registo ed120

Download Registo ED120

Post on 23-Mar-2016

220 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Registo ED120

TRANSCRIPT

  • 1

    Livro de Jos Lus Peixoto tem lanamento original

    21

    www.registo.com.pt

    SEMANRIO Director Nuno Pitti | 16 de Setembro de 2010 | ed. 120 |0.50 euros

    PUB

    Capital do megalitismo

    Freguesia de Guadalupe

    14

    Emergncia social tem que ser prioridade

    Cavaco Silva em Alccer

    9

    3

    Avis

    Feira Francacomea amanh

    vora

    Dia sem carros

    9

    Montemor

    Ministra da Sadeinaugura cuidados paliativos

    15

    vora

    Cmara isenta Embraer de taxas

    3

    50 anos depois de restauro do Convento

    Cartuxa quebra votos de silncio

    Pela segunda vez em qua-tro sculos de existncia, o Mosteiro da Cartuxa abriu as suas portas aos visitan-tes, para assinalar o cin-quentenrio das obras de restauro, empreendidas por Eugnio de Almeida. O REGISTO aproveitou essa ocasio nica para

    percorrer os claustros e ce-las onde os monges vivem uma existncia contem-plativa inspirada pelos princpios estabelecidos h mil anos pelo fundador da Ordem Cartusiana: sacrif-cio, orao e entrega total a Deus.

    Mesmo sem pagamento da dvida,

    Juventude mantm actividades

    JSC emite novo comunicadoe recua nas ameaas

    16 Quinta-feira 10H30 | SOIR - Joaquim Antnio DAguiarA guaPelo Grupo de Teatro Veto 22H00 | Ptio do INATEL Se o mundo fosse bom o dono morava nelePelo Cendrev

    17 Sexta-feira 22H00 | neste Pas - Associao CulturalAmores e Humores da BonecadaPelo TRUL - Investigao de Formas Animadas

    18 Sbado 18H00 - SOIR - Joaquim Antnio DAguiarEl da menos pensadoPelo La Burla - Teatro (Espanha) 22H00 | Largo do Cho das CovasMdico ForaPelo Ultimacto! Grupo de Teatro Cem Soldos

    19 Domingo 22H00 | Praa do GiraldoTHATRONPelo Grupo Artelier?

    5

    17

    12/13

  • 2 16 Setembro 10

    A abrir

    Efemride

    A campanha Na Cidade sem o meu Carro! teve incio em Frana, em 1998. A Comisso Europeia passou a adopt-la a partir de 2000, atravs da criao do Dia Europeu sem Carros dia 22 de Setembro com o objectivo de apoiar o desenvolvimento de cidades limpas, onde os transportes pblicos satisfaam as necessidades individu-ais dos cidados.

    Boicote Encarnado.

    Neste jornal alguns textos so escritos segundo o Novo Acordo Ortogrfico e outros no. Durante algum tempo esta situao ir manter-se e as duas formas de escrita vo coexistir. Tudo faremos, no entanto, para que no mais curto espao de tempo se tenda para uma harmonizao das formas de escrever no Registo, respeitando as regras do Novo Acordo

    A abertura do novo ano lectivo correu, em geral, no Alentejo, de forma calma e no atribulada, tirando o caso de Santana do Campo, em Arraiolos, em que os pais dos oito alunos contestaram e resistiram ao fecho da escola da aldeia e sua transferncia para Arraiolos. A Cmara mantm a sua posio de que este fecho contrrio aos interesses das popu-laes, mas a verdade que desde ontem os oito alunos j esto a ir escola de Arroiolos, em trans-porte fornecido pela Direco Re-gional de Educao do Alentejo. Este um tema que tratamos nesta edio do REGISTO, em que um outro destaque se prende com o evidente recuo do Juventude. Em comunicado esta prestimada agremiao eborense revela que, apesar da Cmara ainda no ter pago as verbas protocoladas com o Clube relativas a 2009, e apesar da ameaa feita de suspender as actividades, aps auscultaes aos diversos sectores do Juven-tude foi decidido manter todas as actividades em funcionamento. O REGISTO falou com o presidente do Juventude e traz, nesta edio, o contedo das preocupaes de Amadeu Martinho.Relevantes so tambm as pala-vras de Cavaco Silva. O presidente da Repblica esteve em Alccer do Sal e considerou que, face situao econmica e social do

    pas, pode faltar dinheiro para tudo, mas no para os casos de emergn-cia social que disse tero que ser uma prioridade.Na contagem dos dias, o realce vai tambm para as inmeras festas que se anunciam por toda a regio: de Avis a Viana do Alentejo, de Por-tel a Alvalade-Sado, de Beja (com as excelentes Palavras Andarilhas) a vora, ainda com o Festival de Teatro de Amadores. Mas se os dias so feitos de festa, rudo, mensagens sonoras e visuais para todos ns, s vezes duma for-ma excessiva, existem seres huma-nos, mesmo ao nosso lado, que fa-zem da contemplao e do silncio o seu ofcio dirio. So os monges cartuxos contam-se pelos dedos das mos que habitam o Conven-to da Cartuxa, em vora. Isolados, vivem o voto de silncio que to-dos juraram. Mas esta semana, coi-sa rara, o silncio foi quebrado e o Convento invadido por centenas de pessoas que, a convite da Funda-o Eugnio de Almeida, quiseram assinalar os 50 anos das obras de restauro do Convento, o que permi-tiu o regresso dos monges quele es-pao. O REGISTO esteve nesta visita e os reprteres Jos Pinto de S e Lus Pardal testemunharam o que viram e sentiram numa viagem in-dita pelo tempo e por um espao que poucos conhecem: o Convento da Cartuxa, bem junto cidade de vora, onde o rudo e o bru-bru das verdades efmeras no che-gam, nem to pouco as pequenas guerras muitas delas insignifi-cantes , em que todos ns nos vamos devorando, ao longo dessa vereda a que muitos chamam vida.

    Crnica Editorial

    Intensidez fechou e no deve reabrir

    Confirma-se que o Bibliocaf eborense Intensidez que, em ape-nas dois anos, mudou o rosto da oferta cultural na cidade, trazendo ao meio eborense um nvel de qualidade nada vulgar, j no vai reabrir. Os seus proprietrios j esto a trabalhar em Moambique, embora procurem ainda uma solu-o para este espao. O que parece estar a ser difcil, pois os encargos so elevados. Fica no entanto a memria de uma actividade cul-tural que, por certo, poder servir de referncia a outros projectos da mesma ndole. E o Intensidez vai permanecer muito tempo como um patamar de qualidade, a todos os nveis, e um marco na expresso

    das diversas pluralidades, sejam de opinio, sejam de gneros artsticos e culturais, pouco habituais em cidades do interior.

    Santo Anto ou Coreia do Norte?

    Em Maio, quando comemos a enviar um pequeno questionrio aos presidentes de todas as juntas de freguesia do concelho de vora, a nica motivao que nos moveu foi a vontade de dar a conhecer a rea-lidade vivida naquelas autarquias, com os respectivos anseios e projec-tos. De ento para c, j recebemos e publicmos as respostas de doze dos dezanove presidentes de junta. Independentemente da sua filia-o poltica ou da centralidade das respectivas freguesias, a todos foi enviado o mesmo conjunto de per-guntas e a todos concedemos igual destaque. Se alguns ocupam duas pginas do jornal e outros apenas uma, isso deve-se exclusivamente

    extenso das respostas recebidas, deixada ao critrio dos eleitos. At data, a nossa iniciativa sempre tinha merecido a melhor ateno de todos os presidentes de junta. Por isso, foi com espanto que recebemos a lacnica resposta de Antnio Jos Ventura Ramos, presidente da Junta de Freguesia de Santo Anto: Em resposta ao vosso pedido, informo V Exa. de que no estou interessado em responder. Assim mesmo, sem qualquer explicao complementar. Ficmos assim a saber que o senhor presidente no est interessado em falar da realidade da freguesia, ou que simplesmente, no tem nada a dizer, ou que acha que no tem satisfaes a dar ao resto do mundo. moda da Coreia do Norte.

    E na CCDRA? O actual presidente da CCRDA pare-ce tambm andar meio-clandestino. Joo Cordovil tem primado pela

    mais absoluta discrio, quase no se dando pela sua existncia. Talvez seja uma caracterstica da sua perso-nalidade ou, ento, tctica poltica: quanto menos falarem de mim, mais sossegado estarei.O REGISTO h dois meses que pediu uma entrevista ao presidente da CCRDA, via assessor de imprensa, atravs de mail. At hoje no houve nenhuma resposta. Nos dias a se-guir, o REGISTO tentou contactar o dito assessor: nunca atendeu o tele-fone. Houve quem aventasse a pos-sibilidade de estar de frias (apesar da combinao feita com o jornal de que seria dada uma resposta breve).Passados dois meses apetece per-guntar: na CCDRA continuaro de frias ou tambm acham que no tm nada a dizer s perguntas que lhes temos para colocar?

    40 graus Sombra

    Dia Europeu Sem Carros 22 Setembro

    ww

    w.e

    gois

    thed

    onis

    m.w

    ordp

    ress

    .com

    Ped

    ro H

    enriq

    ues

    Car

    toon

    ista

    Carlos Jlio

  • 3

    Destaque

    Na ltima reunio da C-mara de vora, realizada a 8 de Setembro, foi apro-vada por unanimidade a iseno de taxas urbans-ticas aplicveis no mbito das operaes urbansticas a levar a efeito pelas em-presas Embraer Portugal Estruturas Metlicas S.A. e Embraer Portugal Es-truturas em Compsito, S. A., no Parque de Indstria Aeronutica de vora.

    Segundo informao do Vice-Presidente da Cmara o valor total das isenes ser apro-ximadamente de 65.000,00 , esclarece uma nota assinada pelos vereadores da CDU, que afirmam ter votado favoravel-mente, tendo em conta o inte-resse municipal do projecto de investimento, no seguimento da deliberao da Assembleia Municipal de 21 de Agosto de 2008.Segundo uma nota de im-prensa da autarquia, onde se d conta das decises da reunio no perodo antes da ordem do dia o Presidente da Cmara Mu-nicipal de vora, Jos Ernesto d Oliveira, informou sobre o incio dos trabalhos de preparao do Oramento para 2011 e anun-ciou que na prxima reunio pblica de Cmara apresentar a todos os vereadores as bases pro-gramticas e financeiras em que o mesmo se ir fundamentar.Abordou tambm a situao dos encargos assumidos e ainda no realizados com os agentes so-ciais, culturais e desportivos do Concelho referentes a 2009, ga-rantindo que os mesmos sero pagos pelo Municpio quando as condies de tesouraria mu-nicipal o permitam, data essa que no consegue estimar.O Vereador Eduardo Luciano (CDU) sugeriu um plano de pa-gamento faseado, tendo o Pre-sidente reafirmado a su