pv-fuvest - med - ciclo 1 - 1ª fase - resoluções

Download PV-FUVEST - MED - Ciclo 1 - 1ª Fase - Resoluções

Post on 07-Jul-2016

255 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

rerertyrty

TRANSCRIPT

  • Fuvest - Medicina3 ano EM e Pr-vestibular

    Verifique se este caderno de questes contm um total de 90 questes de mltipla escolha, assim distribudas: 11 de Histria, 11 de Geografia, 18 de Portugus, 5 de Ingls, 12 de Matemtica, 11 de Fsica, 11 de Qumica e 11 de Biologia. Caso o caderno apresente alguma divergncia, solicite ao fiscal da sala outro caderno de questes. No sero aceitas reclamaes posteriores.

    Para cada questo, existe apenas uma resposta correta.

    Voc deve ler cuidadosamente cada uma das questes e escolher a alternativa que corresponda resposta correta.Essa alternativa (a, b, c, d ou e) deve ser preenchida completamente no item correspondente na folha de respostas que voc recebeu, segundo o modelo abaixo. Observe:

    No ser permitida nenhuma espcie de CONSULTA nem o uso de mquina calculadora.

    proibido pedir ou emprestar qualquer material durante a realizao da prova.

    Voc ter 5 horas para responder a todas as questes e preencher a folha de respostas.

    No permitida a sada antes de 2 horas de durao da prova.

    AERRADO ERRADO ERRADO CORRETO

    A A A

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    Instrues para a prova

    Boa prova!

    Ciclo 1

    AEPSSISTEMA DE AVALIAO EDUCACIONAL POLIEDRO

  • CiClo 1 Fuvest - MediCina 2016Pgina 2 de 55

    HISTRIA1 [...] A teoria de Bering j est em cheque, porque a datao de 48.000 anos que obtivemos absolutamente certa. No h erro pos-svel: o homem estava em So Raimundo Nonato h pelo menos 50.000 anos. As datas antes calculadas para essa entrada variavam entre 30.000 anos, a mais antiga, e 15 a 12.000 anos, as mais recen-tes. preciso considerar tambm que a chegada ao Brasil e a coloni-zao do continente deve ter levado no mnimo 70.000 anos.

    Uma hiptese com que trabalhamos que a Amrica tenha sido colonizada por diferentes vagas populacionais, o que, em par-te, explicaria as diferentes dataes obtidas.

    De fato, temos dados, no uma teoria. A nica certeza que o homem estava em So Raimundo Nonato h 50.000 anos. A partir da, temos apenas mais pesquisa a fazer.

    Nide Guidon. O homem de So Raimundo Nonato.

    Com base no texto, pode-se afirmar corretamente que:a) o povoamento do continente teve incio na Amrica do Sul,

    com povos oriundos da frica e da Oceania.b) as dataes obtidas por Nide Guidon comprovam que os

    vestgios mais remotos encontram-se na Amrica do Norte, datando de 50 mil anos.

    c) as dataes obtidas por Nide Guidon contestam as teorias mais tradicionais, que datam o povoamento da Amrica de 30 mil a 12 mil anos.

    d) o povoamento da Amrica resultou de uma nica corrente migratria, que cruzou o estreito de Bering h 12 mil anos, perodo final da ltima glaciao.

    e) os vestgios encontrados no Piau indicam que o homem sur-giu, primeiramente, na Amrica do Sul, espalhando-se, poste-riormente, para outras regies.

    Resposta correta: C

    Desde a dcada de 1990, a teoria de povoamento da Amrica a partir de uma nica corrente migratria, originria da sia, vem sendo contestada por arquelogos brasileiros, como Nide Guidon. As novas teorias apontam um povoamento mais antigo, datando de cerca de 50 mil anos, e oriundo de vrias correntes migratrias.

    2 [O crescimento econmico] manifestou-se sobretudo por meio de trs fenmenos: maior produo agrcola, progresso no setor ur-bano e acentuada monetarizao. Apesar de o crescimento da pro-dutividade ter ocorrido em todos os setores, numa economia agr-ria naturalmente o processo foi desencadeado pelo setor primrio. Foram os excedentes gerados pela agricultura que forneceram as matrias-primas bsicas para a indstria artesanal e permitiram a intensificao do comrcio.

    Hilrio Franco Jnior. Feudalismo: uma sociedade religiosa, guerreira e camponesa. So Paulo, Moderna, 1999. p. 49.

    O texto descreve o cenrio de: a) vitalidade econmica do Ocidente europeu dentro dos mar-

    cos do feudalismo, no contexto da Baixa Idade Mdia. b) maior especializao tcnico-produtiva das monarquias eu-

    ropeias, aps a mecanizao dos processos artesanais. c) retomada das trocas monetrias na Europa Ocidental, que se de-

    sencadeou com o movimento das Cruzadas para a Terra Santa. d) renascimento dos antigos centros urbanos europeus, que co-

    piaram os velhos modelos polticos da cidade-Estado clssica. e) gradual desaparecimento das instituies feudais medida

    que o capitalismo se afirmava como modo de produo do-minante.

    Resposta correta: A

    Entre os sculos XI e XIII, perodo de plenitude das estruturas do sistema feudal, o Ocidente europeu atravessou um conjunto de inovaes tcnico-produtivas que, no meio rural, impulsionou a produo agrcola e sustentou um crescimento econmico e demogrfico contnuo.

  • CiClo 1 Fuvest - MediCina 2016 Pgina 3 de 55

    3 [...] Eram todos da mesma origem e, uma vez subjugados, per-maneciam juntos nos locais e jamais se afastavam. [...] Estavam presos terra; no podiam se transferir, eram propriedade do Esta-do, e executavam as tarefas agrcolas nas terras repartidas entre os cidados quando da conquista.

    Maria Beatriz B. Florenzano. O mundo antigo: economia e sociedade.

    Acerca do trabalho compulsrio em Esparta, a historiadora Maria Beatriz Florenzano afirma que os hilotas:a) pertenciam ao Estado e assemelhavam-se mais a servos do

    que a escravos.b) pagavam tributos ao Estado executando tarefas agrcolas,

    mas gozavam de relativa liberdade.c) eram homens livres que pagavam tributos ao Estado execu-

    tando tarefas agrcolas nas terras dos cidados.d) por serem escravos de guerra, eram livremente comercializa-

    dos, como acontecia em outras cidades gregas. e) tinham a mesma origem dos espartanos e foram reduzidos

    escravido por dvida ou condenao judicial.

    Resposta correta: A

    Os hilotas, apesar de estarem submetidos ao trabalho compul-srio em Esparta, no poderiam ser definidos como escravos, uma vez que eram propriedade do Estado espartano e estavam submetidos servido. Essa conjuntura se deu por eles serem descendentes dos antigos aqueus que habitavam a pennsula do Peloponeso quando houve a invaso dos drios.

    4 De longo predomnio da espada, marcado de cicatrizes glorio-sas, nasceu, em direo s praias do Atlntico, o Reino de Portugal, filho da revoluo da independncia e da conquista. [...] Dos fins do sculo XI ao XIII, as batalhas, todos os dias empreendidas, sustenta-das ao mesmo tempo contra o sarraceno e o espanhol, garantiram a existncia do condado convertido em reino, tenazmente.

    Raymundo Faoro. Os donos do poder: formao do patronato poltico brasileiro. So Paulo: Publifolha, 2000. p. 5. v.1.

    O autor identifica duas grandes linhas de fora que atuaram na formao do Reino de Portugal. Assinale a alternativa que apon-ta esses dois elementos. a) A reconquista crist e a resistncia ao domnio castelhano. b) A expulso dos mouros e o combate ao protestantismo.c) A economia pesqueira e a rivalidade ultramarina.d) O povoamento litorneo e as viagens ocenicas. e) A Revoluo de Avis e o jesuitismo militante.

    Resposta correta: A

    medida que o processo de expulso dos mouros da Pennsula Ibrica avanava, uma srie de reinos rivais disputava o contro-le dos territrios conquistados. Nesse sentido, para garantir sua soberania plena, as monarquias recm-nascidas, tais como o jo-vem Reino de Portugal, precisavam neutralizar a ameaa vizinha.

  • CiClo 1 Fuvest - MediCina 2016Pgina 4 de 55

    5 Texto I

    O cidado (de Atenas) pertencia inteiramente ao Estado. No era livre de deixar de lado os negcios pblicos para se dedicar com mais cuidados aos negcios particulares. Antes, devia negligenciar a estes para trabalhar em proveito da cidade.

    Fustel de Coulanges. A cidade antiga.Texto II

    Devemos trat-los (os escravos) bem, no somente por eles, mas ainda em vista do nosso prprio interesse.

    Plato. As leis.

    Sobre a democracia ateniense, correto afirmar que:a) os cidados elegiam representantes, que se reuniam na Ecl-

    sia e deliberavam sobre os assuntos da plis.b) todos os homens, inclusive os escravos, participavam direta-

    mente das decises tomadas na cidade-Estado.c) o trabalho dos escravos garantia a continuidade das ativida-

    des produtivas e liberava o cidado para participar das deci-ses polticas.

    d) excetuando os escravos, todos os habitantes eram considera-dos cidados e participavam das decises polticas.

    e) por no haver escravos em Atenas, toda a populao partici-pava das decises da plis.

    Resposta correta: C

    Para que os cidados (homens, adultos, atenienses, filhos de pai e me atenienses) pudessem participar dos debates polticos, precisavam de tempo ocioso, o que dependia do trabalho dos escravos. Portanto, foi no auge da escravido (que liberava os cidados para a vida poltica) que a civilizao ateniense atingiu seu nvel mais alto.

    6 O princpio da lenta demolio do fantstico medieval, que pouco a pouco deixa de surpreender, diferencia este ltimo de seu primo americano, onde a liquidao das imagens dever-se- subs-tancialmente experincia dos expedicionrios, e ser realizada num tempo histrico brevssimo. A comparao da relativa imobili-dade espacial do maravilhoso medieval com a extrema mobilidade de seu similar americano expressa, sobretudo, as diferenas entre uma Europa de mudanas lentas e uma Europa quinhentista que espantara o mundo pela velocidade extraordinria das alteraes profundas que impor ao desconhecido.

    Guillermo Giucci. Viajantes do maravilhoso. So Paulo: Companhia das Letras, 1992. p. 82.

    Com base no texto, assinale a alternativa correta. a) As viagens ocenicas e a explorao da Amrica contriburam

    para o lento desaparecimento das supersties medievais. b) O temor em relao ao desconhecido foi o principal fator que

    retardou, em pelo menos dois sculos, as viagens ultramari-nas