qual o impacto da desonera†ƒo da folha de .pagamento no planejamento tributrio das...

Download QUAL O IMPACTO DA DESONERA‡ƒO DA FOLHA DE .PAGAMENTO NO PLANEJAMENTO TRIBUTRIO DAS EMPRESAS DO

Post on 25-Jan-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

0

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR BLAURO CARDOSO DE MATTOS FASERRA

ADELAINE CORREIA MIRANDA RAYANE SCHUENG ZEFIRINO

QUAL O IMPACTO DA DESONERAO DA FOLHA DE PAGAMENTO NO PLANEJAMENTO TRIBUTRIO DAS

EMPRESAS DO LUCRO PRESUMIDO DO RAMO DA CONSTRUO CIVIL

SERRA ES 2015

1

ADELAINE CORREIA MIRANDA RAYANE SCHUENG ZEFIRINO

QUAL O IMPACTO DA DESONERAO DA FOLHA DE PAGAMENTO NO PLANEJAMENTO TRIBUTRIO DAS

EMPRESAS DO LUCRO PRESUMIDO DO RAMO DA CONSTRUO CIVIL

Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao Instituto de Ensino Superior Blauro Cardoso de Mattos, do curso de Graduao em Cincias Contbeis, como exigncia parcial para obteno do ttulo de Bacharel em Cincias Contbeis. Orientador: Prof.Ms.Igor Siqueira Barcellos

SERRA ES 2015

2

ADELAINE CORREIA MIRANDA RAYANE SCHUENG ZEFIRINO

QUAL O IMPACTO DA DESONERAO DA FOLHA DE PAGAMENTO NO PLANEJAMENTO TRIBUTRIO DAS

EMPRESAS DO LUCRO PRESUMIDO DO RAMO DA CONSTRUO CIVIL

Trabalho de Concluso de Curso apresentado ao Instituto de Ensino Superior Blauro Cardoso de Mattos, do curso de Graduao em Cincias Contbeis, como exigncia parcial para obteno do ttulo de Bacharel em Cincias Contbeis.

Aprovado em _______ de _______________ de _______

BANCA EXAMINADORA

___________________________________________ Igor Siqueira Barcellos

Instituto de Ensino Superior Blauro Cardoso de Mattos Orientador

___________________________________________ Jakson Costa Laranja

Instituto de Ensino Superior Blauro Cardoso de Mattos Prof.(a) Convidado

___________________________________________ Angelo Roberto Fiorio Custodio

Instituto de Ensino Superior Blauro Cardoso de Mattos Prof.(a) Convidado

3

Dedicamos este trabalho as nossas famlias, por todo amor, incentivo e apoio incondicional. E a todos que direta ou indiretamente fizeram parte da minha formao.

4

AGRADECIMENTO

A Deus por ter nos dado sade e fora para superar as dificuldades. A esta

universidade, seu corpo docente, direo e administrao que oportunizaram a

janela que hoje vislumbro um horizonte superior. Ao meu orientador Edmar, pelo

suporte no pouco tempo que lhe coube, pelas suas correes e incentivos. Aos

meus pais, pelo amor, incentivo e apoio incondicional. E a todos que direta ou

indiretamente fizeram parte da minha formao, o meu muito obrigado.

Rayane Schueng

Primeiramente agradeo a Deus pela oportunidade de estar realizando um grande

passo em minha vida, me dando fora e sade. Agradeo aos meus pais pela fora

que eles me deram, pela pacincia e pelo amor. Aos meus colegas e professores

por ajudar a enfrentar os maiores obstculos encontrados nesse caminho percorrido

durante os quatros anos, e ao professor orientador Igor, que mesmo com as suas

dificuldades nos auxiliou com seus conhecimentos e dedicao.

Adelaine Correia de Miranda

5

RESUMO

A desonerao da folha de pagamento surgiu com o intuito de reduzir a carga

tributria sobre a mesma, aumentando a competitividade das empresas. Essa carga

tributaria seria que ao invs de pagar 20% em cima do valor total da folha, pago

uma alquota que varia de acordo com CNAE da empresa, podendo ser de 1% a 2 %

em cima da receita bruta. Porm com a ultima lei aprovada pela Presidente em

Agosto de 2015 tivemos uma reformulao, que gerou um aumento significativo nas

alquotas. As alquotas que eram de 1% e 2% passaram respectivamente para 2,5%

e 4,5% sendo que agora a opo pela desonerao ser facultativa. Analisamos

tambm se ser vantajoso para uma empresa do ramo de atividade de construo

civil, sendo tributada pelo lucro presumido optar pela desonerao ou no.

Palavras-chave: Contribuio, Desonerao, Folha de Pagamento, tributo.

6

SUMRIO

1 INTRODUO ...................................................................................................... 7

2 REFERENCIAL TERICO .................................................................................... 9

2.1 - PLANEJAMENTO TRIBUTRIO ..................................................................... 9

2.2 - CONTRIBUIO PREVIDENCIRIA .............................................................. 9

2.2.1 Plano Brasil maior .................................................................................. 10

2.2.2 A Desonerao da Folha de Pagamento ............................................... 11

2.2.3 - Atualizao da Desonerao da folha de pagamento ............................. 13

3 DESENVOLVIMENTO ........................................................................................ 15

4 CONSIDERAES FINAIS ................................................................................ 22

REFERNCIAS ......................................................................................................... 23

7

1 INTRODUO

O Governo Federal, atravs do plano Brasil maior, comeou a partir do ano de 2011

a implantar medidas importantes, com o intuito de alavancar a economia do pas.

Com isso surge a Lei 12.546 em dezembro de 2011, que muda a forma de tributao

da contribuio previdenciria patronal que antes era de 20% sobre a folha, para

1% a 2%, dependendo do ramo de atividade da empresa, porm sobre a receita

bruta da empresa. Entretanto, de acordo com o Governo Federal, em Agosto de

2015 aprovado pela Presidente a Lei 13.161 onde as alquotas sofrem um

aumento passando de 1% e 2% para 2,5% e 4,5% respectivamente. Isso se deve a

reforma tributria que ocorre no Brasil por motivos de baixa na economia do pas.

Com isso as empresas precisam analisar se a mudana ser benfica ou no para

os seus resultados, precisando fazer uma anlise minuciosa da nova

tributao.(GOVERNO FEDERAL,2015).

Dado este contexto, esta pesquisa define como problema central de pesquisa a

seguinte questo:

Qual o impacto da desonerao da folha de pagamento no planejamento

tributrio das empresas do lucro presumido do ramo da construo civil?

Este trabalho se justifica, pois a desonerao da folha de pagamento ir impactar as

empresas do ramo da construo civil, principalmente as dos setores que possuem

valores altos de folha de pagamento, aos contadores que faro esses lanamentos,

ao setor financeiro das empresas que sentiram a mudana e aos donos da empresa

que pagaram esses tributos de forma diferente.

O objetivo geral desta pesquisa visa compreender de que forma a desonerao da

folha de pagamento influncia o planejamento tributrio das empresas da construo

civil. Como forma de atingir tal objetivo ficam estabelecidos os seguintes objetivos

especficos:

1. Analisar os aspectos do planejamento tributrio

2. As mudanas da lei da desonerao da folha

8

3. Demonstrar como a desonerao da folha tem influenciado no planejamento

tributrio de uma empresa da construo civil.

A execuo desta pesquisa depende da coleta de dados que seguir a seguinte

metodologia. Sero coletadas dadas sobre as Leis de contabilidade, Normas

brasileiras de Contabilidade e medidas provisrias emitidas pelo governo. Onde

conseguiremos vrias informaes sobre as modificaes com relao a

desonerao da folha, por conta da crise no Brasil, com o intuito de diminuir as

cargas tributrias para as empresas. Estes dados sero retirados da internet, como

por exemplo no site do portal do Conselho Federal de Contabilidade, onde so

divulgadas vrias informaes tcnicas de grande importncia para o contador.

Tambm consultaremos o site da Cmara dos Deputados, Senado Federal e

Receita federal que publicam diariamente as modificaes feitas pela governo com

relao a desonerao da folha de pagamento. Estamos atentos tambm aos jornais

econmicos que relatam modificaes que trazem influencias para a economia do

Brasil. Faremos uma pesquisa em uma empresa do ramo da construo civil para

demonstrar se a nova mudana das alquotas da desonerao ser vantajosa para

essa empresa.

9

2 REFERENCIAL TERICO

2.1 - PLANEJAMENTO TRIBUTRIO

O planejamento tributrio formado por um conjunto de sistemas legais, que tem o

objetivo de diminuir ou eliminar o pagamento de um tributo. O contribuinte pode

organizar ou reorganizar sua empresa tomando medidas lcitas para a no

ocorrncia do fato gerador do imposto ou pelo menos que ele tenha seu valor

reduzido. Os tributos representam grande parte dos custos de uma empresa, por

isso esta anlise correta e precisa dos gastos com tributos, uma questo de

sobrevivncia empresarial. Temos a forma legal de reduo da carga tributria que

denominada de eliso fiscal e temos tambm a ilegal denominada de sonegao

fiscal, caber ao contribuinte escolher qual das formas optar. Temos duas formas de

eliso fiscal aquela que estabelecida pela prpria lei e as que resultam de lacunas

e brechas existentes na prpria lei. A sonegao fiscal consiste na violao direta da

lei fiscal ou regulamento fiscal. (FABRETTI, 2003).

Segundo Camargo (2003, p.32) O planejamento tributrio exige, antes de tudo, bom

senso do planejador. A relao entre custo e benefcio dever ser bem analisada".

Segundo o IBPT (apud Zanluka

Recommended

View more >