reuni•es de planejamento e programa†ƒo da produ†ƒo...

Download REUNI•ES DE PLANEJAMENTO E PROGRAMA‡ƒO DA PRODU‡ƒO revistas/empreendedorismo...  reuni•es de

Post on 30-Nov-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • REUNIES DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAO DA PRODUO NO

    NVEL OPERACIONAL EM CANTEIROS DE OBRAS: POSSIBILIDADES

    PARA TRANSBORDAMENTO TECNOLGICO E APRENDIZAGEM

    ORGANIZACIONAL

    MEETINGS OF PLANNING AND PROGRAMMING OF PRODUCTION AT

    OPERATIONAL LEVEL IN THE WORKYARDS: POSSIBILITIES FOR

    TECHNOLOGICAL OVERFLOW AND ORGANIZATIONAL LEARNING

    Rodrigo Salgado Stiro*

    Sheyla Mara Baptista Serra**

    Osmar Roberto Haka***

    RESUMO

    Uma reunio tcnica de planejamento e programao de obras uma ferramenta

    gerencial de tomada de decises, utilizada na gesto da produo na construo civil

    para tomadas de decises contingenciais, otimizao do processo produtivo,

    estabelecimento do cronograma de curto prazo e dirimir dvidas sobre compatibilizao

    de projetos tcnicos. Essas reunies por serem de carter tcnico podem propiciar o

    transbordamento tecnolgico e propiciar a aprendizagem organizacional da obra e,

    consequentemente, a melhoria contnua. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi

    analisar como ocorre a comunicao organizacional nas reunies de coordenao e

    planejamento de obras, verificar se h a devida gesto do conhecimento gerado nessas

    reunies e analisar a ocorrncia do transbordamento tecnolgico entre a empresa

    construtora e as empresas prestadoras de servios participantes dessas reunies.

    Utilizou-se dos mtodos de Reviso Bibliogrfica e o Mtodo de Representao da

    orientao dos fluxos de comunicao em reunies de planejamento e programao de

    obras. Os resultados da pesquisa mostraram que os fluxos de comunicao ocorrem de

    forma vertical e horizontal e so influenciados pela estrutura produtiva no ocorrendo a

    comunicao diagonal, quanto gesto do conhecimento verificou-se que apesar do

    ambiente ser propcio para criao e disseminao no h a devida gesto e referente ao

    transbordamento tecnolgico constatou-se que ocorre entre as empresas participantes

    das reunies.

    Palavras-chave: Conhecimento Organizacional. Transbordamento Tecnolgico.

    Comunicao Organizacional. Planejamento da Produo em obras.

    ABSTRACT

    A technical meeting of planning and programming of works is a management tool for

    decision-making, used in the production management in construction for making

    decisions as contingency, optimization of the productive process, establishment of the

    schedule of short term and settle doubts about compatibility of technical projects. These

    * Universidade Federal de So Carlos. Mestre (Doutorando) PPGECIV. rssatiro@ufscar.br ** Universidade Federal de So Carlos. Doutora PPGECIV. sheylabs@ufscar.br *** Universidade Federal de So Carlos. Mestre PPGECIV. osmhaka@ig.com.br

    mailto:rssatiro@ufscar.brmailto:sheylabs@ufscar.brmailto:osmhaka@ig.com.br

  • Empreendedorismo, Gesto e Negcios

    308 Empreendedorismo, Gesto e Negcios, v. 5, n. 5, Mar. 2016, p. 307-334

    meetings for being of technical nature may propitiate the technological overflow and

    organizational learning of the work and consequently the continuous improvement. This

    way the objective of this work was to analyze how communication occurs in

    organizational coordination meetings and planning of works, check for proper

    management of the knowledge generated in these meetings and to analyze the

    occurrence of technological overflow between Construction Company and undertakings

    providing services participants of such meetings. We used the methods of bibliographic

    review and the method of representation of the orientation of the flows of

    communication in meetings of planning and programming of works. The results of the

    research showed that the communication flows occur of vertical and horizontal way and

    are influenced by the productive structure not occurring diagonal communication,

    regarding the management of knowledge it was found that despite the environment be

    conducive to job creation and dissemination there is no proper management and

    referring to overflow technological found that occurs between the participating

    undertakings of the meetings.

    Keywords: Organizational knowledge. Overflow technological. Organizational

    communication. Production Planning in works.

    Introduo

    Cada obra de uma empresa construtora deve ser entendida como um projeto,

    com comeo e fim previstos, planejamento estratgico, oramento, previso das

    entregas por fase (estrutura, alvenaria, revestimentos etc.) e uma estrutura de

    governana definida. Todo projeto e sua estrutura de governana deveriam ser criados e

    estarem alinhados gesto estratgica da empresa para que os objetivos estratgicos

    desta e do projeto em si possam ser atingidos e, consequentemente, para que se

    cumpram as metas estabelecidas.

    Nesse sentido, primordial o estabelecimento da estrutura de governana do

    projeto. Esta governana pode ser entendida como o projeto ser gerenciado e

    controlado, incluindo sua estrutura, processos, polticas, mtodos, responsabilidade das

    partes envolvidas, suas formas de comunicao e prestao de contas das aes e

    resultados obtidos (ABNT, 2012).

    Os projetos possuem um ciclo de vida, que normalmente dividida em quatro

    fases, no necessariamente distintas, sendo que algumas se inter-relacionam conhecidas

    como: incio do projeto, organizao e preparao, execuo do trabalho do projeto e

    encerramento do projeto. No caso da construo civil, na fase de execuo do trabalho

    do projeto ocorre o planejamento da produo (PMI, 2014).

  • Empreendedorismo, Gesto e Negcios

    309 Empreendedorismo, Gesto e Negcios, v. 5, n. 5, Mar. 2016, p. 307-334

    A abordagem da construo enxuta estabelece que o planejamento da produo

    na construo civil, devido complexidade dos projetos, deve ser hierarquizado e

    subdividido em trs nveis: estratgico ou Master Plan, que trata do planejamento de

    longo prazo com baixo nvel de detalhamento (BALLARD; HOWELL, 1997), ttico ou

    Lookahead Plannning, que determina o que pode ser feito, com o objetivo de

    estabelecer um elo entre os planejamentos estratgico e operacional (BALLARD, 1997).

    Por fim o operacional ou Last Plannner, que trata de um plano definido normalmente

    pelo coordenador de obras (se existir essa funo) e pelos tcnicos da obra, que

    procuram programar o que poderia ser feito com horizonte de planejamento de curto

    prazo (BALLARD, 2000), sendo que dentro de cada nvel pode ser necessrio uma nova

    subdiviso devido ao tamanho do projeto (FORMOSO, 1999).

    O planejamento operacional normalmente realizado por meio de reunies de

    coordenao e planejamento da produo no canteiro de obras, onde as diretrizes dos

    Projetos da Produo e dos Projetos para Produo, se houverem, sero compartilhadas,

    se necessrio adaptadas, compatibilizadas e planejadas para serem executadas.

    Normalmente participam dessas reunies os representantes da empresa

    construtora como engenheiro, mestre de obras, encarregados de servios envolvidos nas

    atividades produtivas em execuo, ou que iro iniciar nesta etapa de planejamento, e

    principalmente os representantes das empresas terceirizadas prestadoras de servios

    (HAKA, 2007).

    A reunio de coordenao e planejamento de produo realizada em obra uma

    ferramenta da gesto da produo, para tomada de decises, e normalmente caracteriza-

    se por um processo de discusso sobre as necessidades de trabalho e de ajustes

    contingenciais, entre a gerncia da obra e os responsveis pelas diversas especialidades

    produtivas, que definem o sequenciamento e a previso da durao das atividades

    (HAKA, 2007), que esto planejadas e definidas nos projetos tcnicos num processo de

    converso no cronograma de curto prazo, ou ainda, no Last Planner nas empresas que o

    utilizam.

    Alm das atividades mencionadas, essas reunies so pautadas por disseminao

    de informaes, discusso de aspectos tcnicos do trabalho, resoluo de dvidas sobre

    servios especficos, orientao do que fazer e tambm de como fazer algumas

    atividades produtivas.

    Dessa forma esse espao torna-se um momento de disseminao de

    conhecimentos, experincias, vivncias de situao crticas, que coordenado e

  • Empreendedorismo, Gesto e Negcios

    310 Empreendedorismo, Gesto e Negcios, v. 5, n. 5, Mar. 2016, p. 307-334

    fomentado adequadamente propiciam a aprendizagem individual de cada um dos

    membros participantes; e havendo a devida gesto do conhecimento essa aprendizagem

    individual pode tornar-se aprendizagem organizacional.

    Assim, a reunio de coordenao pode promover o atendimento da necessidade

    de divulgao, intercmbio e registro das solues adotadas em obra, que armazenadas

    convenientemente pela construtora serviriam de base para a depurao de

    empreendimentos futuros, rastreando e eliminando erros cometidos e subsidiando o

    processo de elaborao de projetos da produo e para produo, o que pode ocorrer

    com a devida gesto desse conhecimento.

    Ainda nesse processo, como normalmente h membros de outras empresas alm

    da construtora, este ambiente torna-se propcio para que ocorra o que denominamos de

    transbordamento tecnolgico (spill over), ou seja, a difuso de conhecimento entre

    empresas por meio do relacionamento de contratao ou parceria comercial.

    Todo esse processo se d por meio da comunicao organizacional entre os

    membros participantes e o entendimento d