revisão do parpa ii— sistema tributário em moç .actual sistema tributário 15 ......

Download Revisão do PARPA II— Sistema Tributário em Moç .Actual Sistema Tributário 15 ... fortalecimento

Post on 24-Jan-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Reviso do PARPA IISistema Tributrio em Moambique Volume I

    Setembro de 2009

    Esta publicao foi produzida pela Nathan Associates Inc. para reviso da Agncia Americana para o Desenvolvimento Internacional.

  • PARPA II Reviso Sistema Tributrio em Moambique

    Volume I

    RENNCIA DE RESPONSABILIDADES

    Este documento foi elaborado graas ao apoio do povo americano atravs da Agncia Americana para o

    Desenvolvimento Internacional (USAID). O seu contedo da nica responsabilidade do autor ou autores e no reflecte

    necessariamente os pontos de vista da USAID ou do Governo dos Estados Unidos.

  • ndice Sumrio Executivo vii

    1. Introduo 1

    2. Historial 4

    O Sistema Tributrio no Incio do PARPA II 4

    Questes Tributrias no PARPA II 7

    Principais Reformas Fiscais 2006-2009 9

    3. Actual Sistema Tributrio 15

    O Sistema Tributrio em 2009 15

    Pontuao Atribuda pelo Doing Business ao Sistema Tributrio de Moambique 27

    Administrao Tributria 30

    Planos para a Modernizao da Administrao Tributria 34

    4. Desempenho da Receita 37

    Metas da Receita 37

    Aumento da Receita 39

    Comparaes Internacionais 47

    Esforo de Arrecadao de Receitas 49

    5. Impacto do Sistema Tributrio 53

    Investimento 54

    Emprego 60

    Poupana 62

    Desenvolvimento do Sector Privado 64

    Justia e Equidade 77

    6. Questes Prioritrias 83

    Metas de Arrecadao de Receitas a Mdio Prazo 83

  • I I

    Taxas Fiscais 84

    Anlise da Poltica Fiscal 86

    Integrao Funcional das Operaes Fiscais 86

    e-Tributao 87

    Gesto do Risco 88

    Simplificao 89

    Servios aos Contribuintes 90

    Cultura Fiscal 91

    Formao em Fiscalidade 92

    Implementao da ITIE 92

    Coordenao dos Doadores 93

    Referncias 95

    Ilustraes

    Figuras Figura 3-1. Principais Fontes de Receitas Internas, 2005 e 2008 16 Figura 4-1. Receitas e Despesas Internas como Percentagem do PIB 38 Figura 4-2. Principais Receitas Fiscais como Percentagem do PIB 42 Figura 4-3. Receitas dos Impostos sobre os Rendimentos como Percentagem do Total das Receitas Internas 46 Figura 5-1. Reduo dos Impostos sobre o Capital para Estimular o Investimento 54 Figura 5-2. Taxas Fiscais das Empresas na Regio da SADC, 2009 57 Figura 5-3. Imposto sobre os Rendimentos das Empresas + Imposto com Reteno na Fonte sobre os Dividendos na Regio da SADC, 2009 59 Figura 5-4. Taxas Fiscais como um Constrangimento ao Negcio, por Dimenso da Empresa 72 Figura 5-5. Administrao Tributria como um Constrangimento ao Negcio, por Dimenso da Empresa 73 Figura 5-6. Respostas s Vendas Declaradas para Efeitos Tributrios, por Dimenso da Empresa 73 Figura 5-7. Taxas Fiscais Aplicadas 79 Figura 5-8. Percentagem das Despesas Rurais e Urbanas Potencialmente Sujeitas ao IVA 82

  • I I I

    Tabelas Tabela 2-1. Objectivos Fiscais, Aces e Indicadores Estratgicos no PARPA II 10 Tabela 2-2. Principais Mudanas na Lei Fiscal, 2006 2009 12 Tabela 3-1. Isenes Fiscais Aprovadas por Imposto Principal (10^6 MT) 26 Tabela 3-2. Doing Business 2009, Componentes do Indicador Pagamento de Impostos 31 Tabela 4-1. Principais Receitas como Percentagem do PIB (%) 39 Tabela 4-2. Flutuabilidade da Receita em Relao ao PIB Nominal 41 Tabela 4-3. Produtividade do IVA em Moambique 44 Tabela 4-4. Produtividade do IVA em Moambique e Grupos de Pases Equiparveis 45 Tabela 4-5. Indicadores Fiscais, Mdias Trienais, 2006-2008 (% PIB) 49 Tabela 4-6. Rcio das Receitas Reais e Previstas e Esforo da Receita em Moambique 51 Tabela 5-1. Razes para se ser Informal 66 Tabela 5-2. Investimentos do Cdigo dos Benefcios Fiscais como Percentagem do Total de Investimentos Aprovados 70 Tabela 5-3. Nmero de Empresas por Dimenso, Indstria e Cidade 71 Tabela 5-4. Percentagem de Empresas que Reportam 0% e 100% das Vendas Declaradas 74 Tabela 5-5. Distribuio do Volume Total de Vendas por Dimenso da Empresa 75 Tabela 5-6. Taxas do IRPS 78 Tabela 5-7. Percentagem da Despesa Rural e Urbana por Quintil 81

    Volume II: Apndices

    Apndice A. Dados Bsicos Apndice B. Benefcios Fiscais em Moambique Apndice C. Impostos e Benefcios Fiscais: Comparao Internacional Apndice D. Tributao e Classificao do Ambiente de Negcios Apndice E. Indicadores da Eficincia Operacional Apndice F. Esforo de Arrecadao de Receitas Apndice G. Incentivos Fiscais para o Investimento Prs e Contras Apndice H. Resultados das Entrevistas Principais Preocupaes e Questes Levantadas Apndice I. Pessoas Entrevistadas

  • Agradecimentos O presente relatrio foi elaborado por Bruce Bolnick, da Nathan Associates Inc. e Bruce Byiers, consultor da Nathan Associates, que contou com as contribuies de Alexander Greenbaum e Molly James, da Nathan Associates, e Egildo Massuanganhe, consultor da empresa. O relatrio reflecte informao disponvel em Julho de 2009.

    Os autores pretendem manifestar a sua profunda gratido pelo apoio prestado por todos os que constam na lista contida no Apndice I do Volume II, o qual contm a relao completa das pessoas entrevistadas para o estudo. Agradecimentos especiais so manifestados assistncia prestada por Ashok Menon, Sabina Sequeira e Stelia Narotam, do projecto de Comrcio e Investimento da USAID; Hermnio Sueia e Ali Algy, da Autoridade Tributria; Brendan Kelly, do Ministrio da Planificao e Desenvolvimento; e Emmy Bosten e Andrea Lemgruber, do FMI. Como sempre, os autores so totalmente responsveis pelo contedo do relatrio.

  • Sumrio Executivo O presente estudo faz parte de uma avaliao mais ampla do desempenho do governo na realizao dos objectivos do PARPA II, que tem como objectivo principal a promoo do crescimento rpido, de base ampla e sustentvel com vista a reduzir a pobreza e a melhorar as condies de vida do povo moambicano. O estudo examina o impacto do sistema tributrio na mobilizao de receitas, no investimento, nas poupanas, na criao de postos de trabalho e no desenvolvimento do sector privado, com especial ateno s pequenas e mdias empresas, assim como questo da equidade tributria. O estudo aprofunda uma reviso das leis tributrias e outros documentos relativos ao sistema tributrio; efectua uma anlise dos dados relativos ao desempenho da receita, incluindo comparaes internacionais; e contm as entrevistas exaustivas realizadas em Julho de 2009. Com base na anlise, o estudo identifica 12 questes prioritrias para o prximo PARPA e recomenda as medidas correspondentes para serem levadas considerao do governo.

    O Sistema Tributrio A partir de 1998, todos os principais instrumentos tributrios foram submetidos a uma profunda reforma. As caractersticas principais do sistema esto agora devidamente harmonizadas com as melhores prticas para os pases em desenvolvimento, nomeadamente a confiana num imposto sobre o valor acrescentado de base ampla e num imposto sobre os rendimentos modernos, suplementados pelo imposto sobre consumos especficos aplicado a produtos seleccionados e direitos de importao moderados. O governo tambm registou um progresso digno de nota ao melhorar a administrao tributria desde a criao da Autoridade Tributria (AT) em 2006. Em resultado desta medida, a maior parte dos objectivos tributrios consagrados no PARPA II foram realizados, nomeadamente o objectivo principal de aumentar a receita de 14,0 por cento do PIB em 2005 para 16,2 por cento at 2009. O nmero real referente a 2009 situar-se- abaixo desta marca devido s ms condies econmicas, mas os dados da AT revelam que o rcio atingiu os 16,4 por cento em 2008. Algumas outras realizaes so a entrada em vigor de uma nova Lei Fiscal Geral, a qual clarifica as regras referentes colecta de impostos e aos direitos dos contribuintes; a racionalizao dos benefcios fiscais, em particular a eliminao do regime especial para os grandes projectos; a publicao de uma nova Lei das Finanas Autrquicas; a suavizao da carga sobre as pequenas empresas atravs do aumento dos limites de impostos e da entrada em vigor de um Imposto Simplificado para os Pequenos Contribuintes (ISPC); e o fortalecimento do regime fiscal para os sectores de minerao e dos petrleos. Todavia, continua a decorrer a materializao de vrios objectivos, nomeadamente a integrao dos sistemas de informao tributria e aduaneira; a cobrana de impostos atravs dos bancos; a melhoria das receitas das auditorias relativas ao total de receita; modernizao da administrao tributria; e a implementao dos tribunais fiscais.

  • V I I I R E V I S O D O P A R P A I I S I S T E M A T R I B U T R I O E M M O A M B I Q U E

    Existe uma margem reduzida para a arrecadao de receitas atravs de mais medidas de poltica fiscal, mas h um grande potencial para o aumento da receita atravs do alargamento da base tributria efectiva, da afectao mais eficiente de recursos AT e da facilitao do cumprimento das normas por parte do contribuinte atravs de medidas adicionais tendentes a modernizar a administrao tributria. Estas medidas incluem a integrao funcional das operaes tributrias e aduaneiras, a informatizao dos procedimentos e dos sistemas; a gesto do risco; a gesto dos recursos humanos; o desenvolvimento de uma cultura de servios no seio dos funcionrios das entidades fiscais. A maioria das medidas necessrias est incorporada no Plano Estratgico da AT para 20092010. Para que sejam eficazes, necessrio que as reformas sejam cuidadosamente planificadas, devidamente sequenciadas, adequadamente financiadas e bem geridas.

    O sistema tributrio em Moambique razoavelmente progressivo. Os pobres suportam muito pouco da carga fiscal em resultado dos limites elevados estabelecidos para se entrar na rede de tributao (relativamente ao rendimento per capita), da taxa fiscal reduzida aplicada aos pequenos contribuintes atravs do ISPC, da estrutura de taxa progressiva ao abrigo do

Recommended

View more >