Relatório Anual FGS 2011

Download Relatório Anual FGS 2011

Post on 23-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Relatrio de Atividades de 2011 da Fundao Gonalo da Silveira, Organizao No-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) Jesuta. www.fgs.org.pt

TRANSCRIPT

  • RELATRIO DE ATIVID ADES 2011

  • 2 RelatRio de atividades 2011

  • NDICE

    1 | Introduo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 05

    2 | Obra Jesuta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 07

    3 | Misso, Viso, Valores e Objetivos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08

    4 | Relatrio de Atividades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12

    Cooperao para o Desenvolvimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

    Educao para o Desenvolvimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17

    Ajuda Humanitria de Emergncia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25

    Voluntariado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27

    Comunicao . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31

    5 | Representao Institucional FGS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36

    6 | Parcerias para o Desenvolvimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38

    7 | Resumo Financeiro 2011 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40

    8 | Futuro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42

  • 4 RelatRio de atividades 2011

    MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).

  • RelatRio de atividades 2011 5

    INTRODUOEm tudo o que fazemos procuramos que as pessoas destinatrias sejam os sujeitos das mudanas, no o objeto do nosso trabalho.

  • 6 RelatRio de atividades 2011 | INTRODUO

    MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).

  • RelatRio de atividades 2011 | INTRODUO 7

    2011 foi um ano de Reconfirmao da Misso e Resposta ao contexto em que vivemos e atuamos. Foi um ano em que a FGS trabalhou o seu Fortalecimento Institucional para uma fortificao da sua identidade com reflexo nos seus mais diferentes aspetos, desde o desempenho e o impacto nas aes de Cooperao, de Educao, de Voluntariado,

    E fizemo-lo atravs de uma maior capacitao institucional e do fortalecimento, enquanto Organizao para, assim, melhor cumprirmos a nossa Misso:

    I. Apostando na permanncia dos recursos humanos.II. Procurando projetos e aes a longo prazo.III. Promovendo uma relao de dilogo e de proximidade com os seus parceiros, nacionais e internacionais.

    IV. Identificando, com maior proatividade, parceiros (Redes e Pases) e doadores.

    E aqui avanmos mais nuns aspetos do que noutros. No que diz respeito rea da Cooperao para o desenvolvimento, a FGS continuou o Servio para o qual a Provncia Portuguesa da Companhia de Jesus (PPCJ) a criou: o apoio s necessidades das misses dos Jesutas e das populaes locais e funcionando, sobretudo, com recursos humanos vocacionados e com grande esprito de misso aliados a uma enorme experincia e conhecimento do terreno. Na educao para o desenvolvimento, a FGS, como Obra da PPCJ que desenvolve trabalho nesta rea, manteve, como principais pontos fortes, o elevado nivel da motivao, as fortes capacidades e a competncia dos seus Recursos Humanos. Como oportunidades de crescimento, foram identificadas necessidades concretas e oportunidades de financiamento, bem como a mais valia da continuidade do trabalho em parceria e de aproximao a outros potenciais parceiros.

    Teresa Paiva CouceiroPRESIDENTE DE DIREO

  • 8 RelatRio de atividades 2011 | INTRODUO

    A FGS manteve a sua atuao nos pases do Sul e em Portugal, de acordo com a sua orientao estratgica, e estes foram conceitos mobilizadores da organizao e estiveram presentes ao longo do ano de 2011 em todas as nossas aes:

    MISSO Contribuir para o desenvolvimento humano integral, em especial nas comunidades mais desfavorecidas dos pases lusfonos: atravs do apoio s misses jesutas, e pela sensibili-zao para uma sociedade mais comprometida.

    VISO Um mundo mais justo e humano, onde prevalea o mtuo conhecimento, o dilogo e a solidariedade com os mais desfavorecidos.

    VALORES

    INSPIRAO CRIST E DA COMPANHIA DE JESUS A FGS inspira-se nos valores do Evangelho concretizados nos documentos da Igreja Catli-ca. Assume as opes da Companhia de Jesus no que se refere s implicaes da f na rea da justia, expressas pelas mais recentes Congregaes Gerais.

    DESENVOLVIMENTO INTEGRALPara a FGS, o verdadeiro desenvolvimento humano gera-se no apenas da promoo econmica e social, da sade e do bem-estar, mas tambm atravs da cultura, da partici-pao comunitria e da liberdade em todas as suas dimenses. Implica a generalizao da educao, o dilogo de mtuo conhecimento, o intercmbio cultural, a solidariedade entre povos e a sensibilizao para os problemas do desenvolvimento.

    PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTOA FGS atua em parceria com inmeras pessoas e organizaes de base que, por um lado, alertam para as injustias e desigualdades sociais e, por outro, ajudam comunidades mais desfavorecidas a caminhar numa linha de desenvolvimento econmico, social e cvico, sem perda da sua identidade.

    MISSO, VISO, VALORES E OBJETIVOS

  • RelatRio de atividades 2011 | INTRODUO 9

    MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).

  • 10 RelatRio de atividades 2011 | INTRODUO

    MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).

  • RelatRio de atividades 2011 | INTRODUO 11

    EMBONDEIRO, SMBOLO DA FGS. (FGS)

    OBJETIVOS

    Atravs da Cooperao para o desenvolvimento (Cd): Lutar contra a pobreza e pela melhoria das condies de vida das comunidades mais desfavorecidas, em particular nos pases lusfonos;

    Atravs da educao para o desenvolvimento (ed): Promover o conhecimento e a sensibilizao sobre os problemas do desenvolvi-mento, com o intuito de conduzir a uma cidadania ativa e solidria.

    Colaborando para despertar o sentido universal da Companhia, de modo que transparea a maior abertura dimenso missionria e internacionalizao da nossa misso (C.G.34,Dec2,n.1)

    Procuramos desenvolver traos de identidade prpria,

    COMO desenvolver um estilo de trabalho comum e reconhecido por todos, dentro da pluralidade de membros que partilham uma mesma

    MISSO que passa pelo trabalho participativo de jesutas, colaboradores profissionais e voluntarios e a vontade de inovar e buscar novas respostas para enfrentar os desafios que se apresentam pela

    AJUDA MUTUA na identificao de trabalho e modos de ao em e nas novas Fronteiras.

    E atuando:

    a. Pela participao na Comisso do Apostolado Social;b. Pela presena na Reunio Anual do Conselho Apostlico do CIL (comunidade Inaciana do Lumiar);

    c. Pela presena ativa na Reunio anual de Superiores e Diretores de Obra;d. Visitando as Casas da Companhia;e. Incentivando a uma comunicao e interao entre os que trabalhamos no Apostolado Social da PPCJ;

    f. Promovendo a intercmbio de informao e de pessoas.

  • 12 RelatRio de atividades 2011

    RELATRIO DE ATIVIDADES 2011

    MOAMBIQUE. (FGS)

  • RelatRio de atividades 2011 13

    CooPeRao PaRa o deseNvolviMeNto

    Mantendo como prioridade atuar em pases onde existem missionrios jesutas, a FGS no s manteve a sua presena em MOAMBIQUE este ano, como apostou na sua consoli-dao: pela afinidade lingustica, proximidade com a estratgia da poltica de cooperao portuguesa e pela elevada necessidade de interveno face ao baixo nvel de desenvolvi-mento do pas. Inicia tambm uma ligao ao BRASIL, estabelecendo e consolidando uma parceria com a ONG F y Alegria de Natal (Rio Grande do Norte).

    OBJETIVOS EM 2011 Dar continuidade e reforar a interveno nos pases onde temos implementao de projetos e parcerias locais slidas; Diversificar a rede de parceiros locais e internacionais, o que motiva o alargamento das reas de interveno da FGS, bem como os pases beneficirios; Encontrar financiamento para os projetos que representam prioridade para os parceiros locais, segundo o seu levantamento de necessidades; Solidificar parcerias nacionais.

    Em MoaMBiQUe a grande aposta da FGS continua a ser na rea da Educao, nomeada-mente atravs da mobilizao de esforos para a concretizao da construo de Escolas e Centros Culturais e Juvenis. A FGS tem tambm atuado no mbito da Sade e do Desen-volvimento Agrcola.

    As atividades da FGS em Moambique so, pois, inscritas no campo do Desenvolvimento Integrado, havendo sempre vrias valncias a serem contempladas no desenvolvimento e consolidao de parcerias locais.

    MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).

  • 14 RelatRio de atividades 2011

    Projeto NHANGAUExecuo do projeto cofinanciado pelo IPAD, intitulado Atividades de Desenvolvimento em seis aldeias rurais, nas comunidades da Zona Rural de Nhangau (Municpio da Beira): Casa Partida, Njalane, Nhangau, Nhangulo, Nhambira, Tchissunguwe.

    O Projeto versa sobre 3 grandes reas:

    edUCao: disponibilizao de programas de alfabetizao para adultos e para crian-as nas comunidades, com plano de estudos oficial; bolsas de formao para jovens, para que sejam os futuros professores das suas comunidades; apoio na preparao dos alunos para o exame de reconhecimento de estudos; equipagem das escolinhas e disponibili-zao de materiais didticos.

    sade: Aes de sensibilizao sobre a sade da mulher e da criana nas comunidades; programa de formao sobre VIH-SIDA nas comunidades implementado pelos Pabhodzi (estudantes de Medicina da Universidade Catlica da Beira); melhoria da alimentao da comunidade pela introduo de novos alimentos e sensibilizao para o seu consumo.

    aGRiCUltURa: Criao de associaes produtoras (agropecurias e de pescadores); cri-ao de hortas comunitrias; introduo de novas culturas vegetais; melhoria dos equipa-mentos agrcolas das comunidades.

    Parcerias/apoios: RMCJ; ONG Manos Unidas; Pabhodzi (UCB); ONG Essor; ONG ADC; Centro de Sade de Dondo; Direo Provincial de Educao da Provncia de Sofala; Zona Verde; GAS Nova; MAGIS, Itlia.

    AES DESENVOLVIDAS

    Projeto ESCAPAEste projeto visa dotar a cidade de Tete de uma infraestrutura inexistente na rea do apoio ao ensino e investigao. Projetmos, com a Regio moambicana Jesuta, a construo de um edifcio, o Centro Cultural e Acadmico Pedro Arrupe, que oferea salas de estudo, Informtica, Biblioteca e Mediateca aos habitantes desta cidade. Simultaneamente, o Cen-tro dever constituir um espao alternativo de atividades culturais, para a ocupao de tempos livres.

    um projeto que ainda carece de financiamento e, portanto, este ano foram realizados vrios contactos com entidades visando o apoio na construo do Centro.

    Projeto KAMTEDZAReadaptao e remodelao do espao do Centro Kamtedza, na cidade da Beira, bairro do Alto da Manga, com o objetivo de criar condies favorveis para permitir um acompa-nhamento de qualidade na rea social, nomeadamente atravs de aes de preveno e para a incluso de pessoas portadoras do VIH/SIDA, assim como para o acompanhamento acadmico dos estudantes de nvel secundrio da rea do Alto da Manga. O Centro vai dinamizar estas duas reas fulcrais do Apostolado Social dos Jesutas em Moambique, conforme apresentadas no Projeto Apostlico e explicitadas no Plano Estratgico do Apostolado Social.

  • RelatRio de atividades 2011 15

    De forma a dar continuao a estas intervenes, a FGS apresentou uma candidatura a financiamento ONGD Italiana, MAGIS, tendo em conta que o cofinanciamento do IPAD se restringiu ao 1 ano de atividades.

    A interveno da FGS nestas comunidades vai alm do projeto cofinanciado pelo IPAD.

    Assim, a FGS esteve envolvida na procura de fundos para:

    a construo de uma BIBLIOTECA EM NHAMBIRA, anexa escola a ser construda pela ONG Manos Unidas;

    a RECONSTRUO DA CAPELA da comunidade de Nhambira;

    a constituio do CENTRO MATERNO-INFANTIL na comunidade de Nhanduvo.

    BOLSAS PARA ESTUDANTES

    A FGS apoiou os jovens, particularmente da Beira e de Fonte Boa, na continuao dos seus estudos, em resposta a pedidos concretos que foram sendo apresentados FGS.

    Alm disso, manteve o apoio a 7 jovens oriundos das comunidades rurais de Nhangau, que prosseguem a sua formao com vista a serem os futuros professores nas suas comu-nidades de origem.

    MOAMBIQUE, 2011 (Carlos Guedes).

  • 16 RelatRio de atividades 2011

    Bolseiros: Alfana Dias, Fernando Jacinto, Joo Cunhaijua, Manuel Branquinho, Rogrio Ral, Ussene Marchal e Vitria Augusto (FGS).

    OUTROS PASES

    BRASILContinuou a parceria com a ONG F y Alegria, que trabalha na cidade de Natal com jovens vulnerveis e vtimas de violncia familiar. A FGS est envolvida no Projeto Rbulas que visa apoiar cerca de 60 mulheres, vtimas de violncia domstica, para que possam sair desta situao. Fazem parte do projeto atividades de apoio psicolgico mas, sobretudo, de formao e melhor qualificao destas mulheres, pois atravs de uma melhor educao podero, com maior sucesso, alcanar a sua independncia econmica e, assim, quebrar o ciclo de violncia domstica.

    GUINA FGS foi contactada por uma ONG local, a Associao dos Naturais e Amigos de Vila de Colag, a fim de apoiar um projeto comunitrio de construo do centro de sade em Colage. Neste sentido, a FGS apoiou esta ONG na procura de financiamento e ajudou tam-bm no estabelecimento de contactos com possveis doadores.A FGS props Fundao F e Cooperao (FEC) o estabelecimento de uma parceria, no decorrer do diagnstico que esta organizao fez sobre a Educao naquele pas, no sen-tido de colaborar no mbito da formao de professores, do apetrechamento de escolas e de aes de sensibilizao para a inscrio escolar.

    MALAWIA FGS associou-se aos esforos da Companhia de Jesus do Malawi para a construo de uma escola secundria na cidade de Kasungu, no Malawi. Esta localidade tem uma grande populao estudantil, mas as escolas secundrias so demasiado distantes ou dispen-diosas para a populao local. Pretende-se eliminar estes obstculos escolarizao se-cundria com a construo de uma escola para todos os jovens que queiram prosseguir os seus estudos na cidade de Kasungu.Os promotores principais deste projeto j angariaram metade do financiamento necessrio e a FGS agiu como divulgadora do projeto junto dos seus parceiros e no encaminhamento dos responsveis para outras fontes de financiamento.

  • RelatRio de atividades 2011 17

    edUCao PaRa o deseNvolviMeNto

    Campanha Educativa M-igual? Igualdade no indiferena, oportunidade!

    Em 2011, o projeto M-igual? (www.m-igual.org) que tem por objetivo capacitar a(s) comunidade(s) educativa(s) para a responsabilidade social e a cidadania global na pers-petiva da igualdade de oportunidades, continuou o seu...