RESUMO DE HISTOLOGIA

Download RESUMO DE HISTOLOGIA

Post on 11-Jun-2015

18.390 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

um basico resumo de histologia, sobre o SISTEMA URINRIO, SISTEMA RESPIRATORIO E DIGESTORIO (e glandulas anexas)da professora Sonia.

TRANSCRIPT

<p>SISTEMA URINRIO - Est constitudo pelos rins, ureteres, bexiga e uretra. - FUNO: - remover do nosso sangue subprodutos do metabolismo do nosso organismo que se acumulados podem se tornar txicos. - reter substncias tais como sais, glicose, protenas e gua. - regular: presso sangunea, a hemodinmica, o equilbrio cido-bsico do corpo - produzir renina, eritropoetina e prostaglandinas - converter precursor da Vitamina D em vitamina ativa. - RIM: &gt; Formato de feijo, quando examinado macroscopicamente aps um corte mesial (mediano) exibe uma regio cortical e uma regio medular.</p> <p>&gt; Regio cortical: est constituda pelas unidades funcionais do rim (NFRONS) e interstcio NFRON = corpsculo renal de Malpighi (glomrulo renal + cpsula de Bowman), tbulo contorcido proximal, ramos delgado e espesso da ala de Henle e tbulo contorcido distal.</p> <p> o glomrulo um tufo de vasos capilares contido em um espao (Espao de Bowman). Esse espao delimitado por uma cpsula (Cpsula de Bowman) que exibe um folheto visceral (clulas epiteliais endoteliais modificadas chamadas PODCITOS) envolvendo o glomrulo e um folheto parietal (epitlio plano simples) que constitui a parede da cpsula. TBULO PROXIMAL: recebe o filtrado do espao de Bowman, revestido por epitlio cbico simples com borda estriada. Reabsorvem da luz: glicose, protenas e aminocidos, 67% a 80% do sdio (ativamente) encontrado no filtrado, cloreto (passivamente) e gua e jogam para o interstcio. Eliminam drogas e toxinas. Funo: mantem neutralidade eltrica e o equilbrio osmtico. TBULO DISTAL: revestido por epitlio cbico simples. Impermevel a gua, uria. Retira sdio (ativamente) e cloreto da luz, por estmulo da aldosterona. Elimina potssio e hidrognio (controle da acidez da urina). Exibe, na poro que passa prxima ao corpsculo renal, uma especializao do epitlio chamada MACULA DENSA. &gt; Regio medular: ALA DE HENLE: revestidas por epitlio cbico simples baixo. O ramo descendente muito permevel a gua e a uria. TBULO COLETOR: revestidos por epitlio cbico simples. Impermeveis a gua, contudo em presena da vasopressina (hormnio antidiurtico, ADH) tornamse permeveis (absorvem gua tornando a urina mais concentrada). &gt; FILTRAO: so impedidos de passar para o espao de Bowman molculas &gt; 70.000Da, molculas de carga negativa e molculas que no se deformam. O fluido que passa para o espao de Bowman chama-se ultra-filtrado glomerular. &gt; APARELHO JUSTAGLOMERULAR: localizado junto do plo vascular do corpsculo renal, constitudo pela MCULA DENSA (sensvel a baixos nveis de sdio), CLULAS JUSTAGLOMERULARES DA PAREDE DA ARTEROLA AFERENTE (msculo liso modificado, secretam RENINA) E CLULAS MESANGIAIS EXTRAGLOMERULARES. A renina converte uma protena que existe no plasma, o ANGIOTENSINOGNIO, em ANGIOTENSINA I. Esta </p> <p>convertida em ANGIOTENSINA II.</p> <p>- A URINA: o volume total do nosso sangue passa pelos rins a cada 5 minutos, o que significa que a cada minuto 1 220ml de sangue passam pelos rins, formando-se 125ml de filtrado/minuto 180 litros/dia, onde s 1,5 ml a 2 ml so excretados como urina (1% do filtrado). - VIAS EXCRETORAS: &gt; CLICES: recebem a urina dos dutos de Bellini, revestidos por epitlio de transio. &gt; PELVE RENAL: poro proximal dos ureteres, dilatada, com epitlio de transio. &gt; URETERES: levam urina da pelve para bexiga, com cerca de 25 cm. Tem mucosa revestida por epitlio de transio (3 a 5 camadas celulares) e conjuntivo denso no modelado. Duas camadas de msculo liso que impulsiona a urina pelas contraes. &gt; BEXIGA: armazena urina at a presso induzir o impulso da mico. Mucosa com dobras que somem quando distendida. Tem trs camadas musculares. &gt; URETRA: leva a urina para o meio externo. Tambm revestida por epitlio transicional. SISTEMA DIGESTRIO E GLNDULAS ANEXAS - Constituio: cavidade oral, trato digestrio, glndulas associadas - Funo: mastigao, deglutio, digesto, absoro dos alimentos e eliminao de resduos. - CAVIDADE ORAL: revestida por epitlio pavimentoso estratificado paraceratinizado e no ceratinizado. Conjuntivo denso no modelado e msculo esqueltico formam oo tecido de sustentao. Presentes tambm os corpsculos gustativos recobertos por mucosa especializada. . DENTES: Constitudos por coroa (parte visvel), colo e raiz. So 20 dentes decduos (de leite) que so substitudos por 32 permanentes (20 sucessores + 12 molares). Componentes mineralizados: &gt; ESMALTE: hidroxiapatita (substncia mais dura do corpo), recobre a dentina da coroa, produzida pelos ameloblastos. &gt; DENTINA: produzida pelos odontoblastos, formam o corpo do dente &gt; CEMENTO: produzida pelos cementoblastos, recobre a dentina da raiz &gt; POLPA: preenche o centro do dente, formada por tecido conjuntivo frouxo vascularizado e inervado. DENTE LNGUA</p> <p>. LNGUA: constituda por msculo estriado esqueltico e revestida por epitlio escamoso estratificado. Possui na superfcie dorsal as papilas gustativas (4 tipos): &gt; FILIFORMES: do o aspecto granuloso da lngua, auxiliam a retirar alimentos grudados. Seu epitlio possui queratina &gt; FUNGIFORMES: parece um cogumelo, no tem queratina, possuem corpsculos gustativos, distribudas ao acaso entre as filiformes. &gt; FOLIADAS: regio posterolateral da lngua, sem corpsculos gustativos. &gt; CIRCUNVALADAS: formam um V na poro posterior da lngua, com corpsculos gustativos. CORPSCULO GUSTATIVO: rgo sensorial intraepitelial (neuroepitlio) relacionado com a percepo do gosto (salgado, doce, cido, amargo). - TRATO DIGESTRIO: segmento tubular com cerca de 9 metros onde o alimento agitado, liquefeito, digerido, ocorre absoro de nutrientes e gua e eliminao dos elementos no digerveis. constitudo por quatro camadas histolgicas: &gt; MUCOSA: representada pelo epitlio e seu tecido conjuntivo (= lmina prpria ou crion), onde observamos glndulas, tecido linfide, vasos, alm de delgada camada muscular lisa (muscular da mucosa) &gt; SUBMUCOSA: tecido conjuntivo denso no modelado com vasos, tecido linfide e plexos nervosos submucosos de Meissner (controla motilidade e atividade secretria da mucosa) &gt; MUSCULAR (INTERNA E EXTERNA): duas camadas de msculo liso, a interna circular e a externa longitudinal. responsvel pelo peristaltismo que auxilia o deslocamento do bolo alimentar. Entre as duas camadas se localiza o Plexo Mioentrico de Auerbach que auxilia esta atividade. No plexo encontramos gnglios nervosos contendo neurnios do sistema parassimptico (nervo vago). A inervao simptica controla o fluxo sanguneo do canal alimentar.</p> <p>&gt; SEROSA OU ADVENTCIA: a camada mais externa, constituda por delgado tecido conjuntivo frouxo que pode ou no exibir um revestimento epitelial pavimentoso (peritnio visceral). Caso possua o epitlio chama-se SEROSA. Caso no, ADVENTCIA. &gt; Segmentos do canal alimentar: ESFAGO: 25 cm, comunica a orofaringe com o estmago. Mucosa com epitllio escamoso estratificado no queratinizado. Em meio ao epitlio clulas de Langerhans fagocitam e lisam antgenos. Submucosa contm glndulas serosas e mucosas. A muscular do esfago, no seu tero proximal exibe msculo esqueltico principalmente, o tero mdio esqueltico e liso e o distal msculo liso. Externamente exibe adventcia. Exibe dois esfncteres: faringoesofgico e gastroesofgico impedem o refluxo.</p> <p> ESTMAGO: segmento dilatado, onde o alimento transformado em QUIMO (fluido viscoso), passando ento para o duodeno pela valva pilrica. O epitlio da mucosa colunar simples, constitudo por diferentes tipos de clulas, com diferentes funes. O alimento liquefeito sofre efeito do CIDO CLORDRICO produzido pelas CLULAS GSTRICAS PARIETAIS (OXNTICAS) que tambm produzem o FATOR GSTRICO INTRNSECO (glicoprotena necessria para a absoro da vitamina B12 sua deficincia leva a ANEMIA PERNICIOSA). Tambm atuam sobre o quimo as protenas enzimticas produzidas pelas CLULAS ZIMOGNICAS (PRINCIPAIS): pepsinognio, renina e lpase gstrica. E temos as CLULAS MUCOSAS produzem muco espesso que protege o estmago contra autodigesto. Apesar do pH cido da luz, ons de bicarbonato podem manter o pH neutro. Dispersas entre as clulas epiteliais encontramos as CLULAS DNES (diffuse neuroendocrine system) que so clulas que secretam substncias semelhantes a hormnios: glucagon ( glicogenlise heptica glicose do sangue), serotonina (aumenta peristalse), histamina e gastrina (estimula secreo HCl). As</p> <p>demais camadas do estmago no exibem diferenas especficas. A camada externa do tipo SEROSA. INTESTINO DELGADO: cerca de 7 metros, digere o material alimentar e absorve H2O e produtos finais. Tem tambm atividade imunolgica (crion com plasmcitos e linfcitos, ndulos linfides, clulas M fagocticas) e secretora (muco e fluido alcalino). Dividido em trs segmentos histologicamente iguais (mucosa com epitlio colunar simples com clulas caliciformes e microvilosidades, submucosa, muscular e serosa ou adventcia): . DUODENO: recebe enzimas, tampo alcalino do pncreas e bile da vescula biliar. Possui poro com serosa e com adventcia. Tem menos clulas caliciformes. . JEJUNO: Possui serosa e mais clulas caliciformes que o duodeno. . LEO: Rico em tecido linfide (Placas de Peyer localizadas no crion). Possui serosa e mais clulas caliciformes que os dois segmentos anteriores. . ABSORO INTESTINAL: diariamente so absorvidos 6-7 litros de fluido, 30-35g de sdio, meio quilo de carboidratos e protenas e um quilo de gordura atravs das clulas absortivas, que vo para o espao intercelular e da para os vasos.</p> <p> INTESTINO GROSSO: 1,5 metros, absorve a maior parte da gua e ons, secreta muco (protege a mucosa e facilita compactao) e HCO3- (age como tampo)e compacta as fezes. Dividido em ceco, clon (ascendente, transverso, descendente, sigmide), reto e nus. O apndice cecal uma evaginao em fundo cego do ceco. O epitlio da mucosa colunar simples com muitas clulas caliciformes, sem borda em escova. Desde o ceco ao sigmide temos serosa e adventcia. O reto e o nus exibem adventcia e o apndice cecal tem serosa. O nus tem revestimento epitelial glandular, pavimentoso estratificado no queratinizado e queratinizado. . Constituio das fezes: gua (75%), bactrias, fibras, gorduras, protenas no digeridas, clulas mortas e pigmento biliar. O odor varia com a dieta e a flora bacteriana, cuja ao produz flatos (CO2, metano, H2). - GLNDULAS ANEXAS DO SISTEMA DIGESTRIO &gt; GLNDULAS SALIVARES: partidas, submandibulares e sublinguais. . lubrificao, limpeza, percepo do sabor, incio da digesto (enzimas ptialina e lpase), deglutio, defesa (enzimas antibacterianas e IgA) . tubuloalveolares ramificadas, formam lobos e lbulos de limitados por septos conjuntivos, com uma poro secretora serosa, mucosa ou mista (CINOS) e uma excretora (DUCTOS)</p> <p>. secretam cerca de 700ml de saliva/dia, podem aumentar pelo sabor, cheiro de alimentos, mastigao, antes de crises de vmitos. Podem diminuir com a fadiga, medo, desidratao e durante o sono, principalmente s custas do sistema nervoso parassimptico (secreo serosa) e pelo simptico (secreo mucosa) &gt; PNCREAS EXCRINO: cinos e ductos, produzem 1200ml/dia de fluido rico em bicarbonato (tampona o quimo cido que chega ao duodeno) e enzimas digestivas(amilase, lpase, ribonuclease, tripsinognio, elastase, alm do inibidor da tripsina). &gt; FGADO: maior glndula do corpo, pesa cerca de 1500g, com funes endcrina e excrina exercidas pelo mesmo tipo de clula (HEPATCITO) e tambm detoxificadora. Possui uma cpsula de conjuntivo denso no modelado (Cpsula de Glisson). Recebe sangue oxigenado pelas artrias hepticas direita/esquerda e todos os nutrientes absorvidos pelo trato alimentar pela veia porta (irrigao sangunea dupla) que penetram o rgo pelo hilo. Recebe Ferro proveniente do bao, onde processado e vai ser utilizado para produo de hemcias na Medula ssea. O sangue sai do fgado pela veia centrolobularveias hepticasveia cava inferior.</p> <p>. Como os hepatcitos possuem intensa atividade sinttica, precisam muita energia. Por isso cada hepatcito pode conter at 2000 mitocndrias e seu REG, REL e Golgi so muito desenvolvidos. . BILE: secreo excrina, secretada pelos hepatcitos (cerca de 600 ml/dia), vai pelos ductos biliares at a vescula biliar onde armazenada. Constituda por gua, sais biliares, pigmentos de bilirrubina, fosfolipdios, colesterol, sdio, bicarbonato, IgA . Outras funes: produo de lipoprotenas de densidade muito baixa, armazena glicose do sangue sob forma de glicognio, produo de 90% das protenas do sangue (fatores de coagulao, protenas do complemento, albumina, armazenamento de vitaminas(A, D e B12), degrada hormnios, drogas (barbitricos, antibiticos, toxinas).</p> <p>&gt; VESCULA BILIAR: armazena e concentra a bile, liberando-a para o duodeno quando necessrio. Mucosa revestida por epitlio colunar simples. A poro presa ao fgado exibe adventcia. A superfcie livre exibe serosa. ___________________________________________________________________ SISTEMA RESPIRATRIO - Est constitudo pelas vias areas superiores e inferiores. - VIAS AREAS SUPERIORES (VAS): Funo: transportar, filtrar, umedecer, aquecer o ar, sensibilidade olfativa . FOSSAS NASAIS (mucosa nasal/mucosa olfatria): filtra, umedece e aquece o ar. O vestbulo poro anterior) revestido por pele e plos (impedem entrada de partculas maiores). Na derme possui glndulas sebceas e sudorparas. O restante revestido por epitlio respiratrio (colunar pseudoestratificado ciliado com clulas caliciformes). A regio olfativa, no teto da fossa nasal, exibe neurnios com clios imveis que levam cerca de 10 000 aromas ao crtex olfativo. . FARINGE: dividida em nasofaringe (epitlio respiratrio), faringe oral e faringe inferior (epitlio escamoso estratificado). Local das tonsilas farngeas. . LARINGE: responsvel pela fonao e impede entrada de alimentos no sistema respiratrio durante a deglutio. Tem parede com cartilagens hialina (tireide, mpar, cricide, poro inferior das aritenides) e elstica (epiglote que fica aberta durante a inspirao, mpar, corniculadas, cuneiformes, pares, poro superior das aritenides). onde se localizam as cordas vocais. Revestimento por epitlio respiratrio, exceto na epiglote. . TRAQUIA: parede com anis de cartilagem hialina, revestida por epitlio respiratrio e glndulas seromucosas e folculos linfides no crion. . BRNQUIOS (poro extra-pulmonar): primrios, o direito trifurca e o esquerdo bifurca. Epitlio respiratrio, placas de cartilagem hialina e glndulas seromucosas.. - VIAS AREAS INFERIORES (VAI): Funo: trocas gasosas . BRNQUIOS SECUNDRIOS E TERCIRIOS: o epitlio vai passando de pseudoestratificado a colunar simples, vo sumindo as clulas caliciformes e os clios. . BRONQUOLOS: Sem cartilagem hialina e as glndulas. Epitlio cbico. Vo ramificando at passar a terminais respiratrios dutos alveolares sacos alveolares alvolos. . ALVOLOS: unidades estruturais e funcionais do sistema respiratrio (troca de CO2 por O2), formam o parnquima pulmonar esponjoso , constitudo por espaos cheios de ar (espaos alveolares) e delgadas paredes alveolares (septos interalveolares): &gt; constituintes do septo interalveolar: dupla camada de pneumcitos tipo I (epitlio pavimentoso simples), pneumcito tipo II (esparsas, cubides, produzem o surfactante), macrfagos (clulas...</p>