reinserÇÃo social .região sudeste – titular elder cássio de souza oliva região sudeste

Download REINSERÇÃO SOCIAL .Região Sudeste – Titular Elder Cássio de Souza Oliva Região Sudeste

Post on 14-Jan-2019

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Reinsero Social: O Direito de Recomear 1Projeto financiado

pela Unio EuropeiaProjeto executado

pela CNM

REINSERO SOCIAL

O Direito de Recomear

Reinsero Social: O Direito de Recomear 2

www.reinserir.cnm.org.br

O Direito de Recomear

RealizaoConfederao Nacional de Municpios CNM

ApoioDelegao da Unio Europeia no Brasil

Presidente da CNMPaulo Ziulkoski

Diretor-ExecutivoGustavo Cezrio

Coordenao do ProjetoEduardo StranzRosngela da Silva Ribeiro

2017. Todos os direitor reservados Confederao Nacional de Municpios - CNM

Esta publicao uma realizao da CNM com o apoio da Delegao da Unio Europeia no Brasil. O contedo desta obra de responsabilidade nica da CNM e no reflete necessariamente a viso da Unio Europeia.

Esta obra disponibilizada nos termos da Licena Creative Commons: Atribuio - Uso no comercial - Compartilhamento pela mesma licena 4.0 Internacional. permitida a reproduo parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte. A reproduo no autorizada para fins comerciais constitui violao dos direitos autorais, conforme a Lei 9.610/1998.

As publicaes da Confederao Nacional de Municpios - CNM podem ser acessadas na ntegra, na biblioteca online do Portal CNM: www.cnm.org.br

Assistentes de ProjetoJanayne Braga BarrensePoliana Dantas da Nbrega

Assessoria InternacionalTatiane de Jesus

Elaborao Mariana Boff BarretoRosngela da Silva Ribeiro

Reviso de TextoKeila Mariana de A. O. Pacheco

Projeto Grfico e DiagramaoSarah Buogo

Ficha Catalogrfica

SGAN 601 Mdulo N - Asa Norte - Braslia/DF - CEP 70830-010(61) 2101-6000 - Fax: (61) 2101-6008

atendimento@cnm.org.br | www.cnm.org.br

Confederao Nacional de Municpios CNM Reinsero social: o direito de recomear Braslia: CNM, 2017.

[ 36 p.]ISBN 978-85-8418-073-8

Palavras-chave: 1. Reinsero social. 2. Uso de drogas. 3. Grupos de ajuda mtua.

DIRETORIA CNM 2015-2018

Presidente Paulo Roberto Ziulkoski

1 Vice-Presidente Glademir Aroldi

1 Secretrio Eduardo Gonalves Tabosa Jnior

2 Secretrio Marcelo Beltro Siqueira

1 Tesoureiro Hugo Lembeck

2 Tesoureiro Valdecir Luiz Colle

Conselho Fiscal Titular Mrio Alves da Costa

Conselho Fiscal Titular Expedito Jos do Nascimento

Conselho Fiscal Titular Dalton Perim

Conselho Fiscal 2 Suplente Cleudes Bernardes da Costa

Conselho Fiscal 3 Suplente Djalma Carneiro Rios

Regio Sul Titular Seger Luiz Menegaz

Regio Sudeste Titular Elder Cssio de Souza Oliva

Regio Sudeste Suplente Jurandir Barbosa de Morais

Regio Nordeste Titular Maria Quitria Mendes de Jesus

Regio Nordeste Suplente Gilliano Fred Nascimento Cutrim

Regio Centro-Oeste Titular Divino Alexandre da Silva

Reinsero Social: O Direito de Recomear 6

CARTA DO PRESIDENTE ................................................................................7

INTRODUO ..................................................................................................9

CAPTULO 1: REINSERO SOCIAL .........................................................11

Conceitos e Concepes .........................................................................12

Projeto de Vida .........................................................................................13

CAPTULO 2: INSTITUIES DE APOIO ....................................................19

Alcolicos Annimos ..............................................................................20

Narcticos Annimos ..............................................................................22

Amor-Exigente ..........................................................................................23

Programa de Recomeo ...........................................................................25

Rotary Club ...............................................................................................26

CAPTULO 3: AES INTERSETORIAIS DE REINSERO SOCIAL ........28

Rede Acolhe ..............................................................................................28

Viva Jovem ................................................................................................31

CONCLUSO .................................................................................................33

BIBLIOGRAFIA ...............................................................................................34

SUMRIO

Reinsero Social: O Direito de Recomear 7

CARTA DO PRESIDENTE

A questo do uso do crack e de outras drogas, realidade que vem afetando todos os segmentos da sociedade e que traz uma larga variedade de consequncias negativas, se apresenta como mais um desafio para a gesto municipal.

Estratgias especficas esto sendo desenvolvidas pelos gestores municipais. Em sua maioria, elas contam com recursos prprios os quais tm se mostrado insuficiente para atender a uma situao crescente. Diante desses fatos, a Confederao Nacional de Municpios (CNM), em parceria com a Unio Europeia, comeou a desenvolver uma iniciativa extremamente significativa no Brasil: trabalhar a intersetorialidade para a reinsero social dos dependentes qumicos.

O Projeto Reinserir Integrao Local para a Reinsero Social do Usurio de Drogas visa estruturao de aes que facilitem um dilogo entre as autoridades lo-cais e a sociedade civil, contribuindo para a preveno ao uso de drogas e a reinsero socioeconmica de dependentes qumicos em situao de vulnerabilidade e risco social.

Os Municpios da 4 Regio Geoadministrativa do Estado da Paraba aceitaram o desafio de trabalhar essa temtica juntamente com a CNM. Nossa expectativa de que o trabalho em conjunto nos permita alcanar resultados positivos diante desse problema que tanto preocupa nossa sociedade.

Paulo ZiulkoskiPresidente da CNM

Reinsero Social: O Direito de Recomear 9

Dando segmento ao processo de construo do material de apoio, o Projeto Rein-serir busca, em seu segundo ano de execuo, fortalecer o debate a respeito da reinsero social, fator fundamental para recuperao do dependente qumico, a reconstruo e o resgate de sua cidadania.

Nesse sentido, apresentar a voc ideias iniciais, como conceitos sobre a reinser-o social, pontuando a importncia da famlia, as demais relaes e instituies sociais na construo de um novo projeto de vida para o usurio.

Qualquer relao social sempre muito dinmica, e, em se tratando da depen-dncia qumica, a abordagem deve ser biopsicossocial, sendo assim, este material, longe de ser um parmetro, busca pontuar tambm o papel estratgico dos grupos de ajuda mtua no tratamento de pessoas dependentes de drogas.

O que o Projeto Reinserir prope intensificar e fortalecer o que os pequenos Municpios podem ofertar no processo de acolhimento, cuidado e reinsero social de dependentes qumicos, desse modo, precisamos conhecer o mximo de possibilidades possveis para garantir a concretizao desta proposta e o acesso a direitos.

Desse modo, este material busca apresentar possibilidades que se complementam, onde primeiro necessrio compreender do que se trata a reinsero social, onde ela se inicia na vida do usurio de drogas, quais as instituies que podem apoi-lo, e projetos que os Municpios podem desenvolver para dar uma nova vida a esse processo.

Esperamos que o tema no se esgote, que seja apenas um comeo, que possa ul-trapassar limites e superar expectativas, e, assim, como o prprio carter da reinsero social, se reconstruir!

Bom trabalho!

INTRODUO

Reinsero Social: O Direito de Recomear 10

Reinsero Social: O Direito de Recomear 11

Esta cartilha prope uma reflexo em torno do conceito de reinsero social de in-divduos que se tornaram dependentes de entorpecentes, com o objetivo de oferecer uma contribuio na construo de polticas pblicas sobre drogas, capazes de fazer frente a este importante problema de sade pblica, to comum aos Municpios brasileiros.

Para entendermos o processo de reinsero social ou reintegrao, necessrio pen-sarmos tambm no conceito de excluso, definido pelo dicionrio como o ato pelo qual algum privado ou excludo de determinadas funes (AURLIO, 1986).

A falta de acesso aos sistemas/relaes sociais bsicos como trabalho, famlia, sade e moradia implica na dinmica da excluso social. O divisor de guas para a excluso delimitado pelo incio dos problemas sociais.

Deste modo, a reinsero social tem o carter de reconstruo, e, em relao ao uso de drogas, o seu obje-tivo capacitar os usurios para que exeram seu direito cidadania.

Assim, neste primeiro captu-lo, apresentaremos uma ideia inicial a respeito do processo de reinsero social, levando em considerao os aspectos familiares, comunitrios, profissionais e a construo de um novo projeto de vida.

preciso redescobrir o sentido da vida!

CAPTULO 1Reinsero Social

Reinsero Social: O Direito de Recomear 12

Conceitos e Concepes

Algumas tcnicas para a preveno ao uso de drogas, e preveno s recadas, tm tido sucesso entre os profissionais que optaram por se dedicar temtica, mas a reinsero social se apresenta como seu maior desafio, de repente pela complexidade do tema, seu carter multidisciplinar, a necessidade de um trabalho continuado, envolven-do diversos atores, pois se relaciona ao resgate de uma rede social, por vezes, inexistente ou comprometida.

Todo processo de reinsero comea com uma avaliao social, ou seja, o mo-mento em que o profissional mapeia os pontos significativos da vida do usurio e os fa-tores de risco e proteo. Isso dar subsdio para a reconstruo do seu Pro