região sudeste 1

Download Região sudeste 1

If you can't read please download the document

Post on 23-Jun-2015

3.418 views

Category:

Education

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. ESTADOCAPITALSP SO PAULOSO PAULOMG MINAS GERAIS BELO HORIZONTERJ RIO DE JANEIRO RIO DE JANEIROES ESPRITO SANTO VITRIA Elaborado pelo Professor Alessandro Rubens de Matos

2. O SUDESTE A REGIO MAIS INDUSTRIALIZADA DO BRASIL 3. COMPRANDO MATRIAS-PRIMAS E VENDENDO SEUSPRODUTOS EM TODAS ASREGIES, AS INDSTRIASDO SUDESTE INFLUENCIAMA GEOGRAFIA DO BRASILINTEIRO. 4. Fatores da concentrao industrial: mercado consumidor A economia cafeeira foi o ponto de partida parao desenvolvimento industrial do sudeste Vamos analisar as fotos e observar asdiferenas. 5. Lembre-se que o trabalho escravo no era assalariado,homens e mulheres negras no recebiam por seu trabalho. 6. Trabalhadores Livres: Imigrantes Italianos 7. Os trabalhadores livres recebiam um salrio e podia consumir produtos,Florescendo o comrcio e a indstria. 8. Fatores da concentrao industrial: Estadopor meio dos governos federais e estaduais. O estado tambm exerceu grande relevncia nesse sentido, pois realizouelevados investimentos nas indstrias de base e infra-estrutura, comoferrovias, rodovias, portos, energia eltrica entre outros. As empresas estatais ligadas infra-estrutura: Petrobras, Eletrobrs, BNDE Outra caracterstica do perodo ps-1930 foi a preocupao dos governos, viade regra nacionalistas, em implantar companhias de base, como as desiderurgia (Companhia Siderrgica Nacional, Companhia Vale do Rio Doce),petrleo (Petrobras) e energia eltrica (Eletrobrs). A instalao da Petrobras, em 1953, foi precedida de campanhas a favor dopetrleo ("O petrleo nosso") e contra o capital estrangeiro no setor deextrao de recursos do subsolo brasileiro. A Petrobras e as demais empresasestatais de bens de capital forneceriam o suporte necessrio para aimplantao de indstrias de bens de consumo, as quais ficariam a cargo dosetor privado. Para fornecer suporte tcnico e financeiro atuao do setor privado, foicriado o Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico (BNDE), em 1952. 9. Fatores da concentrao industrial: Estado por meio dos governos federais e estaduais. Mais tarde, aps a Segunda Guerra Mundial, a Europa no tinhacondies de exportar produtos industrializados, pois todo ocontinente se encontrava totalmente devastado pelo confrontoarmado, ento o Brasil teve que incrementar o seu parqueindustrial e realizar a conhecida industrializao por substituio deexportao. Nessa mesma dcada aconteceu a insero de vrias empresasderivadas de pases industrializados que atuavam especialmente noseguimento da indstria automobilstica, qumica, farmacutica,eletroeletrnicas, a partir de ento, o Brasil ingressou efetivamenteno processo de industrializao, deixando de ser um pasessencialmente produtor primrio para um estado industrial eurbano, no qual ambos esto ligados diretamente. 10. Resumindo Fatores da concentrao industrial: Dinheiro do Caf; Incentivos do Estado; Mercado Consumidor; Disponibilidade de condies paragerao de energia. 11. RELEVO DA REGIO SUDESTE Relevo do Sudeste 12. Poluio 13. Sampa - Caetano VelosoComposio: Caetano VelosoAlguma coisa acontece no meu coraoQue s quando cruza a Ipiranga e a avenida So Joo que quando eu cheguei por aqui eu nada entendiDa dura poesia concreta de tuas esquinasDa deselegncia discreta de tuas meninas Ainda no havia para mim Rita LeeA tua mais completa traduoAlguma coisa acontece no meu coraoQue s quando cruza a Ipiranga e a avenida So Joo Quando eu te encarei frente a frente no vi o meu rostoChamei de mau gosto o que vi, de mau gosto, mau gosto que Narciso acha feio o que no espelhoE mente apavora o que ainda no mesmo velhoNada do que no era antes quando no somos mutantes E foste um difcil comeoAfasto o que no conheoE quem vende outro sonho feliz de cidadeAprende depressa a chamar-te de realidadePorque s o avesso do avesso do avesso do avesso Do povo oprimido nas filas, nas vilas, favelasDa fora da grana que ergue e destri coisas belasDa feia fumaa que sobe, apagando as estrelasEu vejo surgir teus poetas de campos, espaosTuas oficinas de florestas, teus deuses da chuva Pan-Amricas de fricas utpicas, tmulo do sambaMais possvel novo quilombo de ZumbiE os novos baianos passeiam na tua garoaE novos baianos te podem curtir numa boa Disponvel em:Letra: http://letras.terra.com.br/caetano-veloso/41670 14. http://www.youtube.com/watch?v=mBdd1gKGnZs 15. ESTADOCAPITALSP SO PAULOSO PAULOMG MINAS GERAIS BELO HORIZONTERJ RIO DE JANEIRO RIO DE JANEIROES ESPRITO SANTO VITRIA