RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2015 CRQ-IV ?· CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA – IV REGIÃO…

Download RELATÓRIO DE GESTÃO DO EXERCÍCIO DE 2015 CRQ-IV ?· CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA – IV REGIÃO…

Post on 13-Feb-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

1

RELATRIO DE GESTO DO EXERCCIO DE 2015

CRQ-IV

So Paulo/2015

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

2

Comisso de Tomada de Contas:

Em cumprimento as disposies legais e de acordo com o que nos determinado pela Deliberao N. 18, de

20 de agosto de 2002, temos a satisfao de submeter apreciao da Comisso de Tomada de Contas o

Relatrio de Gesto da Administrao do exerccio de 2.015.

ATIVIDADES DO EXERCCIO DE 2015

01 PLENRIO

rgo colegiado formado por conselheiros titulares e suplentes, no remunerados, responsvel, em

sesses ordinrias (ordem do dia), pela concesso de registros, cancelamentos, e demais atos

operacionais legais relacionados atividade da qumica, e em sesses administrativas (expediente) para

deliberao de demais atos relacionados decises da Diretoria Administrativa.

1. SESSES PLENRIAS

Foram realizadas 130 sesses onde o Plenrio deste Conselho Regional examinou e julgou 18.434 processos

administrativos.

Situaes/Exerccios 2015 2014 # %

Pessoa Fsica Analisados 12.430 14.119 -1.689 -11,96%

Pessoa Jurdica Analisados 6.004 4.763 1.241 +26,06%

Total 18.434 18.882 -448 -2,37%

Sesses Plenrias (04/semanais) 130 129 1 0,007%

2. REGISTROS E CARTEIRAS PROFISSIONAIS

Tipo 2015 2014 # %

Novos Profissionais 5.351 5.825 -474 -8,14%

Novas Empresas 891 641 250 +39,00%

Registros Definitivos 3.073 3.146 -73 -2,32%

Registros Provisrios 1.877 2.440 -563 -23,07%

Reestabelecimento de Registros (Profissionais) 132 99 33 33,33%

3. NOTIFICAES DE MULTAS

Multas 2015 2014 # %

Profissionais 299 455 -156 -34,29%

Empresas 550 416 134 32,21%

Total 849 871 -22 -2,53%

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

3

02 GABINETE

O Gabinete uma das unidades organizacionais vinculada direta e imediatamente ao Presidente e tem

o objetivo de assessorar o Presidente, a Diretoria, o Superintendente e demais Conselheiros no que

tange aos servios de suporte administrativo. Para operacionalizar esta finalidade, o Gabinete

desenvolve as seguintes atividades:

1. Assessorar e acompanhar as reunies do Plenrio e da Diretoria, assistindo o Presidente e demais membros que compem o Plenrio;

2. Receber e dar encaminhamento s correspondncias enviadas ao Gabinete; 3. Executar os procedimentos para as requisies de passagens areas; 4. Acompanhar todo o processo dos Prmios promovidos pelo CRQ-IV; 5. Assessorar os representantes do CRQ-IV Regio para participar de reunies e eventos

(agendamento, confirmao, inscrio, transporte, reserva de hospedagem, solicitao de

pagamento de despesas);

6. Organizar a inscrio dos participantes em minicursos realizados pelo CRQ-IV, na Sede; 7. Manter atualizado o cadastro de entidades e pessoas fsicas que no constam no cadastro geral do

Conselho para expedio de Informativos do CRQ-IV Regio;

8. Colaborar na organizao do evento do Dia Nacional do Profissional da Qumica; 9. Manter atualizado o arquivo de normativos elaborados pelo CRQ-IV Regio e pelo CFQ; 10. Gerenciar contratos pertinentes ao Gabinete; 11. Coordenar e acompanhar o apoio a eventos para divulgao do CRQ-IV; 12. Controlar e acompanhar as Reunies Gerenciais; 13. Assessorar as Assembleias de Delegados Eleitores; 14. Coordenar os servios externos com veculos da Diretoria; 15. Controlar o uso dos veculos da Diretoria e manuteno da frota de veculos do CRQ-IV; 16. Realizar teste de volante em novos funcionrios/estagirios.

Seguindo as atividades elencadas acima, apresentamos os resultados do exerccio de 2015:

1 Assessoramos e acompanhamos as Sesses Plenrias.

2 O Gabinete recebe correspondncias de forma geral, sendo que boa parte resolvida informalmente, por

meio eletrnico. Portanto, formalmente expedimos 170 ofcios, alm de atas, declaraes, memorandos e

cartas. Conforme o quadro demonstrativo (Anexo I) foram emitidos 1.510 certificados do Curso de

Responsabilidade Tcnica ministrado em vrias cidades sob a jurisdio deste Conselho e 442 certificados de

Honra ao Mrito referentes ao Prmio Lavoisier. Foram emitidas tambm 95 solicitaes de empenho,

totalizando uma despesa geral de R$ 207.207,52 (duzentos e sete mil, duzentos e sete reais e cinquenta e dois

reais) (Vide Anexo II)

3 De acordo com o quadro demonstrativo (Anexo III), durante o exerccio de 2015, mantivemos o contrato

com a agncia Linex Travel Viagens e Turismo Ltda para as requisies de passagens areas, perfazendo

uma despesa de R$ 23.487,73 (vinte e trs mil quatrocentos e oitenta e sete reais e setenta e trs centavos).

4 Em 2015, acompanhamos o processo do Prmio CRQ-IV e do Prmio Walter Borzani. Para o Prmio

CRQ-IV foi destinado o valor total bruto de R$ 58.400,00 (cinquenta e oito mil e quatrocentos reais).

Conforme o disposto no regulamento do Prmio Walter Borzani, no houve premiao envolvendo valores.

5 O CRQ-IV se fez representar em vrios eventos e reunies na rea da qumica, conforme demonstra a

planilha do Anexo IV.

6 Mantemos um cadastro de entidades ligadas rea da qumica que gira em torno de 44, alm de um

cadastro de pessoas fsicas e jurdicas.

7 A comemorao do Dia Nacional do Profissional da Qumica foi realizada no dia 20/06/2015 a partir

das 18h, onde foram entregues os prmios aos vencedores do Concurso Prmio CRQ-IV.

DELIBERAO ASSUNTO

1. 11/16 de 29/09/2015 Regulamento do Concurso Prmio CRQ-IV 2016

2. 27/03 de 13/10/2015 Regulamento do Concurso Premio Walter Borzani 2016

3. 06/08 de 07/12/2015 Padronizao da Responsabilidade Tcnica de forma a orientar melhor as decises do Plenrio

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

4

8 Mantemos um arquivo de Resolues Normativas elaboradas pelo CFQ que em 2015 expediu 3 RNs

totalizando 261 com sumrio por assunto.

9 - Mantemos tambm o arquivo de Deliberaes elaboradas pelo CRQ-IV que neste exerccio aprovou 03

verses.

10 O Gabinete gerencia dois contratos com as seguintes empresas: RDB Mquinas de Caf Expresso Ltda e

Linex Travel Viagem e Turismo Ltda.

11 No transcorrer do exerccio de 2015, realizamos 08 reunies gerenciais, sendo analisados e discutidos 16

assuntos/itens, alm daqueles pendentes do exerccio de 2014.

12 O Gabinete assessora o gerente da Secretaria na recepo dos Delegados Eleitores, controle de presena,

na elaborao e no encaminhamento, em tempo hbil, das atas das Assembleias de Delegados Eleitores ao

CFQ e na publicao das atas no Dirio Oficial do Estado. Em 2015, as Assembleias de Delegados Eleitores

ocorreram no dia 15/05/2015 s 14h e s 15:30h.

13 Os servios externos so executados de acordo com a necessidade da Diretoria e atendendo as unidades

organizacionais que necessitarem dos servios.

14 O Gabinete coordena o uso dos veculos Palio/Fiat branco (placa FKO 4719) e Spin/Chevrolet preto

(placa FGD 9552). Para a manuteno destes veculos o funcionrio deste Gabinete conduz os mesmos para a

concessionria automotiva autorizada, mediante agendamento. O procedimento o mesmo para os veculos

da frota do CRQ-IV quando solicitados pela GFI.

15 Neste ano foram realizados vrios testes de volante para novos funcionrios/estagirios e a avaliao dos

testes foram encaminhadas GFI.

03 GERNCIA DE SECRETARIA GSE

A GSE responsvel em registrar, coordenar e controlar os servios de expedio de documentos e

cadastramentos de empresas e profissionais da rea da Qumica. Preparar a ordem do dia das Sesses

Plenrias, elaborar e arquivar as Atas correspondentes.

O Servio de Secretaria expediu 30.903 ofcios/circular; expediu 38.811 correspondncias, emitiu 341

certides negativas e 12.472 ARTs e 849 notificaes de multas para pessoas fsicas e jurdicas.

SECRETARIA 2015 2014 #

Registro de Empresas - Total 891 641 250

Registro definitivo de profissionais - nvel mdio 2.082 2.127 -45

Registro definitivo de profissionais - nvel superior 991 1.019 -28

Registro precrio de profissionais - nvel mdio 1.463 1.887 -424

Registro precrio de profissionais - nvel superior 414 553 -139

Registros reestabelecidos 132 99 33

Registros provisionados 269 140 129

Registro de profissionais Total 5.351 5.825 -474

Processos cancelados empresas 142 266 -124

Processos cancelados profissionais 3.017 3.192 -175

Processos Cancelados - Total 3.159 3.458 -299

Processos encaminhados ao C.F.Q. empresas 83 75 8

Processos encaminhados ao C.F.Q. profissionais 39 85 -46

Processos encaminhados ao C.F.Q. Total 122 160 38

SECRETARIA 2015 2014 #

Processos relatados empresas 6.004 4.763 1.241

Processos relatados profissionais 12.430 14.119 -1.689

Processos Relatados Total 18.434 18.882 -448

CADASTRO CTI 2015 2014 #

N. de profissionais registrados - nvel mdio 65.722 64.353 1.369

N. de profissionais registrados - nvel superior 29.988 29.577 411

N. de profissionais registrados total 95.710 93.930 1.780

N. de profissionais habilitados ao Exerc. Profissional - nvel mdio 46.721 43.459 3.262

N. de profissionais habilitados ao Exerc. Profissional - nvel superior 22.704 21.805 899

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

5

N. de profissionais habilitados ao exerccio profissional total 69.425 65.264 4.161

N. de engenheiros da rea da qumica registrados 9.963 9.823 140

N. de qumicos industriais e equivalentes registrados 12.473 12.279 194

N. de bacharis e licenciados registrados 7.552 7.475 77

N. de tcnicos qumicos registrados 48.118 46.955 1.163

N. de tcnicos diversos registrados 17.604 17.398 206

N. de empresas registradas 19.824 19.346 478

N. de empresas em situao regular 11.343 11.671 -328

Total 126.877 124.947 1.930

N. de instituies que mantm cursos da rea qumica 527 510 17

N. de cursos de nvel mdio 480 440 440

N. de cursos de nvel superior 440 410 30

N. de cursos total 920 850 70

N. de P.F. cadastradas e no registradas 47.113 45.333 1.780

N. de P.J. cadastradas e no registradas 23.540 23.136 404

Total 70.653 68.469 2.184

04 GERNCIA DE FISCALIZAO GFI

A GFI responsvel por organizar o servio de fiscalizao do CRQ, definindo os critrios de vistoria

nas empresas que desenvolvem atividades na rea da qumica. Sua diretriz balizada na legislao

profissional vigente cujo objetivo garantir a sociedade que tais atividades sejam executadas por

profissionais da qumica devidamente habilitados. Tal ao consiste em lavrar um relatrio de vistoria

no estabelecimento fiscalizado apontando as atividades qumicas, bem como aqueles que as executam.

A GFI responsvel, tambm, pela coordenao das atividades das Comisses Tcnicas, que so grupos de

trabalho destinados a prestar apoio tcnico s atividades da entidade referentes s respectivas reas de

atuao (legislao, aprimoramento profissional, conflito com outras profisses etc.). Esses grupos so

formados por profissionais especializados em vrios segmentos da rea qumica. Atualmente, esto ativas

comisses nas reas de alimentos, cosmticos, divulgao, ensino tcnico, ensino superior, qumica

farmacutica, meio ambiente e saneantes. O Programa de Divulgao da Qumica (PDQ) de

responsabilidade da Comisso de Divulgao que tem como principal objetivo incentivar que os alunos do

ensino fundamental e mdio se interessem por integrar na profisso.

A GFI responsvel pelo gerenciamento das atividades dos Escritrios Regionais do CRQ na jurisdio,

onde so realizadas as tarefas de relatrios peridicos a serem trabalhados por cada um dos escritrios sub-

regionais, apoio s demais unidades organizacionais, visando regularizao no CRQ-IV da situao de

pessoas jurdicas e pessoas fsicas, contato com Instituies de Ensino para estabelecer negociaes, visando

a indicao de novos representantes de curso e a efetivao do registro de formandos, contatar representantes

de empresas e profissionais, visando efetuar a cobrana de inadimplentes e a regularizao quanto ao registro

de PF e PJ, identificao de novas empresas; atualizao cadastral no PAFxPO, localizao de empresas

sumidas.

A GFI tambm atua na divulgao das atividades do CRQ participando de palestras, seminrios, minicursos,

feiras, workshops, representaes, cursos de Responsabilidade Tcnica, etc.

Em 2015 as metas e objetivos da GFI foram: manter ou superar o nmero de vistorias realizadas em 2014

(15.081 vistorias), manter o mesmo nmero de palestras realizadas em 2014 (267 palestras), ampliar o

nmero de representantes de cursos em relao a 2014 (263 representantes), prestar apoio tcnico s

atividades do CRQ-IV referente s respectivas reas de atuao, por intermdio das Comisses Tcnicas e

prestar atendimento s diversas unidades organizacionais do CRQ-IV, por intermdio dos escritrios sub-

regionais, com objetivo de descentralizar aes. As metas foram alcanadas.

Os contratos de responsabilidades da GFI so:

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

6

CONTRATOS DE FORNECEDORES - MO DE OBRA E SERVIOS

Fornecedor Espcie

ngelo Frias Neto Imveis Locao Sala Piracicaba

Emp. Brasil. Tecnol. Adm. Convnios Carto Combustvel

Invest Imveis Neg. Imobilirios Locao Sala Campinas

MPC Linkwan Telecomunicaes Ltda Link de Internet Campinas

Manoel Juarez de Oliveira Locao Sala S. J dos Campos

Porto Negcios Imobilirios Locao Sala Bauru

Heloisa Azevedo Costa Braga Locao Sala S. J. Rio Preto

Documenta Ass. Imobiliria Jurdica Locao Sala Araatuba

Imobiliria Santa Maria Locao Sala Rib. Preto

Prataria Rebouas Ind. e Com. Ltda Fornecimento de Medalhas

Cardieri Imob. E Adm. Ltda Locao Sala Sorocaba

Chalu Imveis Ltda Locao Sala Araraquara

LM Conservao Predial Ltda - ME Limpeza em Araatuba

LM Conservao Predial Ltda - ME Limpeza em Bauru

Lopes de Almeida Prest. Serv. Manut. Predial Limpeza em Santos

LM Conservao Predial Ltda - ME Limpeza em So Jos dos Campos

Brito & Montenegro Com. e Serv. Ltda - ME Prest. Serv Fotocpias e Encadernao

Net Piracicaba Link de Internet + Telefone

Net Riberio Preto Link de Internet

Net So Jos do Rio Preto Link de Internet

Net Sorocaba Link de Internet + Telefone

Net Santos Link de Internet

Provac Servios Ltda Limpeza/Conserv./ Rib Preto.

Provac Servios Ltda Limpeza/Conserv./ So J R Preto

Provac Servios Ltda Limpeza/Conserv./ Araraq.

CST - Controle de Serv. Terceirizados Ltda-

EPP Prest. Serv. Limpeza (Campinas)

CGMP - Centro de Gesto de Meios de

Pagamento S.A. Prest. Serv. Pagto Automtico de Pedgios

Telefnica Brasil S.A.(Vivo) Prest. Serv. Telefonia Mvel

Provac Servios Ltda Limpeza/Conserv./ Sorocaba

Referncia Locadora de Veculos Ltda Locao da Frota

Solar Consultoria Imobiliaria Locao do Escritrio de Santos

Terra - Araatuba e Bauru Provedor

Terra - Ribeiro Preto Provedor

Provac Servios Ltda Limpeza/Conserv./ Piracicaba

Dr. Carlos de Lena Registro da Marca "Qumica Viva"

Os instrumentos de controle e gerenciamento utilizados pela GFI so: apontamentos de vistorias, planilhas

eletrnicas, software de gerenciamento de dados (crystal), GPS/rastreador (uso veculo), acesso remoto de

equipamentos escritrios, controle de horrio, entre outros.

O desempenho da GFI em relao a 2014 foi:

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

7

COMPARATIVO COM OS RESULTADOS ALCANADOS NO EXERCCIO 2015

VISTORIAS TOTAL ANUAL

2014 15081

2015 17779

TERMO DE DECLARAO TOTAL ANUAL

2014 6093

2015 5986

INTIMAES TOTAL ANUAL

EMPRESAS

2014 999

2015 1884

PROFISSIONAIS

2014 1057

2015 1456

Representaes (Feira, Colao de

Grau, Curso RT, Outros) TOTAL ANUAL

2014 208

2015 139

Comisses

2014 102

2015 102

Palestras

2014 267

2015 278

As metas da GFI foram alcanadas. Com o advento dos escritrios o servio de fiscalizao tornou-se mais

eficiente, pois pendncias administrativas passaram a ser solucionadas por eles (PF - documentos, dbitos,

negociaes) em razo da facilidade de acesso encontrada pelos profissionais/empresas.

Alm do apoio ao servio de fiscalizao e as demais unidades organizacionais do CRQ-IV, os escritrios

contatam Instituies de Ensino para estabelecer negociaes, visando indicao de novos representantes de

cursos e a efetivao do registro de formandos, contatam representantes de empresas e profissionais, visando

efetuar a cobrana de inadimplentes e a regularizao quanto ao registro de PF e PJ, contatam profissionais e

representantes de empresas visando transmitir instrues quanto regularizao de situao no CRQ-IV,

resultando na diminuio de intimaes de empresas/pessoas, identificadas desenvolvendo atividades na rea

da qumica.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

8

PRMIO LAVOISIER - CONFECO DE MEDALHAS E DIPLOMAS

CURRCULO 2014 2015

Tcnico 223 245

Qumica superior 47 71

Qumica tecnolgica 60 53

Engenharia 40 43

Outros - 4

TOTAL 370 416

REPRESENTANTE DE CURSO

NVEL 2014 2015

NM 131 129

NS 132 132

TOTAL 263 261

CURSOS DE FORMAO PROFISSIONAL NA REA DA QUMICA

2014 2015

NM 440 480

NS 410 440

TOTAL 850 920

INSTITUIES DE ENSINO QUE FORMAM PROFISSIONAIS DA QUMICA

2014 2015

NM 330 321

NS 208 206

TOTAL 538 527

Os benefcios gerados em favor dos registrados, colaboradores e sociedade, foram:

Minicursos, seminrios, palestras, workshop; Curso de RT; Treinamento para os agentes fiscais (fim de ano) e de novos funcionrios; Divulgao da Qumica

Para o ano de 2016, as metas e objetivos da GFI so:

Manter ou superar o nmero de vistorias realizadas em 2015 (17.779 vistorias); Manter o nmero de palestras realizadas em 2015 (278 palestras);

Manter o nmero de representantes de cursos em relao a 2015 (261

representantes);

Prestar apoio tcnico s atividades do CRQ-IV referente s respectivas reas de

atuao, por intermdio das Comisses Tcnicas;

Prestar atendimento s diversas unidades organizacionais do CRQ-IV, por

intermdio dos escritrios sub-regionais, com objetivo de descentralizar aes.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

9

05 GERNCIA DE CONTABILIDADE E COMPRAS - GCC

A GCC responsvel por organizar, registrar e controlar os servios contbeis, bem como administrar

e coordenar os servios de licitaes e compras de materiais diversos, e o controle dos bens

patrimoniais.

No exerccio o Servio de Contabilidade foi executado com a devida regularidade preparando o Oramento e

Reformulaes Oramentrias que foram aprovadas pelo Plenrio deste Regional.

Dentro dos servios de rotina executou a confeco de Balanos, Balancetes, Quadros Demonstrativos e de

Prestao de Contas, bem como Conciliaes e Anlises de Contas, alm do acompanhamento da execuo

oramentria com a respectiva emisso de Notas de Empenho.

Realizou os lanamentos contbeis e extras oramentrios com a devida regularidade, dentre os princpios

que regem a Contabilidade Governamental, seguindo as novas diretrizes das Normas Brasileiras de

Contabilidade Aplicadas ao Setor Pblico, de acordo com as novas contas do PCASP Plano de Contas

Aplicadas ao Setor Pblico.

Promoveu a licitao e acompanhou os servios de Auditoria Externa realizados pela empresa Sacho

Auditores nas demonstraes contbeis de 2015 e auditoria dos procedimentos contbeis, normas de

controle interno e segurana patrimonial.

Promoveu a implantao do sistema de contabilidade pblica da empresa Implanta, a partir de janeiro de

2015, em substituio ao da Governana Brasil.

1. CRDITOS A RECEBER

Contabilizou na data de 31/12/15 os valores apresentados pela GFA Gerencia Financeira e GJU Gerencia

Jurdica correspondentes a Crditos a Receber Divida Ativa, conforme discriminao abaixo: 2015 2014

GFI GERENCIA FINANCEIRA A INSCREVER A INSCREVER VARIAO

Crditos de Profissionais 9.496.633,14 7.794.004,70 +1.702.628,44

Crditos de Empresas 2.002.269,37 2.422.377,09 -420.107,72

Soma (1) 11.498.902,51 10.216.381,79 +1.282.520,72

GJU GERENCIA JURIDICA INSCRITOS INSCRITOS VARIAO

Divida Ativa Inscrita 23.014.752,34 20.203.472,31 +2.811.280,03

Soma (2) 23.014.752,34 20.203.472,31 +2.811.280,03

Total da Divida Ativa (1+2) 34.513.654,85 30.419.854,10 +4.093.800,75

2. PROVISO PARA DEVEDORES DUVIDOSOS 31/12/2015

Constituiu a PDD com base nos valores histricos de recebimentos passados conforme instruo da Portaria

STN (Secretaria do Tesouro Nacional) 467/2009, conforme demonstrao abaixo:

Composio Exerccio 2012 Exerccio 2013 Exerccio 2014 Exerccio 2015

Estoque 16.930.789,41 17.989.206,79 20.203.472,31 23.014.752,34

Recebimento no Exerccio 1.098.528,05 930.142,55 935.830,78 982.043,74

Mdia Ponderada 6,49% 5,17% 4,63% 4,18%

Base Frmula Resultado

Mdia % de Recebimentos (5,17+4,63%+4,18%/3) 4,66%

Mdia Ponderada de Recebimentos (23.014.752,34 X 4,66%) 1.072.487,46

PDD A Constituir (23.014.752,34 - 1.072.487,46) 21.942.264,88

(Proviso para devedores duvidosos)

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

10

3. ANLISE FINANCEIRA PATRIMONIAL E ORAMENTRIA

Arrecadao

Receitas Correntes: Foi arrecadado o montante lquido de receitas no total de R$ 45.704.346,98 (Quarenta e

cinco milhes, setecentos e quatro mil, trezentos e quarenta e seis reais e noventa e oito centavos), que

representa em relao Previso Oramentria um percentual de 100,05%%, a saber:

Variao

Previso oramentria 45.680.000,00 100,00%

Arrecadao 45.704.346,98 100,05%

Diferena 24.346,98 0,05%

Composio

Receitas Correntes 41.557.979,51 90,93%

Receitas Patrimoniais 4.144.917,47 9,07%

Receitas de Capital 1.450,00 -

Total 45.704.346,98 100,00%

4. APLICAES FINANCEIRAS

A aplicao financeira no exerccio de 2015 foi concentrada em ttulos de Renda Fixa operacionalizados no

Banco do Brasil e Caixa Econmica Federal, conforme previso legal. Gerando um rendimento da ordem de:

R$ 3.875.794,64 (Trs milhes, oitocentos e setenta e cinco mil, setecentos e noventa e quatro reais e

sessenta e quatro centavos)

5. RECEITA PATRIMONIAL

A receita patrimonial com aluguel no exerccio de 2015 foi da ordem de R$ 269.122,83 (Duzentos e sessenta

e nove mil, cento e vinte e dois reais e oitenta e trs centavos)

6. DESPESA

A despesa importou em R$ 45.222.624,19 (Quarenta e cinco milhes, duzentos e vinte e dois mil, seiscentos

e vinte e quatro reais e dezenove centavos), que representa em valor ao fixado no oramento, um percentual

de 99,00%% a saber:

Variao

Dotao Oramentria 45.680.000,00 100,00%

Despesas Realizadas (45.222.624,19) 99,00%

Diferena 457.375,81 1,00%

Composio

Despesas Correntes 34.651.055,29 76,62%

Despesas Capital 258.035,25 0,57%

Transferncia Cota CFQ 10.313.533,65 22,81%

Total 45.222.624,19 100,00%

7. ANLISE ECONOMICA PATRIMONIAL E ORAMENTRIA

Analisando as peas do Balano, verificou-se que a Receita Corrente arrecadada em relao Despesa gasta,

resultou num Supervit de R$ 481.722,79 (Quatrocentos e oitenta e hum mil, setecentos e vinte e dois reais

e setenta e nove centavos).

Demonstrativo

Receitas 45.704.346,98

Despesas 45.222.624,19

Resultado Oramentrio 481.722,79

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

11

ARRECADAO X GASTOS REALIZADOS

Representou R$ 0,99 de gastos para cada R$ 1,00 de receita arrecadada.

8. DESPESAS

As despesas foram aplicadas quase na sua totalidade a servio da Fiscalizao.

9. OBRIGAES FISCAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIRIAS.

No que diz respeito s Obrigaes Fiscais, Trabalhistas e Previdencirias foram devidamente pagas e

revestidas de todas as formalidades legais.

10. REPASSE AO CONSELHO FEDERAL DE QUMICA De acordo com o que determina o Artigo 30 da Lei 2.800 de 18.06.56, destinamos aos cofres do Conselho

Federal de Qumica um montante de R$ 10.313.533,65 (Dez milhes, trezentos e treze mil, quinhentos e

trinta e trs reais e sessenta e cinco centavos).

PEAS CONTBEIS DO EXERCCIO 2015 BALANO FINANCEIRO - EXERCCIO DE 2015 - Anexo 13, da Lei 4.320/64

INGRESSOS DISPNDIO

Exerccio 2015 Exerccio 2014 Exerccio 2015 Exerccio 2014

ESPECIFICAO Atual Anterior ESPECIFICAO Atual Anterior

RECEITA ORAMENTRIA 45.704.346,98 42.067.851,24 DESPESA ORAMENTRIA 45.222.624,19 40.119.011,63

Receitas Correntes 45.768.258,45 42.139.778,42 Despesas Correntes 44.964.588,94 40.094.705,13

Receitas de Contribuies 34.017.348,90 31.969.827,54 Pessoal Encarg Sociais 19.547.846,41 17.527.927,87

Receita Patrimonial 4.144.917,47 3.149.393,50 Material de Consumo 481.941,39 592.366,70

Receita de Servios 3.493.254,66 3.105.306,42 Outras Desp. Correntes 14.621.267,49 12.311.199,30

Outras Receitas Correntes 4.112.737,42 3.915.250,96 Cota CFQ 10.313.533,65 9.663.211,26

(-) Dedues da Receita -65.361,47 -71.927,18 Despesas de Capital 258.035,25 24.306,50

Restituio da Receita -65.361,47 -71.927,18 Investimentos 258.035,25 24.306,50

Receitas de Capital 1.450,00 -

Atual Anterior Atual Anterior

Transferncias Financeiras Recebidas Transferncias Financeiras Concedidas

- - 0,00 0,00

Atual Anterior Atual Anterior

Recebimentos Extra-Oramentrios Pagamentos Extra-Oramentrios

70.673.424,64 15.856.412,78 70.418.217,23 16.123.332,16

Inscrio de Restos a Pagar Pagamentos de Restos a Pagar

Processados - 988.947,48 Processados 0,00 775.125,41

No Processados - - No Processados - -

Apropriaes de Retenes - 739.649,88 Extra-Oramentrios 0,00 2.928.048,75

Outros Recebimentos 70.673.424,64 14.127.815,42 Outros Pagamentos 70.418.217,23 12.420.158,00

Atual Anterior Atual Anterior

Saldo em Espcie do Exerccio Anterior Saldo em Espcie do Exerccio Atual

23.682.345,08 22.000.424,85 24.419.275,28 23.682.345,08

Caixa - 239,00 Caixa 0,00 0,00

Bancos Cta Movimento 1.186.195,86 219.984,62 Bancos Cta Movimento 609.215,14 1.186.195,86

Bancos Cta Aplicaes 22.496.149,22 21.780.201,23 Bancos Cta Aplicaes 23.810.060,14 22.496.149,22

TOTAL 140.060.116,70 79.924.688,87 TOTAL 140.060.116,70 79.924.688,87

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

12

BALANO ORAMENTRIO - EXERCCIO DE 2015 - Anexo 12, da Lei 4.320/64

RECEITAS ORAMENTRIAS PREVISO INICIAL PREVISO RECEITAS SALDO SALDO

INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS FINAL FINAL

RECEITA CORRENTE 44.842.000,00 45.680.000,00 45.702.896,98 -22.896,98 -22.896,98

RECEITAS DE CONTRIBUIES 34.561.400,00 34.561.400,00 33.951.987,43 609.412,57 609.412,57

CONTRIBUIES SOCIAIS 34.561.400,00 34.561.400,00 33.951.987,43 609.412,57 609.412,57

Anuidades - Pessoas Fisicas 16.884.400,00 16.884.400,00 16.720.527,63 163.872,37 163.872,37

Anuidades - Pessoas Juridicas 17.677.000,00 17.677.000,00 17.231.459,80 445.540,20 445.540,20

RECEITAS PATRIMONIAIS 3.762.600,00 4.136.000,00 4.144.917,47 -8.917,47 -8.917,47

Receitas Imobilirias 263.400,00 263.400,00 269.122,83 -5.722,83 -5.722,83

Receitas Aplicaes Financeiras 3.499.200,00 3.872.600,00 3.875.794,64 -3.194,64 -3.194,64

RECEITAS DE SERVIOS 3.378.900,00 3.403.000,00 3.493.254,66 -90.254,66 -90.254,66

Servios Administrativos 3.378.900,00 3.403.000,00 3.493.254,66 -90.254,66 -90.254,66

OUTRAS RECEITAS CORRENTES

MULTAS E JUROS DE MORA 933.600,00 1.374.100,00 1.464.275,06 -90.175,06 -90.175,06

S/Contribuies Sociais 213.000,00 653.500,00 749.912,69 -96.412,69 -96.412,69

S/Divida Ativa das Contribuies 630.600,00 630.600,00 623.928,10 6.671,90 6.671,90

Multas de Outras Origens 90.000,00 90.000,00 90.434,27 -434,27 -434,27

RECEITA DA DIVIDA ATIVA 2.205.500,00 2.205.500,00 2.451.284,11 -245.784,11 -245.784,11

Divida Ativa - Fase Administrativa 1.355.500,00 1.355.500,00 1.469.240,37 -113.740,37 -113.740,37

Divida Ativa - Fase Executiva 850.000,00 850.000,00 982.043,74 -132.043,74 -132.043,74

RECEITAS DIVERSAS 0,00 0,00 197.178,25 -197.178,25 -197.178,25

Outras Receitas Diversas 0,00 0,00 141.629,45 -141.629,45 -141.629,45

Outras Receitas 0,00 0,00 55.548,80 -55.548,80 -55.548,80

RECEITA DE CAPITAL 0,00 0,00 1.450,00 -1.450,00 -1.450,00

Alienao de Bens 0,00 0,00 1.450,00 -1.450,00 -1.450,00

SUB-TOTAL DAS RECEITAS 44.842.000,00 45.680.000,00 45.704.346,98 -24.346,98 -24.346,98

DFICIT 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

TOTAL 44.842.000,00 45.680.000,00 45.704.346,98 -24.346,98 -24.346,98

DESPESAS ORAMENTRIAS DOTAO DOTAO DESPESAS DESPESAS DESPESAS SALDO

INICIAL ATUALIZADA EMPENHADAS LIQUIDADDAS PAGAS DOTAO

DESPESAS CORRENTES 44.842.000,00 45.680.000,00 45.238.061,62 45.222.624,19 44.388.184,05 441.938,38

Pessoal e Encargos Sociais 19.323.100,00 19.646.337,00 19.547.846,41 19.547.846,41 19.547.846,41 98.490,59

Outras Despesas Correntes

Distribuio Const/Legal de Receitas -CFQ- 10.269.850,00 10.318.000,00 10.313.533,65 10.313.533,65 10.313.533,65 4.466,35

Outras Despesas Correntes

Aplicaes Diretas 14.991.250,00 15.415.663,00 15.118.646,31 15.103.208,88 14.268.768,74 297.016,69

Material de Consumo 635.300,00 503.000,00 481.941,39 481.941,39 461.954,71 21.058,61

Premiaes Culturais, Art.Cient. e Outras 85.000,00 70.000,00 68.237,50 68.237,50 66.172,50 1.762,50

Passagens e Despesas com Locomoo 747.000,00 745.000,00 737.537,68 737.537,68 677.468,94 7.462,32

Servios de Consultoria 80.000,00 60.000,00 51.938,26 51.938,26 49.351,73 8.061,74

Outros Servios de Terceiros - P. Fisica 2.083.400,00 2.390.000,00 2.286.773,23 2.286.773,23 2.285.275,63 103.226,77

Locao de Mo de Obra 820.000,00 1.162.000,00 1.120.843,83 1.120.843,83 1.032.917,50 41.156,17

Outros Servios de Terceiros - P. Juridica 10.465.550,00 10.380.663,00 10.268.808,71 10.253.371,28 9.593.062,02 111.854,29

Obrigaes Tributarias e Contributivas 5.000,00 3.000,00 2.511,87 2.511,87 2.511,87 488,13

Auxilio Transporte 70.000,00 102.000,00 100.053,84 100.053,84 100.053,84 1.946,16

DESPESAS DE CAPITAL 257.800,00 300.000,00 258.035,25 258.035,25 258.035,25 41.964,75

INVESTIMENTOS 257.800,00 300.000,00 258.035,25 258.035,25 258.035,25 41.964,75

APLICAES DIRETAS 257.800,00 300.000,00 258.035,25 258.035,25 258.035,25 41.964,75

Obras e Instalaes 50.000,00 50.000,00 16.000,00 16.000,00 16.000,00 34.000,00

Equipamentos e Material Permanente 207.800,00 250.000,00 242.035,25 242.035,25 242.035,25 7.964,75

SUB-TOTAL DAS DESPESAS 44.842.000,00 45.680.000,00 45.238.061,62 45.222.624,19 44.388.184,05 441.938,38

SUPERAVIT 466.285,36 -24.346,98

TOTAL 44.842.000,00 45.680.000,00 45.704.346,98 45.222.624,19 44.388.184,05 -24.346,98

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

13

BALANO PATRIMONIAL - EXERCCIO DE 2015 - Anexo 14, da Lei 4.320/64

A T I V O P A S S I V O

Exerccio 2015 Exerccio 2014 Exerccio 2015 Exerccio 2014

ESPECIFICAO Atual Anterior ESPECIFICAO Atual Anterior

ATIVO CIRCULANTE 37.351.506,62 34.658.564,45 PASSIVO CIRCULANTE 3.508.110,81 3.230.202,86 Caixa e Equivalentes de Caixa 24.419.275,28 23.682.345,08 Obrigaes Trabalhistas 2.480.690,88 2.067.331,05

Caixa Equiv. Cx. Moeda Nacional 24.419.275,28 23.682.345,08 Previdencirias e Assistenciais

- - a Pagar a Curto Prazo

Crditos a Curto Prazo 12.719.659,85 10.681.640,23 Pessoal a Pagar 1.733.874,99 1.306.431,29

Crditos Tributarios a Receber 11.498.902,51 10.216.381,79 Encargos Previdenciarios 317.130,22 274.349,71

Adtos . Concedidos a Pessoal 1.180.257,34 456.673,84 Encargos Socia is 429.685,67 486.550,05

Outros Crditos a Receber 40.500,00 8.584,60

- - Fornecedores e Contas a Pagar 834.440,14 660.890,76

Estoques 86.616,33 87.174,53 Nacionais a Curto Prazo

Almoxari fado 86.616,33 87.174,53 Fornecedores 834.440,14 660.890,76

VPD Pagas Antecipadamente 125.955,16 207.404,61 Obrigaes Fiscais a Curto

Demais VPD a Apropriar 125.955,16 207.404,61 Prazo 3.720,64 0,00

Obrigaes Fisca is 3.720,64 0,00

ATIVO NO CIRCULANTE 46.306.197,77 19.414.225,26

Demais Obrigaes a Curto

Ativo Realizvel a Longo Prazo 1.072.487,46 1.796.036,78 Prazo 189.259,15 501.981,05

Crditos a Longo Prazo 1.072.487,46 1.097.048,45 Va lores Resti tuiveis 83.052,46 422.764,65

Demais Crditos Longo Prazo - 682.905,63 Outras Obrigaes C Prazo 106.206,69 79.216,40

VPD Pagas Antecipadamente - 16.082,70

PASSIVO NO CIRCULANTE

Investimentos - 3.381,33 Provises a Longo Prazo 83.051,60 82.051,60

Participaes Permanentes - 3.381,33 Provises Riscos Trabalhis tas 83.051,60 82.051,60

Imobilizado 45.233.710,31 17.614.807,15 TOTAL DO PASSIVO 3.591.162,41 3.312.254,46

Bens Mveis 3.061.812,16 3.516.668,43

Bens Imveis 46.146.694,99 15.064.201,17 PATRIMNIO LIQUDO

(-) Depreciao, Ex. Amort. Acum -3.974.796,84 -966.062,45 ESPECIFICAO Atual Anterior

PATRIMONIO E CAPITAL SOCIAL

Patrimonio Socia l - -

Resultados Acumulados 80.066.541,98 50.760.535,25

Superavi t ou Def. Exerc. Ant. 50.760.535,25 46.144.069,01

Superavi t/Defici t do Exercicio 29.306.006,73 4.616.466,24

Total do Patrimonio Liquido 80.066.541,98 50.760.535,25

TOTAL 83.657.704,39 54.072.789,71 TOTAL 83.657.704,39 54.072.789,71

ATIVO FINANCEIRO 25.765.987,78 23.688.915,20 PASSIVO FINANCEIRO 1.789.673,25 1.923.771,57

ATIVO PERMANENTE 57.891.716,61 30.383.874,51 PASSIVO PERMANENTE 1.816.926,59 1.388.482,69

SALDO PATRIMONIAL 83.657.704,39 50.760.535,25

ESPECIFICAO Exercicio Exercicio ESPECIFICAO Exerccicio Exercicio

Saldo dos Atos Potenciais Ativos Atual Anterior Saldos dos Atos Potenciais Passivos Atual Anterior

TOTAL - - TOTAL 0,00 0,00

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

14

CONSELHO REGIONAL DE QUIMICA IV REGIO - SP -

DEMONSTRATIVO DO FLUXO DE CAIXA-DFC-

Exerccio 2015 Periodo 01/01/2015 a 31/12/2015 Data de Emisso: 31/12/2015

Fluxo de Caixa das Atividades das Operaes Exerccio 2011Exerccio 2014 Exerccio 2015

Receitas Derivadas

Receitas de Contribuies do Exerccio 31.921.917,71R$ 33.951.987,43R$

Receitas de Contribuies Exerc. Anteriores (Divida Ativa) 1.995.965,90R$ 2.451.284,11R$

Receitas de Servios do Exerccio 3.097.298,42R$ 3.386.295,44R$

Receitas de Servios Exerccios Anteriores 61.072,34R$ 106.959,22R$

Receitas de Multas e Juros de Mora 1.576.590,58R$ 1.464.275,06R$

Soma A 38.652.844,95R$ 41.360.801,26R$

Receitas Originrias

Receita Patrimonial (Aluguel) 233.690,42R$ 269.122,83R$

Receita de Aplicaes Financeiras 2.914.190,08R$ 3.875.794,64R$

Outras Receitas Eventuais Diversas 267.125,79R$ 197.178,25R$

Soma B 3.415.006,29R$ 4.342.095,72R$

Desembolsos

Despesas de Custeio 30.431.493,87R$ 34.651.055,29R$

Soma C 30.431.493,87R$ 34.651.055,29R$

Transferencias

Transferencias Correntes - Conselho Federal de Quimica 9.663.211,26R$ 10.313.533,65R$

Soma D 9.663.211,26R$ 10.313.533,65R$

Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento

Ingressos

Alienao de Bens (E) -R$ 1.450,00R$

Desembolsos -R$ -R$

Aquisio de Ativo No Circulante (F) 24.306,50R$ 258.035,25R$

Fluxo Liquido das Operaes -R$ -R$

Resultado Patrimonial (A+B-C-D+E-F) G 1.948.839,61R$ 481.722,79R$

Fluxo de Caixa Extra-Oramentario

Receita Extra-Oramentria H 15.856.412,78R$ 70.673.424,64R$

Despesa Extra Oramentria I 16.123.332,16R$ 70.418.217,23R$

Resultado Variao Patrimonial (G+H-I) J 1.681.920,23R$ 736.930,20R$

Fluxo de Caixa

Saldo Exerccio Anterior 31/12/14 31/12/15

Bancos Conta Movimento/Aplicaes Financeiras K 22.000.424,85R$ 23.682.345,08R$

Saldo Exerccio Final

Caixa -R$ -R$

Bancos Conta Movimento/Aplicaes Financeiras L 23.682.345,08R$ 24.419.275,28R$

Variao Fluxo de Caixa (L-K) M 1.681.920,23R$ 736.930,20R$

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

15

11. NOTAS EXPLICATIVAS S DEMONSTRAES CONTBEIS EXERCCIO 2015

CONTEXTO DA ENTIDADE

Operacional

O CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO CRQ IV- Entidade de direito pblico, com autonomia administrativa e financeira, vinculada ao Conselho Federal de

Qumica, criada pela Lei N 2.800 de 18 de junho de 1956, que atua com a finalidade de

fiscalizar e fazer o registro pblico dos profissionais e empresas da rea da qumica, bem

como a fiscalizao tcnica do exerccio da profisso, segundo os princpios e valores

ticos e fundamentais que regem a atividade especializada.

Organizacional

Tem a sua estrutura organizacional por meio de hierarquias estabelecidas, conforme organograma abaixo, centralizado administrativa, financeira, e operacionalmente em sua

sede, Rua Oscar Freire, 2039 Pinheiros Capital

Conta com o apoio fisco-operacional atravs dos Escritrios Regionais, no estado de So Paulo, situados nas cidades de Araatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Piracicaba,

Ribeiro Preto, Santos, So Jose dos Campos, So Jose do Rio Preto e Sorocaba.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

16

12. PRINCIPAIS DIRETRIZES CONTBEIS

A diretoria do Conselho Regional de Qumica IV Regio - So Paulo autorizou a concluso

da elaborao das demonstraes contbeis em 22 de fevereiro de 2016. Tais

demonstraes foram elaboradas de acordo com as prticas contbeis emanadas da Lei n

4.320/64 e em consonncia com as NBCASP 16 - Normas Brasileiras de Contabilidade

Aplicadas ao Setor Pblico, e demais Instrues Normativas da STN Secretaria do

Tesouro Nacional; e

A Prestao de Contas foi elaborada conforme a IN TCU N 72/2013 e atualizaes posteriores.

13. PRINCIPAIS PRTICAS CONTBEIS

Resumo das Prticas e Critrios Contbeis adotados:

1- Os balanos pblicos foram elaborados a partir da escriturao contbil realizada por meio dos sistemas

oramentrio, financeiro, patrimonial e de compensao, em conformidade com a Lei 4.320/64;

2- Os registros contbeis do exerccio de 2015 foram executados atravs de sistema informatizado, o qual

fornecido pela empresa Implanta Informtica Ltda., onde:

As receitas de servios prestados so reconhecidas no resultado em funo de sua

realizao;

As despesas foram contabilizadas pelo regime de competncia, As aplicaes financeiras contemplam rendimentos em funo da data do vencimento

(resgate);

Caixa e Equivalentes de Caixa: Incluem fundos em contas bancarias de livre movimentao e aplicaes financeiras de liquidez imediata mantidas em instituies pblicas

Os bens patrimoniais esto demonstrados pelo custo de aquisio e valorizao pela mdia de mercado;

As frias incorridas e encargos sociais so reconhecidos por ocasio de seus pagamentos, conforme dotao oramentria correspondente;

Constituda a proviso para frias e encargos pela parte vencida e proporcional a vencer, inclusive com os respectivos encargos sociais at a data do balano;

Constituda a Proviso para Devedores Duvidosos PDD com base na mdia histrica dos recebimentos passados. (03 ltimos exerccios)

Calculada a Depreciao com base no prazo de vida til e taxa anual de depreciao constantes da IN 130/99 Receita Federal, deduzindo-se o valor residual estimado para o

bem, adquiridos a partir de 2010;

Estimado o valor residual para os bens em funo do possvel preo mdio obtido no mercado.

14. CRITRIOS ADOTADOS PARA APLICAO DA DEPRECIAO DOS BENS

Previso Legal: Lei 4.320/64 e Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Pblico NBC T

16.9 (aprovado pela Resoluo CFC n 1136/2008)

1. Conceito: Depreciao a reduo do valor dos bens tangveis pelo desgaste ou perda de utilidade por uso, ao da natureza ou obsolescncia.

2. Contabilizao: O valor apurado deve ser registrado como resultado diminutivo, e em hiptese

alguma deve ser considerado como despesa oramentria.

3. Mtodo utilizado Linear (quotas constantes); por este mtodo a depreciao calculada dividindo-se o valor pelo tempo de vida til estimada para o bem.

4. O inicio da contabilizao da depreciao dar-se- no ms seguinte a aquisio, ou inicio de sua disponibilizao para uso.

5. A taxa anual de depreciao estabelecida em funo do prazo de vida til do bem a depreciar. Exemplo: Um bem com vida til de 05 anos ser depreciado a uma taxa de (100/5) 20% ao ano

sobre o valor de aquisio.

6. Valor Residual: O montante lquido que a entidade espera, com razovel segurana, obter por um ativo no fim de sua vida til econmica, deduzidos os gastos esperados para sua alienao.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

17

15. TABELA ADOTADA CRQ IV

Bens

Vida til Quota

Depreciao

Valor

Residual

Instalaes 10 anos 10% 10%

Aparelhos e Equipamentos de

Comunicao 05 anos 20% 10%

Aparelhos e Utenslios Domsticos 10 anos 10% 10%

Aparelhos, Mquinas e Utenslios Diversos 10 anos 10% 10%

Equipamentos de Processamento de Dados 04 anos 25% 01%

Mquinas e Aparelhos de Escritrio 10 anos 10% 10%

Equiptos. Utenslios Eltricos/Hidrulicos 05 anos 20% 10%

Mobilirio em Geral 10 anos 10% 05%

Veculos 05 anos 20% 55%

Imveis/Edificaes 25 anos 4% 80%

16. BALANO ORAMENTRIO

Critrios Contbeis Adotados ANEXOS 12LEI 4.320/64

17. ASPECTOS GERAIS

a) O Balano Oramentrio previsto no art. 102 e no anexo 12 da lei 4.320/64 apresenta as receitas estimadas e as despesas fixadas no oramento em confronto com as receitas arrecadadas e as

despesas executadas, respectivamente;

b) A partir do confronto entre as receitas executadas com as estimadas, possvel avaliar o grau de planejamento e o desempenho da arrecadao em determinado perodo, a partir das diferenas;

c) Quando confrontadas as despesas executadas com as autorizadas, possvel analisar o comportamento da administrao mediante o oramento previsto que limitou os gastos e tambm a

ao do gestor;

d) O confronto das diferenas entre as receitas previstas e as despesas fixadas, bem como entre as receitas e despesas executadas, permite o conhecimento do resultado oramentrio, sendo: Supervit

(quando receitas maiores que despesas) ou Dficit (despesas maiores que receitas).

18. CRITRIOS DE RECONHECIMENTO E CLASSIFICAO DAS RECEITAS ORAMENTRIAS

As receitas oramentrias, cujos valores constam do oramento, so caracterizadas conforme o art. 11 da lei

4.320/64 e seguem o regime contbil de caixa, sendo consideradas realizadas quando da sua efetiva

arrecadao (art. 35 da lei 4.320/64);

As receitas so apresentadas sem ajuste inflacionrio, ou seja, em moeda original do ano de realizao,

expresso em reais;

As receitas oramentrias constantes do balano oramentrio esto apresentadas conforme a classificao

econmica (natureza da receita) constante na Portaria STN/SOF n 163/2001 e atualizaes posteriores.

19. CRITRIOS DE RECONHECIMENTO E CLASSIFICAO DAS DESPESAS ORAMENTRIAS

As despesas oramentrias, resultantes da aprovao da Previso Oramentria na 2.212 Sesso Plenria

deste CRQ IV, de 08/12/2014, conforme Portaria 276 de 04/12/2014, do senhor Presidente, elaborada com

base na R.N. N 258 de 19/11/14 do Conselho Federal de Qumica, seguem o regime contbil da

competncia, sendo consideradas realizadas quando do seu empenho (art. 35 da lei 4.320/64).

As despesas so apresentadas sem ajuste inflacionrio, ou seja, em moeda original do ano da realizao,

expressos em reais.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

18

As despesas oramentrias constantes do balano oramentrio esto apresentadas conforme classificao

econmica (natureza da despesa) constante na Portaria STN/SOF n 163/2001 e atualizaes posteriores.

As despesas so listadas pelos seus valores empenhados no exerccio.

20. ANLISE DO RESULTADO APURADO

O total de despesas fixadas para o perodo foi de R$44.842.000,00 (quarenta e quatro milhes e oitocentos e

quarenta e dois mil reais), com uma suplementao de crdito adicional de receitas no total de

R$838.000,00(oitocentos e trinta e oito mil reais), com recursos de Receitas Patrimoniais no valor de

R$373.400,00 (trezentos e setenta e trs mil e quatrocentos reais; R$24.100,00 (vinte e quatro mil e cem

reais) com recursos de Receitas de Servios, e R$440.500,00 (seiscentos e vinte mil e quinhentos reais), com

recursos de Outras Receitas Correntes.) totalizando R$ 45.680.000,00 (quarenta e cinco milhes seiscentos

e oitenta mil reais), conforme Ata da Sesso Plenria n 2.330 de 09/11/2015, e Portaria 297-A do Sr.

Presidente de 10/11/2015;

A natureza das receitas encontra-se demonstradas em quadro a seguir:

NATUREZA DA RECEITA PREVISTO REALIZADO $ %

RECEITAS CORRENTES

Receita de Contribuies 34.561.400,00 34.017.348,90 544.051,10 1,57%

Receita Patrimonial 4.136.000,00 4.144.917,47 -8.917,47 -0,22%

Receita de Servios 3.403.000,00 3.386.295,44 16.704,56 0,49%

Outras Receitas Correntes 3.579.600,00 4.219.696,64 -640.096,64 -17,88%

Total 45.680.000,00 45.768.258,45 -88.258,45 -0,19%

(-) Restituies/Dedues -65.361,47 65.361,47 100,00%

Soma 45.680.000,00 45.702.896,98 -22.896,98 -0,05%

RECEITAS DE CAPITAL

Alienao de Bens 0,00 1.450,00 -1.450,00 100,00%

Soma 0,00 1.450,00 -1.450,00 100,00%

Suplementao Oramentria 0,00

Total das Receitas 45.680.000,00 45.704.346,98 -24.346,98 -0,05%

Dessa forma o total de receitas previstas para o perodo foi de R$ 45.680.000,00 (quarenta e cinco milhes,

seiscentos e oitenta mil reais), tendo finalizado o ano com valores arrecadados na importncia de R$

45.704.346,98 (quarenta e cinco milhes, setecentos e quatro mil, trezentos e quarenta e seis reais e noventa e

oito centavos), obtendo assim um diferencial positivo na ordem de R$ 24.346,98 (vinte e quatro mil trezentos

e quarenta e seis reais e noventa e oito centavos), o que representa o percentual de 0,05%, acima do previsto.

O resultado apurado no Balano Oramentrio de 2015 confrontando-se as receitas arrecadadas com as

despesas liquidadas foi um supervit oramentrio no valor de R$ 481.722,79 (quatrocentos e oitenta e hum

mil, setecentos e vinte e dois reais e setenta e nove centavos) que representa 1,05%, arrecadao da receita;

Comparativo da Evoluo do Resultado Oramentrio

Exerccio Receitas Despesas Resultado

Exerccio 2008 24.276.070, 21.987.290, 2.288.780,

Exerccio 2009 26.045.199, 23.898.670, 2.146.529,

Exerccio 2010 28.076.875, 26.605.184, 1.471.691,

Exerccio 2011 31.823.067, 32.538.797, (715.730,)

Exerccio 2012 32.536.770, 32.979.342, (442.572,)

Exerccio 2013 37.576.003, 36.971.449, 604.554,

Exerccio 2014 42.067.851, 40.119.012, 1.948.839,

Exerccio 2015 45.704.346, 45.222.624, 481.722,

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

19

21. ORAMENTO DO EXERCCIO DE 2015

Durante o exerccio de 2015, foram procedidas Transposies Oramentrias, sem alterar o valor orado, no

valor de R$ 2.517.113,44 (dois milhes, quinhentos e dezessete mil, cento e treze reais e quarenta e quatro

centavos).

22. BALANO FINANCEIRO ANEXO 13 LEI 4.320/64

Aspectos Gerais

O Balano Financeiro previsto no art. 103 e no anexo 13 da lei 4.320/64, demonstra as receitas e as despesas

oramentrias bem como os recebimentos e os pagamentos de natureza extra oramentria, conjugados com

os saldos em espcie proveniente do exerccio anterior, e os que se transferem para o exerccio seguinte,

sendo que os Restos a Pagar do exerccio so computados na receita extraoramentria para compensar sua

incluso na despesa oramentria.

A anlise do Balano Financeiro permite verificar todos os valores que interferiram de alguma forma no

resultado financeiro, visto que este deve listar todos os ingressos e sadas financeiras executadas no perodo.

23. CRITRIOS DE RECONHECIMENTO E CLASSIFICAO DAS RECEITAS ORAMENTRIAS E EXTRA ORAMENTRIAS

As receitas oramentrias possuem nesse balano os mesmos critrios de classificao adotados no Balano

Oramentrio.

As contas listadas no grupo de Receitas extra oramentrias so todas aquelas cujos valores transitaram

positivamente em contas do sistema financeiro. Consideram-se ainda os valores inscritos em restos a pagar,

que por fora do pargrafo nico do artigo 103 da lei 4.320/64, compe esse grupo para fazer contrapartida

aos valores empenhados na despesa.

24. ANLISE DO RESULTADO APURADO

A anlise e a verificao do Balano Financeiro tm como objetivo predominante preparar os indicadores que

serviro de suporte para a avaliao da gesto financeira.

Analisando-se os valores listados no balano, apurou-se a um acrscimo financeiro na ordem de R$

736.930,20 (setecentos e trinta e seis mil, novecentos e trinta reais e vinte centavos), ou seja, os saldos finais

no disponvel so superiores aos valores iniciais do disponvel nesse valor.

25. BALANO PATRIMONIAL ANEXO 14 DA LEI 4.320/64

Aspectos Gerais

O Balano Patrimonial um demonstrativo que est previsto no artigo 104 da Lei 4.320/64. a

demonstrao contbil que evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situao patrimonial da entidade

pblica, por meio de contas representativas do patrimnio pblico, alm das contas de compensao.

Podem-se utilizar as seguintes definies para analisar o balano patrimonial:

ATIVO so os recursos controlados pela entidade como resultado de eventos passados e dos quais se espera

que resultem para a entidade benefcios econmicos futuros ou potencial de servios.

PASSIVO so obrigaes presentes da entidade, derivadas de eventos passados, cujos pagamentos se

esperam que resultem para a sada de recursos capazes de gerar benefcios econmicos ou potencial de

servios.

PATRIMONIO LIQUIDO o valor residual dos ativos da entidade depois de deduzidos todos os seus

passivos.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

20

Contas de Compensao compreende os atos que possam vir a afetar o patrimnio.

26. CRITRIOS CONTBEIS DE MENSURAO DOS ATIVOS

Ativo Financeiro O ativo financeiro est demonstrado pelo seu valor de realizao. Nos valores listados no

grupo do Ativo Financeiro, nenhuma conta foi atualizada a valor presente e nem monetariamente, constando

de seus valores originais.

Ativo Permanente Os bens do ativo permanente esto demonstrados ao custo de aquisio, sem correo

monetria, sendo que no exerccio de 2015 realizamos uma atualizao de valores com o respectivo

inventrio fsico, com o devido cadastramento no SISPAT Sistema de Controle Patrimonial da Implanta

Informtica Ltda., passando a ser integrado com o sistema contbil SISCONT. Os valores referentes aos

imveis foram atualizados mediante laudo de avaliao da empresa 2H Consultoria e Avaliaes Ltda.

CREA 183.937/D-RJ VISTO SP 5061912235.

Os valores listados nas contas de crditos a receber se referem a valores de anuidades, multas de infraes

considerando-se os valores a serem inscritos em divida ativa e os j inscritos no perodo de 01/012010 a

31/12/2015 encontram-se atualizados com multas e juros at a data de 31/12/2015, assim compostos:

Crditos a Receber:

Crditos a Receber de Profissionais No Inscritos 9.496.633,14

Crditos a Receber de Empresas No Inscritos 2.002.269,37

Crditos a Receber Inscritos em Dvida Ativa 23.014.752,34

Total 34.513.654,85

No exerccio de 2015 foi constituda a Proviso Para Devedores Duvidosos no valor de R$ 21.942.264,88

(vinte e um milhes, novecentos e quarenta e dois mil, duzentos e sessenta e quatro reais e oitenta e oito

centavos) com base nos valores histricos de recebimentos passados conforme instruo da Portaria STN

(Secretaria do Tesouro Nacional) 467/2009, conforme demonstrao abaixo:

Proviso Para Devedores Duvidosos

COMPOSIO DADOS VALORES

Estoque em 31/12/13 17.989.206,79

Exerccio de 2013 Recebimento no Exerccio 930.142,55

Mdia Ponderada 2013 5,17%

Estoque em 31/12/2014 20.203.472,31

Exerccio de 2014 Recebimento no Exerccio 935.830,8

Mdia Ponderada 2014 4,63%

Estoque em 31/12/15 23.014.752,34

Exerccio de 2015 Recebimento no Exerccio 982.043,74

Mdia Ponderada 2015 4,18%

Mdia % de Receb. (2013+2014+2015)/3 4,66%

Media Pond. Receb. (Mdia x Estoque 2015) 1.072.487,46

PDD a Constituir Estoque 2015 Media Ponderada 21.942.264,88

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

21

Foi lanado em 31/12/2015 o valor de depreciao para os bens adquiridos calculados pelo sistema SISPAT

com base nos seus valores de aquisio, no montante de R$ 3.974.796,84 (trs milhes, novecentos e setenta

e quatro mil, quatrocentos e noventa e seis reais e oitenta e quatro centavos).

Os valores foram atualizados conforme Mapa de Lanamentos, abaixo relacionado:

MAPA PARA CONTABILIZAO DO IMOBILIZADO COM BASE NO SISPAT EM 31/12/2015

BENS MVEIS PARA SISPATI DE CONTABIL

DESCRIO Vr.Reavaliado Dep. Sispat Vr Residual Vr Contabilizado Depreciao Vr Residual

Mobilirio em Geral 1.002.181,78R$ 823.793,46R$ 178.388,32R$ 965.189,98R$ 39.975,36R$ 925.214,62R$

Equipamentos Informtica 1.485.670,22R$ 1.190.412,57R$ 295.257,65R$ 2.431.820,49R$ 709.519,61R$ 1.722.300,88R$

Biblioteca 228.766,45R$ -R$ 228.766,45R$ 218.924,42R$ -R$ 218.924,42R$

Aparelhos Utens. Domsticos 34.482,77R$ 25.170,43R$ 9.312,34R$ 17.561,25R$ 2.615,25R$ 14.946,00R$

Equiptos Audio Video Foto 227.741,80R$ 151.691,82R$ 76.049,98R$ 30.575,44R$ 17.738,38R$ 12.837,06R$

Outros Equiptos 46.164,62R$ 28.836,57R$ 17.328,05R$ 44.144,93R$ 4.383,59R$ 39.761,34R$

Aparelhos Equiptos Comunicao 11.190,63R$ 9.144,15R$ 2.046,48R$ 21.493,44R$ 4.735,52R$ 16.757,92R$

Mquinas e Utrens. Escritrio 25.613,89R$ 16.804,69R$ 8.809,20R$ 17.886,73R$ -R$ 17.886,73R$

Instalaes Diversas 154.694,99R$ 82.043,67R$ 72.651,32R$ -R$ -R$ -R$

TOTAL 3.216.507,15R$ 2.327.897,36R$ 888.609,79R$ 3.747.596,68R$ 778.967,71R$ 2.968.628,97R$

IMVEIS

DESCRIO Vr. Reavaliado Dep. Sispat Vr Residual Vr Contabilizado Depreciao Vr Residual

Edificios 27.900.000,00R$ 1.179.512,20R$ 26.720.487,80R$ 12.519.106,43R$ -R$ 12.519.106,43R$

Terrenos 13.700.000,00R$ 13.700.000,00R$ 2.358.000,00R$ -R$ 2.358.000,00R$

Instalaes Diversas -R$ -R$ 27.107,00R$ -R$ 27.107,00R$

Obras em Andamento -R$ -R$ -R$ -R$ -R$ 1.705.096,85R$

Salas/Escritrios 4.360.000,00R$ 463.173,95R$ 3.896.826,05R$

Box Garagem 32.000,00R$ 4.213,33R$ 27.786,67R$

TOTAL 45.992.000,00R$ 1.646.899,48R$ 44.345.100,52R$ 14.904.213,43R$ -R$ 16.609.310,28R$

TOTAIS 49.208.507,15R$ 3.974.796,84R$ 45.233.710,31R$ R$ 18.651.810,11 778.967,71R$ R$ 17.872.842,40

CONTABILIZAO

VARIAO PATRIMONIAL ATIVA Dbito Conta Ativo

4.6.1.1.1. - Reavaliao do Imobilizado

VARIAO PATRIMONIAL DIMINUTIVA Crdito Conta Ativo

3.6.1.2.1.01 - Reduo a Valor Recuperavel de Imobilizado

(Conforme parecer da Comisso de Avaliao de Bens Patrimoniais, em 15/12/2015)

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

22

Caixa e Equivalente de Caixa

Descrio 2015 2014

Caixa 0,00 0,00

Bancos Conta Movimento 521.483,25 1.048.630,06

Bancos Conta Execuo Fiscal 60.989,19 109.292,73

Bancos Movimento Cobrana 26.742,70 28.273,07

Aplicaes Financeiras Poupana 49.319,93 254.422,25

Aplicaes Financeiras CDB 23.760.740,21 22.241.726,97

TOTAL 24.419.275,28 23.682.345,08

Os valores de Caixa e Equivalentes de Caixa esto demonstrados pelo valor original na data do Balano

Patrimonial.

Os valores de Aplicaes Financeiras esto demonstrados pelo valor original, atualizadas at a data do

Balano Patrimonial.

As aplicaes em Certificados de Depsitos Bancrios CDB Flex FIC e Cadernetas de Poupana foram

realizadas nos bancos oficiais Caixa Econmica Federal e Banco do Brasil.

No exerccio de 2015 os valores aplicados em Caderneta de Poupana foram, em parte, reaplicados na

modalidade de CDB-Flex para uma melhor rentabilidade, e facilidade de movimentao.

Adiantamentos Folha Funcionrios

Valor correspondente ao adiantamento de frias a serem gozadas em 2015:

Adiantamentos Concedidos a Pessoal 2015 2014

Adiantamento Frias 446.790,28 456.673,84

Antecipao FGTS Claus. 35 ACT 14/15 733.467,06 682.905,63

TOTAL 1.180.257,34 1.139.579,47

Estoques

Compreende o somatrio dos bens adquiridos pelo CRQ IV-SP, para consumo no exerccio normal de suas

atividades operacionais e administrativas, composto principalmente de materiais de expediente, materiais de

higiene, limpeza e conservao e outros.

Os materiais em almoxarifado esto demonstrados pelo custo de aquisio, no superando o preo corrente

de mercado.

2015 2014

Almoxarifado 86.616,63 87.174,53

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

23

V.P.D Pagas Antecipadamente

Despesas a Apropriar 2015 2014

Recolhimento Depsito Recursal 83.423,53 39.571,60

Prmios de Seguros a Apropriar 14.985,01 15.662,70

Despesas Exerccio 2015 27.5465,62 168.253,01

TOTAL 125.955,16 223.487,31

27. ATIVO NO CIRCULANTE

Ativo Realizvel a Longo Prazo

Ativo Realizvel Longo Prazo 2015 2014

Crditos a Longo Prazo

Divida Ativa Inscrita liquido PDD 1.072.487,46 1.097.048,45

TOTAL 1.072.487,46 1.097.048,45

Imobilizado

Descrio

Valor

Atualizado

Depreciao

Acumulada

Valor

Liquido

Bens Imveis

Edifcios Sede Oscar Freire SP 27.900.000,00 1.179.512,20 26.720.487,80

Terrenos -Sede Oscar Freire SP 13.700.000,00 0, 13.700.000,00

Salas e Escritrios Antiga Sede (Centro-

SP) 4.360.000,00 463.173,95 3.896.826,05

Outros Bens Imveis Box Garagem

(Centro-SP) 32.000,00 4.213,33 27.786,67

Instalaes 154.694,99 82.043,67 72.651,32

Total 46.146.694,99 1.728.943,15 44.417.751,84

Bens Mveis

Mobilirio em Geral 1.002.181,78 823.793,46 178.388,32

Equipamentos de Informtica 1.485.670,22 1.190.412,57 295.257,65

Biblioteca 228.766,45 0, 228.766,45

Aparelhos e Utenslios Domsticos 34.482,77 25.170,43 9.312,34

Equipamentos udio, Vdeo e Fotos 227.741,80 151.691,82 76.049,98

Outros Equipamentos 46.164,62 28.836,57 17.328,05

Aparelhos e Equipamentos de

Comunicao 11.190,63 9.144,15 2.046,48

Mquinas e Utenslios Diversos 25.613,89 16.804,69 8.809,20

Total 3.061.812,16 2.245.853,69 815.958,47

TOTAL IMOBILIZADO 49.208.507,15 3.974.796,84 45.233.710,31

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

24

28. CRITRIOS ADOTADOS PARA AVALIAO DOS BENS EXISTENTES EM 31/12/2015

1. Aps o inventrio fsico todos os itens foram cadastrados no Sistema Implanta (SISPAT), conforme os registros de aquisio (notas fiscais). Para os itens mais antigos, utilizamos o valor mdio de

mercado e uma data nica, 11/02/2002, de aquisio;

2. A depreciao foi calculada pelo sistema at a data de 31/12/2015;

3. Os valores referentes aos imveis foram atualizados mediante laudo de avaliao da empresa 2H Consultoria e Avaliaes Ltda. CREA 183.937/D-RJ VISTO SP 5061912235.

4. Os valores dos bens imveis passaram a refletir o valor de mercado, bem como a apurao do seu valor residual;

5. Os bens mveis foram devidamente ajustados ao seu valor residual aps o clculo devido da depreciao.

29. REFLEXOS DA AVALIAO NO PATRIMNIO LIQUIDO

1- Positivamente com um acrscimo de R$ 30.556.697,04 (trinta milhes, quinhentos e cinquenta e seis

mil, seiscentos e noventa e sete reais e quatro centavos);

2- Negativamente com um acrscimo na conta depreciao acumulada no valor de: R$ 3.195.829,13 (trs milhes, cento e noventa e cinco mil, oitocentos e vinte e nove reais e treze centavos);

3- Reflexo aumentativo liquido patrimonial da ordem de: R$ 27.360.867,91 (vinte e sete milhes, trezentos e sessenta mil, oitocentos e sessenta e sete reais e noventa e um centavos).

30. RESTOS A PAGAR

Correspondem a despesas a pagar de fornecedores diversos nos meses subsequentes, apropriadas a essa conta

pelo regime de competncia.

RESTOS A PAGAR 2015 2014

Restos a Pagar Processados 834.440,14 660.890,76

Total 834.440,14 660.890,76

31. DEMONSTRAO DA DIVIDA FLUTUANTE (REAIS)

CONTAS 2015 2014

ENCARGOS SOCIAIS A PAGAR

- Previdncia Social 278.293,19 248.622,29

- PASEP 20.985,94 18.412,24

- FGTS 130.406,54 115.001,88

OBRIGAES FISCAIS A CURTO PRAZO

- PIS/CSLL/IR (IN 1234/12) 3.470,15 0

- INSS Fornecedores 198,49 9.277,35

- IRRF Folha a Recolher 317.130,22 276.560,29

- ISS Fonte a Recolher 52,00 2.816,72

- Consignaes Diversas Folha de Pagamento 57.423,14 50.903,88

DEPOSITOS E CAUES

- Caues Fornecedores * 25.629,32 25.629,32

(*) Os valores oferecidos em cauo encontram-se aplicados na modalidade de Poupana-CEF

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

25

32. PATRIMNIO LIQUIDO

2011 2012 2013 2014 2015

Saldo Inicial 42.416.225, 41.409.330, 42.050.324, 46.144.069, 50.760.535,

Resultado da Variao Patrimonial (1.006.896,) 640.994, 4.093.745, 4.616.466, 29.306.006,

Total do Patrimnio Liquido 41.409.330, 42.050.324, 46.144.069, 50.760.535, 80.066.541,

33. ANLISE DO BALANO PATRIMONIAL

Comparativo do Balano Patrimonial encerrado em 2015 com o exerccio anterior:

CONTAS 2014 % 2015 %

ATIVO

Ativo Circulante 34.658.564,45 64,10% 37.351.506,62 44,65%

Ativo No Circulante 19.414.225,26 35,90% 46.306.197,77 55,35%

(=) Ativo Real 54.072.789,71 100,00% 83.657.704,39 100,00%

Total 54.072.789,71 100,00% 83.657.704,39 100,00%

PASSIVO

Passivo Circulante 3.230.202,86 5,97% 3.508.110,81 4,19%

Passivo No Circulante 82.051,60 0,15% 83.051,60 0,10%

(=) Passivo Real 3.312.254,46 6,13% 3.591.162,41 4,29%

Ativo Real Liquido 50.760.535,25 93,87% 80.066.541,98 95,71%

Total 54.072.789,71 100,000% 83.657.704,39 100,000%

Demais Anlises das contas no Balano Patrimonial:

O ativo disponvel (Caixa e Equivalente de Caixa) apresentou um acrscimo 3,11% em relao ao exerccio anterior (7,64%)

O ativo circulante apresentou em relao ao exerccio anterior, uma variaopositiva de 7,77%. A conta Restos a Pagar em relao ao passivo circulante representa 23,79% O passivo no circulante, que representa as dvidas de longo prazo, em relao ao exerccio anterior,

apresentou um acrscimo de 1,22%.

O ativo real liquido apresentou um acrscimo de R$ 29.306.006,73 (vinte e nove milhes, trezentos e seis mil, seis reais e setenta e trs centavos), devido ao resultado positivo apurado entre as receitas

e despesas de R$ 1.381.348,67 (hum milho, trezentos e oitenta e um mil, trezentos e quarenta e oito

reais e sessenta e sete centavos), mais o resultado positivo das variaes patrimoniais, da ordem de:

R$ 27.357.486,58 (vinte e sete milhes, trezentos e cinquenta e sete mil, quatrocentos e oitenta e

seis reais e cinquenta e oito centavos), e diferencial entre a constituio e reverso de provises

diversas no valor de R$ 567.171,48 (quinhentos e sessenta e sete reais, cento e setenta e um reais e

quarenta e oito centavos).

Consistncia das Variaes Observadas:

Decrscimo do valor correspondente ao item Estoques Internos Material de Almoxarifado (Expediente) em R$ 558,20 (quinhentos e cinquenta e oito reais e vinte centavos).

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

26

Acrscimo no valor dos Crditos a Receber, em relao ao exerccio de 2014, em R$ 1.282.520,72 (hum milho, duzentos e oitenta e dois mil, quinhentos e vinte reais e setenta e dois centavos);

Decrscimo no valor dos Crditos Realizveis a Longo Prazo, inscritos em Divida Ativa, lquido da Proviso Para Devedores Duvidosos, em R$24.560,99 (vinte e quatro mil, quinhentos e sessenta

reais e noventa e nove centavos);

Reclassificao da rubrica Demais Crditos a Longo Prazo no valor de R$ 682.905,63 (seiscentos e oitenta e dois, novecentos e cinco reais e sessenta e trs centavos), para a conta Adiantamentos

Concedidos a Pessoal no grupo Crditos a Curto Prazo.

Investimentos em aquisio de equipamentos de informtica, mquinas e utenslios de escritrio, mobilirios, livros para o acervo da Biblioteca, e gastos com adequao de instalaes no montante

de R$ 258.035,25 (duzentos e cinquenta e oito mil, trinta e cinco reais e vinte e cinco centavos).

34. REPASSE AO CONSELHO FEDERAL DE QUMICA De acordo com o que determina o Artigo 30 da Lei 2.800 de 18.06.56, destinamos aos cofres do Conselho

Federal de Qumica um montante de R$ 10.313.533,65 (dez milhes, trezentos e treze mil, quinhentos e trinta

e trs reais e sessenta e cinco centavos).

35. EVENTOS SUPERVENIENTES NO EXERCCIO TCE

Declaramos que no houve nenhum evento ocorrido no exerccio de 2015 que tenha dado origem a desfalque

ou desvio de dinheiro, bens ou valores pblicos, bem como a existncia de situao geradora de danos ao

Errio Publico, no ocasionando, portanto nenhum fato ensejador de abertura de Tomada de Conta Especial

TCE.

36. TOMADA DE CONTAS

As contas foram examinadas pela Comisso de Tomada de Contas Exerccio 2015 constituda pelos

conselheiros titulares: David Carlos Minatelli, Reynaldo ArbuePini e Rubens Brambilla, tendo sido

aprovadas conforme parecer apresentado na 2.366 Sesso Plenria de 22 de fevereiro de 2016.

37. PATRIMNIO

Realizou o inventrio dos bens patrimoniais; Efetuou o chapeamento de controle nos bens adquiridos no exerccio, bem como os constantes do

inventrio;

Implantou o sistema da empresa Implanta, cadastrando todos os bens levantados pelo inventrio fsico;

Procedeu aos lanamentos de depreciao nos bens existentes, conforme inventrio; Promoveu a baixa de bens em desuso/obsoletos.

38. COMPRAS E LICITAES 2015

Realizou as compras de materiais de consumo, bens e servios, mediante autorizaes do

Presidente/Superintendente, em conformidade com a Lei 8.666/93, precedidas das modalidades licitatrias,

respeitando-se os limites de valores por ela estabelecidos.

As compras abaixo do valor mnimo para licitao, fixado em R$ 8.000,00 (oito mil reais), foram precedidas

de pesquisa de mercado, com o mnimo de trs (03) oramentos correspondentes. As compras com valor

inferior a R$ 1.200,00 (hum mil e duzentos reais) foram realizadas diretamente com o fornecedor, sempre

que possvel acompanhada de outros oramentos comparativos.

Implantou o Sistema de Gesto Integrada paras as reas de Compras e Licitaes, Gesto de Contratos,

Contas a Pagar, Almoxarifado, Fiscal, Fluxo de Caixa, da empresa Implanta.

Realizou as contrataes de fornecimentos de bens e servios nas seguintes modalidades licitatrias:

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

27

LICITAES 2015

Solicitante Modalidade Objeto Previsto Realizado Economia Ganho/Perda

CTI P. Presencial - 01/15

Fornecimento de equipamentos de

informtica R$ 32.483,38 R$ 27.350,00 R$ 5.133,38 15,80%

GIE Dispensa de Licitao - 02/15

Fornecimento e instalao de ar

condicionado tipo split - quente/frio R$ 31.505,00 R$ 14.637,00 R$ 16.868,00 53,54%

GIE P.Presencial - 03/15

Fornecimento parcelado de papis e

demais produtos sanitrios R$ 126.968,56 R$ 50.000,00 -R$ 23.031,44 -18,14%

GCC Carta Convite - 04/15

Prestao de servios tcnicos de

auditoria - Exerccios 2015 e 2016 R$ 68.350,00 R$ 39.760,00 R$ 28.590,00 41,83%

GIE P. Presencial - 05/15

Prestao de servios de seguro

empresarial R$ 20.000,00 R$ 8.690,00 R$ 11.310,00 56,55%

GFI P. Presencial - 06/15

Prestao de servios de locao e

gerenciamento de veculos da frota R$ .414.153,80 R$ 1.347.360,00 R$ 66.793,80 4,72%

CTI

Adeso Ata Registro de

Preos - 07/15 Fornecimento de Microcomputadores R$ 65.046,67 R$ 63.380,00 R$ 1.666,67 2,56%

GIE P. Eletrnico - 08/15

Fornecimento parcelado de cartuchos

de tinta e toners para impressoras R$ 106.537,88 R$ 86.890,00 R$ 19.647,88 18,44%

CTI P.Presencial - 09/15 Fornecimento de notebooks R$ 41.645,00 R$ 38.000,00 R$ 3.645,00 8,75%

GIE Inexigibilidade - 10/15 Fornecimento de cadeiras R$ 21.218,25 R$ 21.218,25 R$ - 0,00%

GIE P. Eletrnico- 15/15

Fornecimento parcelado de materiais

para copa e descartveis R$ 18.592,86 R$ 17.929,24 R$ 663,62 3,57%

CTI P. Presencial - 17/15 Fornecimento de servidor de rede R$ 29.510,00 Revogado

GRH P.Presencial - 18/15 Fornecimento e reposio de uniformes R$ 361.390,89 R$ 361.000,00 R$ 390,89 0,11%

GFI P. Eletrnico - 19/15

Prestao de servios de limpeza do

escritrio de Santos/SP R$ 20.160,00 R$ 15.600,00 R$ 4.560,00 22,62%

GIE P. Eletrnico - 20/15

Fornecimento parcelado de cartuchos

de tinta e toners para impressora R$ 106.537,88 Revogado

GIE P. Eletrnico - 21/15 Fornecimento parcelado de impressos R$ 600.495,23 R$ 41.400,00 R$ 559.095,23 93,11%

GIE P. Eletrnico - 22/15

Fornecimento parcelado de material de

escritrio R$ 32.351,61 R$ 22.149,98 R$ 10.201,63 31,53%

GFI P. Presencial - 23/15

Prestao de servios de telefonia

mvel pessoal - SMP, banda larga 4G

com fornecimento de aparelhos

celulares e modem, em regime de

comodato R$ 429.648,00 R$ 293.568,00 R$ 136.080,00 31,67%

CTI P. Presencial - 24/15

Prestao de servios de aceso IP

permanente entre a rede local do CRQ-

IV Regio e a rede mundial de

computadores a Internet, na velocidade

de 50 Mbps R$ 313.470,00 R$ 81.000,00 R$ 232.470,00 74,16%

GIE P. Eletrnico - 26/15 Fornecimento parcelado de medalhas R$ 47.400,00 R$ 26.720,00 R$ 20.680,00 43,63%

MK P. Presencial - 27/15

Prestao de servios de manuseio e

encaminhamento de postagem do

Informativo CRQ-IV R$ 192.036,72 R$ 107.670,00 R$ 84.366,72 43,93%

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

28

Solicitante Modalidade Objeto Previsto Realizado Economia Ganho/Perda

GFI P. Eletrnico - 28/15

Prestao de servios de limpeza do

escritrio de So Jos do Rio Preto/SP R$ 19.086,00 R$ 15.281,00 R$ 3.805,00 19,94%

GIE P. Presencial - 30/15

Fornecimento, instalao e

remanejamento de divisrias R$ 47.395,15 R$ 34.250,00 R$ 13.145,15 27,74%

CMK P. Presencial - 31/15

Prestao de servios de editorao

eletrnica, fotolito ou CTP e impresso

para 6 (seis) edies do Informativo

CRQ-IV R$ 324.900,00 R$ 198.296,16 R$ 126.603,84 38,97%

CTI P. Presencial - 32/15

Prestao de servios de suporte tcnico

e extenso de garantia - unidade de

armazenamento de dados - Storage de

Dados R$ 47.589,14 R$ 55.000,00 -R$ 7.410,86 -15,57%

GIE P.Presencial - 33/15

Prestao de servios de vigilncia

patrimonial no edifcio-sede do

Conselho Regional de Qumica-IV

Regio, consistindo vigilncia

patrimonial desarmada e operao e

monitoramento dos sistemas de

superviso de automao predial,

incluindo deteco e alarmes de

incndio e de intruso interna e

perimetral; circuito fechado de TV,

controle de acesso eletrnico e

superviso do cadastro de visitantes por

imagem R$ 516.146,71 R$ 453.177,00 R$ 62.969,71 12,20%

GIE P. Presencial - 34/15

Prestao de servios de copa, limpeza,

asseio e conservao para o edifcio-

sede do CRQ-IV R$ 390.141,60 R$ 289.588,56 R$ 100.553,04 25,77%

GFA P. Presencial - 35/15

Prestao de servios de impresso a

laser de dados fixos e variveis e pr-

postagem de impressos R$ 161.500,00 R$ 149.900,00 R$ 11.600,00 7,18%

GFI P. Eletrnico - 36/15

Prestao de servios de limpeza do

escritrio de Ribeiro Preto/SP R$ 14.751,12 R$ 15.599,96 -R$ 848,84 -5,75%

CTI P. Presencial - 37/15 Fornecimento de servidor de rede R$ 67.585,00 R$ 62.700,00 R$ 4.885,00 7,23%

GFI P. Eletrnico - 38/15

Prestao de servios de limpeza do

escritrio de Campinas/SP R$ 19.606,56 R$ 12.000,00 R$ 7.606,56 38,80%

GFI P. Eletrnico - 39/15

Prestao de servios de limpeza do

escritrio de Sorocaba/SP R$ 18.360,36 R$ 15.240,00 R$ 3.120,36 17,00%

GIE P. Presencial - 40/15

Prestao de servios de manuteno e

conservao do jardim R$ 8.322,00 R$ 10.200,00 -R$ 1.878,00 -22,57%

CTI

Adeso Ata Registro de

Preos - 41/15

Prestao de servios de impresso

corporativa R$ 125.798,40 R$ 125.798,40 R$ - 0,00%

CTI P.Presencial - 42/15

Prestao de servios em datacenter

para armazenamento dos arquivos

digitais do CRQ-IV R$ 12.356,04 R$ 12.348,00 R$ 8,04 0,07%

06 - GERENCIA DE RECURSOS HUMANOS GRH

A GRH tem a finalidade de planejar, organizar, coordenar e controlar as aes referentes aos recursos

humanos, compreendendo: movimentao e adequao do quadro de pessoal, desenvolvimento,

treinamento, relacionamento, solicitao de pagamento de pessoal, formao de equipes, servios de

apoio sade e qualidade de vida no trabalho.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

29

1. ORGANOGRAMA FUNCIONAL CRQ-IV

2. COMPETE GRH

1. Recrutar e selecionar pessoas, administrando o processo de admisso e de movimentao. 2. Controlar a documentao de pessoal e a periodicidade dos exames mdicos de acordo com

norma especfica.

3. Elaborar folha de pagamento. 4. Fazer controle de frias, dcimo terceiro, alm do clculo, reteno e recolhimento dos encargos

trabalhistas e legais e resciso contratual.

5. Administrar os benefcios concedidos (vale transporte, assistncia mdica, vale refeio e outros).

6. Supervisionar, coordenar e integrar as atividades de administrao dos recursos humanos e de apoio administrativo.

7. Promover e avaliar o desenvolvimento e a aplicao de poltica de pessoal. 8. Zelar pelo controle e manuteno das informaes documentais do CRQ IV Regio relacionada

aos empregados.

9. Coordenar as atividades de planejamento, programao, controle e avaliao de resultados dos recursos humanos.

10. Proceder ao cumprimento da legislao trabalhista, dos acordos coletivos de trabalhos e dos normativos de pessoal do CRQ IV Regio.

11. Administrar o Plano de Cargos e Salrios PCS. 12. Operacionalizar o ingresso e sada de empregados e estagirios do CRQ IV Regio. 13. Administrar o processo de progresso funcional.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

30

14. Acompanhar as atualizaes da legislao trabalhista, previdenciria e tributria e apoiar tecnicamente negociaes trabalhistas.

15. Realizar procedimentos administrativos inerentes a administrao de estagirios e empregados temporrios.

16. Realizar procedimentos administrativos inerentes a: processo seletivo pblico de pessoal; treinamento e desenvolvimento de pessoal; avaliao de desempenho; controle do quadro de

pessoal; e concesso de uniformes.

17. Representar o CRQ IV Regio nas negociaes coletivas, nas assemblias sindicais e nas audincias junto ao Ministrio do Trabalho, ao Ministrio Pblico do Trabalho e Tribunais,

sempre que houver causas de natureza trabalhista.

Fora de Trabalho Funcionrios: 140 (Base dezembro/2015)

Tipologia dos cargos Lotao efetiva Ingressos no exerccio Egressos no exerccio

1. Funcionrios em cargos efetivos 133 8 7

2. Cargos em comisso 7 1 0

3. Total de funcionrios 140 9 7

Fora de Trabalho Estagirios: 10

Composio da Fora de Trabalho (Funcionrios e Estagirios): 150

Unidade Organizacional Funcionrios Estagirios Total

GAB 4 4

GFA 10 1 11

GRH 5 5

GIE 4 4

GJU 8 6 14

GFI 60 2 62

GSE 9 9

GDA 20 20

CDI 2 2

CTI 6 1 7

CMK 3 3

AST 1 1

GCC 6 6

SUP 1 1

ADF 1 1

Total 140 10 150

Quantidade de funcionrios por faixa etria

Tipologia dos cargos At 30 anos De 31 a 40 anos De 41 a 50 anos De 51 a 60 anos Acima de 60

anos

1. Funcionrios efetivos 31 46 37 13 6

2.Funcionrios em comisso 0 0 0 1 6

Total (1+2) 31 46 37 14 12

23%

35%

28%

10%4%

Funcionrios por faixa etria

At 30 anos

De 31 a 40 anos

De 41 a 50 anos

De 51 a 60 anos

Acima de 60 anos

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

31

Qualificao de cargos

Cargo Faixa etria Escolaridade

PSA 18 a 55 anos Nvel mdio a ps-graduao

PST 25 a 60 anos Nvel mdio tcnico a ps-graduao

PAS 25 a 55 anos Nvel superior a ps-graduao

PAE 25 a 60 anos Nvel superior a ps-graduao

Assistente 55 a 65 anos At nvel superior

Assessor 50 a 70 anos Nvel superior a ps-graduao

Supervisor 40 a 75 anos Nvel superior a ps-graduao

Gerente 50 a 75 anos Nvel superior a doutorado

Superintendente 75 anos Doutorado

Quantidade de funcionrios por nvel de escolaridade

Nvel de Escolaridade

Tipologia dos cargos Alfabetizado Ensino fundamental

Ensino mdio ou

tcnico

Ensino superior ou

mais

1. Funcionrios efetivos 1 27 105

2. Cargos em comisso 1 0 0 6

Total (1+2) 1 1 27 111

0%1%

20%

79%

Funcionrios por Escolaridade

Alfabetizado

Ensino fundamental

Ensino mdio ou tcnico

Ensino superior ou mais

Funcionrios por tempo de servio

Tempo de servio Quantidade de funcionrios

At 5 anos 54

De 5 a 10 anos 33

De 11 a 20 anos 34

Acima de 20 anos 19

38%

24%

24%

14%

Funcionrios por Tempo de Servio

At 5 anos

De 5 a 10 anos

De 11 a 20 anos

Acima de 20 anos

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

32

Funcionrios por gnero

Gnero Nmero

Mulheres 71

Homens 69

49%

51%

Funcionrios por gnero

Homens

Mulheres

Cargos de liderana por gnero

Gnero Nmero

Mulheres 2

Homens 16

11%

89%

Cargos de Liderana por Gnero

Mulheres

Homens

Situaes que reduzem a fora de trabalho

Tipologia dos afastamentos Quantidade

1. Licena maternidade 2

2. Licena no remunerada 0

3. Auxlio doena 0

4. Licena Dirigente Sindical 1

Total de afastamentos (1+2+3+4) 3

3. METAS 2015

1. Elaborar, coordenar, implantar, controlar e zelar pelas as atividades relacionadas gesto de pessoas;

2. Suprir carncias do quadro de pessoal; 3. Administrar a rotina da folha de pagamento de funcionrios e estagirios; 4. Dar cumprimento ao que se acha inserido nas legislaes trabalhista e previdenciria; 5. Gerenciar o cumprimento das normas e procedimentos constantes dos Normativos de

Pessoal e Regimento Interno;

6. Identificar carncias e promover treinamentos e desenvolvimento profissional; 7. Representar a entidade em assuntos trabalhistas, previdencirios e sindicais; 8. Coordenar e administrar os contratos de assistncia mdica, hospitalar e odontolgica,

uniformes, vale refeio, vale alimentao, vale transporte e outros;

9. Administrar e cumprir os procedimentos do plano de benefcios sociais. Todas as metas e atividades voltadas para a Gesto de Pessoal em 2015 foram alcanadas, no havendo o que

relatar a respeito de metas no alcanadas.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

33

Metas 2016

As mesmas consideradas e praticadas no exerccio 2015.

Poltica da Gesto RH

Nossa poltica de Gesto de Pessoas obedece ao regime celetista, com Acordo Coletivo de Trabalho firmado

no ms de maio/15 com o SINSEXPRO e SINQUISP para o perodo de maio/2015 a abril/2016 aprovado em

assembleia geral com os funcionrios do CRQ-IV.

Correo Salarial

Realizamos em Maio/2015 a correo salarial equivalente ao acumulado do ndice Nacional de Preos ao

Consumidor INPC referente ao perodo de Maio/14 a Abril/2015, 8.3407% (oito inteiros e trs mil e

quatrocentos e sete centsimos) e ainda o percentual de 0.1470% (um mil e quatrocentos e setenta

centsimos) a ttulo de aumento real, acumulando assim 8.5000% (oito inteiros e cinco milsimos por cento).

Benefcios

Concedidos regularmente de acordo com o Acordo Coletivo de Trabalho firmado com o SINSEXPRO e

SINQUISP.

Controle GRH

1. Pontualidade e Absentesmo (ponto eletrnico) 2. Frias 3. Folha de Pagamento (proventos e descontos) 4. Recolhimento de encargos 5. Obrigaes Anuais (RAIS e DIRF) 6. PCMSO e PPRA (NR7 e NR9) 7. Avaliao de Desempenho 8. Auxilio Educao 9. Auxilio Educao Infantil 10. Admisso e Demisso 11. Benefcios

Desempenho GRH

Desempenho se manteve igual ao exerccio anterior no h registros que evidencie diferenciao.

Contratos sob a responsabilidade da GRH (Base Dezembro/2015)

1. Assistncia mdica, hospitalar e odontolgica 2. Tickets refeio e alimentao 3. Vale transporte 4. Administrao de estagirios 5. Consultoria trabalhista externa 6. Consultoria para Sistema de Gesto de Pessoal 7. Consultoria para trabalho temporrio 8. Ginstica Laboral 9. Uniforme 10. Concurso Pblico 11. Convnio Farmcia 12. Emprstimo Consignado em Folha de Pagamento

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

34

TERCEIRIZADOS

EMPRESA SERV. PRESTADO N FUNC.

SEDE

Atento So Paulo Serv Seg Patrimonial Ltda. Vigilncia Patrimonial 4

Atento So Paulo Serv Seg Patrimonial Ltda. Vigilncia Eletrnica 5

N.N servios em Alimentao Higiene Ltda Servios de Limpeza 8

N.N servios em Alimentao Higiene Ltda Servios de Recepo 4

ESCRITORIOS REGIONAIS - INTERIOR SP -

L M Conserv. Predial Araatuba Servios de Limpeza 1

L M Conserv. Predial Araraquara Servios de Limpeza 1

L M Conserv. Predial Bauru

Servios de Limpeza 1

L M Conserv. Predial S J Campos Servios de Limpeza 1

Provac Servios Ltda Piracicaba Servios de Limpeza 1

Provac Servios Ltda Rib Preto Servios de Limpeza 1

Provac Servios Ltda S J Rio Preto Servios de Limpeza 1

Lopes Almeida Manut Pred Santos Servios de Limpeza 1

CST Cont Serv, Terc Campinas Servios de Limpeza 1

Las Serv. Barb. ME Sorocaba Servios de Limpeza 1

Progresses Funcionais CRQ-IV

Foram realizados processos de progresses funcionais, conforme segue:

Em Abril/15 promoes horizontais por merecimento e antiguidade.

Em cumprimento ao Normativo que trata da Avaliao de Desempenho foi concedido, aos avaliados dentro

do parmetro estabelecido pelo Presidente, um percentual de 5,5% sobre o salrio de maro/2015, foram

contemplados 41 funcionrios.

07 GERNCIA DE INFRAESTRUTURA GIE

A GIE responsvel por planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades da administrao

predial do Edifcio Sede.

1. DESCRIO DAS ATIVIDADES E RESPONSABILIDADES DA UNIDADE

A Gerncia de Infraestrutura tem como principais atividades a manuteno preventiva e corretiva da

infraestrutura do edifcio Sede do Conselho Regional de Qumica IV Regio, gesto dos contratos de

terceirizao de limpeza, vigilncia, controle do sistema CFTV, acesso ao Edifcio e jardinagem.

2. PLANOS, ESTRATGIAS E METAS ESTABELECIDAS PARA O EXERCCIO DE 2015

No ano de 2015 foram estabelecidas as seguintes metas: 1- Economia de energia eltrica. 2- Economia de

consumo de gua.

3. REALIZAO DAS METAS ESTABELECIDAS, COM JUSTIFICATIVA DAS METAS NO ALCANADAS

Visando a economia no consumo de energia eltrica foram substitudas as lmpadas de iluminao externas e

as fluorescentes compactas do Hall dos elevadores por lmpadas de led tipo bulbo e fluorescentes tipo tubo,

que permanecem acesas durantes 24 horas.

Em 2015 houve uma economia de 9,8% no consumo de energia. Estamos aguardando a normatizao das

lmpadas de led pelo IMETRO para realizar licitao para substituio das demais lmpadas.

Foram colocados redutores de vazo nas torneiras dos banheiros resultando em uma economia de 6,1% no

consumo anual de gua.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

35

4. CONTRATOS SOB A RESPONSABILIDADE DA UNIDADE

Manuteno do sistema de ar condicionado do Edifcio Sede do CRQ-IV

Manuteno do sistema de elevadores divididos em passageiros e de carga

Manuteno do sistema de udio e som do Edifcio

Manuteno da cabine primria e gerador de energia

Manuteno do no-break

Limpeza e conservao do Edifcio

Jardinagem

Vigilncia desarmada

Controle do sistema CFTV e de acesso ao Edifcio

5. INSTRUMENTOS DE CONTROLE E GERENCIAMENTO UTILIZADOS NAS VRIAS ATIVIDADES NA UNIDADE

Fiscalizao direta das tarefas auxiliares regulares, acompanhadas por meio de planilhas eletrnicas.

6. ESTRATGIAS, METAS E OBJETIVOS PARA O PRXIMO EXERCCIO

Para o exerccio de 2016 esto programadas a pintura e limpeza da fachada, troca de piso do 1 Andar e troca

dos portes de entrada do Edifcio Sede.

08 GERNCIA FINANCEIRA GFA

A GFA tem por objetivo: planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de cobrana,

recebimento, pagamento, movimentao, aplicao e controle dos recursos financeiros do CRQ IV

Regio.

A descrio das atividades e responsabilidades da Gerencia Financeira do CRQ-IV - GFA, esto dispostas na

Portaria n 035 do dia 21 de janeiro de 2008, o qual tem por objetivo regulamentar a Estrutura

Organizacional do Conselho Regional de Qumica CRQ IV Regio.

As atividades desenvolvidas na unidade, foi prevista na referida portaria, determinando que compete GFA:

Responder pelas atividades de tesouraria, atendendo as polticas internas e a legislao vigente;

Atualizar a dvida ativa e as anuidades em atraso, realizando a negociao e cobrana dos ttulos;

Controlar o fundo de caixa; Responder pela aplicao financeira do supervit do CRQ IV Regio; Garantir a regularidade e a legalidade das operaes oramentrias e financeiras do CRQ

IV Regio;

Orientar e assistir tecnicamente o Presidente e a Diretoria do CRQ IV Regio em matria oramentria e financeira;

Coordenar as atividades de planejamento, programao, controle e avaliao de resultados na rea financeira;

Controlar a entrada e sada de recursos financeiros do CRQ IV Regio; Elaborar relatrios de acompanhamentos financeiros; Efetuar pagamentos e recebimentos em geral previamente processados e autorizados; Reter e recolher tributos e contribuies; Responder pela Central de Atendimento de Cobrana.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

36

1. PLANOS, ESTRATGIAS E METAS ESTABELECIDAS - EXERCCIO DE 2015

No que diz respeito aos planos, estratgias e metas para o exerccio de 2015, a GFA se comprometeu:

Arrecadar receita prevista para o exerccio - As metas de arrecadao foram definidas em conformidade com a mdia de recebimento de anuidades e taxas devidas ao CRQS nos

exerccio de 2012 a 2014 e de acordo com a RN 258/2014, do Conselho Federal de

Qumica, o qual define os valores de anuidades e taxas devidas para o exerccio de 2015.

Com vistas a atender os objetivos propostos, a GFA definiu o seguinte plano de trabalho para o exerccio de 2015:

Metas de arrecadao - Encaminhar cobranas das anuidades do exerccio de 2015 para todos os profissionais e empresas com registro ativo, em parcela nica, com vencimento at

o dia 31 de maro de 2015, conforme prev a Lei 2800/56 e a RN 258/2014;

Disponibilizar no site do CRQ-IV -www.crq4.org.br a opo de gerao de 2 via da cobrana da anuidade do exerccio, com vistas a facilitar o acesso ao boleto;

Os profissionais e empresas que no efetuaram o pagamento da anuidade em seu respectivo vencimento receberam nova cobrana de todos os dbitos em aberto, inclusive anuidades

em aberto at o exerccio de 2015. Nesta cobrana de dbito, foi incluso mensagens

reforando a obrigatoriedade do pagamento da contribuio;

Aps o vencimento da cobrana anterior, os inadimplentes foram separados por situao de dbito e adotados estratgias de cobrana.

Profissionais e empresas com dbito apenas com a anuidade de 2015:

Profissionais (Aps vencimento da anuidade):

1. Ofertado parcelamento da anuidade em 02 (duas) vezes em meados do exerccio. 2. Envio de parcelamento da anuidade em 05 (cinco), quando solicitado pelo profissional.

3. Disponibilizar equipe de atendentes financeiros para atendimento telefnico, presencial e envio de cobranas por e-mail, correio, esclarecimento de eventuais dvidas e formalizao de

acordos de parcelamento.

Empresas:

1. Ofertado parcelamento da anuidade em 05 (cinco) vezes; 2. Disponibilizar equipe de atendentes financeiros para atendimento telefnico, presencial e envio

de cobranas por e-mail, correio, esclarecimento de eventuais dvidas e formalizao de

acordos de parcelamento.

Profissionais e empresas em dbito com duas ou mais anuidades e/ou dbitos anteriores a 2015:

Efetuar procedimento de cobrana por telefone, por profissionais de atendimento financeiro; Distribuir processos a equipe de atendentes financeiros para aes de cobranas via telefone, e-

mail e encaminhamento de cartas de cobranas, esclarecendo dvidas e firmando acordos de

parcelamento.

Encaminhar cobranas com avisos sobre a obrigatoriedade do pagamento do dbito; Esgotados todas tentativas de cobranas de forma amigvel, para os casos em que houver valor

de alada passvel de execuo fiscal da dvida, foi encaminhar ao Departamento Jurdico

promover a cobrana judicial da dvida.

2. REALIZAO DAS METAS ESTABELECIDAS

Como resultado do plano de trabalho, das metas estabelecidas e as aes executadas ao longo de 2015,

temos:

Arrecadao

Para o exerccio de 2015, foi previsto que a arrecadao das anuidades e taxas, do Artigo 31 da Lei 2800/56,

a importncia de R$ 41.079.400,00. Destaca-se que, na constituio desta previso, utilizou-se como critrio

e premissa bsica, o contexto histrico de arrecadao dos ltimos trs anos e os valores previstos na

http://www.crq4.org.br/

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

37

Resoluo Normativa 258/2014, do Conselho Federal de Qumica, que dispe sobre a fixao dos valores de

anuidades e taxas devidas aos CRQS para o exerccio de 2015.

Conforme aponta o Quadro 1 Acompanhamento da Arrecadao 2015, o recebimento de anuidades e taxas

devidas ao CRQ-IV para o exerccio de 2015 ficou na ordem de R$ 41.876.154,60 (quarenta e um milhes,

oitocentos e sessenta e seis mil, cento e cinquenta e quatro reais e sessenta centavos), perfazendo um excesso

de arrecadao no valor de R$ 796.753,53, ou seja, 1,94% acima o valor previsto inicialmente, o que

consideramos muito favorvel face ao quadro econmico que se instaurou no pas.

oportuno destacar que partir do exerccio de 2012, as anuidades obtiveram outro patamar de valores,

aumentando sensivelmente em relao aos anos anteriores a este, devido a majorao das anuidades

motivadas pela Lei 12.514/2011. Esta majorao ainda enseja maiores dificuldades na recuperao de

crditos e ainda requer do corpo de colaboradores da instituio esforos adicionais, na disseminao da

informao da obrigatoriedade do recolhimento e no poder de negociao.

de se destacar ainda o recebimento de anuidades em atraso, conforme aponta o quadro 2 Divida Ativa

2015, a projeo inicial de crditos a receber foi de R$ 3.139.100,00 e a arrecadao ficou em 19,56% acima

do previsto. ndice considerado muito satisfatrio, principalmente por conta do exerccio de 2015, termos

considerado como um ano de muitas incertezas para a economia.

Com o sucesso financeiro das aes realizadas no decorrer de 2015 a expectativa de arrecadao para o

exerccio de 2016 ficou em R$ 49.493.600,00.

Isto posto, considera-se que o objetivo proposto foi alcanado de maneira muito satisfatria.

3. CONTRATOS SOB A RESPONSABILIDADE DA UNIDADE;

Os contratos sob a responsabilidade da superviso e acompanhamento pela GFA em 2015 foram:

Contrato de Prestao de Servios de dados fixos e variveis e postagens dos impressos Contrato relativo impresso e postagem das cobranas de anuidades do

CRQ-IV

Termo de Permisso de Uso de Imvel a Titulo Remunerado Identificao do Imvel: 12 andar do Edifcio Britnia, na Rua Libero

Badar, 152, S, So Paulo SP.

Contrato de Cesso de Direito de utilizao de pgina da web para emisso de boletos Contrato relativo impresso de boletos referente a taxas para registro de

profissionais e empresas, que realizam os servios via internet.

Contrato de Prestao de Servios para Pesquisa de dados cadastrais Contrato relativo a pesquisa base do SERASA, para localizao de endereos

e telefones de profissionais e empresas.

4. INSTRUMENTOS DE CONTROLE E GERENCIAMENTO UTILIZADOS NAS VRIAS ATIVIDADES NA UNIDADE;

Os principais instrumentos utilizados no gerenciamento, controle e avaliao das atividades financeiras do

CRQ-IV, durante o exerccio de 2015, foram:

Softwares

P.O. Programa Operacional

Programa que fornece imagens dos processos para auxlio nas tomadas de decises e distribuio de

atividades.

P.A.F Programa Administrativo Financeiro

Programa que fornece a base de dados cadastrais dos processos para lanamento das contribuies.

SISCONSELHO Programa Administrativo Financeiro

Programa que fornece imagens e a base de dados cadastrais dos processos para lanamento das

contribuies.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

38

Sistemas do Pacote Office

Programa utilizado para apresentar e acompanhar os resultados alcanados.

5. INDICADORES DE DESEMPENHO POR MEIO DE TABELAS E QUADROS COMPARATIVO DO EXERCCIO COM O ANTERIOR

Quadro 1- Acompanhamento da Arrecadao 2015

Conforme evidenciado acima, a previso inicial de recebimento para o exerccio de 2015 relativo as

anuidades e taxas previstas na Lei 2800/56, foi de R$ 41.079.400,00 e foi arrecadado R$41.876.153,53,

apresentando um acrscimo de 1,94% na receita prevista.

Quadro 2- Divida Ativa 2015

Conforme quadro acima, a previso de recebimento dos crditos a receber para o exerccio foi de R$

3.139.100,00 e a arrecadao foi de R$ 3.902.241,24, representando um acrscimo de 19,56% sobre o valor

previsto, com destaque para os crditos a receber administrativo que superou o previsto em 21,61% e

contribui significativamente para o excesso de arrecadao do perodo.

6. DESCRIO DE DESEMPENHO E RESULTADOS OBTIDOS EM TERMOS DE ECONOMICIDADE E EFICINCIA

Sob o enfoque de economicidade e eficincia, cabe destacar a relao custo benefcio gerado na terceirizao

dos servios de impresso e postagens dos principais lotes de cobranas das anuidades. O referido servio foi

prestado custo baixssimo relativo impresso dos boletos. A terceirizao deste servio feita por meio de

processo licitatrio.

Outro ponto que merece destaque neste quesito a melhoria no sistema de informao quanto a

obrigatoriedade do pagamento das anuidades e nos procedimentos para realizao dos registros. Sob o

aspecto financeiro, o CRQ-IV vem mantendo a exigncia do pagamento da primeira anuidade no ato do

registro. Outrora, no era exigido o pagamento das taxas para inicio dos processos de registro, o que

demandava esforos adicionais para a continuidade dos trabalhos.

7. BENEFCIOS GERADOS EM FAVOR DOS REGISTRADOS, COLABORADORES E PARA A SOCIEDADE.

Partindo da premissa que a entidade tem como objetivo central, evitar que a sociedade seja prejudicada pela

fabricao de produtos e pela execuo de servios na rea da qumica por empresas clandestinas ou por

pessoas desprovidas de conhecimentos tcnico-cientficos e que o registro de empresas e profissionais so

obrigatrios conforme prev a Lei 2800/56. Sob as perspectiva financeira no h benefcios a serem gerados

sociedade e compete presidncia do CRQ-IV, analisar e/ou conceder benefcios aos colaboradores.

O compromisso da GFA nica e exclusivamente zelar pela sade financeira da entidade.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

39

8. ESTRATGIAS, METAS E OBJETIVOS PARA O PRXIMO EXERCICIO

Tendo em vista que o foco da Gerencia Financeira buscar recursos, para suprimir a demanda de

necessidades da entidade, as metas e objetivos da GFA se resumem em:

Arrecadar receita prevista no oramento anual

Com vistas a atender a necessidade financeira, ser mantido o programa de trabalho realizado em 2015.

9. OUTRAS INFORMAES RELEVANTES, NO MENCIONADAS ACIMA

No identificamos outros fatores adicionais a serem destacados.

10. EVENTOS NEGATIVOS OCORRIDOS NO EXERCCIO E FORMAS DE SOLUO ADOTADAS.

No identificamos eventos negativos que fosse considerado relevante.

9 - GERNCIA JURIDICA GJU

A GJU presta assessoria jurdica a todas as reas do CRQ-IV-Regio, elaborando pareceres,

respondendo consultas tcnicas, apresentando orientaes, promovendo estudos e pesquisas de

legislao e jurisprudncia pertinentes aos assuntos envolvidos.

1. DESCRIO DAS ATIVIDADES E RESPONSABILIDADES DA UNIDADE:

Responder pelo controle, cumprimento de prazos e trmite das aes judiciais, exceto as trabalhistas. Acompanhar e responder pelos processos judiciais que o CRQ-IV Regio figura como parte e,

quando necessrio, acompanhar outros de seu interesse e do Sistema CFQ/CRQs.

Exercer a representao judicial do CRQ-IV Regio com as prerrogativas processuais da Fazenda Pblica.

Promover a defesa dos interesses do CRQ-IV Regio, em juzo ou fora dele. Inscrever em dvida ativa os dbitos de qualquer natureza, inerentes s atividades do CRQ-IV

Regio, para fins de cobrana judicial por meio de executivo fiscal, em conformidade com a

legislao vigente.

Zelar pela legalidade das licitaes realizadas pelo CRQ-IV Regio, subsidiando as diversas reas em todo trmite do processo licitatrio, bem assim os atos de dispensa e inexigibilidade de licitao.

Assistir os dirigentes do CRQ-IV Regio no controle interno da legalidade administrativa dos atos a serem praticados, inclusive examinando previamente os textos de atos normativos, os editais das

diversas modalidades de licitao, contratos e outros atos decorrentes.

Analisar e elaborar contratos, verificando, alterando, incluindo ou excluindo clusulas, visando salvaguardar os interesses do CRQ-IV Regio, em conformidade com a legislao vigente.

Organizar e manter atualizado o acervo/arquivo de legislaes, jurisprudncias, pesquisas, matrias, livros, assinaturas de peridicos tcnicos na rea jurdica como instrumento de trabalho.

Examinar documentos relacionados com direitos, obrigaes e responsabilidades do CRQ-IV Regio, emitindo parecer sobre os mesmos.

Prestar assessoria s empresas e profissionais registrados no CRQ-IV Regio que esto sendo intimadas/instadas pelo CREA.

Assessorar a Cmara Tcnica de tica na conduo e julgamento dos processos ticos. Participar de negociaes, quando solicitado, em aspectos que envolvam os interesses da instituio,

orientando quanto aos aspectos legais.

Atualizar constantemente os assuntos legais por meio de leitura de Dirios Oficiais, Assinaturas Tcnicas/Jurdicas e participao em Seminrios, Cursos, Palestras e outros.

Promover os servios externos necessrios para a consecuo das finalidades da Gerncia como diligncias em Fruns e Reparties Pblicas; participaes em audincias; contatos com escrives,

juzes, promotores, peritos e outros.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

40

Promover o atendimento de devedores executados e do pblico em geral quanto a assuntos jurdicos, inclusive em assuntos de conflitos com outros conselhos profissionais e outras entidades.

Promover o cadastro e contatos com os advogados e correspondentes em outras Comarcas. Representar e participar de reunies e eventos internos e externos de interesse do CRQ-IV Regio,

conforme delegao.

Acompanhar os processos licitatrios e contratos. Representar e acompanhar as aes judiciais no contencioso.

2. PLANOS, ESTRATGIAS E METAS ESTABELECIDAS PARA O EXERCCIO DE 2015

META N 1 Classificar at o total de 1080 (90 por ms) processos administrativos de todas as sub-regies

de atuao do CRQ-IV em situao G por graus de prioridade, os quais estejam disponveis pela GFA (com

tarefa enviada GJU) para anlise e classificao da prioridade para execuo fiscal.

META N 2 Ajuizar at 600 (75 ms de janeiro a agosto) execues fiscais novas de processos (dbitos)

com prioridade 1 em todas sub-regies de atuao do CRQ-IV, conquanto que estejam disponibilizados para

execuo fiscal, ou seja, aps todos os trmites administrativos internos, com a respectiva cobrana e

liberao da GFA. META N 3 Dar continuidade aos mutires de conciliaes processuais na Capital, Grande So Paulo e

Interior, da Justia Federal e eventualmente da Justia Estadual, seguindo procedimento e logstica que

levar em considerao o custo/benefcio diante da distncia, valores e nmero de processos existentes.

META N 4 Trabalhar nos processos de execues fiscais que esto arquivados, paralisados ou

supostamente prescritos que no foram submetidos conciliao (So Paulo, Grande So Paulo e Interior),

iniciando por so Paulo Capital, a fim de tentar recuperar o que for possvel, elaborando procedimento.

META N 5 Trabalhar nos processos de execues fiscais que foram submetidos s conciliaes havidas

em 2014 e 2015, que embora os executados foram intimados, no compareceram audincia, mas obtivemos

os endereos pelos Sistemas de busca do Poder Judicirio, bem como aqueles que compareceram e no

fizeram o acordo.

META N 6 Dar continuidade aos estudos e/ou realizao de estratgias para atuao nos processos de

prioridade 2 e 3 com o fito de minimizar ou tentar soluo dos problemas do Sistema CFQ/CRQs com o

objetivo de minimizar as contendas e obter o mximo de sucesso naquelas existentes.

META N 7 Obter, no mnimo, 8% de processos solucionados, computando-se para tanto, o total de

processos em andamento de 2014.

META N 8 Dar continuidade ao cadastro de Advogados e outras pessoas correspondentes por comarca no

interior, a fim de que possam prestar-nos servios para obteno de informaes e documentos destes

processos. Esta meta tem a finalidade de otimizar as atividades da GJU, j que atualmente ajuizamos e

acompanhamos processos judiciais em todo o Estado de So Paulo, existindo um nmero maior de processos

concentrados no interior.

META N 9 Dar continuidade ao saneamento individual dos processos judiciais em grau de recurso no

TRF 3 Regio (quando da publicao de Pauta de Julgamento), bem como quando do recebimento de nova

ao judicial e do julgamento de 1 e 2 instncias, estudando e propondo, quando for o caso, alternativas de

acordo (judicial e administrativo) com os gestores do CRQ-IV.

META N 10 Continuar com a assessoria s empresas e aos profissionais que vm sendo acionados pelo

CREA.

META N 11 Dar continuidade aos trabalhos de peticionamento eletrnico nos Fruns / Tribunais

diversos que mantm esse tipo de servio, promovendo os cadastros necessrios e o aparelhamento tcnico

dos nossos computadores (programas / ferramentas / outros).

META N 12 Dar continuidade nos procedimentos de estruturao e informatizao do nosso Banco de Jurisprudncia favorvel de forma a armazenar virtualmente todas as decises judiciais que o CRQ-IV

figurou como parte, bem como outras de nosso interesse (que o CRQ-IV no figurou como parte), com

indexao de fcil localizao, mediante a utilizao das ferramentas e filtros que devem ser disponibilizados

no Mdulo do Sistema de Jurisprudncia, bem como alimentando decises importantes no site do CRQ-IV.

META N 13 Enquanto no h definio do Presidente/Superintendente acerca do Mdulo do Sistema da

GJU, a fim de tentar otimizar as rotinas dos trabalhos com a finalidade de melhor aproveitamento do tempo e

das potencialidades de nossa equipe - dar continuidade ao Projeto de otimizao de algumas rotinas da GJU,

buscando uma reviso paulatina das rotinas atuais e uma possvel proposta de mudana.

META N 14 Viabilizar a aquisio de software especfico da rea jurdica atrelado aos programas do

Judicirio com alimentao em tempo real, a fim de otimizar a rotina do acompanhamento processual do

Departamento;

META N 15 Intensificar treinamento aos Estagirios de Direito e demais funcionrios da GJU.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

41

3. REALIZAO DAS METAS ESTABELECIDAS PARA O EXERCCIO 2015, COM

JUSTIFICATIVA DAS METAS NO ALCANADAS

META N 1 Classificou 1013 processos (todos que foram disponibilizados pela GFA) em situao G por

graus de prioridade nas diversas sub-regies de atuao do CRQ-IV, sendo que alguns destes processos

foram enviados s diversas Gerncias/Departamentos para soluo administrativa ou retornados ao arquivo

com a classificao de prioridade 2 ou 3 para posteriores medidas judiciais, administrativas ou polticas

aos casos especficos. A meta prevista era 1080 processos, mas cumprimos a meta de execuo fiscal.

META N 2 Desses 1013 processos analisados, concluiu-se o ano de 2015 com o ajuizamento de 830

execues fiscais de processos com prioridade 1.

META N 3 Participou dos seguintes Mutires de Conciliao Processual institudos pelo TRF 3 Regio:

1) CECON SO JOS DOS CAMPOS:

Dia 27 de Abril de 2015

Processos Pautados 41

Comparecimento 20

Processos Acordados 11

2) CECON OSASCO:

Dia 14 de Maio de 2015

Processos Pautados 11

Comparecimento 01

Processos Acordados 01

3) CECON FRANCA:

Dias 18, 22, 25 e 29 Maio 2015

Processos Pautados 14

Comparecimento 07

Processos Acordados 07

4) CECON SOROCABA:

Dia 24 de Junho de 2015

Processos Pautados 42

Comparecimento 12

Processos Acordados 10

5) CECON CAMPINAS:

Dias 26 e 27 de Agosto de 2015

Processos Pautados 99

Comparecimento 36

Processos Acordados 29

6) CECON SO PAULO: Execues Fiscais:

Dia 28 de Outubro de 2015

Processos Pautados 45

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

42

Comparecimento 6

Processos Acordados 4

7) CECON PIRACICBA:

Dias 11 e 12 Novembro 2015

Processos Pautados 41

Comparecimento 21

Processos Acordados 16

META N 4 No obtivemos posicionamento de interesse da Coordenao da CECON quanto viabilidade

do desarquivamento de processos para o reconhecimento da prescrio de eventuais execues nessa

condio, portanto, em 2016, pretendemos cobrar uma posio definitiva sobre o assunto para que possamos

manter ou desistir dessa meta.

META N 5 Foi realizado o levantamento dos processos dos executados ausentes e que no acordaram nas

Conciliaes havidas, avaliada a necessidade de prosseguimento no processo judicial e realizados os

andamentos judiciais pertinentes. Considerando o grande nmero de ausentes, foi realizado contato com os

executados pautados para essas audincias, na tentativa de propor o acordo nas mesmas condies

negociadas nas CECONs.

META N 6 Deu-se continuidade a este trabalho: a) saneando processos administrativos (reunies com as

Gerncias nos casos de atividades afins ou conflitantes com outros Conselhos) e judiciais em fase de:

recebimento de inicial (citao); prolao de sentena/acrdo/deciso monocrtica e publicao de pautas de

julgamento de acrdo, visando sempre a possibilidade de acordo ou deciso que traga menor nus ao CRQ-

IV; b) Divulgando eventuais decises favorveis a favor do Sistema CFQ/CRQs no nosso site, Informativo

CRQ-IV e enviando a editoras de peridicos jurdicos; c) Problemtica "tratamento de gua" - Prefeituras /

SAAEs / DAEs deu continuidade a avaliao de processos administrativos, para apurar a necessidade de

oferecimento de representao ao Ministrio Pblico, contando sempre com o apoio da Gerncia de

Fiscalizao, para regularizao amigvel das instituies.

META N 7 Obtivemos 341 processos solucionados/concludos, includos nesse nmero os pagamentos, os

acordos e outras situaes que ensejaram a extino do processo judicial, realizados em outras aes que no

sejam execuo fiscal e os concludos por deciso judicial.

META N 8 Continuidade na atualizao e utilizao do cadastro virtual de Advogados e outros

correspondentes nas comarcas do interior, tendo, inclusive, a GJU se utilizado desses servios, o que trouxe

uma economia de tempo e de gastos para o CRQ-IV.

META N 9 Saneamento de processos judiciais:

Deu-se continuidade ao saneamento de todos os processos judiciais em que foram designadas "Pauta de Julgamento" no TRF 3 Regio, bem como os enviados para as conciliaes havidas durante o

ano.

Deu-se continuidade ao saneamento quando prolatadas decises desfavorveis (1 e 2 instncias) e quando do recebimento de citao de ao nova.

META N 10 Deu-se continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido com as empresas e

profissionais acionados pelo CREA.

META N 11 Demos continuidade aos levantamentos dos Fruns / Tribunais que esto adotando o

processo digital (para pesquisa dos processos) bem como dos que esto utilizando do peticionamento

eletrnico.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

43

META N 12 Concludas as catalogaes das decises recebidas em 2015, foram disponibilizadas algumas

decises novas no site Seo de Jurisprudncia conforme divulgao de matrias no Informativo do

CRQ-IV.

META N 13 Paulatinamente estamos otimizando algumas atividades singelas, porm a necessidade de

novo programa de gerenciamento das atividades do jurdico premente.

META N 14 Com a implantao do SISCONSELHO (jul/2015) acompanharemos e trataremos das

necessidades da GJU para que futuramente possamos propor a aquisio de software especfico da rea

jurdica atrelado aos programas do Judicirio com alimentao em tempo real. Por ora ser suspenso.

META N 15 No decorrer do ano foram realizados treinamentos contnuos com os estagirios e eventuais

funcionrios sobre as rotinas do Departamento e especficos para os estagirios novos.

META N 16 - Deu continuidade na elaborao do "Manual Prtico de Treinamento dos Estagirios

de Direito da GJU".

4. CONTRATOS SOB RESPONSABILIDADE DA UNIDADE

Advise do Brasil Ltda. recorte de publicaes dos Dirios Oficiais.

5. INSTRUMENTOS DE CONTROLE E GERENCIAMENTO UTILIZADOS NAS VRIAS ATIVIDADES NA UNIDADE

A GJU utiliza-se dos controles eletrnicos de suas atividades disponveis nos Sistemas informatizados

denominados PAF, PO e SISCON, alm de diversos controles fsicos, tais como fichas de processos,

agendas, relatrios, arquivos, listagens, etc.

6. INDICADORES DE DESEMPENHO POR MEIO DE TABELAS E QUADROS COMPARATIVOS DO EXERCCIO COM O ANTERIOR

Desempenho comparativo relatado nos itens III e IV.

7. DESCRIO DE DESEMPENHO E RESULTADOS OBTIDOS EM TERMOS DE ECONOMICIDADE E EFICINCIA

No que tange economicidade e eficincia destaca-se o trabalho da GJU no ajuizamento de execuo fiscal

da dvida ativa, onde vem se empenhando da forma mais eficiente, rpida e econmica, objetivo que tem sido

alcanado, especialmente, por meio dos mutires de conciliaes que foram viabilizados mediante assinatura

do Termo de Cooperao com o Tribunal Regional Federal da 3 Regio, abreviando a durao dos processos

e obtendo xito na recuperao dos crditos.

A economicidade e eficincia tm norteado todas as demais atividades da GJU que em seu cotidiano busca

evitar custos e economizar tempo, como por exemplo, com a utilizao de advogados correspondentes

evitando o tempo e despesas com viagens, bem como com o peticionamento eletrnico.

8. BENEFCIOS GERADOS EM FAVOR DOS REGISTRADOS, COLABORADORES E PARA A SOCIEDADE

A GJU zela pela legalidade dos atos internos e externos do CRQ-IV, pela aplicao da lei e regularidade dos

profissionais e empresas que atuam na rea qumica, em benefcio da classe profissional e da prpria

sociedade, merecendo destaque o atendimento e orientao para as empresas e profissionais da qumica que

sofrem exigncias ilegais de outros Conselhos Profissionais, a exemplo do CREA, o qual desempenhamos

trabalho especfico.

Promove consultoria jurdica preventiva e administrativa sobre diversos assuntos a empresas e profissionais

registrados, assegurando o pacfico registro dessas empresas e profissionais no CRQ-IV demonstrando a

importncia deste registro para a sociedade e demais rgos de Controle.

Realiza trabalhos de divulgao de matrias jurdicas e decises judiciais da legislao profissional da

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

44

categoria dos qumicos (sistema CFQ/CRQs) perante mdias jurdicas, site e informativo do CRQ-IV,

portanto, esclarece sociedade a importncia das atividades qumicas desenvolvidas pelas empresas e

atribuies dos profissionais na rea da qumica em prol do meio ambiente, consumidor e tica profissional.

Atua administrativa e judicialmente na regularizao de prefeituras, servios autnomos de gua e esgoto,

departamentos de gua e esgoto e empresas de saneamento bsico em todos os municpios da jurisdio do

CRQ-IV, assegurando sociedade que o abastecimento pblico tratamento de gua e esgoto seja

acompanhado e executado por profissional da qumica, que possui o conhecimento tcnico e a competncia

profissional para garantir a qualidade da gua que abastece a populao.

9. ESTRATGIAS, METAS E OBJETIVOS PARA O PRXIMO EXERCCIO (2016)

META N 1 Classificar at o total de 1080 (90 por ms) processos administrativos de todas as sub-regies

de atuao do CRQ-IV em situao G por graus de prioridade, os quais estejam disponveis pela GFA (com

tarefa enviada GJU) para anlise e classificao da prioridade para execuo fiscal.

META N 2 Ajuizar at 800 (100 ms de janeiro a agosto) execues fiscais novas de processos (dbitos)

com prioridade 1 em todas sub-regies de atuao do CRQ-IV, conquanto que estejam disponibilizados para

execuo fiscal, ou seja, aps todos os trmites administrativos internos, com a respectiva cobrana e

liberao da GFA.

META N 3 Dar continuidade aos mutires de conciliaes processuais na Capital, Grande So Paulo e

Interior, da Justia Federal e eventualmente da Justia Estadual, seguindo procedimento e logstica que

levar em considerao o custo/benefcio diante da distncia, valores e nmero de processos existentes.

META N 4 Trabalhar nos processos de execues fiscais que esto arquivados, paralisados ou

supostamente prescritos que no foram submetidos conciliao (So Paulo, Grande So Paulo e Interior),

iniciando por so Paulo Capital, a fim de tentar recuperar o que for possvel, elaborando procedimento.

META N 5 Trabalhar nos processos de execues fiscais que foram submetidos s conciliaes havidas

em 2015, bem como as que havero em 2016, que embora os executados foram intimados, no

compareceram audincia, mas obtivemos os endereos pelos Sistemas de busca do Poder Judicirio, bem

como aqueles que compareceram e no fizeram o acordo.

META N 6 Dar continuidade aos estudos e/ou realizao de estratgias para atuao nos processos de

prioridade 2 e 3 com o fito de minimizar ou tentar soluo dos problemas do Sistema CFQ/CRQs com o

objetivo de minimizar as contendas e obter o mximo de sucesso naquelas existentes.

META N 7 Obter, no mnimo, 6% de processos solucionados, computando-se para tanto, o total de

processos em andamento de 2015.

META N 8 Dar continuidade ao cadastro de Advogados e outras pessoas correspondentes por comarca no

interior, a fim de que possam prestar-nos servios para obteno de informaes e documentos destes

processos. Esta meta tem a finalidade de otimizar as atividades da GJU, j que atualmente ajuizamos e

acompanhamos processos judiciais em todo o Estado de So Paulo, existindo um nmero maior de processos

concentrados no interior.

META N 9 Dar continuidade ao saneamento individual dos processos judiciais em grau de recurso no

TRF 3 Regio (quando da publicao de Pauta de Julgamento), bem como quando do recebimento de nova

ao judicial e do julgamento de 1 e 2 instncias, estudando e propondo, quando for o caso, alternativas de

acordo (judicial e administrativo) com os gestores do CRQ-IV.

META N 10 Continuar com a assessoria s empresas e aos profissionais que vm sendo acionados pelo

CREA.

META N 11 Dar continuidade aos trabalhos de peticionamento eletrnico nos Fruns / Tribunais

diversos que mantm esse tipo de servio, promovendo os cadastros necessrios e o aparelhamento tcnico

dos nossos computadores (programas / ferramentas / outros).

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

45

META N 12 Dar continuidade nos procedimentos de estruturao e informatizao do nosso Banco de

Jurisprudncia favorvel de forma a armazenar virtualmente todas as decises judiciais que o CRQ-IV

figurou como parte, bem como outras de nosso interesse (que o CRQ-IV no figurou como parte), com

indexao de fcil localizao, mediante a utilizao das ferramentas e filtros que devem ser disponibilizados

no Mdulo do Sistema de Jurisprudncia, bem como alimentando decises importantes no site do CRQ-IV.

10. OUTRAS INFORMAES RELEVANTES, NO MENCIONADAS ACIMA

No h nada a acrescentar

11. EVENTOS NEGATIVOS OCORRIDOS NO EXERCCIO, E FORMAS DE SOLUO ADOTADAS

da prpria essncia das atribuies da GJU a soluo de questes jurdicas que, por sua natureza, envolvem

evento negativo que reclama soluo especfica. No havendo evento negativo na gesto do Departamento a

ser destacado.

10 CENTRO DE TECNOLOGIA E INFORMTICA CTI

O CTI tem como responsabilidade prover solues atravs de recursos computacionais que visam

permitir a produo, armazenamento, transmisso, acesso, segurana e o uso das informaes. Desse

modo, a unidade CTI apoia as demais unidades organizacionais deste Conselho atravs da

disponibilizao de recursos informatizados, com o objetivo de possibilitar que suas atividades sejam

executadas com maior agilidade e segurana.

1. ESTRATGIAS E METAS ESTABELECIDAS PARA O EXERCICIO DE 2015

Disponibilizamos no site do CRQ-IV a opo para que profissionais e empresas possam emitir a segunda via do boleto referente anuidade de 2015.

Realizamos manuteno no cadastro de curso de Responsabilidade Tcnica no site do CRQ. Elaboramos especificao tcnica e projeto bsico para aquisio de equipamentos de

informtica e softwares necessrios para modernizao do parque de mquinas e renovao das

licenas dos programas com data de vencimento durante exerccio 2015

Preparamos lotes de cobranas (arquivo remessa) de profissionais e empresas inadimplentes. Disponibilizamos no site do CRQ-IV a emisso de segunda via dos boletos para profissionais e

empresas

Disponibilizao em Data Center do backup das informaes contidas nos servidores do CRQ para segurana da informao.

Instalao dos equipamentos de informtica (micros, impressoras, scanners e notebooks) nas unidades organizacionais, inclusive nos postos de atendimento cujo equipamento encontra-se

obsoleto.

Substitumos dois servidores de rede Reorganizamos o cabeamento estruturado dos ativos de rede em rack do CTI. Preparamos os arquivos de cobranas de PF e PJ Inadimplentes Preparamos previso oramentria para o exerccio de 2015, planejando os investimentos

necessrios em tecnologia da informao para o exerccio.

Elaboramos os arquivos de cobrana de pessoa fsica e jurdica para o exerccio de 2015. Disponibilizamos no site do CRQ-IV a opo para que profissionais e empresas possam emitir a

segunda via do boleto referente anuidade de 2015.

Todas as atividades elencadas na tabela acima foram realizadas.

2. IMPLANTAO DO NOVO SISTEMA DE INFORMTICA

Em meados de julho de 2015 implantamos um novo sistema informatizado para controle de processos

administrativos em substituio aos antigos sistemas PAF e PO.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

46

3. ABRANGENCIA DO SISTEMA

O sistema foi desenvolvido para atender as unidades organizacionais que realizam tarefas relacionadas a

processos administrativos, so elas: GDA, GJU, GFI, GSE, GFA e Gabinete.

O Banco de dados deste novo sistema composto basicamente dos seguintes cadastros:

Cadastro de profissionais; Cadastro de empresas; Cadastro de escolas; Cadastros financeiros; Cadastro documentos emitidos; Cadastro de imagens digitalizadas; Cadastro de responsabilidade tcnica; Cadastros jurdicos.

4. PODEMOS DESTACAR COMO PRINCIPAIS BENEFCIOS AOS USURIOS DO SISTEMA AS SEGUINTES FUNCIONALIDADES

Acesso Realizado Via Internet

O sistema SISCONSELHO foi desenvolvido para operar via internet. Desse modo, o acesso feito atravs de

um navegador. Desse modo, o acesso realizado pelos postos de atendimento e, principalmente, pelos agentes

fiscais tornou-se mais eficiente. Para que nossos colaboradores externos realizassem o acesso aos antigos

sistemas PAF e PO era necessrio manter 02 (dois) servidores exclusivos para realizar o gerenciamento das

conexes remotas.

Outra facilidade em decorrncias do sistema ser voltado para operar via internet, a possibilidade de cada

agente fiscal gerar o seu prprio banco de dados contendo informaes de pessoa fsica e jurdica de sua

regio. Esse procedimento era realizado semanalmente pelo CTI que tinha a tarefa de gerar esses bancos e

disponibilizar aos fiscais via internet. A partir do SISCONSELHO cada fiscal cria seu banco de dados local

para trabalhar offline quando o acesso via Internet pelo sistema 3G da operadora ficar inoperante.

Digitalizao de Documentos no Sistema SISCONSELHO

Com o inicio de operao do SISCONSELHO, criamos um programa (DIGITALIZADOR) capaz de realizar

a digitalizao de documentos e index-los nas pastas dos processos de pessoa fsica, pessoa jurdica e

escolas. Em decorrncia da implantao deste DIGITALIZADOR, deixamos de utilizar um software

denominado BSCAN a qual o CRQ-IV havia adquirido ao final da dcada de 90 e que muito nos preocupava

quanto a sua funcionalidade at o presente momento j era um programa antigo e no suporta mais as novas

tecnologias de Windows.

Outro beneficio que tivssemos com a implantao deste programa DIGITALIZADOR, foi a possibilidade

dos postos de atendimento realizarem a digitalizao de documentos via internet. Com isso, o documento no

necessita ser encaminhado a GDA, em nossa sede, para digitalizao. O posto de atendimento realiza a

digitalizao e indexao do documento e encaminha o documento fsico para a sede apenas para guarda ou

tomada de outras providncias.

Outra vantagem que podemos apontar com a realizao da digitalizao de documentos atravs dos postos de

atendimento o fato dos documentos estarem disponveis mais rpidos para consulta aos interessados.

Anterior a implantao do sistema SISCONSELHO, o documento fsico era enviado sede para digitalizao

e isso ocasionava lentido na incluso no sistema. O documento demora mais de uma semana para tornar-se

disponvel na rede.

O agente fiscal tambm consegue anexar imagens aos processos administrativos via internet.

5. TAREFAS

O conceito de encaminhamento de tarefas utilizados pelo SISCONSELHO foi baseado no mecanismo de

encaminhamento do antigo sistema PO a qual considervamos muito eficiente. A tela de encaminhamento de

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

47

tarefas foi desenvolvida com base na tela do PO. Isto fez com que os usurios no tivessem dificuldades de

assimilar esta nova tecnologia.

6. PERMISSES

O SISCONSELHO trabalha o conceito de permisses definidos em usurios x permisses. Desse modo,

conseguimos configurar as regras de permisses onde cada usurio e/ou departamento consegue realizar

atividades apenas onde permitido. H bloqueios e restries de acesso.

7. CONSIDERAES FINAIS SOBRE O SISTEMA SISCONSELHO

A implantao do SISCONSELHO possibilitou ao CRQ-IV utilizar tecnologias de informao mais

atualizadas. Trabalhvamos com o sistema PAF a qual utilizava uma tecnologia muito antiga e havia a

preocupao quanto continuidade de seu funcionamento. O SISCONSELHO foi desenvolvido utilizando

tecnologias com compatibilidade as verses mais recentes de banco de dados e Windows Server.

Antes a implantao do SISCONSELHO, o CRQ-IV possua dois sistemas (PAF e PO) onde cada sistema

executava parte do trabalho dos usurios. Com isso o usurio era obrigado a executar suas tarefas e abrir dois

sistemas simultaneamente. Atualmente isso no ocorre. Havia usurios que necessitava trabalhar com dois

monitores na mesa para agilizar a execuo de suas tarefas.

Continuamos a desenvolver novas aplicaes e aperfeioar o sistema sempre na busca de atender as

necessidades do CRQ-IV. De um modo geral, considero muito satisfatrio a implantao do sistema.

Sabemos que ainda temos um longo caminho a percorrer, mas isso nos motiva e faz acreditar que os novos

desafios sero solucionados e a tecnologia de informao contribuir para que o CRQ-IV alcance os seus

objetivos.

8. CONTRATOS SOB-RESPONSABILIDADE DO CTI

Fornecedor: AVVIO SOLUES EM TELECOMUNICAES E INFORMTICA Tipo de Servio: Link de acesso a Internet

Fornecedor: TELEFONICA BRASIL S.A. Tipo de Servio: Link de acesso a Internet

Fornecedor: ASSISNET SERVIOS DE INFORMATICA LTDA Tipo de Servio: Segurana da Informao Firewall

Fornecedor: DATASAFER SOLUO DE BACKUP Tipo de Servio: Backup de dados em nuvem - Datacenter

9. OUTRAS ATIVIDADES REALIZADAS

Suporte tcnico aos usurios de rede; Suporte tcnico aos agentes fiscais e postos de atendimento; Instalao de hardwares; Manuteno dos ativos de rede; Cabeamento estruturado; Monitoramento de servidores de rede; Gerenciamento, manuteno e segurana do site; Desenvolver novas aplicaes

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

48

11 GERENCIA DE DIGITALIZAO E ARQUIVO GDA

1. DESCRIO DAS ATIVIDADES E RESPONSABILIDADES DA UNIDADE

Setor de Digitalizao

Documentos recebidos referente os processos profissionais e empresas so digitalizados (scaneados) e indexados nos respectivos cadastros;

Digitalizao (scaneados) dos Termos de Declarao Profissional e Relatrios de Vistoria enviada pelo Setor de Fiscalizao e Ofcios, Arts, Ars, etc, enviado pelo Setor da Secretaria e diversos do

Setor do Jurdico;

Realiza desmontagens dos processos fsicos, quando necessrio, digitalizando os documentos e aps remonta as pastas e encaminha ao Arquivo Central;

Imprimir os documentos digitalizados para tornar processo fsico, quando necessrio; Impresso bimestral de etiquetas de todos os cadastros, para remessa do Informativo CRQ-IV; Abertura de cadastro de Escola e digitando as disciplinas de cada curso no sistema operacional; Baixar no sistema operacional as tarefas recebidas referente a digitalizao dos documentos em

geral, recebidos;

2. SETOR BALCO DE ATENDIMENTO PBLICO EM GERAL

Prestar atendimento pessoal e telefnico a pessoas fsicas e jurdicas. Recepcionar, Conferir e registrar os documentos em geral; Consulta para verificar se h cadastro no sistema operacional; Abrir cadastro, caso no exista, digitando dados para emisso de protocolo de recebimento

dos documentos;

Separa os documentos e envia para ser digitalizados (scanear) e envia tarefa para (Secretaria; Fiscalizao; Jurdico; Financeiro) pelo sistema operacional;

Baixar no sistema operacional as tarefas recebidas referentes a digitalizao dos documentos em geral, recebidos;

3. SETOR DE CORRESPONDNCIAS RECEBIDAS PELO CORREIO/ESCRITORIOS REGIONAIS

Recepo de todas as correspondncias recebidas do correio; Conferencia e relacionar em planilha Excel; Distribuio das correspondncias de outros setores; Cadastrar os e-mails recebidos referentes a Bolsa de Emprego, cadastro de estudante e pr-

cadastro de registro de profissionais no sistema operacional;

Receber e responder e-mail; Abrir cadastro, caso no exista, digitando dados para emisso de protocolo de recebimento

dos documentos;

Baixar no sistema operacional as tarefas recebidas referentes digitalizao dos documentos em geral, recebidos;

4. SETOR DE ATENDIMENTO TELEFNICO

Prestar atendimento pessoal e telefnico a pessoas fsicas e jurdicas; Atualizar o cadastro de profissionais, estudantes e pessoas jurdicas, a partir de solicitao

por e-mail ou via telefone;

Localizao de paradeiro de empresas ou profissionais, que se encontra em local incerto e no sabido, pesquisando listas telefnicas ou por outro meio;

Abrir cadastro, caso no exista, digitando dados para emisso de protocolo de recebimento dos documentos;

Receber e responder e-mail; Auxiliar no arquivamento de documentos e outras correspondncias. Baixar no sistema operacional as tarefas recebidas referentes digitalizao dos

documentos em geral, recebidos;

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

49

5. PLANOS, ESTRATGIAS E METAS ESTABELECIDAS PARA O EXERCCIO DE 2016

Responder pelo atendimento s empresas e profissionais da rea da Qumica por meio de e-mail, telefonia, correio e atendimento pessoal.

Proceder ao cadastramento de pessoa fsica, jurdica, instituio de ensino, estudantes e bolsa de emprego da rea da Qumica.

Realizar abertura e acompanhamento de processo em geral. Administrar e manter a ordem do arquivo ativo e inativo do CRQ IV Regio. Atender aos diversos setores na solicitao de processos arquivados. Coordenar, acompanhar e controlar a digitalizao de documentos em geral que integram os

processos.

Coordenar, acompanhar e controlar a recepo, seleo e distribuio de correspondncias do CRQ IV Regio.

Controlar, programar e manter o sistema de telefonia em geral (PABX, tarifador/cal-center).

6. REALIZAO DAS METAS ESTABELECIDAS, COM JUSTIFICATIVA DAS METAS NO ALCANADAS;

Todas as metas estabelecidas e os objetivos foram alcanados.

7. CONTRATOS SOB-RESPONSABILIDADE DA UNIDADE

Fornecedor Espcie

V2 Integradora de Solues

Ltda. Locao PABX

Telefnica Brasil S.A. Sistema de Telefonia

8. INSTRUMENTOS DE CONTROLE E GERENCIAMENTO UTILIZADOS NAS VRIAS ATIVIDADES NA UNIDADE

Atravs do PAF Programa Administrativo Financeiro, foi realizado consultas e cadastro de habilitaes e

atribuies profissionais, at julho/2015 e pelo PO - Programa Operacional foram realizadas a digitalizao e

indexao de documentos nos processos existentes e nos novos processos utilizando como ferramenta o

scanner tambm at julho/15.

A partir de Julho/2015 entrou em operao um novo programa SISCONSELHO, que contempla as

duas plataformas (PAF e PO), operacionalizando todas as atividades em um nico sistema.

9. INDICADORES DE DESEMPENHO POR MEIO DE TABELAS E QUADROS COMPARATIVOS DO EXERCCIO COM O ANTERIOR

RELATRIO DE ATIVIDADES - 2014

ATIVIDADES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ TOTA

L

PROCESSOS

ABERTOS PESSOA

FSICA

484 694 463 561 611 593 495 551 539 536 596 224 6347

PROCESSOS

ABERTOS PESSOA

JURDICA

133 187 141 137 130 136 201 203 172 160 198 244 2042

DOCUMENTOS

RECEBIDOS VIA

CORREIO

1045 753 687 736 738 630 676 674 750 812 1202 767 9470

DOCUMENTOS

RECEBIDOS VIA

ESCRITRIOS,

FISCAIS E ESCOLAS

433 782 574 749 857 643 701 697 619 640 859 658 8212

DOCUMENTOS

DIGITALIZADOS

4602

3

4617

5

3523

0

4306

4

4031

9

3282

6

4581

9

4733

2

4921

5

3861

2

3835

6

2765

1 490622

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

50

E-MAILS RECEBIDOS 5265 4522 4116 3742 2603 2504 3580 3194 3676 3380 3267 2234 42083

ATENDIMENTOS -

SEDE DO CRQ 893 748 653 724 608 512 624 607 641 598 623 287 7518

ATENDIMENTOS

TELEFNICOS 3394 2702 2638 2923 2547 1452 2014 1894 1876 1840 1626 902 25808

REENVIO DE

CORRESPONDNCIA

S

107 114 181 93 126 96 205 255 231 171 100 120 1799

RELATRIO DE ATIVIDADES - 2015

ATIVIDADES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ TOTA

L

PROCESSOS

ABERTOS PESSOA

FSICA

502 609 504 512 631 527 440 553 341 406 363 261 5649

PROCESSOS

ABERTOS PESSOA

JURDICA

166 393 282 240 276 216 169 208 134 196 314 198 2792

DOCUMENTOS

RECEBIDOS VIA

CORREIO

1202 713 855 729 712 709 801 633 754 765 1398 713 9984

DOCUMENTOS

RECEBIDOS VIA

ESCRITRIOS,

FISCAIS E ESCOLAS

923 556 873 768 642 889 783 758 529 371 571 287 7950

DOCUMENTOS

DIGITALIZADOS

4594

1

3875

3

4468

2

4459

6

4104

2

4017

5

3775

1

3777

1

4229

3

2866

7

3295

9

2018

9 454819

E-MAILS RECEBIDOS 5224 4314 4178 4246 4387 4199 4504 4581 3978 3530 4663 1751 49555

ATENDIMENTOS -

SEDE DO CRQ 796 535 706 694 611 652 580 539 692 587 948 379 7719

ATENDIMENTOS

TELEFNICOS 2856 2225 2744 2493 2161 2191 2192 1972 1999 1827 1705 822 25187

REENVIO DE

CORRESPONDNCIA

S

89 161 118 334 72 69 237 187 155 171 113 37 1743

GRAFICO COMPARATIVO ATIVIDADES GDA EXERCCIOS 2014 E 2015

10. DESCRIO DE DESEMPENHO E RESULTADOS OBTIDOS EM TERMOS DE ECONOMICIDADE E EFICINCIA

Apesar de no haver indicadores definidos e implantados no GDA os princpios da Eficincia, Eficcia e

Economicidade foram amplamente aplicados na melhor maneira entre os meios disponveis e obtiveram

resultados satisfatrios e dentro da minimizao dos custos, sem o comprometimento dos padres de

qualidade do Atendimento ao Publico em Geral.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

51

11. BENEFCIOS GERADOS EM FAVOR DOS REGISTRADOS, COLABORADORES E PARA A SOCIEDADE;

Alm da funo legal de registrar e fiscalizar o exerccio profissional, o CRQ IV Regio desenvolve diversas

atividades destinadas principalmente a contribuir com o aprimoramento do conhecimento tcnico dos

profissionais:

Promove sorteios, palestras e cursos gratuitos sobre os mais variados segmentos da qumica, alm de firmar

parcerias que possibilitam a concesso de bolsas de estudos em cursos intensivos e at mesmo de ps-

graduao;

Atua fortemente junto s instituies de ensino que oferecem cursos tcnicos e de nvel superior. Esse

trabalho vai desde a discusso de grades curriculares at a certificao dos cursos por meio do Selo de

Qualidade CRQ-IV;

concedido ao recm-formado para que possa exercer sua profisso enquanto aguarda o diploma ser

registrado nos rgos da Educao o registro provisrio, sendo expedida a Licena Provisria que tem

validade pelo perodo de 360 (trezentos e sessenta) dias;

concedido ao portador de diploma devidamente registrado nos rgos da Educao o registro definitivo,

sendo expedida a Carteira de Identidade Profissional de Qumico, composta de cdula e livrete;

concedida autorizao para o profissional registrado em outro regional que pretenda exercer,

simultaneamente, atividades em seu estado de origem e na jurisdio do CRQ-IV (no estado de So Paulo);

concedido aos profissionais que no estiverem exercendo atividade remunerada a suspenso da anuidade;

Cadastramento gratuito de estudantes de nvel mdio ou superior da rea qumica, para participao dos

eventos (cursos, palestras, sorteios, etc) promovidos pelo CRQ-IV;

O Conselho emite a certido de Anotao de Responsabilidade Tcnica (ART) quando do registro da

empresa. Sua finalidade comprovar que a empresa e o seu Responsvel Tcnico esto em situao regular

no CRQ-IV. Trata-se de um documento obrigatrio para todas as empresas coma atuao na rea qumica;

O Conselho emite outros modelos de certides: ART por Trabalho Especfico que, certifica a anotao da

Responsabilidade Tcnica de um determinado trabalho. Ela representa um registro oficial dos contratos de

prestao de servios ou similares, como o fornecimento de bens ou execuo de projetos. O documento

poder ser solicitado desde que as atividades envolvidas estejam previstas na RN n 36/74 do CFQ, que

estabelece as atribuies dos profissionais da qumica. A ART por Trabalho especfico pode ser solicitada

tanto por empresas quanto por Profissionais da Qumica autnomos. Clique nos botes abaixo para obter

mais informaes sobre a ART especfica e saber como solicit-la;

Certido de Quitao e Regularidade - Trata-se de um documento destinado a comprovar a quitao de

anuidades, o perodo em que um profissional foi Responsvel Tcnico por uma empresa, as atribuies

profissionais, as atividades desenvolvidas por uma empresa, data do registro, situaes perante o CRQ IV,

etc;

Certido de Comprovao de Aptido Tcnica (CCAT) - foi criada pela Deliberao N 14 do CRQ-IV Regio, de 04/09/2001 para atender principalmente as empresas e profissionais que necessitem de

documentos que comprovem sua capacitao tcnica para suprir a exigncia prevista na Lei das Licitaes

Pblicas. Ela tambm serve de meio para que o interessado mantenha um acervo tcnico catalogado no CRQ-

IV;

Biblioteca o acervo do Centro de Documentao e Informao (C.D.I.) formado por mais de 3,3 mil

obras tcnicas (processos qumicos e industriais, legislao sanitria e ambiental), editadas no Brasil e no

Exterior, e material apostilado, oriundo de palestras e cursos ministrados em nossas salas de treinamento. O

acesso gratuito para profissionais e estudantes em situao regular no CRQ-IV;

Bolsa de Empregos - Totalmente gratuito - Este servio destina-se a facilitar o contato entre profissionais,

estudantes e empresas da rea qumica interessados em oferecer e contratar mo-de-obra especializada.

http://www.crq4.org.br/default.php?p=texto.php&c=selo_de_qualidadehttp://www.crq4.org.br/default.php?p=texto.php&c=selo_de_qualidadehttp://www.crq4.org.br/sms/files/file/delibera%C3%A7%C3%A3o_14.pdf

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

52

Podem cadastrar currculos apenas profissionais e estudantes vinculados ao CRQ-IV. A insero de vagas

poder ser feita por empresas de todo o Pas, inclusive consultorias de Recursos Humanos;

Comisses Tcnicas - O Conselho mantm grupos de trabalho destinados a prestar apoio tcnico s

atividades da entidade referentes s respectivas reas de atuao. So temas envolvendo legislao,

aprimoramento profissional, conflito com outras profisses etc. So formados por profissionais

especializados em vrios segmentos da rea qumica. Atualmente, esto ativas comisses nas reas de

alimentos, cosmticos, divulgao, ensino tcnico, ensino superior, qumica farmacutica, meio ambiente e

saneantes. Podem participar dos encontros realizados periodicamente pelas comisses todos os profissionais

que estiverem registrados e em situao regular no Conselho e que possuam experincia na rea do grupo de

interesse;

O Programa de Divulgao da Qumica, identificado pela sigla PDQ, uma iniciativa do Conselho

Regional de Qumica IV Regio que d continuidade aos trabalhos desenvolvidos em 2011, quando foi

comemorado o Ano Internacional da Qumica.

12. ESTRATGIAS, METAS E OBJETIVOS PARA O PRXIMO EXERCCIO;

Responder pelo atendimento s empresas e profissionais da rea da Qumica por meio de e-mail, telefonia, correio e atendimento pessoal.

Proceder ao cadastramento de pessoa fsica, jurdica, instituio de ensino, estudantes e bolsa de emprego da rea da Qumica.

Realizar abertura e acompanhamento de processo em geral. Administrar e manter a ordem do arquivo ativo e inativo do CRQ IV Regio. Atender aos diversos setores na solicitao de processos arquivados. Coordenar, acompanhar e controlar a digitalizao de documentos em geral que integram os

processos.

Coordenar, acompanhar e controlar a recepo, seleo e distribuio de correspondncias do CRQ IV Regio.

Controlar, programar e manter o sistema de telefonia em geral (PABX, tarifador/cal-center).

13. OUTRAS INFORMAES RELEVANTES, NO MENCIONADAS ACIMA

Nada a informar

14. EVENTOS NEGATIVOS OCORRIDOS NO EXERCCIO, E FORMAS DE SOLUO ADOTADAS.

No houve registro nesse sentido.

12 - COMUNICAO E MARKETING - CMK

1. ATIVIDADES E RESPONSABILIDADES DA UNIDADE

A CMK se ocupa das aes de comunicao do CRQ-IV junto aos profissionais, empresas e estudantes vinculados entidade. Para isso, produz seis edies anuais do Informativo CRQ-IV,

prov contedo para o site www.crq4.org.br e para as pginas da entidade nas redes sociais

Facebook (facebook.com/crqiv), Twitter (twitter.com/crqiv) e no canal de vdeos YouTube

(youtube.com/ user/CRQSP). Tambm administra a Bolsa de Empregos, instalada em

www.crq4.org.br/empregos.

Faz atendimento aos rgos de imprensa. Cuida da editorao de outras publicaes impressas, como cartilhas com informaes tcnicas,

cadastros de profissionais, folders, cartazes e banners.

Responde pela organizao de campanhas publicitrias. Negocia parcerias com empresas visando: 1) A participao do Conselho em feiras tcnicas; 2) A

obteno de livros, bolsas de estudo e inscries em cursos e eventos tcnicos. As vantagens obtidas

so repassadas aos profissionais e estudantes por meio de sorteios.

Negocia patrocnios com bancos e seguradoras para realizao de eventos, como os Minicursos CRQ-IV e a cerimnia que comemora o Dia do Profissional da Qumica.

http://www.crq4.org.br/aiq_relacao

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

53

O programa Minicursos CRQ-IV foi retomado em 2015, aps a obteno de patrocnio junto Caixa Econmica Federal. Os treinamentos gratuitos abordaram diversos ramos da qumica e

tiveram a presena de profissionais e estudantes. Os minicursos ocorreram na Capital e em quatro

cidades do Interior onde o Conselho mantm escritrios.

Organiza parte da cerimnia que comemora o Dia do Profissional, escrevendo o roteiro, os discursos e produzindo as apresentaes multimdia.

D apoios diversos s comisses de especialistas mantidas pelo CRQ-IV. Responde pela administrao das salas de curso e auditrio pertencentes ao CRQ-IV, negociando

contratos de locao para estes espaos.

2. INDICADORES DE DESEMPENHO

Planos e metas estabelecidos para 2015 e resultados alcanados

Tarefa Metas Resultados

Produo do

Informativo CRQ-IV

Edio de seis edies anuais, com 16 pginas cada, o que

inclui a definio de pautas, elaborao e edio de

matrias, pesquisa e aquisio de imagens, contatos com

articulistas, elaborao de layouts de diagramao,

acompanhamento de diagramao em editora,

acompanhamento de impresso em grfica,

acompanhamento da distribuio pelos Correios, montagem

e publicao da verso on-line no site que, quando possvel,

incorporar vdeos relacionados s reportagens, que sero

produzidos e editados pela CMK.

Meta alcanada. As seis edies foram

produzidas, publicadas e distribudas

conforme o planejado.

Venda de espaos publicitrios

no Informativo CRQ-IV

O faturamento de 2014 (R$ R$ 31.743,80) foi inferior ao do

ano anterior, conforme o esperado. No h perspectivas de

melhora em 2015 tendo em vista a reduo do ritmo

econmico detectado desde o segundo semestre de 2013 e

que dever se acentuar pelos prximos 12 ou 18 meses,

conforme acreditam os analistas. Em razo do cenrio

desfavorvel, a meta ser no sentido de pelo menos manter

o faturamento no patamar de 2014.

Apesar das perspectivas colocadas no

planejamento, a meta foi superada, com a

arrecadao de R$ 42.268,25. Cabe ressaltar

que esse valor poderia ter sido maior se a

direo do CRQ-IV no tivesse decidido

suspender, em novembro, a veiculao de

anncios de empresas registradas na

entidade.

Administrao do site do CRQ-

IV e da Bolsa de Empregos

Produo e edio de notas e matrias de interesse da

Classe Qumica para veiculao na seo Noticirio. A

meta para 2015 fazer de 10 a 15 publicaes/ms. No que

tange Bolsa de Empregos, a meta dar suporte aos

profissionais e empresas que tiverem dificuldades para usar

o servio.

Meta alcanada. De janeiro a dezembro

foram publicadas 121 notas/reportagens na

seo Noticirio do site.

Outras atividades relacionadas

internet

A meta manter a administrao das pginas do Conselho

nas redes sociais Twitter, Facebook e YouTube.

Meta alcanada. Foram publicadas 491 notas

no Facebook e Twitter, atendidos 63

questionamentos enviados via Facebook e

publicados 12 vdeos no YouTube. O

nmero de usurios cadastrados na pgina do

CRQ-IV no Facebook cresceu 15,6%,

passando de 5.509, em 2014, para 6.372.

Obteno de patrocnio

Obter patrocnios financeiros para custear despesas

referentes ao Dia do Profissional da Qumica. Caso a

direo do Conselho se posicione sobre a retomada dos

Minicursos CRQ-IV, a unidade tambm buscar recursos

externos para viabilizar o programa.

A meta foi alcanada, com a obteno de R$

10 mil junto Qualicorp Corretora para

custeio de despesas do Dia do Profissional

da Qumica e R$ 45 mil junto Caixa

Econmica Federal para realizao dos

minicursos.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

54

Tarefa Metas Resultados

Organizao e realizao de

Minicursos

O programa foi suspenso em 2014 por uma deciso da

direo do Conselho, que sinalizou, ainda em setembro de

2013, com a possibilidade de criar uma rea especfica para

cuidar desse assunto. Caso isso no ocorra e a direo

queira que esses eventos voltem a ser conduzidos pelo

setor, a CMK ter, em primeiro lugar, de iniciar tratativas

visando a obteno de patrocnio externo. Se tal objetivo

for alcanado, o setor iniciar contatos com profissionais

interessados em atuar como instrutores do programa. A

seguir, iniciar levantamentos de locais onde os

treinamentos podero ser realizados. Cabe salientar que

como todo o processo precisar ser reiniciado, podem ser

pequenas as chances de o programa ser retomado em 2015

no mesmo ritmo verificado nos oito anos em que funcionou

at ser interrompido. O principal entrave a obteno de

patrocnio. At ento, as negociaes eram iniciadas no ano

anterior realizao de cada evento e a efetiva liberao

dos recursos se dava entre os meses de abril e maio. Se

iniciarmos as conversas em fevereiro, possvel que um

acordo s se viabilize para o segundo semestre. Se houver a

concesso de um novo patrocnio, a meta para 2015

realizar 10 minicursos.

Em maro de 2015, a direo do CRQ-IV

determinou que a CMK deveria voltar a

responder pela organizao desses eventos.

Foram, ento, retomadas as negociaes

visando a obteno de patrocnio junto

Caixa Econmica Federal e Qualicorp.

Houve resposta positiva apenas por parte da

CEF, o que ocorreu somente em agosto.

Apesar da exiguidade de datas, a CMK

conseguiu programar 10 apresentaes, entre

setembro e novembro, das quais sete foram

realizadas e trs canceladas por no terem

alcanado nmero mnimo de participantes.

Os treinamentos que se efetivaram

ocorreram nas cidades de So Paulo (2),

Santos (1), Campinas (2), So Jos do Rio

Preto (1) e Piracicaba (1), para os quais

foram recebidas 210 inscries. Os eventos

foram noticiados na pgina

www.crq4.org.br/minicursos e todos

receberam tima avaliao dos participantes,

tanto no aspecto tcnico como de

organizao.

Parcerias com editoras e

autores de livros

Obter a doao de obras tcnicas para incluso no acervo da

Biblioteca do Conselho e distribuio, por meio de sorteios,

de exemplares aos leitores do Informativo. A meta para

2015 obter de 15 novos ttulos para a Biblioteca e sortear

30 exemplares.

Meta superada. As parcerias possibilitaram a

incluso de 21 novos ttulos no acervo da

Biblioteca e o sorteio de 46 exemplares

dessas obras entre os profissionais e

estudantes.

Parcerias com empresas e

instituies na rea

educacional

Negociar acordos que resultem em bolsas de estudos para

os profissionais da qumica. A meta obter pelo menos 20

bolsas em 2015.

Meta superada. Foram feitas parcerias com

vrias promotoras que possibilitaram a

distribuio, via sorteios, de 59 inscries

integrais e 23 parciais para cursos com

durao variando de 1 a 3 dias e duas bolsas

parciais para cursos de ps-graduao. Os

resultados dos sorteios esto publicados na

pgina www.crq4.org.br/sorteios_2015.

Negociao e divulgao de

convnios diversos

Manter contato com empresas de setores variados com

vistas a obter benefcios para os profissionais e empresas da

rea qumica.

Meta alcanada. No total, os acordos

fechados pela CMK possibilitaram a

distribuio de 50 inscries para feiras,

seminrios e congressos tcnicos. Os

resultados esto publicados na pgina

www.crq4.org.br/sorteios_2015.

Participao em comisses

tcnicas (1)

A CMK integra a Comisso Tcnica de Divulgao,

responsvel, entre outras, pela seo QumicaViva do site.

A principal tarefa propor temas para artigos, revisar,

ilustrar e publicar os textos aprovados. Como essa uma

atividade que depende de terceiros, no possvel

quantificar o nmero de artigos que se pretende publicar.

Por isso, a meta dar continuidade a esse trabalho.

Meta alcanada. A CMK participou dessa

comisso, deu sugestes de artigos a serem

trabalhados e editou quatro textos que

abordaram os seguintes temas: repelentes,

plantas medicinais, a trajetria do qumico

Sir Humphry Davy e o Ano Internacional da

Luz, este ltimo foi publicado na edio n

133 do Informativo CRQ-IV.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

55

Tarefa Metas Resultados

Participao em comisses

tcnicas (2)

A CMK tem contato permanente com a coordenao das

demais comisses tcnicas com o objetivo de detectar

atividades que possam resultar em matrias para o

Informativo. Participa de trabalhos especficos realizados

pelos grupos no que tange: 1) Reviso de textos, produo

de layouts, criao de logomarcas, editorao e publicao

de cartilhas e apostilas; 2) Auxlio na organizao e

divulgao de evento. A meta dar continuidade a esse

trabalho.

Meta alcanada. Foram divulgados no site,

Facebook e Informativo, seminrios e cursos

realizados pelas comisses de alimentos,

bebidas, cosmticos, meio ambiente,

saneantes, qumica farmacutica, ensino

superior e ensino tcnico. Tambm foram

promovidos sorteios de vagas para esses

treinamentos.

Locao de espaos para

eventos

O faturamento de 2014 foi de R$ 131.386,33. Espera-se

uma queda entre 20% e 30% para 2015 em razo das

perspectivas de recesso econmica.

Apesar do cenrio econmico desfavorvel,

a meta foi superada em 22,3%. No total,

foram fechados 27 contratos de locao, que

geraram uma arrecadao de R$ 160.805,18.

Dia do Profissional da Qumica

Organizao da cerimnia e obteno de patrocnio para

cobertura das despesas do coquetel. A meta de que todo o

contedo a ser apresentado e a formatao do evento

estejam concludos dez dias antes da data da cerimnia.

Meta alcanada. Foi obtido um patrocnio de

R$ 10 mil, da Qualicorp. A CMK produziu o

roteiro e a apresentao multimdia da

cerimnia.

3. CONTRATOS DE LOCAO DE ESPAOS SOB-RESPONSABILIDADE DA UNIDADE

Nmero Contratante Status

001/2015 Sigma-Aldrich Brasil Ltda Cumprido

002/2015 Isolab Treinamento em Segurana do Trabalho Ltda Cumprido

003/2015 Instituto de Embalagens Ltda Cumprido

004/2015 Vilar Consultoria Tcnica Ltda Cumprido

005/2015 Associao Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural - ABECE Cumprido

006/2015 Realiza Assessoria Representaes e Servios Ltda Cancelado

007/2015 Associao Nacional dos Restaurantes - ANR Cumprido

008/2015 Hera Consultoria e Treinamento Ltda Cancelado

009/2015 Instituto de Embalagens Ltda Cumprido

010/2015 United States Pharmacopeia Brasil Cumprido

011/2015 Associao Brasileira de Engenharia Qumica - ABEQ Cancelado

012/2015 Hazmat Laboratrio de Embalagens Consultoria Ltda Cumprido

013/2015 Expo Estratgica Brasil Eventos e Produes Ltda Em andamento

014/2015 Hera Consultoria e Treinamento Ltda Cumprido

015/2015 Max Foods Comunicao Empresarial e Editora Ltda Cumprido

016/2015 Sartorius do Brasil Ltda Cumprido

017/2015 Associao Brasileira de Engenharia Sanitria e Ambiental - ABES Cumprido

018/2015 Instituto de Embalagens Ltda Cumprido

019/2015 Pack Gallery Empresarial Ltda Cumprido

020/2015 United States Pharmacopeia Brasil Ltda Em andamento

021/2015 Associao Brasileira de Engenharia Qumica - ABEQ Cumprido

022/2015 Vilar Consultoria Tcnica Ltda Em andamento

023/2015 Associao dos Engenheiros da Sabesp - AESabesp Cumprido

024/2015 Intertox Ltda Em andamento

025/2015 Intertox Ltda Em andamento

026/2015 Genco Qumica Industrial Ltda Em andamento

027/2015 Realiza Assessoria Representaes e Servios Ltda Em andamento

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

56

4. TERMOS DE PARCERIA SOB-RESPONSABILIDADE DA UNIDADE (*)

N Parceiro Objetivo Status

001/2015 Instituto Harris EIRELI - ME

Quatro bolsas integrais para os cursos realizados entre

fevereiro e novembro O curso foi cancelado

002/2015 Aprag

Vinte e uma bolsas integrais para os cursos realizados

entre maro e dezembro Cumprido

003/2015 F.B. Olivares - ME Uma bolsa integral para o curso realizado em abril. Cumprido

004/2015 Inkemia IUCT Group Tecnologia Ltda

Duas bolsas com desconto de 80% para o curso realizado

em maro, e desconto de 10% na taxa de inscrio aos

demais profissionais em situao regular no CRQ-IV Cumprido

005/2015 Polymark Editorao Ltda - ME

Desconto de 30% aos profissionais que comprovarem

vnculo com CRQ-IV Cumprido

006/2015 Curso Aprova Mais

Desconto de 25% na taxa de inscrio aos profissionais em

situao regular no CRQ-IV Cumprido

007/2015

Associao Brasileira de Engenharia Qumica -

ABEQ Uma bolsa integral para o curso realizado em agosto O curso foi cancelado

008/2015 Inkemia IUCT Group Tecnologia Ltda

Cinco inscries gratuitas para o evento realizado em

maio. O curso foi cancelado

009/2015

M&D Consultoria Treinamento e Desenvolvimento

Profissional e Gerencial Ltda

Trs bolsas integrais para os cursos realizados entre maio e

junho Cumprido

010/2015 Inkemia IUCT Group Tecnologia Ltda

Uma bolsa com desconto de 80% para o curso realizado

em junho e julho, e desconto de 10% na taxa de inscrio

aos demais profissionais em situao regular no CRQ-IV Cumprido

011/2015

Associao Brasileira de Engenharia Qumica -

ABEQ Uma bolsa integral para o curso realizado em julho Cumprido

012/2015 MP Net guas e Efluentes Ltda

Uma bolsa integral para cursos realizados entre junho e

agosto e desconto de 10% na taxa de inscrio para os no

contemplados nos sorteios. Cumprido

013/2015

M&D Consultoria Treinamento e Desenvolvimento

Profissional e Gerencial Ltda

Duas bolsas de estudo integrais para o curso realizado em

julho Cumprido

014/2015 Indax Comunicao e Informao Ltda

Duas inscries gratuitas para o evento realizado em

agosto. Cumprido

015/2015 Rui Jesus Pena Juliano - ME

Duas bolsas integrais para o curso realizado em novembro,

e desconto de 10% na taxa de inscrio aos demais

profissionais em situao regular no CRQ-IV. Cumprido

016/2015 Intertox Ltda

Duas bolsas com desconto de 60% para o curso realizado

em setembro. Cumprido

017/2015 Centro de Educao Profissional e Industrial

Desconto de 25% na taxa de inscrio aos profissionais em

situao regular no CRQ-IV Cumprido

018/2015

M&D Consultoria Treinamento e Desenvolvimento

Profissional e Gerencial Ltda

Desconto de 30% na taxa de inscrio aos profissionais em

situao regular no CRQ-IV Em andamento

019/2015 Inkemia IUCT Group Tecnologia Ltda

Uma bolsa com desconto de 80% para o curso realizado

em novembro, e desconto de 10% na taxa de inscrio aos

demais profissionais em situao regular no CRQ-IV Cumprido

020/2015 Fernanda Oliveira Bidia Consultoria - EPP

Duas bolsas de estudos integrais para o curso online, e

desconto de 10% na taxa de inscrio aos demais

profissionais em situao regular no CRQ-IV Cumprido

(*) As parcerias significam o comprometimento da empresa em ceder bolsas e/ou descontos para seus eventos, recebendo como

contrapartida a divulgao dos mesmos nas mdias eletrnicas do CRQ-IV.

4. DESEMPENHO E RESULTADOS OBTIDOS EM TERMOS DE ECONOMICIDADE E

EFICINCIA

A) Informativo CRQ-IV Os custos de produo do peridico foram reduzidos por conta da venda de anncios publicitrios e com a produo e/ou obteno de imagens gratuitas para ilustrar o peridico;

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

57

B) Patrocnios Os patrocnios obtidos foram fundamentais para viabilizar programas de treinamentos, a cerimnia do Dia do Profissional, contribuindo para a reduo das despesas do Conselho com tais eventos.

5. INSTRUMENTOS DE CONTROLE E GERENCIAMENTO UTILIZADOS

Os controles so feitos por meio de planilhas eletrnicas e contatos por telefone, e-mail e ofcio.

5. CONTRATOS SOB-RESPONSABILIDADE DA UNIDADE FORNECEDORES DE SERVIOS

Fornecedor Objetivo

guia de Haia Ass. e Serv. Empresariais Ltda.-ME Manuseio do Informativo CRQ-IV

Associao Brasileira de Engenharia Qumica Anncio Publicitrio

A.R. Fernandez Grfica Ltda

Impresso do Informativo CRQ-IV (encerrado em agosto de

2015)

Empresa Brasileira de Correios e Telgrafos Servio de Postagem

TotalWork Informtica Manuteno de contas de e-mail

Escala Empresa de Comunicao Integrada Ltda

Impresso do Informativo CRQ-IV (assinado em setembro de

2015)

7. BENEFCIOS GERADOS EM FAVOR DOS REGISTRADOS, COLABORADORES E

SOCIEDADE

As parcerias realizadas ao longo do ano permitiram CMK promover 80 sorteios que contemplaram 124

profissionais. Foram distribudos 46 exemplares de livros, 59 bolsas integrais e 25 parciais para cursos

diversos e 50 inscries para eventos tcnicos. Todos esses prmios equivaleram a R$ 100.047, 39 mil.

Os benefcios gerados aos registrados se refletem na sociedade, que poder contar com produtos e servios

qumicos produzidos/ofertados por profissionais cada vez mais capacitados.

As atividades da CMK no se destinam a beneficiar os funcionrios do CRQ-IV.

7. ESTRATGIAS, METAS E OBJETIVOS PARA O PRXIMO EXERCCIO (2016 )

TAREFA METAS

Produo do

Informativo CRQ-IV

Edio de seis edies anuais, com 16 pginas cada, o que inclui a definio de

pautas, elaborao e edio de matrias, pesquisa e aquisio de imagens, contatos

com articulistas, elaborao de layouts de diagramao, acompanhamento de

diagramao em editora montagem e publicao da verso on-line no site que,

quando possvel, incorporar vdeos relacionados s reportagens, que sero

produzidos e editados pela CMK. A partir do bimestre Maro/Abril, haver apenas

publicaes eletrnicas.

Venda de espaos publicitrios no Informativo CRQ-IV

Tendo em vista o fim da verso impressa do peridico, o veto feito pela direo do

Conselho a anncios de empresas registradas na entidade e o agravamento da

recesso econmica nacional, parece ser improvvel que o faturamento obtido em

2015 (R$ R$ 42.268,25) possa ao menos se repetir.

Administrao do site do CRQ-IV e da Bolsa de Empregos

Produo e edio de notas e matrias de interesse da Classe Qumica para veiculao

na seo Noticirio. A meta para 2016 fazer de 10 a 15 publicaes/ms. No que

tange Bolsa de Empregos, a meta dar suporte aos profissionais e empresas que

tiverem dificuldades para usar o servio.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

58

TAREFA METAS

Outras atividades relacionadas internet A meta manter a administrao das pginas do Conselho nas redes sociais Twitter,

Facebook e YouTube.

Obteno de patrocnio Obter patrocnios para custear despesas referentes ao Dia do Profissional da Qumica

e ao Programa Minicursos CRQ-IV.

Organizao e realizao de Minicursos

Alm da obteno de patrocnio, a organizao dos minicursos inclui: pesquisar,

contatar e contratar profissionais para ministrar as aulas; pesquisar, negociar e

contratar hotis e servios de alimentao; revisar e padronizar as apresentaes

(arquivos PowerPoint); divulgar os eventos no Informativo, site, Twitter e Facebook;

representar o CRQ-IV durante os eventos; recepcionar e, quando necessrio, orientar

os participantes dos cursos; elaborar, aplicar e analisar pesquisas de satisfao dos

participantes; prestar informaes sobre o CRQ-IV; conferir e autorizar os

pagamentos; elaborar relatrios de despesas e solicitar seu reembolso ao patrocinador.

Parcerias com editoras e autores de livros

Obter a doao de obras tcnicas para incluso no acervo da Biblioteca do Conselho e

distribuio, por meio de sorteios, de exemplares aos leitores do Informativo. A meta

para 2016 obter de 12 novos ttulos para a Biblioteca e sortear 24 exemplares.

Parcerias com empresas e instituies na rea educacional Negociar acordos que resultem em bolsas de estudos para os profissionais da qumica.

A meta obter pelo menos 20 bolsas em 2016.

Negociao e divulgao de convnios diversos Manter contato com empresas de setores variados com vistas a obter benefcios para

os profissionais e empresas da rea qumica.

Participao em comisses tcnicas (1)

A CMK integra a Comisso Tcnica de Divulgao, responsvel, entre outras, pela

seo QumicaViva do site. A principal tarefa propor temas para artigos, revisar,

ilustrar e publicar os textos aprovados. Como essa uma atividade que depende de

terceiros, no possvel quantificar o nmero de artigos que se pretende publicar. Por

isso, a meta dar continuidade a esse trabalho.

Participao em comisses tcnicas (2)

A CMK tem contato permanente com a coordenao das demais comisses tcnicas

com o objetivo de detectar atividades que possam resultar em matrias para o

Informativo. Participa de trabalhos especficos realizados pelos grupos no que tange:

1) Reviso de textos, produo de layouts, criao de logomarcas, editorao e

publicao de cartilhas e apostilas; 2) Auxlio na organizao e divulgao de evento.

A meta dar continuidade a esse trabalho.

Locao de espaos para eventos

Em razo do aprofundamento da crise econmica e seus impactos nos investimentos

das empresas nas reas de treinamentos, pouco provvel que o faturamento

alcanado em 2015 (R$ 160.805,18) ao mesmo se repita.

Dia do Profissional da Qumica

Organizao da cerimnia oficial e obteno de patrocnio para cobertura das

despesas do coquetel. A meta de que todo o contedo a ser apresentado e a

formatao do evento estejam concludos dez dias antes da data do evento.

8. OUTRAS INFORMAES RELEVANTES NO MENCIONADAS ACIMA

Nada a acrescentar

9. EVENTOS NEGATIVOS OCORRIDOS NO EXERCCIO E FORMAS DE SOLUO ADOTADAS

Nada a acrescentar

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

59

13 - CENTRO DE DOCUMENTAO E INFORMAO CDI

Finalidade principal: Administrar, coordenar e controlar o acervo bibliogrfico do CRQ- IV. Alm de

cumprir seu papel em defesa da sociedade, o CRQ 4 SP desenvolve atividades que propiciam oferecer

aos profissionais e empresas do setor qumico a oportunidade de terem acesso a ferramentas que os

tornem competitivos.

1. RESPONSABILIDADE/ATIVIDADE

No CDI a Biblioteca oferece aos profissionais, empresas e estudantes da Qumica inscritos, acervo

especializado sobre publicaes que descrevem operaes qumicas, fluxogramas de processamento qumico

utilizados em produtos e servios, assuntos regulatrios e legislao. Este material corrobora para o

cumprimento da legislao em vigor e acentua o zelo do profissional quando se refere qualidade aplicada

ao desempenho da atividade profissional.

Planejamento e Gesto ocorrem desde a Aquisio, Tratamento Tcnico de publicaes, Ordenamento e

Desbaste do acervo composto por Livros e Publicaes Peridicas bem como possui Instrumentos de

Controle de tarefas por Relatrio Anual, Avaliao de Desempenho e Metas, Balano Social para mensurar a

qualidade/quantidade de atendimento ao pblico.

Na Aquisio de Publicaes utilizamos modalidades como Seleo Participativa, Aquisio Direta, Prego

Eletrnico e Renovao de Publicaes Peridicas impressas e Online utilizando-se de Referncias e Fontes

de Informao qualificadas.

Estuda o perfil do usurio para elaborar Polticas, Parcerias com instituies afins e promove o Marketing

Institucional atravs da seleo de publicaes para divulgao do Boletim Informativo e sorteios junto a

Gestor da CMK.

Fomenta o Desenvolvimento Catalogo ABCD da Modalnetworks empresa especializada na formao e

gesto de sistemas de informtica para acervos. Os mdulos utilizados so: Livros impressos e em PDF,

Apostilas, controle de Assinaturas por Kardex e artigos de indexados onde aplica tcnicas Biblioteconmicas

- tais como Representao Descritiva, Metadados, Indexao, Thesaurus, Vocabulrio Controlado e de

Termos, Catlogo: Catalogao AACR, catalogao descritiva, remissivas, Cabealho onde adota Tabela

para CDU Livros jurdicos e para CDD Livros tcnicos.

Desempenha atendimento ao usurio: assistncia, orientao, pesquisa local, remota e reproduo gratuita.

A biblioteca ordena em um armrio privativo para documentos oficiais: Livro de Posse dos Conselheiros,

Livro de Eleies dos Conselheiros, Livro de Presena, Ata de Reunio, CCAT, ART, coleo de Fotografias

da Histria do CRQ-IV SP e monografias como Premiao Prmio Fritz Feigl de 1996 at a 2010, Prmios

CRQ-IV SP de 1998 a 2015.

2. METAS GLOBAIS DA UNIDADE ORGANIZACIONAL EM 2015

Catlogo Banco de Dados ABCD

Manuteno, atualizao, treinamento e customizao do Catlogo com check-list de atividades conforme em contrato e Fase II bem como necessidade da Fase III descrita em Dotao

oramentria para o ano seguinte.

Cadastro de livros gratuitos em PDF e seus hiperlinks

Mdulo kardex de Peridicos

Controle de assinatura de peridicos online e impressos controle de prazo, renovao e recibos. Controle de circulao de peridicos impressos e online aos Gerentes aps indexao em catlogo

dos artigos selecionados

Inventariar coleo de peridicos, triagem de colees de impressas, online ativadas, desativadas e canceladas.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

60

Mdulo clipping

Leitura diria de trs 03 jornais com envio de clipping por e-mail a uma equipe de especialistas, em fase de teste para habilitar o mdulo no Catlogo.

Controle e ordenao de publicaes assinadas recebidas por e-mail: Alerta Concorrncia e Clipping da GJU/GFI

Mdulo artigo de Peridico

Cadastro e atualizao de artigos de peridicos gratuitos pela internet com o registro dos hiperlinks

Atendimento a Pesquisas

Quantificar e qualificar o atendimento presencial e online atravs de RGA CDI Exerccio 2015 realizado 262 pesquisas entre presenciais e online

Livros

Cadastro de ttulos selecionados em listagem mensal em Excel para a planilha Seleo Participativa Anual

Cadastro de livros impressos doados e/ou adquiridos com controle de tombo e online

Contratos

Higienizao anual do acervo realizada por uma empresa terceirizada para o CDI Manuteno e atualizao do sistema - treinamento e customizao do Catlogo ABCD da

Modalnetworks Fase II de nov./2014 a nov./2015 para CDI

Prestao de servios de banco de dados e clipping eletrnico por aditamento da Vigilncia Sanitria Carlos e Cludia para o GFI

Baco de Dados Eletrnico de Servio Informativo Judicial da Advise para o GJU Boletins BLC e BDA impressos com Inexigibilidade de Licitao para o GJU

Apostila

Ordenao de apostilas impressa dos Minicursos do CRQ-IV SP na estante aps inventrio e registro no Catlogo ABCD

Parcerias

Captao de parcerias com pessoas fsicas e jurdicas para doao de ttulos ao CDI e em contrapartida a divulgao no Boletim Informativo impresso e sitio do CRQ 4 SP junto ao Gerente

do CMK

Reprogramao de Metas a Longo Prazo

Elaborao da Poltica de Seleo e descarte de publicaes Validar Regimento Interno do CDI, incluindo necessidades de emprstimos, Software, Etiquetas e

Relatrios junto ao GAB

3. METAS ALCANADAS

Como rotina administrativa sistemtica em nosso CDI, atualizamos as tarefas referentes ao:

Catlogo - Incorporao de registros de publicaes

Contratos monitoramento mensal e check list dos contratos vigentes:

Manuteno da Higienizao anual; Suporte tcnico para customizao dos campos do Catlogo ABCD Fase II; Assinaturas de peridicos impressos e online.

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

61

Acervo - Ordenar, inventariar e compilar as tarefas realizadas atravs de instrumentos de controle; RGA

CDI Exerccio 2015.

Seleo Participativa: Prego

Externa - Compilar mensalmente ttulos de livros em Planilha Excel - ttulo, autor, editora, ISBN e resenhas

- encaminh-los por e-mail aos Conselheiros, CT Ativas do CRQ 4 - temticas:

Interna Nela inclumos tambm a sugestes do CDI de Literatura nacional e estrangeira

A listagem Seleo Participativa 2013-2014 atingiu o nmero de 327 livros nacionais e 157 importados

Para efeito de atualizao e ampliao compilamos para 210 ttulos de livros nacionais e 34 importados para 2015

Deste nmero obtivemos aprovao de 123 Livros Nacionais e 12 Importados para realizao de Prego Eletrnico para 2016 aprovados pelo GAB

Peridicos

Controle do vencimento das assinaturas mensais e novas aquisies planejadas aps autorizao oramentria

DSI dos artigos de jornais atravs de clipping eletrnico direcionado a especialistas por email Controle e ordenao de documentos e publicaes impressas circulantes - como Dirios Oficiais,

revistas e jornais.

Atendimento ao Usurio um total de 262 pesquisas do segmento Qumico, o estudo do usurio se d pelo

monitoramento das temticas respondidas onde se elabora uma listagem anual encaminhada ao CMK como

sugesto de demanda reprimida para palestras e cursos.

Livros

Compra Direta: Eventualmente adquirimos livros em carter emergencial de acordo com autorizao de um Gerente mediante justificativa.

Seleo Participativa 2013 a 2015: Excepcionalmente a Seleo Participativa foi realizada pela equipe do CDI em funo da economicidade da verba de R$ 22.000,00, autorizada em nov/2015. A

realizao do Prego programado para jan/fev de 2016.

4. METAS REPROGRAMADAS

Seleo Participativa - Retomaremos a elaborao da Planilha para 2016 para circulao entre os

especialistas para futuras aquisies.

Catlogo ABCD - Projeto Catlogo ABCD - Fase III pela Consultoria Fase Modalnetworks para correo de

dados, ampliao de mdulos e divulgao na Internet.

5. CONTRATOS

Suporte Tcnico MODAL Prestao de Servios para o banco de dados ABCD

Consultoria em Informtica Projeto Catlogo ABCD - Empresa Modalnetworks Servicos Em Informatica

Ltda.

Alimentos Ensino Superior

Cosmticos Meio Ambiente

Divulgao Qumica Farmacutica

Ensino Tcnico Saneantes

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

62

6. HISTRICO

Fase I nov./2013 a nov./2014 - Aquisio, implantao, treinamento e manuteno da Base de Dados

Empresa Modalnetworks Servicos Em Informatica Ltda CONSELHO REGIONAL DE QUMICA - 4

REGIO Extrato de Contrato Processo CRQ-IV 12/12P - Modalidade: Dispensa - Contratante: Conselho

Regional de Qumica IV Regio - Contratada: Modalnetworks Servios em Informtica Ltda - ME -

Objeto: Prestao de servios de anlise, implantao dos aplicativos ABCDLibrary, Masterisis, wwwisis e

designpro, suporte tcnico e treinamento em informtica - Valor Total: R$ 7.950,00 onerando da dotao

oramentria CE 3.3.90.39.08 Manuteno de Software Vigncia: 03/09/2012 a 03/03/2013

Fase II - Nov/2014 a Nov/2015 - Projeto de manuteno e melhorias no tratamento de dados aps migrao,

Treinamento Mastersis para etiquetas de emprstimos de livros e peridicos, customizao de campos para

recuperao de metadados, atualizao da verso, Backup, Coletor de Dados JoBI para Inventrio e incluso

dos mdulos Apostila e Anurio e Premiao. Em fase de teste. Empresa Modalnetworks Servicos Em

Informatica Ltda - Aditamento do Contrato para o CDI -Extrato de Contrato -Processo: CRQ-IV 19/14P -

Modalidade: Dispensa -Contratante: Conselho Regional de Qumica IV Regio Contratada:

Modalnetworks Servios em Informtica Ltda - ME - Objeto: Prestao de servios de manuteno e

atualizao do sistema de biblioteca, suporte tcnicos, melhorias e treinamentos dos aplicativos

desenvolvidos - Valor total: R$ 7.992,00 - onerando da dotao oramentria C.E 3.3.9.0.39.08

Manuteno de Software

TABELA 02: Check list de Suporte do Projeto Catlogo Fase II

Parc. Visita NF Data da NF Data de

Venc. Valor

1/12 24/11/14 1678 18/11/14 05/12/14 R$666,00

2/12 08/12/14 1694 01/12/14 05/01/15 R$666,00

3/12 20/01/15 1732 05/02/15 05/02/15 R$666,00

4/12 12/02/15 1751 18/02/15 05/03/15 R$666,00

5/12 01/04/15 1772 07/04/15 10/04/15 R$666,00

6/12 22/04/15 1788 29/04/15 05/05/15 R$666,00

7/12 28/05/15 1814 01/06/15 10/06/15 R$666,00

8/12 18/06/15

25/06/15 1829 30/06/15 06/07/15 R$666,00

9/12 02/07/15 1840 04/08/15 14/08/15 R$666,00

10/12 26/08/15 1871 11/09/15 18/09/15 R$666,00

11/12 30/09/15 1890 07/10/15 19/10/15 R$666,00

12/12 29/10/15 1912 13/11/15 30/11/15 R$666,00

Fonte: RGA CDI Exerccio de 2015

7. BANCO DE DADOS PARA GFI

Prestao de Servios Vigilncia Sanitria Digital - Empresa Carlos e Cludia Informtica e Servios Ltda -

Banco de Dados VSDWEB online para GFI - Extrato de Contrato - 3 Termo de Aditamento - Processo:

CRQ-IV 34/11 - Modalidade: Prego Presencial Contratada: Carlos e Cludia Informtica e Servios Ltda -

Objeto: Prestao de servios de banco da dados e clippling onerando da dotao oramentria CE

3.3.9.0.39.01 - Assinatura de Peridicos e Anuidades Vigncia: 01/03/2015 a 28/02/2016. Valor total: R$

10.237,84

8. DISPENSA DE LICITAO - CONTRATO COM TERCEIROS

Manuteno do Programa de Higienizao e Conservao anual do acervo do CDI - Empresa Info

Millenium Gesto de Bibliotecas e Arquivos Ltda - Valor em 2015 pela OS 26/2015- R$ 4.790,00

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

63

9. MODALIDADE DE COMPRA - INEXIGIBILIDADE

Editora NDJ LTDA - Assinatura Impressa Anual - Ordem de Compra N: OC0116/2015 - Vigncia da

assinatura: 01/01/2016 a 31/12/2016 - Boletim de Licitaes e Contratos: BLC Valor: R$ 9.450,00 /

Boletim de Direito Administrativo: BDA - Valor: R$ 9.450,00

10. PERIDICOS IMPRESSOS E ONLINE

O CDI responsvel pela manuteno e controle de prazos, renovao e recibos de assinaturas de peridicos

ao longo do ano. A coleo est alocada nos departamentos CDI, GFI, GFA, GJU, GRH e GCC.

11. INSTRUMENTOS DE CONTROLE

Relatrio de Gesto de Atividades do CDI - RGA CDI 2015 - Apresentado ao GAB e ao gestor do GCC nele

contempla os dados estatsticos quantitativos e qualitativos, os atendimentos de pesquisa presencial e/ou

online realizados durante ao longo do ano, listagem com temticas de pesquisas encaminhadas ao gestor do

departamento CMK, ordenao de Prmios, Colees Especiais e apostilas recebidas de cursos/minicurso

realizados no CRQ-IV SP, Parceria para captao e divulgao de publicaes junto ao gestor do

departamento CMK, no Boletim Informativo e Stio do Conselho, higienizao do acervo, modalidades de

compra de livros, renovao de publicaes e Avaliao de desempenho Anual da Unidade.

Catlogo ABCD - Possui mdulos de cadastro para acervo de livros, indexao de artigos de peridicos,

coleo do kardex, apostilas, anurios, Prmios e clipping.

Projeto Catlogo ABCD Modalnetworks Check-list mensal da Fase II do Projeto do Catlogo

Seleo Participativa - Atualizao mensal de planilha com sugesto de obras importantes

Planilhas de Controle de Material Circulante - Peridicos direcionados aos gerentes dos departamentos.

Pastas com Impressos e Cpias - Ordenao e controle das publicaes e documentos

12. INDICADORES DE DESEMPENHO

Aquisio de Livros - Compra Direta - Essa modalidade dispensa licitao, utilizada para compra

emergencial de livros e pedido de renovao de peridicos aprovados pela Gerncia at o valor de R$

8.000,00.

Para o Depto GJU - Livros para GJU: 09 Obras

Editora Revista dos Tribunais - NF: 268692 - Autorizao de Fornecimento OC 0028/2015

Compra Emergencial e Prego - Gastos realizados quando o valor da compra se d acima de R$ 8.000,00

(oito mil reais), porm no utilizamos essas modalidades no Departamento, no ano de 2015

Doao de Livros de Pessoas Fsicas e Jurdicas - Modalidade de parceria com Autores, CDI e CMK para

captao de obras pertinentes rea de qumica

Segue abaixo uma tabela comparativa das obras recebidas de aquisio, doao/parcerias e compras diretas

entre 2013, 2014 e 2015 do CDI.

TABELA03: Estatstica Comparativa de Publicaes Incoporadas ao acervo no Trinio 2013 a 2015 Ano 2013 Ano 2014 Ano 2015

Adquiridos 60 Adquiridos 0 Adquiridos 0

Doados 52 Doados 44 Doados 35

Compra Direta 03 Compra Direta 02 Compra Direta 09

Compra Emergencial 01 Compra Emergencial 0 Compra Emergencial 0

Total 116 Total 44 Total 44

Fonte: RGA CDI 2013 - 2015

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

64

13. CAPTAO DE PARCERIAS CRQ-IV

Em todas as Modalidades de Parceria entre CDI e CMK, editoras, autores e colaboradores totalizamos o

recebimento de 35 obras, sendo:

Pessoa Fsica 07 Obras / Pessoa Jurdica 08 Obras / Parcerias CMK 20 Obras

14. PESQUISAS

Nosso usurio realiza pesquisas com a monitoria da Biblioteca em funo da expertise da nossa Unidade de

Informao. Na mediao da entrevista informal junto ao usurio, realizamos uma mediao e at entrevista

para obter melhores dados de aplicabilidade a questo pressuposta. Neste interim possvel verificar o foco

exato em funo da tecnologia e legislao a serem utilizadas. As Estatsticas geradas referem-se ao

monitoramento da quantidade e qualidade do atendimento. Aps a apurao anual dos temas encaminhamos

ao CMK para informar o perfil de atendimento do usurio e suas expectativas que o fizeram consultarem

nosso acervo sempre no final do ano.

Desde 1994 realizamos o atendimento de 9.344 pesquisas, sendo que em 2015 j com 21 anos de servios

prestados, atingimos 262 temticas resolvidas.

A tabela 04 Estatstica Comparativo trinio 2013 a 2015 de pesquisas contempla o perodo de nov. 2014 a

nov. 2015.

TABELA04: Estatstica Comparativo trinio 2013 a 2015 de pesquisas

Ano 2013 Ano 2014 Ano 2015

Quantidade 310 Quantidade 260 Quantidade 262

Fonte: RGA CDI de 2013-2015

1. Ar Condicionado para Laboratrio

2. Normas de Laboratrios de Qumica

3. Projeto de Laboratrio de Qumica

4. Bancos de Dados de FISPQ 5. Armazenamento de Reagentes

6. Emblema de Engenharia Qumica

7. Resoluo 256 do CFQ 8. Resoluo 257 do CFQ 9. 3-ureidoanilina hidrocloridrato

10. Ficha de Informao de Segurana de Produtos

Qumicos - FISPQ

11. Legislao de Produto Controlado pela Polcia

Federal

12. Legislao de Produto Controlado pela Polcia

Militar

13. Legislao de Produto Controlado pela Polcia Civil

14. Legislao de Produto Controlado pelo Exrcito

15. Qualidade da Indstria de Laticnios

16. Uso de Uniforme em Laboratrios

17. Glucona-delta-lactona GDL

18. leo de Coco 19. Polmeros e Espessantes 20. Amido Modificado 21. Tecnologia Qumica 22. Portaria da Dirigente Regional de Ensino de

Pirassununga

23. Reaes de Polmeros 24. Tratamento de gua Industrial

25. Laudo de Teor Ativo 26. Laudo de pH 27. DL 50 Oral

28. Mtodo de Anlise da gua

29. Farmacopia Americana (USP)

30. Surfactante e Coadjuvante

31. Lauril 32. Medida Provisria n 656 33. Lei 3097/2015 34. Portaria SESU 1700 de 30/11/2009 Reconhecimento

de Curso de Licenciatura em

Qumica

35. Nomenclatura de Funo Orgnica

36. Responsabilidade Tcnica em Piscina

37. Legislao de Produtos Qumicos

38. Deliberao CEE 99/2010 sobre

Reconhecimento e a

Renovao do

Reconhecimento de Cursos e

Habilitaes.

39. Autenticao de FISPQ 40. Legislao sobre Produto Qumico Vencido

41. Resduos de Equipamentos Eltricos e

Eletrnicos

42. Licena de Produtos Qumicos

43. Formulrios de Produtos Qumicos

44. Tratamento de gua de Piscina

45. Deliberao CEE 99/2010

46. Encapsulao 47. Microencapsulao 48. Fragrncias 49. Degradao de Copo Plstico Descartvel

50. Degradao de Copo Papel Descartvel

51. Degradao em gua

52. Degradao em Cmara de UV

53. Anlises de FTIR 54. Carne em Conserva 55. Bisfenol 56. Lata Corned Beef 57. lcalis Custicos 58. Padronizao de Uniformes em Laboratrio

59. Aproveitamento de guas Pluviais para Fins no

Potveis

60. Resoluo Normativa 245/2012

61. Extrao do Alho 62. Extrao do Gengibre 63. Pilha de Daniel 64. Tolerncia de Metais Pesados no Organismo

Humano

65. Tintas para Tatuagem 66. Estabilidade da Aloe Vera

67. Comparao de Antibiticos Sinttico e

Natural

68. Degradao de Copo Plstico Descartvel de

Poliestireno

69. Degradao de Copo Plstico Descartvel de

Polipropileno

70. Degradao de Copo Plstico Descartvel de Papel

revestido de Polietileno

71. Degradao de Copo Plstico Descartvel de Papel

revestido de poli (cido

acrilato)

72. Tratamento de gua 73. Processo Galvnico em Desengraxante

74. Processo Galvnico em Cobre cido

75. Processo Galvnico em Nquel Free

76. Processo Galvnico em Nquel Brilhante

77. Limoneno 78. Banco de Laboratrios 79. Ensaios em Laboratrios 80. Ensaio em Detergentes 81. Referncia de Livro sobre Segurana em

Laboratrio

82. Metafenilenodiamina 83. 3-Ureidoanilina hidrocloridato

84. Cloridrato de (3-aminofenil) Ureia

85. 1,3 bis ureido anilina

86. (3-aminophenyl)urea 87. Reao Qumica em Creme Hidratante

88. Emulso de Creme Hidratante

89. Produtos Qumicos Controlados

90. Armazenamento de Produtos Qumicos

91. Norma ABNT 14725 92. Bateria Tracionaria 93. Eletrlito 94. Aditivos para Sucos 95. Suco Detox 96. Aguardente 97. Antibiticos 98. Amoxilina 99. Cefalexina 100. Pelicilina 101. Graxaria 102. Rotulagem de Misturas

segundo GHS

103. Lista de Eventos na rea de Qumica

104. Biodegradabilidade 105. Ethyl

butylacetylaminopropionate

106. Biblioteconomia e Cincia da Informao

107. Rotulagem de Produtos segundo o GHS

108. Gerenciamento de Processos Judiciais

CONSELHO REGIONAL DE QUMICA IV REGIO

65

109. Referncia de Livros sobre Processo Cosmtico

110. Diretoria de Ensino 111. Solidificao do leo de

Coco

112. Curiosidades Biblioteca 113. Arsnio presente na gua 114. Determinao de Arsnio

na gua

115. Queijo Processo 116. Queijo Tipos 117. Salame - Processo 118. Salame Microbiologia 119. Citrato de Clcio 120. Carboneto de Clcio 121. Fortificao com Clcio 122. Suplementao com

Clcio

123. Clcio como aditivo de Sucos

124. Extrao do Bismuto Experimento

125. Cosmticos em Animais 126. Lei de Faraday 127. Estequiometria de

Eletrlise

128. Emulso 129. Microemulso 130. Balano Material 131. Combusto 132. Giz 133. Formao de Nuvens 134. Tipos de Nuvens 135. Elemento Qum. Mg 136. Elemento Qum. Li 137. Elemento Qum. Cs 138. Elemento Qum. Au 139. Elemento Qum. Ag 140. Elemento Qum. Pb 141. Elemento Qum. Hg 142. Reao Orgnica de

Substituio tipo Sn1

143. Portaria 664 de 12 de dezembro de 2013

Reconhecimento de Curso

de Biotecnologia

144. Fermento Qumico 145. Metalworking 146. Formulao de

Lubrificantes

147. Treinamento de Cromatografia

148. Biologia Molecular 149. Qumica da Bebida

Lctea

150. Bioqumica da Bebida Lctea

151. Processo de Fabricao da Bebida

Lctea

152. RDC n 17 de 2010 Boas Prticas de

Fabricao de

Medicamentos

(Revogada)

153. RDC n 33 de 04 de agosto de 2015 Boas

Prticas de Fabricao de

Medicamentos

154. Surfactantes e Detergentes

155. Ensaios de Amostragem para

Produtos Acabados

156. Planos de Amostragem para Produtos Acabados

157. POP de Controle de Qualidade

158. Rotulagem de Cosmticos segundo

ANVISA

159. Boas Prticas de Fabricao BPF

160. Pontos Crticos de Processo PCP

161. Higiene e Limpeza

162. Qualidade e Biodiversidade de

Produtos Acabados

163. Padronizao de Mtodo

164. Padronizao de Relatrio de Ensaio

165. Fsico Qumica Orgnica

166. Anlises de Termodinmica

167. Cromatografia tipo HPLC

168. Transferncia 169. Complexo 170. Carga 171. Cianeto 172. Exigncias da

ANVISA

173. Requisitos Funcionamento de

Sistema de Gesto da

Qualidade de Laboratrio

174. Tipos de Sistemas de Gesto da Qualidade de

Laboratrio

175. Parmetros de Contagem

Microbiolgica

176. Resduos Qumicos na Microbiologia

177. FISPQ de Produtos de Limpeza

178. FISPQ de Produtos de Higiene

179. Coeficiente de Variao CV

180. DL50 181. Amostragem Acidental

Simples

182. Amostragem pelas Propores e

Percentagens

183. Amostragem por Conglomerados em

Estgio nico

184. Dupla Amostragem 185. Arranjo Fsico de

Indstria Cosmtico

186. Processos Industriais Orgnicos

187. Indstria de Shampoo e Sabonete

188. Cloro em Piscinas 189. Consulta Pblica

ANVISA

190. Bisfenol A em Latas para Alimentos

191. Consulta Pblica 04/2015 ANVISA

192. Bebida Lctea 193. Poluentes na gua 194. Toxicidade de

Poluentes

195. Legislao de Poluentes na gua

196. Inflamabilidade do DOS

(Dioctilsulfossuccinato

de Sdio)

197. Ponto de fulgor do DOS

(Dioctilsulfossuccinato

de Sdio)

198. Kefir Definio 199. Kefir Caracterstico

Fsico qumicas

200. Kefir Microbiologia 201. Kefir Reproduo 202. Cromatografia Lquida

de Alta Eficincia HPLC

203. DOE de 16 de outubro de 2014 Reconhecimento

de Curso de Tecnologia em

Agroindstria

204. Direito Ambiental

205. Princpios de Preveno de

Acidentes Ambientais

206. Lei da Biodiversidade n 13.123 de 20 de

maio de 2015.

207. Metodologia AOCS para leos e Gorduras

208. Normas de Preveno contra Incndio Predial

209. Comunicado 285/2015 210. Terebentina 211. Tinta Orgnica 212. Resina Acrlica 213. Prpolis Verde 214. Produo de Cachaa 215. Legislao de Cachaa 216. Comercializao da

Cachaa

217. Aguardente 218. Extrao de Bromelina 219. Instalao de

Laboratrio de

Aplicao de

Microbiologia

220. Experimentos de Qumica

221. Adsoro Operao Unitria

222. Biocombustvel a base de Algas Marinhas

223. Algas Marinhas 224. Enzimas 225. Casena 226. Atividade Enzimtica 227. Estabilidade de

Embalagens Flexveis

228. Sistema de Produo 229. Polmeros Sinttico 230. Portaria n 286, de 21

de dezembro de 2012

231. Argamassa 232. Histria da Engenharia

Qumica

233. Engenharia Txtil 234. Produo de Caf 235. Corantes Txteis 236. Tratamento de

Efluentes Txtil

237. Grafeno 238. xido de Grafite 239. Pginas 98/99 do

Dirio Oficial

240. Ativos Naturais para Cosmticos

241. Carbonato de Clcio na Fabricao de Papel

242. Jazidas de Talco 243. Legislao para

Revalidao de

Produtos Qumicos

244. Manual de Qualidade para Tratamento de

gua de Piscina

245. Densidade de Produtos Controlados pela

Polcia Federal

246. Concentrao de Produtos Controlados

pela Polcia Federal.

247. Extrao de Cafena 248. Curiosidades na rea

de Qumica

249. Reboco 250. Relao de Trao entre

Cimento e Areia

251. Produo de Creme Hidratante

252. Formulao de Creme Hidratante

253. Controle de Qualidade de Creme Hidratante

254. Giz 255. Polimros na rea de

Engenharia Qumica

256. Polmeros na rea de Qumica Tecnolgica

257. Produo de Detergente em P

258. Controle de Qualidade de Detergente em P.

259. Potabilidade de gua 260. POP para gua 261. RDC 33 ANVISA 262. Instruo Normativa n

2 - ANVISA

66

15. DISSEMINAO SELETIVA DA INFORMAO DSI ENDOMARKETING

A DSI consiste no servio de clipagem de artigos e matrias jornalsticas enviadas por e-mail e futuramente

criar um banco de dados que hoje encaminhamos para o CMK, GFI Comisses e Conselheiro Cel. Lauro

com temticas variadas de interesse da rea da Qumica.

TABELA05: Estatstica Comparativa trinio 2013 a 2015 de clipagem de artigos

Ano 2013 Ano 2014 Ano 2015

Quantidade 150 Quantidade 200 Quantidade 130

Fonte: RGA CDI de 2013-2015

16. CONTROLE DE EMPRSTIMOS AOS FUNCIONRIOS

TABELA06: Estatstica Comparativa do trinio 2013 a 2015 de emprstimos CRQ 4 SP

Ano 2013 Ano 2014 Ano 2015

Departamento Livros Peridicos Departamento Livros Peridicos Departamento Livros Peridicos

CDI 96 40 CDI 37 26 CDI 13 zero

GJU 38 * GJU 18 zero GJU 13 zero

Total 134 40 Total 55 26 Total 26 zero

Fonte: RGA CDI de 2013-2015

17. COLEES DE PERIDICOS

Inventrio de revistas impressas, assinatura por sistema eletrnico, jornais matinais e Dirios Oficiais.

Incorporamos ao catlogo ttulos de revistas eletrnicas (formato digital aberta e acesso gratuito em PDF).

Esta listagem atualizvel foi repassada ao departamento CMK como sugesto para a divulgao no site do

CRQ 4 SP e divulgao para as CTs Ativas.

TABELA 07: Mdulo Kardex Registro de Publicaes Peridicas Tipo Situao Quantidade

Kardex

Ativa 112

Desativada 12

Cancelada 96

Fonte: RGA CDI de 2015

Descrio das Publicaes Peridicas no Kardex

Publicaes Peridicas no Kardex No Circulante (Desativada) so os ttulos que no esto mais correntes, com um total de 12 ttulos.

Publicao Exclusiva em formato Digital (Cancelada) as publicaes canceladas pertecem ao acervo desmaterializado, ou seja, possuem verso do formato eletrnico,

digital ou aplicativo. Relacionamos 96 ttulos inseridos no mdulo em verso online,

que possibilita gerar uma listagem para o DSI.

Circulante ou Corrente (Ativa) so ttulos correntes e reeditveis - Das 112 assinaturas Ativas impressas e online apenas 33 so pagas e 75 recebemos por

doao.

Publicaes impressas/online segundo a Dotao Oramentria para manuteno de assinaturas para os

Departamentos - TABELA 08: Estatstica Comparativa do Check list de Assinatura de Publicaes

Peridicas 2015/2016.

O grfico 01 contempla a porcentagem de economicidade que o CDI possui em relao as publicaes ativas

entre doaes e aquisies:

Grfico 01: porcentagem entre doao e aquisio do Kardex

67

Dotao Oramentria para manuteno de assinaturas para os Departamentos

TABELA 08: Estatstica Comparativa do Check list de Assinatura de Publicaes Peridicas 2015/2016

Ms Peridicos Depto Data Valor (R$)

2015

Valor Previsto (R$)

2016

02 Repertrio de Jurisprudncia IOB GJU 19/02 1.695,00 1.864,50

Vigilncia Sanitria Digital: Banco de Dados VSDWEB ON LINE GFI 27/02 10.230,04 11.253,04

03

Dirio Oficial do Estado de So Paulo - Executivo I (IMESP: Imprensa

Oficial do Estado de So Paulo) DOE Anual GJU 05/03 1.059,30 1.165,23

Dirio Oficial do Estado de So Paulo - Executivo I (Fornecedor: GM

Parcela Semestral) DOU. GJU 05/03 1.362,14 1498,35

Revista Qumica Nova na Escola CDI 09/03 105,00 115,50

Cermica & Cermica Industrial CDI 20/03 373,00 410,30

Voc S/A GRH 27/03 138,14 151,95

Veja CDI 27/03 460,00 506,00

04

Servio Informativo Judicial - Recortes Eletrnicos dos Dirios da Justia - So Paulo, Distrito Federal e Unio (Instncias Superiores e TRF'S)

GJU 05/04 1.140,93 1.255,02

Revista Pequenas Empresas Grandes Negcios - RPEGN CDI 09/04 130,80 143,88

Revista Analytica CDI 13/04 85,00 93,50

Revista Melhor GRH 17/04 179,55 197,51

Revista Lngua Portuguesa CDI 17/04 108,00 118,80

Jornal Folha de So Paulo GAB 22/04 915,80 1.007,38

Leite e Derivados CDI 29/04 101,00 111,10

Revista Sntese Licitaes, Contratos e Convnios GCC 30/04 3.440,00 3.784,00

05

Borracha Atual CDI 04/05 270,00 297,00

Jornal O Estado de So Paulo CDI 05/05 991,42 1.090,56

Alerta Concorrncia GFI 28/05 3.560,00 3.916,00

06 Jornal Folha de So Paulo CDI 30/06 915,80 1.007,38

07

Galileu CDI 01/07 130,80 143,88

poca CDI 01/07 298,80 328,68

Revista Sntese - Responsabilidade Pblica GCC 17/07 1.306,00 1.436,60

Revista Sntese - Administrao Pessoal GRH 17/07 1.306,00 1.436,60

Revista Meio Ambiente Industrial CDI 29/07 126,80 139,48

09 Dirio Oficial do Estado de So Paulo - Executivo I (Fornecedor: GM

Parcela Trimestral) - DOU GJU 10/09 749,18 824,10

10 IOB Orientador Trabalhista Assinatura Nova GRH 01/10 2.263,00 2.489,30

Jornal O Estado de So Paulo CMK 26/10 991,42 1.090,56

11

Jornal Valor Econmico GFA 06/11 709,50 780,45

Jornal Folha de So Paulo CMK 19/11 915,80 1.007,38

Revista CIPA CDI 20/11 112,50 123,75

12

Revista Higiene Alimentar CDI 01/12 309,00 339,90

Dirio Oficial do Estado de So Paulo - Executivo I (Fornecedor: GM Parcela Trimestral) - DOU de Dez a Mar 2016

GJU 01/12 749,18 824,10

Total Parcial

37.228,90 40.951,79

Inexigibilidade de Licitao - Verba do Departamento GJU

BLC Boletim de Licitaes e Contratos GJU 30/10 9.450,00 10.395,00

BDA Boletim de Direito Administrativo GJU 30/10 9.450,00 10.395,00

Total Geral

56.128,90 61.741,79

Fonte: RGA CDI de 2015

18. ORDENAO DE COLEES

Catlogo ABCD Mdulo habilitado em testes - Premiao

Alm dos documentos oficiais o CDI, ordena os seguintes prmios: Prmio Fritz Feigl e Prmio CRQ-IV-SP,

todos conferidos e encaminhados por listagens pelo GAB.

No ano de 2015 recebemos 50 trabalhos das categorias seguintes:

Engenharia da rea da Qumica, Qumica de Nvel Superior, Qumica de Nvel Superior com Tecnologia; Qumica de Nvel Mdio.

68

TABELA09: Estatstica do Trinio 2013 a 2015 Prmio CRQ-IV

Ano 2013 Ano 2014 Ano 2015

Quantidade 49 Quantidade 35 Quantidade 50

Fonte: RGA CDI de 2013 - 2015

TABELA 10: Listagem de Candidatos ao Prmio CRQ 4 SP 2015

Item Candidato / Orientador Categoria Ttulo Escola/ Universidade

01

Bruna Arruda Lopes / Hebert

D. Johansen EQ

Avanos em Cincia e Tecnologia de Reatores

Nucleares

Universidade Sagrado

Corao USC

02

Jos Carlos de A. Neto /

Andreia de A. M Giannetti EQ

Otimizao da condio de hidrlise de fibra de coco

polpada em presena do lquido inico acetato de n-

butilamnio

Centro Universitrio da

FEI

03

Gabriela de A. Moraes /

Andreia de A. M. Giannetti EQ

Avaliao da produo de proantocianidinas em

extratos vegetais

Centro Universitrio da

FEI

05

Marianne da S. Soares /

Amarildo de M. Lopes EQ Extrao de leos essencias por arraste de vapor

Centro Universitrio do

Norte Paulita - UNORP

01

Michelle Mantovani /

Maraisa Gonalves QS

Carves cidos obtidos a partir de resduos da

produo de biodiesel para utilizao como catalisador

na reao de eterificao do glicerol

Universidade Federal do

ABC

02

Aline P. Oliveira / Juliana

Naokuza QS

Efeito do cozimento domstico na distribuio de

ferro e espcies inorgnica de ferro em feijo

(Phaseolus vulgaris L.)

Universidade Federal de

So Paulo

03

Meire Lumi Yoshinaga /

Patricia Sartorelli QS

Lactonas sesquiterpnicas com atividade anti-

leishamania isolada de Calea pinnatifida

Universidade Federal de

So Paulo Campus

Diadema

04

Fernando Henrique da C

Jesus / Maurcio M. P. da

Silva QS Passivao de aos inoxidveis

Faculdade de So

Bernardo - FASB

06

Thain Silva e Souza /

Solange K.. Sakata QS

Sntese verde do nano compsito xido de

grafeno/prata via feixe de eltrons com atividade

antimicrobiana

Instituto de Qumica

Universidade de So

Paulo

01

Mait Gabriela Pelizer /

Adilson R. Gonalves QST

Caracterizao de corantes alimentcios por UV-

Visvel e avaliao de autencidade pela cintica de

descolarao com hipoclorito de sdio

Pontifcia Universidade

Catlica de Campinas.

02

Adriana Luiza Ferreira /

Elaine A. S. Menegon QST

Extrao e quantificao de antocianina em fruta e

polpa de morango

Fundao Educacional do

Municpio de Assis -

FEMA

03

Caroline Silva Mendes /

Jonas Gruber QST

Desenvolvimento de um nariz eletrnico a base de

polmeros condutores para identificao de leos

lubrificantes automotivos

Centro Universitrio

Estcio Radial de So

Paulo Campus Vila dos

Remdios

04

Tatiana Caurin / Marco

Aurlio Zezzi Arruda QST

Avaliao nutricional comparativa entre sementes de

soja (Glycine Max Merril) transgnica: otimizando

parmetros instrumentais

Universidade Estadual de

Campinas UNICAMP

05

Fbio de Paula Ayoub /

Classius F. da Silva QST

Efeito da reticulao inica de filmes alginato

contendo leo de copaba

UNIFESP Campus

Diadema

06

Meriene Gandara / Angelo

C. Neto QST

Obteno de materiais compsitos a partir de reciclagem de sacolas plsticas reforados com fibras

de abacaxi.

Escola de Engenharia de

Lorena - USP

01

Joyce C.de S. Barreto /

Joana DArc F. de Sousa EM

Reduo da toxicidade de efluentes industriais at a

condio de gua potvel

ETEC Prof. Carmelino

Corra Jr

02

Isabela C. de Sousa / Joana

DArc Flix de Sousa EM Uniformes mais seguros para o corpo de bombeiros

ETEC Prof. Carmelino

Corra Jr

04

Jos Amrico G. B. Filho /

Cristiane Souza de O.

Mendes EM

Tratamento de resduos: recuperao de solventes

orgnicos e captao pluvial em minicisternas

Instituto Cristo de

Ensino, Meu Colgio

69

Item Candidato / Orientador Categoria Ttulo Escola/ Universidade

05

Eleilton da Silva / Jeferson

S. Santana EM

Isolamento da hemicelulose na produo de celulose e

papel ETEC Osasco II

06

Boullywardd S. Bispo /

Mrcio H. M. Maia EM

A aplicao de biofilmes na qualidade da manga

Tommy Atkins SENAI Luiz Simon

07

Daniele Cristina J. Santoro /

Erica G. B. F. Bortolotti EM

Valorizao da lignina extrada do bagao da cana

de acar para produo de adubo

ETEC Conselheiro

Antonio Prado

08

Beatriz C. Panichieli / Clia

L. Abud EM

Plstico biodegradvel a partir de resduos das

indstrias alimentcias

ETEC Dr.Adail Nunes da

Silva

09

Cintya H. L. Fuzimoto /

Claudio R. Passatore EM

Aproveitamento de guas pluviais para fins no

potveis ETEC Tiquatira

10

Juliana L. Finesse / Luiz Gustavo C. Gonalves EM Biopolmeros comestveis

ETEC Conselheiro Antonio Prado

11

Paloma de L. Espinha / Ronaldo Ap. M. Silva Daniel EM

Enriquecimento do solo degradado atravs do fosfato resultante do tratamento qumico de esgoto. Colgio D. Pedro I

12

Nathalia Demarchi / Carlos

Celso Cardoso EM

Desenvolvimento de plasticmetro e padronizao de

metodologia para determinao da plasticidade em

argilas SENAI Mario Amato

13

Ana Carolina / Milene P. V.

Porto Lima EM

Fitorremediao do solo atravs de feijo para

remoo de chumbo

Colgio Tcnico Antonio

Teixeira Fernandes -

UNIVAP

14

Talles Vinicius da Silva /

Ktia G. F. Colmanetti EM Hidrognio, o combustvel do futuro ETEC Pedro Badran

15

Joyce do Santos Lopes /

Paulo Csar de Souza EM Pesticida natural base de alho ETEC de Ribeiro Pires

16

Gabriel H. Ribeiro /

Rosangela Conrrado EM Esponja absortiva de Petrleo SENAI Mario Amato

17

Joo Miguel A. Nunes /

Genilson de B. Alves EM

A grama na Cincia mais verde ao do leo

extrado de grama como antibitico natural ETEC- Jlio de Mesquita

18

Jean Michael S. Herrera / Newton H. Saito EM

Incorporao de slica obtida atravs de casaca de arroz em massa cermica de faiana

Escola SENAI Mario Amato

19

Renata S. Bustillo / Meibel D. F Pessanha EM Salgadinho de batata com farinha de banana verde

SENAI Horcio Augusto da Silveira

20

Gustavo de T. Marchi / Luiz

G. C. Gonalves EM Novos mtodos para obteno de etanol

ETEC Conselheiro

Antonio Prado

21

Laisa C. Silva / Kerley

Cristiane V. Romo EM

Sntese, caracterizao e estabilidade de

nanopartculas de ferro metlico

SENAI Fundao

Zerrenner

22

Bruna dos S. Possidnio /

Flvia Botelho H. Morais EM

Reutilizao do policarbonato encontrado em CDs e

DVDs para produo de novos derivados de

polmeros ETEC Pedro Badran

23

Isabelle M. F. Fontes /

Cludio R. Passatore EM

Recuperao das camadas de embalagens longa-

vida ETEC Tiquatira

24

Anderson F. Ribeiro / Klauss

Engelmann EM

Produo de filme biodegradvel dopado com

potencial indicador de qualidade para alimentos

Escola Tcnica Estadual

Irm Agostina

25

Ingrid G. Arajo / Nilton R.

Fiorotto EM

Avaliao do potencial do mesocarpo de Tommy

Athkins na remoo de substncias orgnicas e

metais pesados

SENAI Fundao

Zerrenner

26

Luiza B. Mendes / Nilton R. Fiorotto EM

Aplicao da espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier para leos comestveis

SENAI Fundao Zerrenner

27

Eloza Rodrigues Nesta /

Marcos Roberto Ruiz EM

Indicador de descongelamento da fbrica ao

consumidor: produtos seguros sade

SENAI Santo Paschoal

Crepaldi

28

Lucas M. Rodrigues / Erica

G. B. F. Bortolotti EM

Estudo do fornecimento de nitrognio para o solo a

partir da cafena

ETEC Conselheiro

Antonio Prado

29

Larissa R. Cardoso / Erica

G. B. F. Bortolotti EM Massa ortopdica biodegradvel

ETEC Conselheiro

Antonio Prado

30

Carolina Sotrio / Erica G.

B. F. Bortolotti EM

Aplicao do resduo da erva-mate do chimarro

como catalisador em reaes orgnicas

ETEC Conselheiro

Antonio Prado

31

Letcia Fernandes da Silva /

Cristiane C. Sousa EM

Substituio da areia na argamassa por resduos de

mrmores e granitos SENAI Mario Amato

32

Henrique de Souza Feitosa /

Sueli Z. Souza EM

Obteno do poliestireno a partir do poliestireno

expandido com vistas a facilitar reciclagem de

resduos SENAI Mario Amato

33

Diogenes F. de Oliveira /

Luiz G. C. Gonalves EM Polmeros semicondutores compsito condutor

ETEC Conselheiro

Antonio Prado

Fonte: Email (GAB) recebido em junho/2015

Habilitamos no mdulo de Livros, para cadastro de Trabalho de Prmios e Apostilas de Minicursos CRQ-

IV em fase de teste, com a incluso de 110 apostilas cadastradas esto disponveis impressas e online

correspondem ao perodo de 2006 a 2015, sendo os ltimos minicursos citados, conforme relao abaixo:

70

TABELA 11: Apostilas impressas e online no Catlogo ABCD Apostilas no ABCD

Suporte Impressa Impressa / Online

Qtde 10 100

Total 110

Fonte: RGA CDI de 2015

19. REFORMATAO DE DADOS

Reformatao do Banco de Dados: catlogo ABCD da Biblioteca, com correo ortogrfica e representao

descritiva de acordo com as normas da Biblioteconomia.

Em virtude da instalao, implantao e treinamento da nova Base de Dados ABCD que representar o novo

catlogo do CDI, realizamos a reviso inicial dos seguintes mdulos:

Tabela 12: Check List do Catlogo ABCD Fase I e II - Trinio 2013 a 2015

Tipo Aes corretivas nos mdulos 2013

Qtde

2014

Qtde

2015

Qtde

Livro

Reviso Ortogrfica e Analtica para Retiquetagem zero 3900 Zero

Livros novos aquiridos e doados 116 46 35

Cadastro de Apostilas de Minicursos CRQ 4 SP 2006 a 2015 zero zero 110

Livros Digitais em PDF 96 33 13

Cadastro de Anarios zero zero 119

Artigos de

Peridico

Reviso Ortogrfica e Analtica de Artigos com hiperlinks 200 Metas 2015 2170

Indexao de Artigos de Peridicos 71 50 61

Tipo Aes corretivas nos mdulos 2013

Qtde

2014

Qtde

2015

Qtde

Kardex Inventrio da Coleo 248 Metas 2015 220

Desmaterializao de Colees.

Mdulos: Cancelada / Desativada / Ativa Metas 2014 Metas 2015 108

Equipamentos Sistema de Emprstimos Masterisis Teste* Teste* Teste*

Sistema para Inventrio do Acervo Teste* Teste* Teste*

Fonte: RGA CDI de 2013 - 2015

Itens em processo de teste para o Sistema de Inventrio do Acervo e Sistema de Emprstimos Masteriais.

Seleo Participativa para Aquisio de Livros

Em funo do aproveitamento do capital intelectual dos especialistas membros das Comisses, Gerentes e

Conselheiros de Conselho, anualmente elaboramos uma listagem de livros pertinentes ao bom desempenho

do profissional/ estudante.

As listagens de livros nacionais e importados so enviadas por email e compiladas para futura aquisio

segundo determinao do GAB

TABELA13: Estatstica da Seleo Participativa trinio 2013 - 2015

Ano 2013 Ano 2014 Ano 2015

Nacionais 144 Nacionais 183 Nacionais 210

Importados 56 Importados 101 Importados 34

Total 200 Total 284 Total 244

Fonte: RGA CDI de 2013 2015

20. ECONOMICIDADE

Almejamos economicidade, ento reduzimos custos de livros atravs de parcerias e desmaterializao do

acervo de livros e peridicos.

71

Este ganho se deu com a instalao do novo catlogo que permite sinalizar artigos com hiperlinks em

publicaes gratuitas ainda estruturadas para futura divulgao aos usurios na Internet do catlogo.

As despesas previstas ocorrem em razovel equilbrio financeiro, pois as aes de economicidade so dirias

em face de reanlise de recursos disponveis sem afetar diretamente o desempenho da Unidade.

As principais realizaes positivamente apreciadas - a manuteno do acervo de livros refere se a atualizao

ocorreu, apenas atravs de doaes de ttulos por terceiros e parcerias junto ao CMK, totalizando 35 obras

doadas e 09 adquiridas, no ano de 2015.

Despesas com Compras e Servios

O provisionamento de custos realizado pelo GCC, e mediante solicitao antecipada de verba e liberao

oramentria pelo GAB, realizamos os projetos para os anos subsequentes. No CDI realizamos a

manuteno, ampliao e disseminao do acervo e requisitamos formalmente atravs de listagens e

documentao interna.

21. BENEFCIOS

Unidade de Informao Especializada em Qumica

O Centro de Documentao e Informao Miguel Romeu Cuocolo completou em 16 de agosto de 2015, 21

anos de atividade ininterruptas voltadas ao atendimento, assistncia, pesquisa local e em base de dados de

material bibliogrfico, pessoalmente, e por e-mail, e reproduao em favor dos usurios internos e externos.

O atendimento a este pblico se d de forma gratuita de segunda a sexta ds 9:30hs s 12hs e 13hs s

16:30hs, para profissionais e estudantes em situao regular no CRQ 4 SP. Solicitamos a apresentao

dedocumento comprobatrio vigente para a sua utilizao.

O CDI, como unidade de apoio estratgico na estrutura organizacional do CRQ 4 SP, prope-se subsidiar

com aporte literrio e informacional em favor das categorias Qumicas, voltadas a:

Estudantes: Aplica-se em garantir a literatura especifica para o desenvolvimento das atividades qumicas

fundamentadas por autores especializados e respectivos segmentos.

Profissionais: Monitorar sistematicamente o grau competitivo das profisses correlatas, resguardando por

meio de legislao pertinente a presena do profissional na atividade qumica, acompanhar a disponibilidade

de fluxos e processos industriais para atualizao.

Comisses Tcnicas de Ensino: Subsidia com informaes atualizadas pelo mercado e estratgicas dirias me

mdias impressas ou eletrnicas visando ao aperfeioamento pedaggico na formao dos estudantes e do

profissional.

O CDI propicia ao seu usurio, por meio da literatura, estabelecer uma viso crtica de sua atuao chamada

capacitao informacional, onde deve possuir competncias para acessar, interpretar, selecionar, utilizar a

informao de forma tica e criativa.

O aperfeioamento do Catlogo da Biblioteca propiciar ao consulente em acesso remoto consultar o sumrio

de bons livros, livros gratuitos em PDF de fontes confiveis bem como acompanhar artigos de peridicos

descritos com hiperlinks para provvel consulta na ntegra.

22. REPROGRAMAO DE METAS

Do Regimento Interno do CDI; Poltica de Avaliao e Descarte de publicaes e Inventrio do Acervo; Poltica de Emprstimo para funcionrios; Trmino do Projeto Modal Fase II Reviso, ampliao, manuteno do catlogo de livros e artigos de peridicos, sistema de emprstimo e inventrio at novembro/2015;

Projeto Modal Fase III, para 2015 se concretizado iniciar a reviso da Representao Descritiva de artigos de peridicos e livros;

72

Habilitar para testes o mdulo de premiao e futuramente eventos da rea para monitoramento, ampliao e divulgao pela equipe da Biblioteca e Consultoria;

A partir de 2016 pretendemos utilizar o teto da verba disponvel para no aguardar o prego Eletrnico, a fim de enxugar os gastos;

Propor a este Gabinete Parcerias para que os alunos e ex-alunos possam nos oferecer livros atravs de listagem disponvel na Biblioteca com sugesto de Parceria com um sebo virtual.

Previso de Despesas

Equipamentos e Servios com previso de despesas para 2016 - solicitaes de itens no atendidos em 2015

foram reenviadas ao GCC.

Seleo Participativa/Prego e Compra at R$ 8.000,00

De acordo com as metas do Departamento, anualmente compilamos listagens de atualizao e demanda

reprimida de obras importantes ao acervo tanto nacionais, quanto importadas.

O Centro de Documentao e Informao Miguel Romeu Cuocolo faz o convite aos participantes das

Comisses Tcnicas, Assessores Tcnicos do CRQ 4 SP e Conselheiros para sinalizar , atravs da Seleo

Participativa 2013/2014/2015, novos ttulos impressos para nosso acervo.

Aps compilao tornar uma listagem acessvel para seleo, por compra ou doao.

Listagens - 2013/2014/2015

Valores estimados para o Prego em 2016:

Livros nacionais - 210 Ttulos Valor .............................................................. R$ 18.700,00

Livros importados - 34 Ttulos Valor............................................................ R$ 26.300,00

Manuteno dos contratos em execuo: Empresa Carlos e Cludia Informtica e Servios Ltda. -

Vigilncia Sanitria Digital: Banco de Dados VSDWEB ON LINE para GFI

Extrato de Contrato - 3 Termo de Aditamento - Processo: CRQ-IV 34/11 - Modalidade: Prego Presencial -

Contratante: Conselho Regional de Qumica IV Regio Contratada: Carlos e Cludia Informtica e

Servios Ltda - Objeto: Prestao de servios de banco da dados e clippling- Valor total: R$ 10.237,84 -

onerando da dotao oramentria CE 3.3.9.0.39.01 - Assinatura de Peridicos e Anuidades - Vigncia:

01/03/2015 a 28/02/2016.O ndice praticado para o reajuste do contrato o IGP-M (FGV), que nos ltimos

12 (doze) meses; Valor aproximado para 2016 - R$ 11.500,00

Intercorrncias

Sem ocorrncias

Eventos Negativos

Sem ocorrncias

73

- COMPROMISSO DA ADMINISTRAO

A administrao representada pelo Sr. Presidente, com o apoio dos senhores; Superintendente, Gerentes e

demais colaboradores tem-se empenhado na progressiva eficincia dos trabalhos realizados, bem como na

economicidade de gastos realizados.

- DECLARAO DE EVENTOS SUPERVENIENTES NO EXERCICIO 2015

TCE - TOMADA DE CONTAS ESPECIAL

Declaramos que no houve nenhum evento ocorrido no exerccio de 2014 que tenha dado origem a desfalque

ou desvio de dinheiro, bens ou valores pblicos, bem como a existncia de situao geradora de danos ao

Errio pblico, no ocasionando, portanto, nenhum fato ensejador de abertura de Tomada de Conta Especial

TCE.

CONCLUSO

E por fim, conclumos ter atendido a todas as exigncias da Deliberao N 18, de 20 de agosto de 2002.

So Paulo, 31 de dezembro de 2015.

_____________________________ ________________________

Jos Srgio Ackel Manlio de Augustinis

Contador CRC-TC 93.373-SP Presidente

CPF 564.842.168-00 CPF. 005.301.908-34

Recommended

View more >