relatÖrio final de estÁgio - aquicultura-itaituba

Download RELATÖRIO FINAL DE ESTÁGIO - AQUICULTURA-ITAITUBA

Post on 10-Jul-2015

888 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

LIMNOLOGIA EM TANQUES DE CULTIVO DE PISCICULTURA NO MUNCIPIO DE ITAITUBA, PAR.

ANA CAROLINE DE SOUSA FERREIRA RIKA SANTOS SOUSA MARIA ANDREIA PEREIRA PONTES NDIA CRISTINA VASCONCELOS PAZ PATRICIA PONTES DOS SANTOS RAQUEL DO SOCORRO SILVA DE AGUIAR ROSANA PEREIRA DE SOUSA WESLEY DE ANDRADE NEVES

ITAITUBA - PA 2011

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

LIMNOLOGIA EM TANQUES DE CULTIVO NO MUNCIPIO DE ITAITUBA PAR.

Relatrio de pesquisa apresentado ao curso de Tcnico em Aquicultura sob orientao da Prof. Msc.

Danielle Cristina Bulhes Arruda e da Profa. Dra. Liz Carmem Silva Pereira, realizado em Itaituba PA, para a obteno de nota Final de Estgio Supervisionado.

ITAITUBA - PA 20112

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

SUMRIO

INTRODUO ..........................................................................................................4 2 OBJETIVOS ...........................................................................................................5 2.1 OBJETIVO GERAL ..........................................................................................5 2.2 OBJETIVOS ESPECFICOS ............................................................................5 3 MATERIAL E MTODOS ......................................................................................6 3.1 REA DE ESTUDO ..........................................................................................6 3.1.1 Ilha bela ....................................................................................................6 3.1.2 Chcara de piscicultura do Sr. Paulo .....................................................7 3.1.3 Fazenda Custdio ....................................................................................7 3.2 OBTENO DOS DADOS ...............................................................................9 4 RESULTADOS ..................................................................................................... 10 4.1 ILHA BELA ..................................................................................................... 10 4.2 CHCARA DO Sr. PAULO ............................................................................. 11 4.3 FAZENDA CUSTDIO ................................................................................... 13 5 DISCUSSO ........................................................................................................ 16 6 REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS .................................................................... 18

3

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

INTRODUO

A aquicultura moderna deve se fundamentar no lucro da produo, no desenvolvimento social e na conservao do meio ambiente (NACA/FAO, 2000; VALENTI, 2000; HENRY-SILVA & CAMARGO, 2008). Neste contexto, atualmente h uma grande preocupao com a qualidade da gua dos viveiros de criao e com os impactos ocasionados pelos efluentes gerados pelas atividades de aquicultura. Assim, condies inadequadas de qualidade de gua resultam em prejuzo ao crescimento, produo, a sade, a sobrevivncia e qualidade dos peixes, podendo comprometer o sucesso no cultivo de peixes. (KUBITZA, 1998). No entanto, o adequado suprimento de gua de boa qualidade fundamental para o sucesso de exploraes aqucolas. Segundo VON SPERLING (2007) a qualidade da gua resultante de fenmenos naturais e da atuao do homem. Portanto, uma vez que os organismos vivos e o meio ambiente no vivo esto inseparavelmente inter-relacionados e interagem entre si e sabendo que em sistemas de confinamento os peixes no tem condies de buscar locais com melhor qualidade de gua (ONO, 1998), torna-se de fundamental importncia o estudo dos fatores abiticos da gua para uma produo aqucola eficiente, pois estes constituem variveis que determinaro o bom desenvolvimento e sobrevivncia dos organismos. Tornando assim o presente estudo de fundamental importncia para o processo de desenvolvimento da atividade aquicola sustentvel no estado do Par. Assim, o presente estudo objetivou estudar os parmetros limnolgicos descrever e avaliar a dinmica e o metabolismo de trs sistemas de cultivo de peixe sujeitos a intensas perturbaes advindas da alimentao e da excreo dos peixes, do metabolismo do fitoplncton, do tempo de residncia e das condies climticas, entre outros fatores.

4

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL

Analisar os parmetros limnolgicos de trs pisciculturas no Municpio de Itaituba, verificando os fatores que influenciam na qualidade da gua, dentro do contexto curricular da carreira de Tcnico em Aquicultura do Instituto Federal de Educao, Cincia e Tecnologia do Par.

2.2 OBJETIVOS ESPECFICOS

- Aplicar as metodologias desenvolvidas no curso tcnico atravs dos estudos e formao profissional analisando o manejo tcnico-produtivo dos centros de cultivo de peixes no Municpio de Itaituba;

- Analisar os parmetros limnolgicos no cultivo de Tambaqui (Colossoma macropomum) em tanques-redes localizados na Ilha Bela, Rio Tapajs;

- Avaliar ndices abiticos e biticos em cultivos de Tilpia (Oreochromis sp.) na chcara de piscicultura do Sr. Paulo;

- Investigar o cultivo simultneo de Tambaqui (Colossoma macropomum) e Tilpia (Oreochromis sp.) em ecossistema aqutico natural (Igarap) e viveiro, utilizando avaliao de fatores biticos e abiticos.

5

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

3 MATERIAL E MTODOS

3.1 REA DE ESTUDO

3.1.1 Ilha bela

A Ilha Bela est localizada no Rio Tapajs no municpio de Itaituba, nas coordenadas geogrficas, S - 0418069 e W - 05600153. O cultivo neste local constitudo por seis tanques-rede (Figura 1) de pequeno volume (5 m) com

dimenses de 2,0 x 2,0 x 1,5 metros de comprimento, largura e profundidade, respectivamente, destinados produo de Tambaqui (Colossoma macropomum).

Figura 1: Tanques-rede localizados na Ilha Bela

6

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

3.1.2 Chcara de piscicultura do Sr. Paulo

A Chcara de piscicultura do Sr. Paulo (Figura 2) est localizada nas proximidades da rodovia transamaznica, km 3, no municpio de Itaituba. Esta chcara possui dois tanques de cultivo com dimenses de 5,0 x 4,0 x 2,0 metros de comprimento, largura e profundidade, respectivamente, destinados produo de Tilpia (Oreochromis sp.).

Figura 2: rea de Estudo

3.1.3 Fazenda Custdio

O estudo foi realizado na Fazenda Custdio localizado no municpio de Itaituba Par, nas coordenadas geogrficas, S - 0424030 e W - 05601656, constitudo por dois tanques de cultivo, destinados produo da espcie Tambaqui7

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

(Colossoma macropomum) e Tilpia (Oreochromis sp.) em ecossistema aqutico natural (Figura 3) e viveiro (Figura 4).

Figura 3: Ecossistema aqutico natural

Figura 4: Viveiro

8

MINISTRIO DA EDUCAO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIAS E TECNOLOGIA DO PAR FORMAO PROFISSIONAL TCNICA DE NVEL MDIO DISTANCIA ESCOLA TCNICA ABERTA DO BRASIL CURSO TCNICO EM AQUICULTURA

3.2 OBTENO DOS DADOS

As amostras de gua da profundidade foram coletadas com o auxlio da garrafa de Van dorn, as medidas de temperatura foram obtidas atravs de um termmetro (EQUITHERM) e a transparncia foi determinada utilizando-se um disco de Secchi. A condutividade eltrica foi medida com um Condutivmetro (TECNOPON - MCA150) e para determinar o grau de medida da turvao dos viveiros utilizou-se o Turbidmetro (HANNA HI98703). Com o auxlio do GPS (Garmin E-Trex Legend HCX) foi possvel identificar as coordenadas geogrficas do local onde ocorreu a coleta dos dados. Na Ilha Bela, as coletas dos dados foram realizadas no dia 28 de maio de 2011. Para verificar os parmetros limnolgicos da gua, foram realizadas amostragens durante um perodo de 8 horas, com um intervalo de 3 horas entre os procedimentos, totalizando trs horrios diferentes, sendo s 11:40 h, 14:40 h e 17:40 h. Para o levantamento dos dados limnolgicos, estabeleceram-se trs estaes de amostragem, de modo que toda a rea dos tanques-rede fosse abrangida. Na chcara do Sr. Paulo, os dados foram coletados no dia 29 de maio de 2011. Para verificar os parmetros limnolgicos da gua, foi feita uma amostragem durante um perodo de 3 horas, sem intervalo dos procedimentos, totalizando em apenas um horrio, sendo s 09:00 h. Para o levantamento dos dados limnolgicos da gua, estabeleceram-se uma estao de amostragem sendo de dois tanques diferentes. Na fazenda Custdio, realizou-se a coleta dos dados no dia 25 e 26 de junho de 2011. Para verificar os parmetros limnolgicos da gua, for