relatório final de estágio mestrado integrado em medicina ...· ovariohisterectomia conjuntamente

Download Relatório Final de Estágio Mestrado Integrado em Medicina ...· ovariohisterectomia conjuntamente

Post on 13-Feb-2019

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Relatrio Final de Estgio

Mestrado Integrado em Medicina Veterinria

Pedro Daniel de Oliveira Azevedo

Orientador:

Professora Doutora Ana Lcia Emdia de Jesus Lus

Coorientador:

Dr. Hlio Duarte Lopes Oliveira

Porto 2017

Relatrio Final de Estgio

Mestrado Integrado em Medicina Veterinria

Pedro Daniel de Oliveira Azevedo

Orientador:

Professora Doutora Ana Lcia Emdia de Jesus Lus

Coorientador:

Dr. Hlio Duarte Lopes Oliveira

Porto 2017

iii

Resumo

O estgio curricular realizado no mbito da concluso do Mestrado Integrado em Medicina

Veterinria, na rea de Medicina e Cirurgia de Animais de Companhia, teve como objetivo

consolidar os conhecimentos aprendidos ao longo de todo o curso. Teve a durao de dezasseis

semanas e decorreu no Hospital Veterinrio do Baixo Vouga. O objetivo do presente relatrio

a apresentao e discusso de cinco casos clnicos observados durante esse estgio.

Tive a oportunidade de acompanhar os mdicos veterinrios na sua prtica diria e contactei

com vrias especialidades como anestesiologia, cardiologia, cirurgia de tecidos moles,

dermatologia, imagiologia, medicina interna, neurologia, oncologia, ortopedia e teriogenologia.

Assisti a consultas e ajudei na realizao dos diversos mtodos complementares de diagnstico,

acompanhando dessa forma os casos clnicos na integra. Auxiliei na preparao pr-cirrgica

dos pacientes, assisti aos procedimentos cirrgicos e acompanhei os animais no ps-operatrio.

Tive ainda a oportunidade de ajudar no tratamento e monitorizao dos animais hospitalizados.

Considero que os objetivos iniciais do estgio foram atingidos uma vez que, ao longo destas

dezasseis semanas, tive a oportunidade de fortalecer os conhecimentos tericos e prticos

aprendidos ao longo do curso e de contactar com novos mtodos de trabalho.

iv

Agradecimentos

minha orientadora, Professora Ana Lcia Emdio Lus, pelos conselhos ao longo do estgio.

A toda a equipa do Hospital Veterinrio do Baixo Vouga, mdicos veterinrios, enfermeiros,

auxiliares e outros estagirios por me terem recebido e dado a oportunidade de aprender

convosco. Um especial obrigado ao meu co-orientador Hlio, ao Tiago, ao professor Hugo, ao

professor Olivrio, Daniela, ao Pedro e ao Lima. O meu percurso no seria o mesmo sem

vocs.

A toda a equipa do Hospital Veterinrio do Restelo, por tudo o que me ensinaram e pela amizade.

A todos os meus professores por sempre se terem empenhado em dar-me a mim e aos meus

colegas a melhor formao possvel.

minha namorada Rita, que desde o incio, sempre me apoiou.

minha famlia e em especial aos meus pais, Ana e Joaquim Azevedo por sempre me terem

apoiado e acreditado em mim. Se no fossem vocs, nunca teria chegado onde cheguei!

A todos os meus amigos, por toda a ajuda, conselhos e momentos de diverso que me deram

ao longo deste percurso. Sem dvida, no teria sido a mesma coisa sem vocs.

Ao meu amigo Tiago Prucha em especial por estar sempre ao meu lado nos melhores e nos

piores momentos.

A todos, muito obrigado!

v

Lista de abreviaturas

% percentagem

< menor

g micrograma

AD trio direito

ALP fosfatase alcalina

ALT alanina aminotransferase

BCS body condition score

BID duas vezes ao dia

BUN blood urea nitrogen

CID coagulopatia intravascular

disseminada

CIF cistite idioptica felina

cm centmetro

CO2 dixido de carbono

CRE creatinina srica

CRI constant rate infusion

DAD doena articular degenerativa

DAPP dermatite alrgica picada da

pulga

DCM doena do compartimento medial

dl decilitro

DV projeo dorso-ventral

ECG eletrocardiograma

FLUDT Feline Lower urinary tract disease

FPC fragmentao do processo coronoide

G gauge

GABA cido gama-aminobutrico

h hora

ICC insuficincia cardaca congestiva

IECA inibidor da acetil-colina esterase

IM - intramuscular

ITU infeo do trato urinrio

IV intravenoso

Kg quilograma

LBA lavagem bronco alveolar

l litro

LR lactato de ringer

MAC minimum alveolar concentration

MAD membro anterior direito

MAE membro anterior esquerdo

mg miligrama

min minuto

ml mililitro

mm milmetro

mmHg milmetros de mercrio

MRI Ressonncia magntica

NUPA no unio do processo ancneo

O2 - oxignio

OCD Osteocondrite dissecante

PAD presso arterial diastlica

vi

PAM presso arterial mdia

PAS presso arterial sistlica

PC processo coronoide medial da ulna

PCR reao de polimerizao em cadeia

PDA ducto arterioso persistente

PIC presso intracraniana

PO via oral

ppm pulsos por minuto

q12h a cada 12 horas

q8h a cada 8 horas

QOD quatro vezes ao dia

RAA sistema Renina-Angiotensina-

Aldosterona

RIT rush immunotherapy

ROM range of movement

rpm respiraes por minuto

s segundo

SC via subcutnea

SID uma vez ao dia

SNC sistema nervoso central

SpO2 saturao perifrica de oxignio

capilar

TC Tomografia computorizada

TD via transdrmica

Th2 Clulas T helper 2

TID trs vezes ao dia

TRC tempo de repleo capilar

U/Kg unidades por quilograma

VD projeo ventro-dorsal

vii

ndice

Resumo ..................................................................................................................................... iii

Agradecimentos ......................................................................................................................... iv

Lista de abreviaturas................................................................................................................... v

Caso clnico: Anestesiologia Ovariohisterectomia e mastectomia regional numa cadela com

ducto arterioso persistente .......................................................................................................... 1

Caso clnico: Cirurgia de tecidos moles Uretrostomia perineal ................................................. 7

Caso clnico: Cardiologia Dirofilariose canina ........................................................................ 13

Caso clnico: Ortopedia Displasia do cotovelo ....................................................................... 19

Caso clnico: Pneumologia Asma felina ................................................................................ 25

Anexo I: Anestesiologia Ovariohisterectomia e mastectomia regional numa cadela com ducto

arterioso persistente ................................................................................................................. 31

Anexo II: Cirurgia de tecidos moles Uretrostomia perineal ..................................................... 32

Anexo III: Cardiologia Dirofilariose canina .............................................................................. 34

Anexo IV: Ortopedia Displasia do cotovelo ............................................................................ 36

Anexo V: Pneumologia Asma felina ....................................................................................... 37

1

Caso clnico: Anestesiologia Ovariohisterectomia e mastectomia regional numa cadela

com ducto arterioso persistente

Caracterizao do animal e motivo de anestesia: Zara, candeo fmea de 8 anos de idade,

Pastor Alemo, inteira. Apresentou-se ao servio de cirurgia para a realizao de

ovariohisterectomia conjuntamente com mastectomia regional.

Anamnese/Histria clinica: No exame sumrio realizado antes da vacinao foi detetado um

ndulo na mama. Realizaram-se anlises bioqumicas e uma radiografia torcica e a Zara foi

ento encaminhada para o hospital para avaliao. A Zara encontrava-se corretamente vacinada

e desparasitada e no se encontrava a fazer nenhuma medicao. Habitava um ambiente indoor

com acesso a exterior privado. A sua dieta consistia em rao seca de qualidade superior e no

tinha contacto com outros animais nem realizava viagens. Os tutores no notavam alteraes

relativamente a outros sistemas (respiratrio, cardiovascular, urinrio e neurolgico). No exame

pr-anestsico, a Zara estava com uma atitude normal e temperamento equilibrado. Tinha 32kg

de peso e uma condio corporal adequada. Os movimentos respiratrios eram do tipo

costoabdominal, regulares, sem uso dos msculos acessrios e com uma frequncia de 50rpm.

Tinha um pulso forte com frequncia de 124ppm e a temperatura era 38,6oC. As mucosas

estavam rosadas, brilhantes e hmidas e com um TRC

2

Pr-medicao: Midazolam (0,2mg/kg IM), metadona (0,2mg/kg IM) e atropina (0,02mg/kg IV).

Administrou-se tambm cefazolina (10mg/kg IV) cerca de 30min antes da entrada no bloco

operatrio.

Fluidoterapia: Cateterizou-se a veia ceflica direita, com um cateter de 20G e iniciou-se a

fluidoterapia com NaCl 0,45%, taxa de 79ml/h (2,5ml/kg/h).

Recommended

View more >