento Humano Municipal</p><p>Recursos promovem melhorias sociais no RN</p><p>Royalties</p><p>Um dos principais recursos no oramento de pelo me-nos 15 municpios potigua-res produtores de petrleo, os royalties so os respon-sveis pela transformao do estilo de vida de vrias cidades beneficiadas. Desde que a fonte de riqueza foi inclu-da nos ganhos das prefeituras, estas ci-dades mudaram seus ndices de Desen-volvimento Humano Municipal (IDH-M) para melhor. Porm, assim como o leo extrado do solo, os royalties esto fa-dados a acabar um dia.</p><p>O alerta vem sendo anunciado por pesquisadores h oito anos.</p><p>A insero da atividade de petrleo favoreceu a mudana desse perfil socio-econmico e da qualidade das pessoas que vivem nessas cidades, fomentando para as prefeituras uma receita extra-ordinria. Esse crescimento na ltima dcada foi maior do que o do Estado ou mesmo da capital. Eles saram de um fosso para uma situao mediana. Mas isso no quer dizer que os problemas cessaram, que no h desigualdades gritantes, explica o professor Raimun-do Fernandes, de Cenrios Econmicos e de outras disciplinas relacionadas aos cursos de Economia da Universidade Po-tiguar (UnP), campus de Mossor.</p><p>Para o professor, os municpios pre-cisam utilizar de forma estratgica esse recurso, para evitar o avano e o sur-gimento de problema social. Se, por exemplo, um municpio usa o dinheiro para pagar salrio e, mais na frente, esse dinheiro no entra, como que vai fazer para manter o pagamento?, questiona, lembrando que, medida que a pro-duo de petrleo diminui, os royalties tambm iro reduzir. Ele sugere, ento, investimentos em reas como infraes-trutura de saneamento e meio ambiente, alm de sade e educao, o que j vem sendo feito por alguns municpios, como Pendncias, Tibau, Mossor, entre ou-tras cidades beneficiadas com os royal-ties. Alm disso, o pesquisador defende que as prefeituras encontrem novas for-mas de renda para substituir em seus or-amentos a falta que os royalties faro. Obras esto sendo realizadas em todos os setores da administrao municipal</p><p>Blog do Tete</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>9</p><p>Os royalties so uma compensao pela explorao do subsolo aos municpios</p><p>Os royalties so uma compensao pela explorao do subsolo aos municpios</p><p>Repasse dos royalties Repasse dos royalties </p><p>O royalty uma compensao financeira paga pelas produtoras de petrleo e gs natural ao Governo pela explorao des-ses recursos em territrio nacional.O Estado recebe esses recursos em seus trs nveis, sendo que so repassados aos Estados e municpios de acordo com os critrios definidos em legislao especfica.</p><p>Os recursos so recebidos como forma de compen-saes financeiras semelhantes s que so pagas ao proprietrio de uma marca registrada ou dos direitos de explorao comercial cobrada pelo proprietrio de patente de produto, processo de produo e marca.</p><p>No caso do petrleo e do gs natural, uma remu-nerao sociedade pela explorao desses recursos, </p><p>que so escassos e no renovveis.O pagamento de royalties depende do local da pro-</p><p>duo, terra ou mar, municpios abrangidos, afetados ou adjacentes, entre outros. Os royalties, que incidem sobre a produo mensal do campo produtor, so reco-lhidos mensalmente pelas empresas concessionrias.</p><p>Os pagamentos so efetuados Secretaria do Te-souro Nacional (STN) at o ltimo dia do ms seguinte quele em que ocorreu a produo e so calculados com base no valor mensal da produo, que se obtm multiplicando a quantidade produzida no ms pelo preo do produto nesse perodo.</p><p>A STN repassa os royalties aos beneficirios com base nos clculos efetuados pela Agncia Nacional do Petrleo (ANP).</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>10</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>11</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>12</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>13</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>14</p><p>Ampliao do repasse dos royalties garante melhorias para a populao</p><p>Tibau</p><p>Atravs de recursos dos royal-ties, vrias ruas e avenidas do municpio de Tibau fo-ram pavimentadas pela pre-feitura e outras comearam a receber, tambm, as obras de pavi-mentao com paraleleppedo ou com asfalto.</p><p>Os trabalhos foram autorizados pelo prefeito Josinaldo Marcos de Sou-za, Naldinho, desde que os recursos oriundos da arrecadao com royalties foram ampliados. Segundo ele, as obras e servios pblicos tm a proposta de garantir reflexo direto no atendimento populao, com melhorias em infraes-trutura, recuperao de escolas e outros servios que podem ser realizados a partir desses recursos.</p><p>Logo na primeira etapa dos servios, foram realizadas obras de pavimenta-o nas ruas Maria Rebouas, Metrio Rebouas, Antnio Lopes Sobrinho, Camilo Felix, Pedro Francisco Felix, Pe-dro Francisco Nolasco e Jos Ferreira de Souza, as quais esto sendo pavimen-</p><p>tadas com pedra calcria e executadas pela empresa Ucha Construes Ltda..</p><p>Na poca da reportagem, os respon-sveis pela obra realizada pela prefeitu-ra confirmaram que pretendiam asfaltar as ruas da Baleia, do Avoador, da La-gosta Ernesto Freire, do Pargo, Pirambu, Padre Joo Venturelli, do Camaro, da Arabaiana, Tereza Patrcio, do Tubaro e do Peixe-Boi. Obras que j foram re-alizadas.</p><p>Na segunda etapa, foi realizada a pavimentao asfltica nas ruas Nenm Marciano, Raimundo Sergio, rua das Oliveiras, Francisco de Assis Ulisses, rua do Loteamento Atlntico e a Traves-sa Raimundo Sergio, ambas executadas pela empresa Poly Construes e Em-preendimentos Eireli.</p><p>Ao todo, 18 ruas receberam melho-rias por parte da Poder Executivo do municpio somente na primeira etapa do programa, que investiu quase R$ 4,5 milhes. Tudo isso resultado da am-pliao do repasse dos royalties para os municpios. Aqui, os recursos so apli-</p><p>Somente no incio deste ano, 18 ruas de Tibau receberam pavimentao e o projeto tem continuidade, beneficiando toda a cidade</p><p>cados de forma a se reverter em melho-ria para a populao de Tibau, destaca o prefeito.</p><p>Alm da pavimentao das ruas da ci-dade, o prefeito tambm vem realizando a pavimentao dos acessos orla ma-rtima, que sempre foi um dos principais problemas enfrentados pelos moradores e visitantes que querem desfrutar das be-lezas da cidade.</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>15</p></li><li><p>Aco</p><p>nte</p><p>ce M</p><p>un</p><p>icp</p><p>ios </p><p> 20</p><p>15</p><p>16</p><p>Como o senhor avalia este momento da poltica po-tiguar? O Governo do Esta-do acabou de assumir um Estado quebrado, como esto quebrados tambm os municpios, e vivemos uma situao muito difcil. Neste momento, muito importante ter cautela na hora de se fazer qualquer tipo de crtica ou posi-cionamento contra A ou B. Lamentamos que o ministro Henrique Alves no tenha conseguido assumir o Governo, porque certamente ele poderia dar novos rumos situao que vive hoje o Rio Grande do Norte. Mas, como se costuma dizer, h males que vm para o bem, e com Henri-que em Braslia, certamente teremos uma voz ativa lutando pelo desenvolvimento do nosso Estado, que se encontra com a economia estagnada. Precisamos de algum com fora que trabalhe pelo RN na proposta de promover a retomada do crescimento no nosso Estado. Estamos visitando Braslia na busca da liberao de recursos para diversos programas que esto sendo desenvolvidos no nosso municpio e o que estamos percebendo que se...</p></li></ul>