regimento interno do conselho regional de medicina do ... ?· regimento interno do conselho...

Download Regimento Interno do Conselho Regional de Medicina do ... ?· Regimento Interno do Conselho Regional…

Post on 24-Jan-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato Barra, Cep: 40140-460, Salvador BA

Tel.: 71 3339-2800 cremeb@cremeb.org.br | www.cremeb.org.br

Regimento Interno do

Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Extrato publicado no DOU de 05 de abril de 2018, Seo III, p. 200.)

CAPTULO I

Da Natureza, Competncia, Sede e Finalidades.

Art. 1 O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia CREMEB, com sede na cidade de

Salvador, Estado da Bahia, Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato (Barra) e jurisdio em todo o

territrio estadual, conforme a Lei n 3.268, de 30 de setembro de 1957, regulamentada pelo Decreto

n 44.045, de 19 de agosto de 1958, a Lei n 11.000, de 15 de dezembro de 2004, e o Decreto n 6.821,

de 14 de abril de 2009, dotado de personalidade jurdica de direito pblico, com autonomia

administrativa e financeira, sem qualquer vnculo funcional ou hierrquico com os rgos da

Administrao Pblica.

1 Os mdicos s podero exercer legalmente a Medicina no Estado da Bahia, aps inscrio no

CREMEB, salvo a hiptese do 1 do art. 18 da Lei 3268/57.

2 Para seu funcionamento regular, as empresas, instituies, entidades ou estabelecimentos

prestadores e/ou intermediadores (seguradoras e operadoras de planos de sade) de assistncia

mdica com personalidade jurdica de direito privado, devero ser registrados no CREMEB,

obedecendo s Leis n 6.839\1980 e Lei n 9.656\1998 e s normas emanadas do CFM (Resoluo

CFM n 1.980\2011).

3 obrigatria a inscrio nos Conselhos Regionais de Medicina da empresa, instituio, entidade

ou estabelecimento prestador e/ou intermediador da assistncia mdica, com personalidade jurdica

que atuarem no Estado da Bahia, sendo esta efetuada mediante registro, na forma da Lei n 6839/80,

obedecendo s normas emanadas do CFM e do CREMEB.

4 Os estabelecimentos hospitalares e de assistncia sade, mantidos pela Unio, Estados

membros, municpios, bem como autarquias e fundaes pblicas devero se cadastrar no CREMEB,

obedecendo normas emanadas do CFM.

5 A sigla CREMEB, com registro n 831111518 no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI)

privativa do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia, devendo ser usada na divulgao

feita por mdicos e instituies jurisdicionados para mencionar seu nmero de inscrio.

2

Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato Barra, Cep: 40140-460, Salvador BA

Tel.: 71 3339-2800 cremeb@cremeb.org.br | www.cremeb.org.br

CAPTULO II

Das atribuies

Art. 2 Ao Conselho Regional de Medicina compete:

a) deliberar sobre a inscrio e cancelamento no quadro do Conselho;

b) manter um registro dos mdicos, legalmente habilitados, com exerccio na respectiva Regio;

c) fiscalizar o exerccio da profisso de mdico;

d) conhecer, apreciar e decidir os assuntos atinentes tica profissional, impondo as penalidades que

couberem;

e) elaborar a proposta do seu regimento interno, submetendo-a aprovao do Conselho Federal;

f) expedir carteira profissional;

g) velar pela conservao da honra e da independncia do Conselho, livre exerccio legal dos direitos

dos mdicos;

h) promover, por todos os meios e o seu alcance, o perfeito desempenho tcnico e moral da medicina

e o prestgio e bom conceito da medicina, da profisso e dos que a exeram;

i) publicar relatrios anuais de seus trabalhos e a relao dos profissionais registrados;

j) exercer os atos de jurisdio que por lei lhes sejam cometidos;

k) representar ao Conselho Federal de Medicina Area sobre providncias necessrias para a

regularidade dos servios e da fiscalizao do exerccio da profisso.

3

Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato Barra, Cep: 40140-460, Salvador BA

Tel.: 71 3339-2800 cremeb@cremeb.org.br | www.cremeb.org.br

CAPTULO III

Da Estrutura

Seo I

Dos rgos

Art. 3 So rgos do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia - CREMEB:

I - Assembleia Geral;

II - Conselho Plenrio;

III - Diretoria;

IV - Tribunal de tica Mdica, composto de:

V - Plenrio;

VI - Cmaras;

VII - Corregedoria;

VIII - Departamento de Fiscalizao;

IX - Comisses Permanentes;

X - Comisses Especiais;

XI - Cmaras Tcnicas;

XII - Delegacias;

XIII - Comisses de tica Mdica em Unidades de Sade.

4

Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato Barra, Cep: 40140-460, Salvador BA

Tel.: 71 3339-2800 cremeb@cremeb.org.br | www.cremeb.org.br

Seo II

Da Assembleia Geral

Art. 4 Constituem a assembleia geral de cada Conselho Regional os mdicos inscritos, que se achem

no pleno gozo de seus direitos e tenham a a sede principal de sua atividade profissional.

Pargrafo nico. A assembleia geral ser dirigida pelo presidente e os secretrios do Conselho

Regional respectivo.

Art. 5 Assembleia Geral compete:

I - ouvir a leitura e discutir o relatrio e contas da diretoria. Para esse fim se reunir, ao menos uma vez

por ano, sendo, nos anos em que se tenha de realizar a eleio do Conselho Regional, de 30 (trinta) a

45(quarenta e cinco) dias antes da data fixada para essa eleio;

lI - autorizar a alienao de imveis do patrimnio do Conselho;

III - fixar ou alterar as de contribuies cobradas pelo Conselho pelos servios praticados;

IV - deliberar sobre as questes ou consultas submetidas sua deciso pelo Conselho ou pela Diretoria;

V - eleger um delegado e um suplente para eleio dos membros e suplentes do Conselho Federal.

Seo III

Do Conselho Plenrio

Art. 6 O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia contar com 21 (vinte e um) conselheiros

efetivos e igual nmero de suplentes, em conformidade com a Lei 3268/57;

1 Os mandatos dos membros do CREMEB tero a durao de 5 (cinco) anos, com trmino do

mandato sempre no dia 1 de outubro de cada quinqunio, sendo permitida a reeleio;

2 O tempo de mandato para exerccio das funes de Presidente, Vice-Presidente, 1 Secretrio,

2 Secretrio, Tesoureiro, Corregedor, Vice Corregedor, 2 Vice Corregedor, Diretor e Vice-Diretor do

DEFIC sero iguais metade do mandato dos membros do Plenrio, sendo permitida apenas uma vez,

reeleio para o mesmo cargo.

5

Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato Barra, Cep: 40140-460, Salvador BA

Tel.: 71 3339-2800 cremeb@cremeb.org.br | www.cremeb.org.br

Art. 7 Os Conselheiros suplentes podero ser convocados para exercer atribuies de conselheiros

efetivos, respeitado o qurum de 21 membros para as decises plenrias.

Pargrafo nico. Os Conselheiros que excederem o nmero de 21 conselheiros em plenrio podero

permanecer na condio de observadores.

Sesso IV

Das Reunies Plenrias

Art. 8 O CREMEB realizar reunies plenrias ordinrias mensais, por convocao do presidente,

cujas datas sero previamente divulgadas.

Art. 9 O CREMEB poder reunir-se, extraordinariamente, por convocao do presidente, com objetivo

expresso e antecedncia de pelo menos trs dias.

Pargrafo nico. Sempre que, no mnimo, 14 conselheiros efetivos solicitarem uma reunio no

previamente agendada, o presidente convocar sesso extraordinria a realizar-se no prazo de 3 a 7

dias a partir da data do recebimento do pedido.

Art. 10. O CREMEB funcionar com a maioria absoluta de seus membros efetivos e deliberar com a

maioria dos presentes, salvo os casos previstos nos artigos 15, 21 e 71 deste Regimento, que exigem

a deliberao por dois teros dos presentes.

Art. 11. As sesses administrativas sero privativas, podendo tornar-se pblicas por deliberao da

maioria do Conselho.

Art. 12. Se houver quorum, o presidente declarar abertos os trabalhos; caso contrrio, far lavrar na

ata o ocorrido, designando dia e hora para nova sesso.

Art. 13. As atas das sesses sero lavradas em folhas separadas e, aps aprovao, rubricadas e

assinadas pelo presidente e secretrio da sesso; posteriormente, sero encadernadas

periodicamente, de forma a constituir livro prprio. Nelas sero resumidos, com clareza, os assuntos

tratados na sesso, devendo conter: dia, ms, ano e hora da abertura da sesso; nome do presidente

e dos conselheiros presentes; smula dos assuntos discutidos e das resolues, mencionando-se a

natureza dos processos, recursos e requerimentos apresentados nas sesses; nome dos recorrentes

e recorridos, e as respectivas decises.

6

Rua Guadalajara, 175, Morro do Gato Barra, Cep: 40140-460, Salvador BA

Tel.: 71 3339-2800 cremeb@cremeb.org.br | www.cremeb.org.br

Pargrafo nico. Compete ao 1 secretrio decidir quais matrias das atas devero ser publicadas no

Dirio Oficial da Unio.

Art. 14. Aps o encaminhamento da ata, por meio eletrnico, a mesma ser aprovada aps

manifestao do plenrio, na reunio subsequente.

Art. 15. A pauta ser encaminhada eletronicamente, podendo ser discutida e votada matria que no

conste da pauta, mediante requerimento de urgncia, aprovado por maioria simples do plenrio.

Seo V

Das Vacncias, Licenas e Substituies

Art. 16. Os pedidos de licenas dos conselheiros do CREMEB devero ser encaminhados

devidamente fundamentados, por escrito, e deferidos pelo pleno, para um perodo de at 90

Recommended

View more >