relatório final de estágio mestrado integrado em medicina ...· ii relatório final de estágio

Download Relatório Final de Estágio Mestrado Integrado em Medicina ...· ii Relatório Final de Estágio

Post on 08-Nov-2018

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Relatrio Final de Estgio

    Mestrado Integrado em Medicina Veterinria

    Medicina e Cirurgia de Animais de Companhia

    Paula Cristina Soares Guimares Ferreira

    Orientadora: Mestre Cludia Sofia !"#$%&'()*#+"+,*&(-"./%&/" Co-Orientador: Dr. Lus Miguel Fonte Montenegro

    Porto 2011

  • ii

    Relatrio Final de Estgio

    Mestrado Integrado em Medicina Veterinria

    Medicina e Cirurgia de Animais de Companhia

    Paula Cristina Soares Guimares Ferreira

    Orientadora: Mestre Cludia Sofia !"#$%&'()*#+"+,*&(-"./%&/" Co-Orientador: Dr. Lus Miguel Fonte Montenegro

    Porto 2011

  • iii

    Resumo: O meu estgio final do Mestrado Integrado em Medicina Veterinria foi realizado no

    Hospital Veterinrio Montenegro, tendo como durao 16 semanas. Dele resultou este presente

    relatrio, que faz a exposio de cinco casos clnicos, que abrangem cinco reas diferentes:

    dermatologia, urologia, doenas infecciosas, oncologia e cardiologia.

    Durante as dezasseis semanas de estgio, pude desenvolver actividades mdico-

    veterinrias no mbito da prtica clnica:

    - acompanhei casos clnicos, quer pela simples observao, como auxiliando e monitorizando,

    sob superviso de um Mdico Veterinrio;

    - prestei cuidados de enfermagem veterinria nos animais internados;

    - auxiliei nas cirurgias que se realizaram no Hospital Veterinrio, tanto nas preparaes pr

    cirrgicas, como na recuperao ps-cirrgica, bem como no decorrer da cirurgia, como

    anestesista e ajudante do cirurgio;

    - tratei dos animais internados durante o servio de urgncia, tomando responsabilidade

    acrescida no caso dos animais que se encontravam instveis.

    Durante todo este tempo, tentei acompanhar a evoluo clnica de todos os animais. Por

    vezes no foi fcil, principalmente em dias de maior movimento, em que, infelizmente, no

    podia perder tempo a expor questes pertinentes sobre o caso clnico em questo.

    No final deste estgio, sinto que os meus objectivos foram cumpridos. Consegui adquirir

    maior prtica clnica e cirrgica, e ainda uma boa dinmica individual e de grupo. Neste ltimo

    aspecto, apercebi-me como importante o trabalho em equipa. Desenvolvi um pouco mais a

    minha opinio crtica, graas integrao dos conhecimentos adquiridos durante os 5 anos do

    Mestrado, com os conhecimentos transmitidos pelos Mdicos-Veterinrios. Aprendi tambm que

    a pesquisa complementar, muitas vezes, primordial na resoluo dos casos clinicos. O lucro do

    estudo consiste em tornarmo-nos cada vez mais e melhores profissionais.

    Sinto-me muito mais segura e capaz de elaborar um raciocnio clnico sozinha. Mas

    nunca demais dizer que ainda existe um longo caminho pela frente

  • iv

    Agradecimentos:

    - A todos os elementos que fazem parte do Hospital Veterinrio Montenegro, que formam uma

    equipa fantstica, humilde, prestvel, dinmica, simptica e trabalhadora, obrigada pela

    pacincia, pelas dvidas tiradas e pelos ensinamentos prestados;

    - Ao Dr.Rui Mota, pelo seu indispensvel apoio e amizade;

    - Aos meus colegas estagirios, principalmente Filipa que, mesmo nos momentos mais difceis,

    nunca deixou de me fazer sorrir;

    - Ao Dr Lus Montenegro, meu co-orientador, por me ter aceite no seu Hospital, e por todos os

    conselhos imprescindveis dados ao longo das 16 semanas;

    - Dra Cludia Baptista, minha orientadora, pela disponibilidade, e por toda a ajuda prestada

    antes, durante e aps o estgio;

    - minha famlia, especialmente minha me, pela fora que me transmitiu durante todos estes

    anos;

    - Ao Freddy, pela sua pacincia inesgotvel;

    - A todos os meus animais, ao Garfield, Iris, Kitty, Luna, ao Tico, ao Jolie, ao Bambu e ao

    Rifas, um muito obrigada por fazerem parte da minha vida;

    - E, finalmente, a todas aquelas pessoas, professores e colegas, que me ajudaram ao longo de

    todo o curso.

    MUITO OBRIGADA A TODOS!!

  • v

    Abreviaturas: AA cido acetilsaliclico

    AAG - glicoprotena cida alfa 1

    AB antibitico

    AC anticorpo

    AE trio esquerdo

    AG antignico

    AINES - anti-inflamatrios no esterides

    A.N.A- anticorpos anti-nucleares

    BID duas vezes por dia

    BUN blood urea nitrogen

    CaOx oxalato de clcio

    CJ celulite juvenil

    CMH cardiomiopatia hipertrfica

    CRE creatinina

    DNA cido desoxirribonucleico

    DTM dermatophyte teste medium

    DSBC - clculos de sangue slidos desidratados

    EV via endovenosa

    FA Fosfatase alcalina

    FcoV coronavrus felino

    FECV - coronavrus entrico felino

    FELV leucemia viral felina

    FIV imunodeficincia viral felina

    FLUTD feline lower urinary tract disease

    g/dl grama por decilitro

    GPT alanina transferase

    HBPM heparina de baixo peso molecular

    ITU infeco/inflamao do tracto urinrio

    ITUI infeco/inflamao do tracto urinrio inferior

    IV via intravenosa

    Kg - kilograma

    MAP - magnesium ammonium phosphate

  • vi

    mg/dl miligrama por decilitro

    ml mililitros

    ml/h mililitro por hora

    mm - milmetro

    M.O. medula ssea

    MU milhes de unidades

    MP membros plvicos

    NaCl Cloreto de Sdio

    PCR polymerase chain reaction

    p.e. por exemplo

    PIF Peritonite Infecciosa Felina

    PO via oral

    ppm pulsaes por minuto

    qb quanto baste

    QOD cada 48 horas

    rpm respiraes por minuto

    SC via subcutnea

    SID uma vez por dia

    SNC sistema nervoso central

    SSR - supersaturao relativa urinria

    TC - temperatura

    TA tromboembolismo artico

    TRC tempo de repleo capilar

    US - ultrassonografia

    U/L unidades por litro

    VE ventrculo esquerdo

    % - percentagem

    ul microlitro

  • vii

    ndice geral

    Caso clnico de dermatologia: celulite juvenil................1

    Caso clnico de urologia: FLUTD por urolitase felina..........................7

    Caso clnico de doenas infecciosas: peritonite infecciosa felina.13

    Caso clnico de oncologia clnica: linfoma mediastnico..19

    Caso clnico de cardiologia: tromboembolismo artico25

    Anexo I celulite juvenil..31

    Anexo II urolitase felina....33

    Anexo III peritonite infecciosa felina 34

    Anexo IV linfoma mediastnico.36

    Anexo V tromboembolismo artico.......38

  • 1

    Caso clnico n 1: Dermatologia Celulite juvenil

    Identificao do animal/Caracterizao do paciente: O Yankee um co inteiro, de 6 meses

    de idade, raa Chow-Chow, com 17,8kg de peso.

    Motivo da consulta: O Yankee foi apresentado consulta de urgncia por "feridas e crostas" no

    focinho e patas, hipertermia, perda de apetite, prostrao e alguma claudicao nos membros

    plvicos. Esta situao vem-se a arrastar h uma semana, embora a perda de apetite, prostrao e

    claudicao tenham apenas surgido h dois dias.

    Anamnese: O Yankee estava vacinado contra esgana, adenovrus, parainfluenza, leptospirose, e

    parvovirose h 3 semanas, e desparasitado externamente com imidaclopride e permetrina, e

    internamente com febantel, embonato de pirantel e praziquantel, h cerca de 1 semana. Comia

    rao seca jnior comercial duas vezes por dia, com gua disposio. um co que vive num

    apartamento, nunca viajou, sem acesso a outros animais, e a qualquer tipo de txico. Sempre foi

    saudvel, nunca teve nenhuma patologia mdica no passado. Tomou antibiticos, AINES e

    ivermectina, como tratamento, numa outra clnica, sendo que, no momento, j no toma

    nenhuma desta medicao. No teve melhorias significativas com qualquer dos tratamentos

    efectuados anteriormente. Como motivo da consulta, o dono referiu que j tinham feito alguns

    exames complementares numa outra clnica: radiografia aos membros plvicos (sem evidncia

    de qualquer leso nos tecidos moles e/ou ortopdica), raspagem profunda de pele (negativa),

    citologia de exsudado (exsudado purulento sptico), serologia de leishmania, pesquisa de A.N.A,

    bem como analtica sangunea (que revelou neutrofilia). Nas perguntas sobre os diferentes

    sistemas, a proprietria referiu que o Yankee tinha apresentado prurido nos 2 ltimos dias.

    Exame fsico geral: Atitude normal, em estao e em decbito; anormal em movimento,

    apresentando alguma claudicao nos dois membros plvicos (MP), de grau II, permanente.

    Estado mental alerta, com temperamento nervoso. Grau de desidratao inferior a 5%. Era um

    co moderadamente obeso, quanto condio corporal. Movimentos respiratrios regulares,

    rtmicos, com profundidade normal, costo-abdominais, de relao 1:1,3, sem uso de msculos

    acessrios de respirao, e com frequncia 35 rpm. A frequncia do pulso era 120 ppm, forte e

    bilateral, simtrico, rtmico, regular e sncrono. A temperatura era de 40C, tnus anal adequado

    e reflexo anal positivo, sem a presena de sangue, muco, ou formas parasitrias macroscpicas,

    mas denotando-se inflamao e dor perianal. As mucosas apresentavam-se rosadas, hmidas e

    brilhantes, com o TRC inferior a 2 segundos. Apresentava linfadenomeglia dos gnglios

    submandibulares e pr-escapulares, estando os restantes normais. Auscultao cardio-pulmonar

  • 2

    normal. Palpao abdominal normal. Olhos com pstulas perioculares e descarga muco-

    purulenta. Quanto pele, tinha pstulas e leses ulcerativas nos 4 membros, lbios e junes

    mucocutneas, dermatite hmida no pescoo e lceras no prepcio. Essas zona

Recommended

View more >