resumo fortalecimento a rede de assistÊncia ?· destacam-se os municípios com melhor índice...

Download RESUMO FORTALECIMENTO A REDE DE ASSISTÊNCIA ?· Destacam-se os municípios com melhor índice IGD-SUAS,…

Post on 03-May-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

FORTALECIMENTO A REDE DE ASSISTNCIA SOCIAL ATRAVS DA ADESODOS MUNICPIOS DO COREDE PRODUO AO CRAS E SUAS

RESUMO

AUTOR PRINCIPAL:LEONARDO SIMIONI

E-MAIL:122893@upf.br

TRABALHO VINCULADO BOLSA DE IC::No

CO-AUTORES:Gustavo Antonio Ponzoni

ORIENTADOR:Lisiane Caroline Rodrigues Hermes

REA:Cincias Humanas, Sociais Aplicadas, Letras e Artes

REA DO CONHECIMENTO DO CNPQ:6.03.04.01-4 Crescimento e Desenvolvimento Econmico

UNIVERSIDADE:UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO

INTRODUO:A Proteo Social Bsica, prevista na Poltica Nacional de Assistncia Social (2004), tem como objetivo prevenir situaesde risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisies, e do fortalecimento de vnculos familiares ecomunitrios. O Centro de Referncia de Assistncia Social CRAS, a unidade efetivadora da referncia e contra-referncia do usurio na rede socioassistencial do Sistema nico de Assistncia Social - SUAS e unidade de refernciapara os servios das demais polticas pblicas. A taxa de vulnerabilidade social, definida na NOB-SUAS, um importanteindicador da necessidade de oferta de servios de Proteo Bsica. Cada municpio deve identificar os territrios devulnerabilidade social e neles implantar um CRAS, de forma a aproximar os servios dos usurios (SOUZA; LOPES;AZEVEDO 2005). Este trabalho tem por objetivo apresentar o percentual de municpios com adeso ao SUAS comopossvel indicador de fortalecimento dos municpios do COREDE Produo.

METODOLOGIA:Quanto ao objetivo este estudo tem como caracterstica a pesquisa descritiva, com abordagem quali-quantitativa dos dados(GIL, 1995) para identificar os municpios pertencentes ao CRAS e SUAS do COREDE Produo. Os procedimentostcnicos adotados foram de pesquisa de levantamento onde os dados secundrios foram obtidos atravs da anlise derelatrios disponibilizados no Ministrio do Desenvolvimento Social (MDS), pela Secretaria de Avaliao e Gesto deInformao (SAGI).

RESULTADOS E DISCUSSES:Atualmente todos os municpios do COREDE esto aderidos ao CRAS e SUAS. Para fins de partilha dos recursos daUnio, a NOB-SUAS estipula o nmero mnimo de CRAS de acordo com o porte do municpio. O NOB-SUAS determina asdimenses de territrio, definidos por um nmero mximo de famlias nele referenciadas, a saber: Pequeno Porte I municpio de at 20.000 hab./5.000 famlias mnimo de 1 CRAS para at 2.500 famlias referenciadas; Pequeno Porte II municpio de 20.001 a 50.000 hab./de 5.000 a 10.000 famlias mnimo de 1 CRAS para at 3.500 famlias referenciadas;Mdio Porte municpio de 50.001 a 100.000 hab./de 10.000 a 25.000 famlias mnimo de 2 CRAS, cada um para at5.000 famlias referenciadas; Grande Porte - municpio de 100.001 a 900.000 hab./de 25.000 a 250.000 famlias mnimode 4 CRAS, cada um para at 5.000 famlias referenciadas; Metrpole - municpio de mais de 900.000 hab./mais de250.000 famlias mnimo de 8 CRAS, cada um para at 5.000 famlias referenciadas. Referente ao repasse de apoio agesto do SUAS, o ndice de Gesto Descentralizado (IGD-SUAS), varia em uma escala de 0 a 1, onde quanto maisprximo de um estiver o ndice, maior ser o repasse os municpios em forma de recursos a serem investidos em atividadespara o aprimoramento da gesto do SUAS, o recurso ser repassado, desde que o municpio atinja a pontuao mnima dedois dcimos. Destacam-se os municpios com melhor ndice IGD-SUAS, Santo Antnio do Planalto com 0,96, seguido porCiraco com 0,87 e Marau com 0,86. Os valores repassados para cada municpio varia de acordo com a pontuao e o tetodo recurso para o apoio gesto do SUAS. Este estudo revelou que dos 21 municpios pertencentes ao COREDE, apenastrs no obtiveram o valor mnimo de dois dcimos do IGD-SUAS no perodo de referente a maro de 2013, so eles:Almirante Tamandar do Sul, Coqueiros do Sul e Ernestina.

CONCLUSO:Os investimentos na rea da assistncia social por meio de repasses da Unio tem papel importante na articulao deesforos e de distribuio de recursos para a proteo social bsica. Contudo, ainda necessrio esforos para que todosos municpios atinjam o ndice de Gesto Descentralizado, e assim recebam o repasse para maiores investimentos.

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS:IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia E Estatstica. Populao. Disponvel em: < http://cod.ibge.gov.br/391c>. Acesso em:13 ago. 2013.

MDS. Ministrio do Desenvolvimento Social. Poltica Nacional deAssistncia Social PNAS/ 2004. Disponvel em: . Acesso em: 13 ago. 2013.

SOUZA,P.A.; LOPES, M.H.C.; AZEVEDO, O.R. Guia de orientao tcnica SUAS. Braslia: Ministrio doDesenvolvimento, 2005.

Assinatura do aluno Assinatura do orientador

Recommended

View more >