publicidade médica - conselho federal de medicina

Download Publicidade Médica - Conselho Federal de Medicina

Post on 09-Jul-2015

755 views

Category:

Career

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Publicidade Médica, resolução 1.974/2011 Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos

TRANSCRIPT

  • Conselho Federal de MedicinaResoluo 1.974/2011Comisso de Divulgao de Assuntos MdicosConselheiro Emmanuel Fortes

  • Resoluo 1.974/2011A Resoluo CFM n 1.974/2011

    Publicada no Dirio Oficial da Unio em 19/08/2011.Entra em vigor: 180 dias aps sua publicao.

    Ementa: Estabelece os critrios norteadores da propaganda em medicina, conceituando os anncios, a divulgao de assuntos mdicos, o sensacionalismo e as proibies referentes matria.

    Esta resoluo substitui integralmente a resoluo n 1.701/2003.

  • Resoluo 1.974/2011Conceito geral:- Propaganda e publicidade: conjunto de tcnicas e atividades de comunicao que tm por objetivo divulgar conhecimentos, tornar mais conhecido e/ou prestigiado determinado produto, marca e/ou servio.As propagandas e publicidades devem: - ser honestas, acuradas e informativas; - evitar a tcnica da persuaso; - ter cautela para no explorar a vulnerabilidade dos pacientes ou sua falta de conhecimento mdico; - apresentar informaes para que os pacientes tomem decises informadas sobre a adequao e a utilidade dos servios oferecidos; - oferecer informaes confiveis e balanceadas, livres da influncia de consideraes comerciais e de fcil compreenso; - ser feitas apenas para servios cuja situao esteja regular junto aos conselhos de medicina.

  • Resoluo 1.974/2011Problema:- Uso dos mecanismos de publicidade e propaganda mdica de forma abusiva e enganosa por alguns profissionais e estabelecimentos de sade;

    - Necessidade de atualizar as normas que permitam a fiscalizao desses instrumentos pelos conselhos de medicina.

  • Resoluo 1.974/2011Justificativa/ Objetivos:A publicidade tem o poder de criar expectativas e de aumentar a crena nas capacidades mdicas;

    importante, portanto, que os anncios e o marketing desses artifcios sejam regulados para prevenir a veiculao de informaes errneas sobre esses servios e seus resultados;

    Deve-se preservar o paciente, cujo convencimento pela publicidade pode levar a gasto desnecessrio ou priv-lo de tratamento adequado.

  • Resoluo 1.974/2011Justificativa/ Objetivos:- Trazer maior segurana sociedade ao fornecer dados que permitiro ao paciente adotar decises esclarecidas;

    - Orientar o mdico com detalhamento suficiente sobre os parmetros corretos para a publicidade e propaganda de seus servios;

    - Resguardar a tica no exerccio profissional, preservando assim a prtica da boa Medicina;

    - Preencher lacuna na legislao mdica, que j possui normas que tratam da publicidade, mas no apresentam detalhamento adequado;

    - Oferecer instrumentos para que as aes de fiscalizao possuam parmetros para constatar e penalizar potenciais abusos.

  • Exemplo de publicidade indequada

  • Exemplo de publicidade inadequada

  • Resoluo 1.974/2011Destaques:- Detalhamento das regras de publicidade de assuntos mdicos, com indicaes tcnicas e exemplos de modos de aplicao;- Proibio expressa de oferta de consultoria a pacientes e familiares em substituio consulta mdica presencial; esta proibio se aplica, por exemplo, aos servios de assessoria mdica realizados pela internet ou por telefone.

  • Resoluo 1.974/2011Destaques: Vedao expressa a que o profissional anuncie possuir ttulos de ps-graduao que no guardem relao com sua especialidade; Possibilidade de que o mdico anuncie ter realizado cursos e outras aes de capacitao, desde que relacionados sua especialidade e que os respectivos comprovantes tenham sido registrados no CRM local; As regras passam a ser extensivas a entidades sindicais e associativas mdicas;

  • Resoluo 1.974/2011Destaques:- Obriga o mdico a declarar potenciais conflitos de interesse quando conceder entrevistas, participar de eventos pblicos ou transmitir informaes sociedade; Determina que o uso de imagens em peas publicitrias enfatize apenas a assistncia, ou seja, no devem ser utilizadas representaes visuais de alteraes do corpo humano causadas por leses ou doenas ou por tratamentos;

  • Resoluo 1.974/2011Destaques: Veda a participao do profissional em demonstraes de tratamento realizadas de modo a valorizar habilidades tcnicas ou estimular a procura por servios mdicos; Veda o uso de nome, imagem ou voz de pessoas clebres em anncios de servios mdicos;Nas participaes em entrevistas e em programas nos diferentes tipos de mdias, inclusive nas redes sociais, o mdico no pode divulgar endereo e telefone de consultrio, clnica ou servio. Nestas oportunidades, deve se identificar tambm com seu CRM.

  • Resoluo 1.974/2011Destaques: O documento indica especificaes tcnicas que permitem fcil leitura e compreenso das informaes cuja presena obrigatria nas peas publicitrias; Por exemplo, os dados mdicos devem ser inseridos nas peas impressas, por exemplo, campos bem delineados, em letras de tamanho proporcional ao das demais informaes e de modo destacado; Em peas audiovisuais, a locuo dos dados do mdico deve ser pausada, cadenciada e perfeitamente audvel tambm na TV devem ser observadas regras relacionadas a tipo e dimenso de letras.

  • Resoluo 1.974/2011 proibidoIncluir imagens de pessoas em uso do servio ou apresentando eventuais resultados; Incluir selos ou marcas de instituies ou entidades, associaes/sociedades (mdicas e de consumidores); Usar designaes, smbolos, figuras ou outras representaes grficas, ou quaisquer indicaes, que possam tornar a informao falsa, incorreta, ou que possibilitem interpretao falsa, induzindo a equvoco, erro e/ou confuso em relao ao servio.

  • Resoluo 1.974/2011 proibido Anunciar cura de doenas para as quais ainda no exista tratamento apropriado, de acordo com conhecimentos cientficos comprovados; Anunciar especialidade ainda no admitida; Oferecer diagnstico e/ou tratamento distncia; Induzir o paciente a erro quanto a usos, rapidez de alvio ou aes teraputicas; Conter afirmaes ou dramatizaes que provoquem medo ou apreenso no paciente;

  • Resoluo 1.974/2011 proibido:- Apresentar nome, imagem e/ou voz de celebridade, afirmando ou sugerindo que utiliza o servio ou recomendando seu uso;Usar linguagem direta ou indireta relacionando o uso de servio ao desempenho fsico, intelectual, emocional, sexual ou beleza de uma pessoa; Apresentar de forma abusiva, enganosa ou assustadora representaes visuais das alteraes do corpo humano causadas por doenas ou leses; Empregar imperativos que induzam diretamente a contratao de servios mdicos especficos;Incluir a participao de crianas ou adolescentes.

  • Resoluo 1.974/2011 proibido:Explorar apelos emotivos e situaes dramticas;Valer-se de notcias que induzam convico de que o servio a nica alternativa ao seu alcance do paciente;Provocar o temor popular; Oferecer facilidades, prmios, participao em concursos ou recursos semelhantes; Induzir ao uso desnecessrio do servio.

    **************

Recommended

View more >