resoluo see-n-3.118

Download Resoluo see-n-3.118

Post on 21-Mar-2017

70 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • RESOLUO SEE N 3.118, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2016.

    Estabelece critrios e define procedimentos para

    inscrio e classificao de candidatos designao

    para o exerccio de funo pblica na Rede Estadual

    de Ensino.

    A SECRETRIA DE ESTADO DE EDUCAO DE MINAS GERAIS, no uso de suas

    atribuies e considerando a necessidade de definir critrios e procedimentos para inscrio e

    classificao de candidatos designao para o exerccio de funo pblica na Rede Estadual de

    Ensino, para o ano de 2017,

    RESOLVE:

    CAPTULO I

    DISPOSIES PRELIMINARES

    Art. 1 Sero abertas inscries para a designao de candidatos ao exerccio de funo pblica

    nas escolas da Rede Estadual de Ensino e nas Superintendncias Regionais de Ensino (SRE), nos

    termos desta Resoluo.

    Art. 2 Para efeito desta Resoluo, o Ensino Regular, Educao Especial e Educao Integral

    sero tratados como modalidades de ensino.

    Art. 3 Os candidatos designao podero inscrever-se para as seguintes funes, observados

    os critrios estabelecidos nos Anexos desta Resoluo:

    I Analista de Educao Bsica (AEB) Assistente Social, Fisioterapeuta, Fonoaudilogo,

    Psiclogo ou Terapeuta Ocupacional;

    II Analista Educacional/Inspetor Escolar (ANE/IE);

    III Assistente Tcnico de Educao Bsica (ATB);

    IV Auxiliar de Servios de Educao Bsica (ASB);

    V Especialista em Educao Bsica (EEB) Orientador Educacional ou Supervisor Pedaggico; e

    VI Professor de Educao Bsica (PEB).

    1 A inscrio poder ocorrer para o exerccio na funo/componente curricular/rea de

    conhecimento pretendido, por municpio e SRE, para atuar no Ensino Regular, na Educao

    Especial e na Educao Integral.

    2 Antes de proceder a sua inscrio, o candidato dever certificar-se da existncia, no

    municpio, da funo e modalidade de ensino para a qual pretende se inscrever.

    Art. 4 O candidato poder realizar at 3 (trs) inscries, de livre escolha, observando, no ato da

    designao, as normas vigentes para o acmulo de cargos.

    Pargrafo nico A inscrio efetivada para o municpio permitir ao candidato concorrer s vagas

    em todas as escolas estaduais localizadas na sede e nos distritos.

  • CAPTULO II

    DA INSCRIO

    Art. 5 O candidato dever efetuar sua inscrio pela Internet, no endereo eletrnico

    www.educacao.mg.gov.br, que ter incio s 9 horas do dia 21 de novembro de 2016 e ser

    encerrada s 23 horas do dia 7 de dezembro de 2016.

    1 No sero consideradas as inscries no confirmadas por motivos de ordem tcnica dos

    computadores, falhas de comunicao, congestionamento das linhas de comunicao e/ou por

    outros fatores que impossibilitem a transferncia dos dados.

    2 No sero aceitas inscries por qualquer outro meio no estabelecido nesta Resoluo.

    3 O preenchimento dos dados no ato da inscrio dever ser feito, completa e corretamente, sob

    total responsabilidade do candidato, mesmo quando efetuado por terceiros.

    Art. 6 Ser possibilitado ao candidato corrigir as informaes durante todo o perodo da inscrio.

    1 A cada correo ser emitido um novo comprovante com as alteraes processadas.

    2 Os candidatos sero classificados de acordo com os ltimos dados informados.

    3 Esgotado o prazo de inscrio, no ser permitido alterar dados.

    Art. 7 No caber recurso motivado por quaisquer erros ou omisses de responsabilidade do

    candidato no ato da inscrio.

    Art. 8 As informaes inseridas pelo candidato no ato da inscrio, que resultaro na sua

    classificao, devero ser comprovadas no ato da designao.

    Art. 9 A omisso de dados na inscrio e/ou irregularidades detectadas, no momento da

    designao ou a qualquer tempo, implicaro desclassificao do candidato e/ou dispensa de ofcio

    do designado.

    CAPTULO III DO TEMPO DE SERVIO

    Art. 10 Para as inscries de 2016, o tempo de servio exercido pelo candidato na Rede Estadual

    de Ensino ser automaticamente extrado do banco de dados da inscrio de 2014, regulamentada

    pela Resoluo SEE n 2.686, de 2014, e complementarmente do Sistema de Administrao de

    Pessoal (SISAP).

    1 O tempo de servio at 30/6/2014, extrado do banco de dados da inscrio de 2014, dever

    ser analisado e validado pelo candidato, ou corrigido, se for o caso.

    I No ato da designao, ser exigida do candidato apresentao do original e cpia da Certido de

    Contagem de Tempo, a qual ser autenticada e retida para comprovao, atualizao dos dados no

    SISAP e arquivamento em sua pasta funcional

    2 O tempo de servio exercido no perodo de 1/7/2014 a 30/6/2016, gerado automaticamente

    pelo SISAP, dever ser analisado e validado pelo candidato, ou corrigido, se for o caso.

    I Na hiptese de validao do tempo de servio pelo candidato, ser dispensada a apresentao

    da Certido de Contagem de Tempo;

  • II havendo correo do tempo de servio, ser exigida do candidato, no ato da designao, a

    apresentao do original e a cpia da Certido de Contagem de Tempo, a qual ser autenticada e

    retida para comprovao, atualizao dos dados no SISAP e arquivamento em sua pasta funcional.

    3 O candidato que no se inscreveu em 2014 dever inserir, no ato de sua inscrio, o tempo

    exercido na Rede Estadual de Ensino at 30/6/2014, na funo/componente curricular/rea de

    conhecimento pretendido, devendo comprov-lo no ato da designao, nos termos do inciso I do

    1.

    4 O tempo total de servio do candidato ser aquele obtido pelo somatrio dos tempos

    constantes neste artigo.

    Art. 11 Ser considerado tempo de servio, para fins de inscrio de que trata esta Resoluo,

    aquele exercido na Rede Estadual de Ensino at 30/6/2016, na mesma funo/componente

    curricular/rea de conhecimento para o qual o candidato se inscrever, devendo comprov-lo no ato

    da designao, desde que:

    I no esteja vinculado a cargo efetivo ativo, exceto o perodo em que a legislao permitiu

    designao em regime de opo;

    II no tenha sido utilizado para fins de aposentadoria;

    III no tenha sido utilizado pelo servidor no Programa de Desligamento Voluntrio (PDV); e

    IV no seja tempo de servio paralelo.

    1 O tempo exercido em cargo em comisso ou funo gratificada na Rede Estadual de Ensino

    poder ser computado para se inscrever mesma funo/componente curricular/rea de

    conhecimento que o candidato possua quando assumiu o referido cargo comissionado ou funo

    gratificada, observado o disposto no caput e incisos deste artigo.

    2 O tempo de servio em que o candidato tiver atuado em regime de Adjuno, com nus para

    o Estado, ser considerado para fins de inscrio, cuja Certido de Contagem de Tempo dever ser

    emitida pela Superintendncia Regional de Ensino responsvel pelo pagamento, observado o

    disposto no caput e incisos deste artigo.

    CAPTULO IV

    DOS CRITRIOS DE CLASSIFICAO

    Seo I

    Do Analista Educacional/Inspetor Escolar

    Art. 12 Os candidatos inscritos para a funo de Analista Educacional/Inspetor Escolar sero

    classificados por SRE, observando-se a habilitao e o maior tempo de servio, de acordo com o

    item 1 do Anexo II e artigo 11 desta Resoluo, respectivamente.

    Pargrafo nico Na hiptese de empate entre candidatos nos critrios de habilitao e tempo, o

    desempate ser pela idade maior.

    Seo II

    Do Auxiliar de Servios de Educao Bsica

  • Art. 13 Os candidatos inscritos para a funo de Auxiliar de Servios de Educao Bsica (ASB)

    sero classificados em listagem nica, por municpio, observando-se sucessivamente os seguintes

    critrios:

    I maior tempo de servio, nos termos do artigo 11 desta Resoluo;

    II maior escolaridade, sendo:

    a) Ensino Mdio completo;

    b) Ensino Fundamental completo;

    c) Ensino Fundamental incompleto.

    Pargrafo nico Na hiptese de empate entre candidatos nos critrios de tempo e escolaridade, o

    desempate ser pela idade maior.

    Seo III

    Assistente Tcnico de Educao Bsica, Especialista em Educao Bsica e Professor de Educao

    Bsica

    Art. 14 Os candidatos inscritos para as funes de Assistente Tcnico de Educao Bsica (ATB),

    Especialista em Educao Bsica (EEB) Orientador Educacional ou Supervisor Pedaggico, e

    Professor de Educao Bsica (PEB) sero classificados em listagens distintas, por municpio, em

    cada funo/componente curricular em que se inscreverem, observando-se a habilitao e a

    escolaridade exigidas para cada funo, conforme estabelecido nos Anexos II e III desta Resoluo.

    1 Os candidatos inscritos para a funo de ATB sero classificados por municpio, observadas

    as exigncias contidas no item 3 do Anexo II desta Resoluo.

    2 Os candidatos inscritos para a funo de EEB/Orientador Educacional ou Supervisor

    Pedaggico sero classificados por municpio, conforme estabelecido nos itens 4 e 5 do Anexo II

    desta Resoluo.

    3 Os candidatos inscritos para a funo de PEB para o Ensino do Uso da Biblioteca/Mediador

    de Leitura sero classificados em listagem nica por municpio, conforme escolaridade e habilitao

    previstas no item 2 do Anexo III desta Resoluo, sendo priorizado o candidato que comprovar curso

    superior de graduao em Biblioteconomia.

    4 Havendo mais de um candidato inscrito em igualdade de condies, o desempate dever ser

    feito, observando-se sucessivamente:

    I maior tempo de servio, nos termos do artigo 11 desta Resoluo;

    II idade maior.

    Seo IV

    Da Educao Especial

    Art. 15 Os candidatos designao na modalidade de Educao Esp

Recommended

View more >