prova professor pedagogia magisterio(1)

Download Prova professor pedagogia magisterio(1)

Post on 08-Apr-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Prova aplicada pela UFT para selecionar professores da rede municipal.

TRANSCRIPT

  • UFT/COPESE Prefeitura Municipal de Palmas/TO - Professor Nvel II - Pedagogia (Magistrio)

    PROVAS DE CONHECIMENTOS

  • UFT/COPESE Prefeitura Municipal de Palmas/TO - Professor Nvel II - Pedagogia (Magistrio)

    PROVAS DE CONHECIMENTOS

    LINGUA PORTUGUESA

    Leia a charge a seguir e responda as QUESTES 01 e 02.

    Disponvel em: http://www.ozenildojunior.com.br/wp-content/uploads/2013/06/Charge.jpg. Acesso em: outubro de 2013. (Modificado)

    QUESTO 01

    De acordo com a leitura da charge, assinale a alternativa CORRETA:

    (A) O uso de ferramentas digitais possibilitou o surgimento de novos padres de comportamentos.

    (B) O facebook e o twitter so ferramentas que estimulam o usurio a ter mais privacidade dos seus contedos postados.

    (C) O facebook incentiva mais a curtio presencial que a virtual.

    (D) O uso de ferramentas digitais impede o processo criativo dos usurios.

    QUESTO 02

    A palavra "curti" apresenta outros significados, alm do que depreendemos na charge, e pode ser classificada como:

    (A) sinonmia (B) antonmia (C) paronmia (D) homonmia

    Leia o texto a seguir e responda as QUESTES 03 e 04

    Deciso

    Herana no deixarei.

    Olhem o sangue dos cactos na paisagem nua

    uma haste de luz suspensa na tarde agreste

    os pauprrimos marmeleiros, as cicatrizes do deserto, os solitrios labirintos do vento

    o silncio, a morte, o esquecimento.

    Eis o que fica. BARBOSA FILHO, Hildeberto. Nem morrer remdio: Poesia reunida. Joo Pessoa: Ideia, 2012. p. 433.

    QUESTO 03

    No poema, destaca-se a presena, predominante, de:

    (A) hiprbole (B) sinestesia (C) pleonasmo (D) prosopopia

    QUESTO 04

    Embora afirme, na primeira estrofe, que no deixar herana, pode-se dizer que, poeticamente, do eu-lrico restar:

    (A) propriedades compostas por uma geografia densa e diversificada.

    (B) lembranas inteis da natureza que provocaro a indiferena dos herdeiros.

    (C) paisagens que simbolizam a solido, o sofrimento e a tristeza vivenciados ao longo da vida.

    (D) coisas de pouco valor representadas por elementos da natureza que acentuam a pobreza material do eu-lrico.

    Leia os textos a seguir e responda as QUESTES 05, 06 e 07:

    Texto 1

    Encontram-se na rea de servio. Cada um com seu pacote de lixo. a primeira vez que se falam. - Bom dia... - Bom dia. - A senhora do 610. - E o senhor do 612. - . - Eu ainda no lhe conhecia pessoalmente... - Pois ... - Desculpe a minha indiscrio, mas tenho visto o seu lixo... - O meu qu? - O seu lixo. - Ah... - Reparei que nunca muito. Sua famlia deve ser pequena... - Na verdade sou s eu. [...] - Como que voc sabe? - Vejo uns envelopes no seu lixo. Do Esprito Santo. - . Mame escreve todas as semanas. - Ela professora? - Isso incrvel! Como foi que voc adivinhou? - Pela letra no envelope. Achei que era letra de professora. - O senhor no recebe muitas cartas. A julgar pelo seu lixo. - Pois ...

    Texto 2

    Voc eu no sei, mas eu estou preocupadssimo com a revelao de que os americanos tm monitorado tudo que dito e escrito no Brasil nos ltimos anos. Ouvem nossos telefonemas, leem nossos e-mails e, provavelmente, examinem o nosso lixo, atrs de indcios da nossa periculosidade. O que me preocupa que essa informao, depois de coletada e classificada, analisada talvez pelas mesmas pessoas que nunca duvidaram que o Saddam Hussein tivesse armas de destruio em massa. [...] Quer dizer, que garantia ns temos que no se enganaro de novo, e vero ameaas segurana americana nas nossas comunicaes mais inocentes? [...] Um pedido para troca de bujo de gs, uma evidente referncia cifrada exploso da Casa Branca. O fato que tenho tentado recapitular todos os meus telefonemas e e-mails nos ltimos anos, com medo de que um deles, mal interpretado, acabe provocando minha aniquilao por um drone.

    Texto 1. VERSSIMO, Luiz F. O lixo. Disponvel em: Acesso em outubro de 2013.(texto adaptado) Texto 2. VERSSIMO. L. F. O que organo. Disponvel em: Acesso em: outubro de 2013. (texto adaptado)

    QUESTO 05

    Os textos 1 e 2 dialogam entre si, retomando ideias. Essa caracterstica da linguagem conhecida como:

    (A) intertextualidade (B) comparativismo (C) metalinguagem (D) ambiguidade

  • UFT/COPESE Prefeitura Municipal de Palmas/TO - Professor Nvel II - Pedagogia (Magistrio)

    PROVAS DE CONHECIMENTOS

    QUESTO 06

    Conforme os argumentos presentes e sua organizao, pode-se afirmar que a orientao argumentativa do texto 2:

    (A) indica que a Casa Branca bastante cautelosa ao suspeitar de provveis ameaas.

    (B) ironiza as preocupaes e a abordagem dos americanos a possveis ameaas.

    (C) sugere que os motivos dos americanos para temer o terrorismo tm fundamento.

    (D) faz uma descrio amena do zelo americano em favor da segurana nacional.

    QUESTO 07

    Em: que garantia ns temos que no se enganaro de novo e com medo de que um deles, h uma diferena de opo de uso, em relao s palavras garantia e medo, quanto :

    (A) regncia verbal (B) regncia nominal (C) concordncia nominal (D) concordncia verbo-nominal

    Leia o fragmento de texto a seguir e responda as QUESTES 08 e 09.

    preciso ler, portanto. E escrever. Sempre. Quem no puder enfrentar o texto de autores considerados bons, os clssicos ou nem tanto, que leia mesmo os ruins [...] GUERREIRO, Carmen e MACHADO, Josu. As arapucas da grafia torta. Lngua Portuguesa. Ano 8, N 85, 2012. p. 40, (texto adaptado)

    QUESTO 08

    Pode-se afirmar que o e, negritado no texto, estabelece uma relao de sentido de:

    (A) adio de ideias (B) oposio de ideias (C) concluso de ideias (D) explicao de ideias

    QUESTO 09

    As palavras clssicos e ruins, negritadas no texto, referem-se a autores. O processo de coeso evidenciado nessa construo textual :

    (A) coeso sequencial (B) coeso por substituio (C) coeso referencial anafrica (D) coeso referencial catafrica

    Leia o fragmento de texto a seguir e responda a QUESTO 10.

    [...] O assobio mais poderoso acusticamente do que o grito: enquanto o esforo de gritar se torna intil entre interlocutores que no esto muito distantes uns dos outros, o som produzido quando se assovia viaja a 400 metros de distncia sem degradao acstica [...]. BONFIM, Evandro. Os idiomas assobiados. Lngua Portuguesa. Ano 8, N 85, p. 40, 2012. (texto adaptado)

    QUESTO 10

    Quanto grafia das palavras negritadas, pode-se afirmar que

    (A) assovia uma forma flexionada do verbo assobiar. (B) assovia a forma do pretrito perfeito do verbo assoviar. (C) assobio e assovia so formas lingusticas de significados

    diferentes. (D) assobio e assovia so formas lingusticas que admitem

    duas grafias.

    Leia o texto e responda as QUESTES 11 e 12.

    Os dez mandamentos do e-mail

    Um texto de correio eletrnico deve ser simples, mas no descuidado. Exige releitura e ateno para acertar o tom da mensagem. O vocabulrio deve fazer parte da linguagem usual, sem expresses rebuscadas que tornem a mensagem complicada. Mas preciso estar atento repetio exaustiva de termos, abreviaes apressadas e construes truncadas. [...]

    GUERREIRO, Carmen. Os dez mandamentos do e-mail. Lngua Portuguesa. Ano 8, N 87, 2013, p. 17,. (texto adaptado)

    QUESTO 11

    O texto construdo, predominantemente, por sequncias textuais:

    (A) injuntivas (B) narrativas (C) comparativas (D) argumentativas

    QUESTO 12

    A conjuno mas, negritada no texto, exerce a funo de:

    (A) marca lingustica de subjetividade (B) ndice de neutralizao do discurso (C) operador argumentativo (D) modalizador

    CONHECIMENTOS REGIONAIS

    QUESTO 13

    A regio do Jalapo, localizada na poro leste do Tocantins, possui um patrimnio ambiental e cultural to rico quanto frgil. Particularmente sobre as ameaas a este patrimnio, podemos citar:

    I. O crescimento expressivo da comercializao de peas artesanais produzidas com capim-dourado, que tem disseminado prticas inadequadas de manejo e conservao desta singular espcie vegetal nativa.

    II. A substituio de hbitos de origem indgena e afro-brasileira por outras prticas nas comunidades remanescentes de quilombos, evidenciando as dificuldades de sobrevivncia dos traos originais que formaram a identidade cultural dos moradores.

    III. A proliferao de hotis e resorts prximos aos principais atrativos tursticos da regio, contribuindo para a destruio acelerada da vegetao nativa e poluio dos corpos hdricos.

    IV. O avano da atividade agrcola em direo ao Parque Estadual, em razo da significativa disponibilidade de terras agricultveis de boa qualidade, do relevo suave que facilita o emprego da mecanizao bem como pela proximidade de jazidas de calcrio insumo de grande importncia na agricultura.

    Sobre as ameaas efetivas ao patrimnio ambiental e cultural do Jalapo, esto CORRETOS os itens da alternativa:

    (A) I, II e III (B) I, II e IV (C) II, III e IV (D) I, II, III e IV

  • UFT/COPESE Prefeitura Municipal de Palmas/TO - Professor Nvel II - Pedagogia (Magistrio)

    PROVAS DE CONHECIMENTOS

    QUESTO 14

    Sobre o crescimento urbano de Palmas, CORRETO afirmar que

    (A) nos ltimos anos, acentuou-se o processo de verticalizao na cidade.

    (B) a atuao dos agentes ligados ao capital privado no interfere na expanso da cidade.

    (C) as ocupaes localizadas fora da rea planejada da cidade tiveram incio nos ltimos cinco anos.

    (D) obedeceu rigorosamen

Recommended

View more >