questµes resolvidas de bioqu­micaqu .os versos de caetano veloso descrevem, poeticamente,...

Download Questµes Resolvidas de Bioqu­micaqu .Os versos de Caetano Veloso descrevem, poeticamente, um processo

Post on 16-Nov-2018

218 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    1

    Questes Resolvidas de Bioqumica

    01. (Uerj) Existem dois tipos principais de inibidores da atividade de uma enzima: os competitivos e os no competitivos. Os primeiros so aqueles que concorrem com o substrato pelo centro ativo da enzima. Considere um experimento em que se mediu a velocidade de reao de uma enzima em funo da concentrao de seu substrato em trs condies: ausncia de inibidores; presena de concentraes constantes de um inibidor competitivo; presena de concentraes constantes de um inibidor no competitivo. Os resultados esto representados no grfico abaixo:

    A curva I corresponde aos resultados obtidos na ausncia de inibidores. As curvas que representam a resposta obtida na presena de um inibidor competitivo e na presena de um no competitivo esto indicadas, respectivamente, pelos seguintes nmeros: a) II e IV b) II e III c) III e II d) IV e III Resoluo: Alternativa B. Ponto de vista da Biologia: Os inibidores competitivos interferem na velocidade da reao enzimtica, mas no impedem a reao. Os inibidores no competitivos alteram a estrutura da enzima e, portanto, reduzem a velocidade da reao enzimtica. Ponto de vista da Qumica: Na presena de inibidores necessria uma quantidade maior de substrato para que uma determinada velocidade seja atingida comparando-se com a curva sem o inibidor e verifica-se isto na curva I. A velocidade mxima da reao atingida na inibio competitiva e neste caso necessria uma quantidade muito maior de substrato na reao o que indicado na curva II. No caso da inibio no competitiva o inibidor se liga fora da enzima, como as enzimas no atuam no substrato, a velocidade mxima da reao no atingida o que indicado na curva III. A partir da curva IV, podemos deduzir que sem substrato a velocidade mxima, o que impossvel. Sem substrato, no existe atuao da enzima.

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    2

    02. (Uerj) Na presena de certos solventes, as protenas sofrem alteraes tanto em sua estrutura espacial quanto em suas propriedades biolgicas. No entanto, com a remoo do solvente, voltam a assumir sua conformao e propriedades originais. Essas caractersticas mostram que a conformao espacial das protenas depende do seguinte tipo de estrutura de suas molculas: a) primria b) secundria c) terciria d) quaternria Resoluo: Alternativa A. Ponto de vista da Biologia: A conformao final de uma protena determinada pela sua estrutura primria, isto , pela sequncia de seus aminocidos. As estruturas secundria, terciria e quaternria da protena se formam a partir das interaes entre os radicais dos aminocidos participantes da estrutura primria. Ponto de vista da Qumica: A estrutura espacial das protenas depende de sua sequncia primria. A protena pode ser desnaturada pelo solvente e a estrutura terciria se desfaz, mas como neste caso o solvente retirado, no ocorre quebra da sequncia de aminocidos (estrutura primria) e a protena mantm a forma final. 03. (Fuvest) Luz do sol Que a folha traga e traduz Em verde novo Em folha, em graa, em vida, em fora, em luz Caetano Veloso Os versos de Caetano Veloso descrevem, poeticamente, um processo biolgico. Escolha, entre as equaes abaixo (1, 2 ou 3), a que representa esse processo, em linguagem qumica. Justifique sua resposta, relacionando o que dizem os versos com o que est indicado na equao escolhida.

    + + +

    + + +

    + + +

    2 2 6 12 6 2

    6 12 6 2 2 2

    i 2

    (1) 6CO 6H O Energia C H O 6O

    (2) C H O 6O 6CO 6H O Energia

    (3) ADP P Energia ATP H O

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    3

    Resoluo: Os versos:

    Luz do sol Que a folha traga e traduz Em verde novo

    se relacionam com a equao (1):

    + + +2 2 6 12 6 26CO 6H O Energia C H O O , ou seja, com o processo da fotossntese.

    04. (Uespi) A lactose, tambm chamada de acar do leite, um dissacardeo e possui frmula estrutural:

    A lactose hidrolisada pela ao da lactase, uma enzima do suco intestinal, produzindo: a) ribose e sacarina. b) glicina e alanina. c) glicose e galactose. d) guanina e glicose. e) frutose e glicerina. Resoluo: Alternativa C. A lactose hidrolisada pela ao da lactase, uma enzima do suco intestinal, produzindo glicose e galactose:

    05. (Uftm) Esto representadas nas figuras as estruturas de dois aminocidos.

    NH2

    OH

    O

    I II

    OH

    O NH2

    OH

    O

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    4

    O aminocido I, sintetizado pelo organismo humano, um neurotransmissor inibitrio do sistema nervoso central e o aminocido II um intermedirio no metabolismo da lisina em plantas e animais. a) Qual o carter cido-base desses dois compostos quando em contato com a gua? Justifique. b) Represente a frmula estrutural do composto formado pela combinao dos aminocidos I e II na proporo 1:1, considerando que a estrutura do composto deve ser aquela em que os tomos de nitrognio esto mais prximos entre si. Que tipo de ligao ocorre na formao desse composto? Resoluo: a) Como o composto I apresenta um grupo amino e um grupo cido, simplificadamente,

    podemos dizer que possui carter neutro.

    Como o composto II apresenta dois grupos cidos e um grupo amino, simplificadamente,

    podemos dizer que possui carter cido.

    II

    OH

    O NH2

    OH

    O

    Carter cido

    Carter anftero

    (aqui considerado neutro)

    b) Teremos:

    NH2

    OH

    O I II

    OH

    O NH2

    OH

    O+

    HOH

    +

    OH

    O NH2

    NH

    O

    OH

    O

    Tipo de ligao: peptdica.

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    5

    06. (Unesp) Marina e Miriam, duas jovens estudantes, adquiriram um cosmtico para cabelos cuja composio, apresentada na embalagem, est descrita a seguir: Ingredientes: gua, aminocidos (arginina, cido asprtico, cido glutmico, prolina, triptofano, cistena, glicina, leucina, serina, butilenoglicol), lcool cetlico, lcool estearlico, parafina lquida, leo mineral, miristato de isopropila, silicone, queratina hidrolisada, fragrncia, tensoativo e conservantes. Lendo a descrio dos ingredientes, Marina fez as seguintes afirmaes: I. O butilenoglicol deve ser retirado do conjunto que compreende os aminocidos. II. O lcool estearlico estruturalmente relacionado ao cido esterico. III. Parafina lquida e miristato de isopropila so substncias polihidroxiladas de alta polaridade. correto o que Marina afirma em a) I, apenas. b) I e II, apenas. c) I e III, apenas. d) II e III, apenas. e) I, II e III. Resoluo: Alternativa B. Anlise das afirmaes: I. Afirmao correta. O butilenoglicol deve ser retirado do conjunto que compreende os aminocidos. Os aminocidos apresentam em sua frmula estrutural os grupos amino e carboxila, mas o butilenoglicol um dilcool, exemplos:

    II. Afirmao correta. O lcool estearlico estruturalmente relacionado ao cido esterico:

    III. Afirmao incorreta. A parafina representada pela frmula +n 2n 2C H , ou seja, classificada

    como alcano e apolar. O miristato de isopropila um ster e no possui grupos hidroxila, consequentemente no apresenta alta polaridade.

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    6

    07. (Ufu) Antigamente era mais comum entre as famlias armazenar leos usados em frituras para fabricao de sabo. Alm do leo, utilizam-se tambm gua e soda custica (hidrxido de sdio, NaOH), que eram aquecidos at que a mistura adquirisse a consistncia do sabo desejado.

    A respeito dessa reao assinale a alternativa incorreta. a) O leo um tipo de lipdio imiscvel em gua. b) O sabo remove gorduras e, ao mesmo tempo, dissolve-se em gua, pois parte de sua cadeia polar e parte apolar. c) O hidrxido de sdio possui caractersticas bsicas. d) A reao de formao do sabo chamada de esterificao. Resoluo: Alternativa D. a) Correta. So chamados de leos os lipdios insaturados lquidos. Como todo lipdio, so imiscveis em gua, ou seja, no se misturam com a gua. b) Correta. exatamente o fato de possuir uma parte polar e outra apolar que faz com que o sabo apresente afinidade tanto com as gorduras quanto com a gua e, assim formem as micelas que permitem a remoo das gorduras. A gordura rodeada pela parte apolar do sabo, ficando a parte polar para fora, o que permite a interao com a gua.

    c) Correta. O hidrxido de sdio, NaOH, um composto inorgnico que libera ons hidroxila (OH-) em meio aquoso, sendo por isso considerado uma base.

    d) Incorreta. A reao de formao do sabo chamada de saponificao. 08. (Ifsc) Os carboidratos simples, geralmente solveis em gua, e de sabor adocicado, como a sacarose, a glicose e a frutose, segundo a verso online do Dicionrio Aurlio a definio qumica para o acar. Os alimentos que ingerimos apresentam esses acares que, no nosso organismo, so decompostos ou digeridos fornecendo energia para o crescimento e realizao das demais funes vitais. Uma equao qumica que representa, de modo geral, esse processo complexo a reao de degradao da glicose ( )6 12 6C H O em dixido de carbono ( )2CO e gua

    ( )2H O : + +6 12 6 2 2 2C H O 6 O 6 CO 6 H O .

    Com relao ao que foi apresentado no texto, correto afirmar que:

  • Professora Sonia

    www.quimicaparaovestibular.com.br contatoqpv@gmail.com

    7

    a) o tomo de carbono apresenta 4 eltrons em sua camada de valncia, podendo ser localizado no segundo perodo da famlia dos halognios da tabela peridica. b) as substncias presentes na