registo por depÓsito e registo por transcriÇÃo

Download REGISTO POR DEPÓSITO E REGISTO POR TRANSCRIÇÃO

Post on 07-Jul-2015

1.449 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Mestrado em SolicitadoriaDIREITO REGISTAL Docente Dr. J. De Seabra Lopes

Registo por Depsito E Registo por TranscrioAno lectivo 2010/2011 6 De Junho de 2011

Discente Ana Martinho 20100084

ndice de Abreviaturas

ACE AEIE BRN CF. DL CT CRCOM CRCIVIL CRPREDIAL CIRS CIVA CSC DGRN EPE EIRL FCPC IRN IES PORT. RNPC RRNPC RRCOM RERN

AGRUPAMENTO COMPLEMENTAR DE EMPRESAS AGRUPAMENTO EUROPEU DE INTERESSE ECONMICO BOLETIM DOS REGISTOS E DO NOTARIADO CONFORMEDECRETO-LEI

CONSELHO TCNICO CDIGO DO REGISTO COMERCIAL CDIGO DO REGISTO CIVIL CDIGO DO REGISTO PREDIAL CDIGO DO IMPOSTO SOBRE PESSOAS SINGULARES CDIGO DO IMPOSTO SOBRE VALOR ACRESCENTADO CDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS DIRECO GERAL DOS REGISTOS E DO NOTARIADO ENTIDADES PBLICAS EMPRESARIAIS ESTABELECIMENTO INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA FICHEIRO CENTRAL DE PESSOAS COLECTIVAS INSTITUTO DOS REGISTOS E DO NOTARIADO INFORMAO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA PORTARIA REGISTO NACIONAL DE PESSOAS COLECTIVAS REGULAMENTO DO REGISTO NACIONAL DE PESSOAS COLECTIVAS REGULAMENTO DO REGISTO COMERCIAL REGULAMENTO EMOLUMENTAR DOS REGISTOS E DO NOTARIADO

1

ndicendice de Abreviaturas ................................................................................................... 1 1. 2. 3. Introduo .................................................................................................................. 4 Enquadramento Legal ............................................................................................. 5 Fins do Registo Comercial ...................................................................................... 6

3.1. Princpios orientadores do Registo Comercial ...................................................... 6 3.1.1. 3.1.2. 3.1.3. 3.1.4. 3.1.5. 3.1.6. 3.1.7. Princpio da Instncia ...................................................................................... 6 Princpio da Tipicidade ou numerus clausus.................................................. 7 Princpio da Presuno da Verdade Registal ................................................. 7 Princpio da Publicidade .................................................................................. 8 Princpio da Legalidade ou da Qualificao .................................................. 8 Princpio da Prioridade .................................................................................... 9 Princpio do Trato Sucessivo ......................................................................... 10

3.2. Actos de registo ...................................................................................................... 10 4. Registo por depsito e registo por transcrio Distino ................................ 10

4.1. Prazo de Feitura e Data do Registo ...................................................................... 12 4.2. Da competncia para Efectuar o Registo ............................................................. 13 4.3. Causas de Rejeio do Pedido de Registo por Depsito e por Transcrio ...... 14 4.4. Do cumprimento das obrigaes fiscais ............................................................... 14 5. Factos sujeitos a registo por depsito Enumerao ......................................... 15

5.1. Menes do registo por depsito........................................................................... 18 5.2. Registo da Prestao de Contas ............................................................................ 18 6. 7. Factos registados por transcrio Enumerao ............................................... 19 Processo de registo por depsito ........................................................................... 24

7.1. Rejeio do Pedido ................................................................................................. 25 8. Processo de Registo por Transcrio ................................................................... 26

8.1. Apresentao pessoal ............................................................................................. 27 8.2. Apresentao pelo correio ..................................................................................... 27 8.3. Apresentao por via electrnica ......................................................................... 28 8.4. Da recusa, provisoriedade e desistncia ............................................................... 29 9. I. I. Documentos a apresentar para o registo por transcrio .................................. 30 EIRL DL 248/86, de 25 de Agosto ..................................................................... 31 Sociedades Comerciais ............................................................................................ 322

II. Sociedade Unipessoal por Quotas ............................................................................ 33 10. Concluso ................................................................................................................ 34 Bibliografia .................................................................................................................... 36

3

1. IntroduoO presente trabalho subordinado ao tema REGISTO POR DEPSITO E REGISTO POR TRANSCRIO, que v o seu regime jurdico estabelecido no DL n. 403/86, de 3 de Dezembro, e regulamentado pela Portaria n. 657-A/2006, de 29 de Junho, a que corresponde o Regulamento do Registo Comercial (RRCom). Em cumprimento dos objectos do tema referido, do qual pretendo fazer uma abordagem um tanto ou quanto exaustiva como o regime jurdico que trata desta matria mais de ndole informativa quanto aos aspectos e questes que se levantam em torno das formas de registo enunciadas. Como forma de enquadramento, farei uma breve abordagem dos fins do registo comercial e dos seus princpios orientadores. Estes ltimos, analisados na ptica do registo por depsito e por transcrio e na parte em que lhes so aplicveis. J no mbito do registo por depsito e por transcrio, para alm da distino entre uma e outra forma de registo, farei referncia ao prazo a respeitar na feitura dos mesmos; quem tem competncia para efectuar o seu registo; quais as causas de rejeio e da apresentao ou do pedido de registo e, necessria correspondncia com os princpios basilares do registo comercial. Da mesma forma, breve referncia ao registo da prestao de contas, mais comummente designada por Informao Empresarial Simplificada (IES), desde a entrada em vigor do Decreto-Lei 8/2007, de 3 de Janeiro. Por fim, a tramitao do processo de registo por depsito e por transcrio, referindo: as diferentes formas de apresentao que consubstanciam o princpio da instncia; os incidentes decorrentes do pedido de registo, como so a recusa, a provisoriedade e a desistncia do pedido e, finalmente, quais os documentos que serve de base ao pedido de registo por transcrio.

4

2. Enquadramento LegalO registo comercial actualmente regulado pelo Cdigo do Registo Comercial e pelo Regulamento do Registo Comercial. O Cdigo do Registo Comercial foi aprovado pelo DL 403/86, 3/12, rectificado por Declarao de Rectificao de 31/01/1987, tendo vindo a ser sucessivamente alterado, quase anualmente desde 1988 at 2005. De realar as alteraes introduzidas no ano de 2006: Lei n.. 52/2006, 15 de Maro e o DL 76A/2006, 29 de Maro. Em 2007, entraram em vigor os Decretos-Lei n.s 8/2007, 17 de Janeiro e 318/2007, 26 de Setembro. E mais recentemente alterado pelos Decretos-Lei n.s 34/2008, 26 de Fevereiro, 116/2008, 4 de Julho, (Declarao de Rectificao n. 46/2008, 25 de Agosto), pela Lei n. 73/2008, 16 de Abril, DL 247-B/2008, 30 de Dezembro, Lei n. 19/2009, 12 de Maio, DL 122/2009, 21 de Maio, DL 185/2009, 12 de Agosto, DL 292/2009, 13 de Outubro. O DL 125/2006, 29 de Junho alterado pelo DL 318/2007, 26 de Setembro no alterou qualquer disposio do CRCom, mas instituiu o regime especial de constituio on-line de sociedades. Tambm a Portaria n. 1416-A/2006, de 19 de Dezembro alterada pela Port. 562/2007, 30 de Abril, vem regular a promoo on-line de actos de registo comercial e criou a certido permanente. O Regulamento do Registo Comercial foi aprovado pela Port. 657-A/2006, 29 de Junho, posteriormente alterada pelas Port. 1416-A/2006, de 19 de Dezembro, 562/2007, de 30 de Abril, 234/2008, de 12 de Maro e 4/2009, de 2 de Janeiro. E, naquilo em que o Cdigo de Registo Comercial e respectiva regulamentao for omisso, so subsidiariamente aplicveis as normas do Cdigo do Registo Predial.

5

3. Fins do Registo ComercialO registo comercial visa publicitar a situao dos comerciantes, sociedades comerciais e demais entidades a ele sujeitas, tendo em vista a segurana do comrcio jurdico. Trata-se de uma publicidade registal, dado que no se limita a tornar pblico o facto que registado ou dele dar notcia, mas dele decorrem indissoluvelmente os efeitos legalmente previstos.1

3.1. Princpios orientadores do Registo Comercial 3.1.1. Princpio da InstnciaEst previsto no art. 28., do CRCom, traduzindo-se no facto de o registo ser efectuado a pedido dos interessados, salvo a situaes de oficiosidade previstas na lei, como so as situaes previstas nos art.s 65., n. 4, e art. 71., n. 1, do CRCom, relativas ao prazo especial de vigncia das inscries provisrias por natureza e publicitao dos actos de registo. O pedido de registo pode ser efectuado de forma verbal ou escrita, nos termos do disposto nos n.s 1 e 2, do art. 4., do RRCom. O pedido formulado verbalmente quando efectuado presencialmente por pessoa com legitimidade para o efeito, sendo nos restantes casos, o pedido efectuado de forma escrita, em impresso de modelo aprovado pelo IRN, ou, promovido online, nos termos da Port. 1416-A/2006, de 19 de Dezembro, alterada pela Port. 562/2007, de 30 de Abril. Os modelos de pedido de registo actualmente em uso so: Modelo 1 requerimento para registo por transcrio Modelo 2 requerimento para registo por depsito (excepto registos de factos respeitantes a