recrutamento ine

Download Recrutamento INE

Post on 11-Jan-2016

15 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

INE

TRANSCRIPT

  • INSTITUTO NACIONAL DE ESTATSTICA Procedimento Concursal para

    Recrutamento de 20 Tcnicas/os Superiores Nos termos do disposto no n 2 do artigo 47 da Lei n 82-B/2014, de 31 de dezembro, e do n 5 do art 30 da Lei n 35/2014, de 20 de junho (LGTFP Lei Geral do Trabalho em Funes Pblicas), torna-se pblico que, atravs do despacho n 933/2015-SEAP, de 20 de Maro, de S.Exa. o Secretrio de Estado da Administrao Pblica, autorizou o recrutamento de vinte Tcnicos Superiores para o Instituto Nacional de Estatstica.

    Em cumprimento do disposto no artigo 24 da Lei n 80/2013, de 28 de novembro, regulamentado pela Portaria n 48/2014, de 26 de fevereiro, procedeu-se realizao do procedimento prvio, tendo sido emitida pela entidade gestora do sistema de requalificao INA -, a declarao prevista no n 1 do artigo 7 da referida Portaria, referindo a inexistncia de trabalhadores em situao de requalificao com o perfil pretendido.

    Ao procedimento concursal para o preenchimento dos 20 (vinte) postos de trabalho previstos e no ocupados no Mapa de Pessoal do INE, podem concorrer quaisquer candidatos (com ou sem vnculo de emprego pblico), que renam as condies expressas no presente anncio.

    N Postos de Trabalho: 20 (vinte). Carreira: Grupo de Qualificao de Pessoal Tcnico Superior do INE (carreira no revista) Local de Trabalho: INE Lisboa.

    Habilitaes literrias: Licenciatura (ou grau acadmico superior). Descrio da Habilitao: Matemtica, Matemtica Aplicada Economia e Gesto (ou equivalente), Estatstica, Economia, Gesto de Empresas, Engenharia do Ambiente, Sociologia, Psicologia Social e das Organizaes, Informtica, Sistemas de Informao, Robtica, Eletrnica, Eletrotecnia, Comunicaes.

    Remunerao: De acordo com o previsto no n 3 do artigo 42 da lei do OE/2015.

    Caracterizao genrica dos postos de trabalho

    Os postos de trabalho a preencher inserem-se nas seguintes reas:

    a) Contas Nacionais; b) Metodologia Estatstica; c) Estatsticas Econmicas e Ambientais; d) Estatsticas Demogrficas, Sociais e Sociedade da Informao; e) Recolha de Informao; f) Informtica e Infraestruturas Informacionais e Tecnolgicas.

  • Atividades a desenvolver

    Ao(s) Tcnico/a(s) selecionado/a(s) compete, entre outras tarefas: Referncia A

    a) Participar na compilao das Contas Nacionais (trimestrais e anuais); b) Participar na produo e anlise de estatsticas econmicas (agricultura, pescas, indstria e servios turismo, comrcio internacional, transportes) e ambientais; c) Participar na produo e anlise de estatsticas sociais (demografia, condies de vida, sade, mercado de trabalho, educao e formao, cultura, sociedade da informao); d) Participar no planeamento e preparao das operaes estatsticas; e) Participar no processo de recolha de dados junto das famlias, empresas e outras entidades pblicas e privadas, envolvendo a organizao dos modos de recolha e a validao e tratamento dos dados recolhidos;

    f) Participar no desenvolvimento metodolgico, cientfico e tecnolgico de medidas de modernizao e eficincia do processo de produo estatstica, bem como na intensificao da utilizao de informao administrativa.

    Referncia B

    a) Assegurar, no processo de produo das estatsticas oficiais, as componentes de, metodologia estatstica, geo-espacializao, bem como tratamento e anlise dos dados;

    b) Participar no planeamento e preparao das operaes estatsticas; c) Participar na seleo dos modos de recolha de dados junto das famlias, empresas e outras entidades pblicas e privadas;

    Referncia C

    a) Desenvolver solues aplicacionais necessrias ao processo de produo estatstica e gesto da organizao;

    b) Conceo, implementao e manuteno da infraestrutura tecnolgica da organizao, nas reas de Administrao de Sistemas, Microinformtica, Administrao de Bases de Dados, Telecomunicaes e Redes, Segurana Informtica e Middleware.

    Requisitos obrigatrios de admisso

    a) Possuir Nacionalidade Portuguesa, quando no dispensada pela Constituio, por conveno internacional ou por lei especial;

    b) No estar inibida/o do exerccio de funes pblicas ou no estar interdita/o para o exerccio daquelas que se prope desempenhar;

    c) Possuir robustez fsica e perfil psquico indispensveis ao exerccio das funes; d) Cumprimento das leis de vacinao obrigatria.

  • Requisitos especiais

    a)Slida formao acadmica; b)Ser detentor/a de habilitao acadmica nas reas indicadas; c) Bons conhecimentos da lngua inglesa, falada e escrita; d) Bons conhecimentos de informtica na tica do utilizador; e) Disponibilidade para aquisio de novos conhecimentos; f) Capacidade para trabalhar por objetivos; g) Bom relacionamento interpessoal e vontade para integrar equipas profissionalmente empenhadas e motivadas e executar tarefas de elevado nvel de responsabilidade institucional e pessoal;

    h) Facilidade de comunicao (oral e escrita) e capacidade para elaborar estudos, relatrios, trabalhos cientficos, entre outros.

    Fatores de preferncia

    Referncia A

    a)Conhecimentos de economia da sociedade portuguesa e de economia internacional; b) Experincia em mtodos quantitativos e em tratamento e interpretao de dados estatsticos; c) Experincia informtica na tica do utilizador, designadamente em software estatstico (R ou SAS). Referncia B

    a) Conhecimentos na rea dos mtodos estatsticos (metodologias de amostragem e de inferncia estatstica) b) Experincia informtica na tica do utilizador, designadamente em software estatstico (R ou SAS); Referncia C

    a) Experincia em desenvolvimento para ambiente WEB em Visual Studio.NET 2010 ou superior; b) Conhecimentos de programao em Oracle e SQL*Server; c) Experincia de desenvolvimento para Internet, incluindo HTML5; d) Experincia de desenvolvimento de aplicaes mobile; e) Gesto de sistemas Linux, Unix e BSD; f) Conhecimentos de redes TCP/IP e segurana informtica.

    Mtodos de seleo

    Mtodos de seleo sequencialmente eliminatrios:

    1) Provas de conhecimentos especficos relacionados com os postos de trabalho de cada referncia e Prova de Ingls;

    2) Avaliao Psicolgica 3) Entrevista Profissional de Seleo. Nota: A no aprovao numa das fases, pela ordem indicada, implica a no admisso da/o candidata/o fase seguinte, logo sua eliminao.

  • Formalizao de candidaturas

    As candidaturas so obrigatoriamente formalizadas atravs do preenchimento completo do formulrio disponvel em www.ine.pt e do upload dos seguintes documentos (sob pena de excluso do processo): 1) Curriculum vitae atualizado data da publicao do presente anncio, detalhado, devidamente datado e assinado conforme assinatura constante do Documento de Identificao (BI ou Carto do Cidado); 2) Carta de apresentao.

    Composio dos Jris

    Referncia A

    Presidente: Licenciada M Madalena Martins Norte de Oliveira, Diretora Adjunta do Departamento de Recursos Humanos

    Vogais Efetivos:

    Licenciada M Leonor Miguis Pereira, Diretora do Departamento de Estatsticas Demogrficas e Sociais

    Mestre Pedro Miguel Guerreiro Oliveira, Diretor do Departamento de Contas Nacionais

    Vogais Suplentes:

    Licenciada M Margarida Lobo Conceio Madaleno, Diretora do Departamento de Estatsticas Econmicas

    Licenciado Paulo de Jesus Saraiva dos Santos, Diretor do Departamento de Recolha de Informao

    Referncia B

    Presidente: Licenciada Maria Madalena Martins Norte de Oliveira, Diretora Adjunta do Departamento de Recursos Humanos

    Vogais Efetivos:

    Licenciado Jorge Manuel Ramos Afonso de Magalhes, Diretor Adjunto do Departamento de Metodologia Sistemas de Informao

    Licenciado Lus Paulo Fernandes Correia, Diretor do Servio de Mtodos Estatsticos

    Vogais Suplentes:

    Licenciada Lusa Maria Taveira da Silva Pereira, Diretora do Servio de Desenvolvimento Aplicacional

    Licenciado Joo Manuel Poas Marques Neves, Diretor do Servio de Infraestrutura Informacional

    Referncia C

    Presidente: Licenciada, Maria Madalena Martins Norte de Oliveira, Diretora Adjunta do Departamento de Recursos Humanos

    Vogais Efetivos:

    Licenciado Jorge Manuel Ramos Afonso de Magalhes, Diretor Adjunto do Departamento de Metodologia Sistemas de Informao

    Licenciada Lusa Maria Taveira da Silva Pereira, Diretora do Servio de Desenvolvimento Aplicacional

    Vogais Suplentes:

    Licenciado Jos Joaquim Abreu Machado, Diretor do Servio de Infraestrutura Tecnolgica

    Licenciado Joo Manuel Poas Marques Neves, Diretor do Servio de Infraestrutura Informacional

  • Outras Informaes:

    Assiste ao jri a faculdade de exigir a qualquer candidata/o a apresentao de documentos comprovativos das suas declaraes.

    Data limite das candidaturas:

    10 de junho de 2015