relatório final de estágio mestrado integrado em medicina ... nbsp;· estágio curricular do...

Download Relatório Final de Estágio Mestrado Integrado em Medicina ... nbsp;· estágio curricular do Mestrado Integrado em Medicina Veterinária, decorrido no período de 6 de ... trabalho

Post on 31-Jan-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Relatrio Final de Estgio

    Mestrado Integrado em Medicina Veterinria

    INSPEO SANITRIA

    ACOMPANHAMENTO DAS ACTIVIDADES DO MDICO VETERINRIO

    OFICIAL - PRINCIPAIS DOENAS PARASITRIAS DURANTE A

    INSPEO SANITRIA EM MATADOURO

    Sara Sofia Machado Vieira

    Orientadora:

    Eduarda Maria Freitas Gomes da Silva Neves

    Co-Orientadora:

    Susana Canedo Ribeiro Almeida Gonalves

    Porto 2016

  • Relatrio Final de Estgio

    Mestrado Integrado em Medicina Veterinria

    INSPEO SANITRIA

    ACOMPANHAMENTO DAS ACTIVIDADES DO MDICO VETERINRIO

    OFICIAL - PRINCIPAIS DOENAS PARASITRIAS DURANTE A

    INSPEO SANITRIA EM MATADOURO

    Sara Sofia Machado Vieira

    Orientadora:

    Eduarda Maria Freitas Gomes da Silva Neves

    Co-Orientadora:

    Susana Canedo Ribeiro Almeida Gonalves

    Porto 2016

  • i

    Resumo

    O presente relatrio de estgio refere-se s atividades desenvolvidas no mbito do

    estgio curricular do Mestrado Integrado em Medicina Veterinria, decorrido no perodo de 6 de

    janeiro de 2016 a 27 de abril de 2016, sob a co-orientao e acompanhamento da Dra. Susana

    Gonalves da Direo de Servios da Alimentao e Veterinria da Regio Norte (DSAVRN), e

    sob orientao da Professora Eduarda Gomes Neves, docente do Instituto de Cincias

    Biomdicas Abel Salazar (ICBAS).

    O principal objetivo da realizao deste estgio foi conhecer de forma prtica e direta o

    trabalho de um Mdico Veterinrio Oficial (MVO) nas suas funes como inspetor sanitrio em

    Portugal, aprendendo conhecimentos que auxiliem possvel futuro desempenho de funes

    neste ramo.

    Durante o estgio foi possvel presenciar diversas tarefas oficiais como a inspeo

    sanitria em matadouro, a realizao de controlos veterinrios, no mbito dos subprodutos de

    origem animal (em unidades de transformao de subprodutos, unidades de abate e parques

    zoolgicos), a realizao de inquritos epidemiolgicos e o levantamento de autos de notcia.

    Tambm foi possvel ver como se realiza a avaliao de aptido para o transporte e a certificao

    de bovinos para trocas intracomunitrias no mercado de gado Leicar. No decorrer destas

    tarefas foi permitido acompanhar o trabalho de vrios MVO em estabelecimentos inseridos na

    rea da Direo de Servios de Alimentao e Veterinria da Regio Norte, permitindo o

    conhecimento dos procedimentos a seguir em inspeo sanitria.

    Alm de apresentar as tarefas do MVO e a descrio do percurso do estagirio ao longo

    de 4 meses, este relatrio apresenta uma reviso bibliogrfica acerca das parasitoses mais

    frequentes na inspeo sanitria em matadouro. Esta reviso, constitui a segunda parte deste

    relatrio e acompanhada pelo diagnstico laboratorial do estudo macro e microscpico das

    leses e parasitas encontrados, realizado no Laboratrio de Doenas Parasitrias do ICBAS com

    o auxlio de tcnicas de histopatologia e microbiologia celular em colaborao com o Laboratrio

    de Microbiologia Celular e com o Laboratrio de Patologia Veterinria do mesmo instituto.

  • ii

    Agradecimentos

    Como todos os caminhos se fazem caminhando e como caminhar acompanhado bem

    mais agradvel do que caminhar sozinho, gostaria de agradecer a todos os que, de uma forma

    ou de outra, estiveram presentes nesta minha caminhada. Devo um agradecimento especial:

    Professora Doutora Eduarda Gomes Neves por ter aceito ser a minha orientadora, pelos

    conselhos e crticas construtivas.

    Doutora Susana Gonalves por ter aceite ser minha co-orientadora, pela transmisso

    de conhecimentos, pela sua compreenso, ajuda e dedicao no decorrer do estgio.

    Aos restantes Mdicos Veterinrios Oficiais com quem tive oportunidade de aprender.

    Ao Professor Armando e ao Rodolfo pela disponibilidade e ajuda no laboratrio.

    Doutora Ana Canadas pela ajuda na descrio histopatolgica das leses encontradas.

    Aos meus pais, por terem acreditado em mim e nas minhas capacidades, por me terem

    dado as ferramentas necessrias para cumprir com sucesso esta etapa.

    Ao meu irmo, por estar sempre disponvel para as minhas mil e uma dvidas.

    s minhas tias Graa e Geninha e ao meu tio Lus, pelo apoio incondicional e pelos

    conselhos que guiaram o meu caminho.

    Ao Andr pelo amor, ateno, dedicao e dores de cabea partilhadas.

    Laura e ao Vtor, pelo enorme apoio quando mais precisava.

    Daniela e Rita pelos bons e maus momentos passados, pela presena diria, pela

    amizade e companheirismo, pelos dias interminveis de estudo no ICBAS, pelas gargalhadas e

    lgrimas, enfim por tudo!

    Marta, Ana, Daniela, ao Aires e ao Chico, pela luta partilhada para atingir um sonho.

    Joana, Filipa, Tnia, Mara, Marta, Beatriz e Madalena pela vossa presena

    na minha vida desde sempre, pelas nossas conversas nos momentos difceis, por me fazerem

    ver o lado positivo das coisas e por me mostrarem que o vero volta sempre!

    Belinha por tudo o que passamos juntas!

    Ao Coral de Biomdicas, pelas aventuras e grandes amizades!

    A todos um grande e sentido obrigada!

  • iii

    Lista de abreviaturas

    AC Autoridade Competente

    BEA - Bem-Estar Animal

    DGAV Direo Geral de Alimentao e Veterinria

    DSAVRN Direo de Servios de Alimentao e Veterinria da Regio Norte

    EEB Encefalopatia Espongiforme Bovina

    EET Encefalopatias Espongiformes Transmissveis

    ETAR - Estao de Tratamento de guas Residuais

    HD Hospedeiro Definitivo

    HI - Hospedeiro Intermedirio

    ICBAS Instituto de Cincias Biomdicas Abel Salazar

    IE Inquritos Epidemiolgicos

    INIAV - Instituto Nacional de Investigao Agrria Veterinria

    IRCA - Informao Relativa Cadeia Alimentar

    IS Inspeo Sanitria

    MRE - Materiais de Risco Especfico

    MVO Mdico Veterinrio Oficial

    OMS - Organizao Mundial de Sade

    PAT - Protena Animal Transformada

    PR Pequenos Ruminantes

    PZ Parque Zoolgicos

    RED - Registo de Existncias e Deslocaes

    SNIRA Sistema Nacional de Informao e Registo Animal

    TRACES - TRAde Control and Expert System

    UA Unidade de Abate

    UTS Unidade de Transformao de Subprodutos

  • iv

    ndice Geral

    Resumo ................................................................................................................................... i

    Agradecimentos ....................................................................................................................... ii

    Lista de abreviaturas................................................................................................................ iii

    Introduo ................................................................................................................................ 1

    reas de interveno do mdico Veterinrio no Matadouro ..................................................... 2

    1.Receo de animais e controlo documental .......................................................................... 2

    2. Exame ante mortem ............................................................................................................. 3

    3.Bem-Estar Animal (BEA)....................................................................................................... 3

    4.Procedimentos de abate ....................................................................................................... 4

    4.1 Imobilizao e insensibilizao ................................................................................... 4

    4.2 Sangria ....................................................................................................................... 5

    4.3 Exciso das extremidades corporais e esfola .............................................................. 5

    4.3.1 Bovinos ............................................................................................................. 5

    4.3.2 Pequenos ruminantes ....................................................................................... 5

    4.4 Escaldo, depilao e chamusco dos Sunos ............................................................. 5

    4.5 Eviscerao ................................................................................................................ 6

    4.6 seco longitudinal...................................................................................................... 6

    4.7 Inspeo post mortem ................................................................................................. 6

    4.7.1 Testes laboratoriais ........................................................................................... 7

    4.8 Marca de salubridade .................................................................................................. 7

    4.9 Deciso sanitria ........................................................................................................ 7

    Casustica observada .............................................................................................................. 7

    Abates de emergncia.8

    Rejeies totais ....................................................................................................................... 8

    Rejeies parciais .................................................................................................................... 10

    Controlos oficiais ..................................................................................................................... 10

    1.Parques Zoolgicos ..................

Recommended

View more >