propostas pedagÓgicas curriculares ensino .elementos formais composiÇÃo movimentos e perÍodos

Download PROPOSTAS PEDAGÓGICAS CURRICULARES ENSINO .ELEMENTOS FORMAIS COMPOSIÇÃO MOVIMENTOS E PERÍODOS

Post on 08-Nov-2018

218 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • COLGIO ESTADUAL PROF. DARCY JOS COSTAENSINO FUNDAMENTAL E MDIO

    PROPOSTAS PEDAGGICAS CURRICULARESENSINO FUNDAMENTAL

    ENSINO MDIO

    2010

  • 2

    Antes da exposio das Propostas Pedaggicas Curriculares, salientamos

    que as mesmas ainda necessitam do parecer final do NRE de Campo Mouro.

    Contudo, esto dispostas no site do colgio para que os professores tenham acesso

    s propostas de todas as disciplinas, visto que trata-se de um documento de suma

    importncia no contexto educacional.

  • 3

    PROPOSTAS PEDAGGICAS CURRICULARESENSINO FUNDAMENTAL

  • 4

    PROPOSTA PEDAGGICA CURRICULARDISCIPLINA: ARTE

    1. APRESENTAO GERAL DA DISCIPLINA

    Durante o perodo colonial, ocorreu nas vilas jesuticas, a primeira forma de

    arte na educao. Uma educao de tradio religiosa, com ensinamentos de artes

    e ofcios, atravs da retrica, literatura, msica, teatro, dana, pintura, esculturas e

    outras artes manuais, para grupos de africanos, ndios e portugueses. Esse trabalho

    educacional jesutico durou aproximadamente 250 anos e, muito influenciou na

    constituio da matriz cultural brasileira.

    Por volta do sculo XVIII, Marqus de Pombal expulsa os jesutas do Brasil

    Colnia e estabelece uma reforma na educao, que dava nfase ao ensino das

    cincias naturais e dos estudos literrios. Apesar da formalizao dessa reforma, na

    prtica no se registrou efetivas mudanas.

    Em 1808 com a vinda da famlia real de Portugal para o Brasil, inicia-se uma

    srie de obras para acomodar a corte portuguesa.

    Alguns anos mais tarde, chega ao Brasil um grupo de artistas franceses

    encarregado da fundao da Academia de Belas-Artes. Esse grupo ficou conhecido

    como Misso Francesa e obedecia ao estilo neoclssico, fundamentado no culto a

    beleza clssica, centrando os exerccios na cpia de obras consagradas, que

    caracterizava a pedagogia da escola tradicional.

    Um marco importante para a arte brasileira foi a Semana de Arte Moderna de

    1922, que influenciou artistas brasileiros como Anita Malfatti e Mrio de Andrade que

    valorizavam a expresso individual e rompiam os modos de representao realistas.

    Esses, direcionaram seus trabalhos para a pesquisa e produo de obras a partir

    das razes nacionais.

    Nesse contexto, o ensino da Arte teve o enfoque na expressividade,

    espontaneidade e criatividade; pensada inicialmente para crianas e incorporada

    para o ensino de outras faixas etrias. Essa valorizao da arte encontrou espao

    na pedagogia da Escola Nova, fundamentada na livre expresso de formas, na

    genialidade individual, inspirao e sensibilidade, desfocando o conhecimento em

  • 5

    arte e procurando romper com a transposio mecanicista de padres estticos da

    escola tradicional.

    O ensino de msica tornou-se obrigatrio nas escolas, com a nomeao do

    compositor Heitor Villa Lobos como Superintendente de educao musical e artstica

    durante todo o perodo do governo de Getlio Vargas. O ensino da msica

    contemplando a sua teoria e o canto orfenico, ensino de hinos, canto coral,

    provendo apresentaes para grandes pblicos.

    A partir dos anos 60, as produes e movimentos artsticos se intensificaram:

    nas artes plsticas com as bienais e os movimentos contrrios a ela; na msica com

    a bossa nova e os festivais; no teatro com o teatro de rua, teatro oficina e o teatro de

    arena de Augusto Boal e no cinema com o cinema novo de Glauber Rocha. Esses

    movimentos tiveram um forte carter ideolgico, propunham uma nova realidade

    social e gradativamente deixaram de acontecer com o endurecimento do regime

    militar.

    Com o Ato institucional n 5 em 1968, esses movimentos foram reprimidos

    com a perseguio e exlio de vrios artistas, professores, polticos e outros que se

    opunham ao regime. Nesse contexto, em 1971 foi promulgada a lei federal n

    5692/71, que no seu artigo 7, determina a obrigatoriedade do ensino da arte nos

    currculos do ensino fundamental e do ensino mdio.

    Entre 1988-1990 em Curitiba, elaborado o Currculo Bsico para a Escola

    pblica do Paran no ensino de 1 e 2 graus. Esse documento teve na pedagogia

    histrico-crtica o seu princpio norteador e intencionava fazer da escola um

    instrumento que contribusse para a transformao social. Nesse currculo, o ensino

    de Arte retoma o seu carter artstico e esttico visando formao do aluno pela

    humanizao dos sentidos, pelo saber esttico e pelo trabalho artstico.

    Aps quatro anos de trabalho para a implementao do Currculo Bsico,

    esse processo foi interrompido em 1995 pela mudana das polticas educacionais e

    pela imposio dos Parmetros Curriculares Nacionais.

    Entre 2003-2006 so realizadas diversas aes por parte do governo do

    Estado do Paran que valorizam o ensino de arte. Dessa forma, o ensino de Arte

    deixa de ser coadjuvante no sistema educacional e passa tambm a se preocupar

    com o desenvolvimento do sujeito frente a uma sociedade constituda historicamente

    e em constante transformao.

  • 6

    O objetivo do ensino de arte formar um cidado apto a construir

    gradualmente sua identidade cultural, conhecedor de seus direitos e deveres; tendo

    na arte desenvolvidas as suas possibilidades de corporeidade holstica. Partindo da

    utilizao da estrutura desenvolvida para o ensino fundamental e mdio das

    diretrizes curriculares que so os elementos bsicos das linguagens artsticas,

    produes/manifestaes artsticas e elementos contextualizadores.

    2. CONTEDOS

    ENSINO FUNDAMENTAL

    5 SRIE/6 ANO - REA MSICA

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSAltura

    Durao

    Timbre

    Intensidade

    Densidade

    Ritmo

    Melodia

    Escalas: diatnica

    pentatnica

    cromtica

    Improvisao

    Greco-Romana

    Oriental

    Ocidental

    Africana

    5 SRIE/6 ANO - REA ARTES VISUAIS

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSPonto

    Linha

    Textura

    Forma

    Superfcie

    Volume

    Cor

    Luz

    Bidimensional

    Figurativa

    Geomtrica, simetria

    Tcnicas: Pintura,

    escultura,

    arquitetura...

    Gneros: cenas da

    mitologia...

    Arte Greco-

    Romana

    Arte Africana

    Arte Oriental

    Arte Pr-Histrica

  • 7

    5 SRIE/6 ANO - REA TEATRO

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSPersonagem:

    expresses

    corporais,

    vocais,

    gestuais e

    faciais

    Ao

    Espao

    Enredo, roteiro.

    Espao Cnico,

    adereos

    Tcnicas: jogos

    teatrais, teatro

    indireto e direto,

    improvisao,

    manipulao,

    mscara...

    Gnero: Tragdia,

    Comdia e Circo.

    Greco-Romana

    Teatro Oriental

    Teatro Medieval

    Renascimento

    5 SRIE/6 ANO - REA DANA

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSMovimento

    Corporal

    Tempo

    Espao

    Kinesfera

    Eixo

    Ponto de Apoio

    Movimentos

    articulares

    Fluxo (livre e

    interrompido)

    Rpido e lento

    Formao

    Nveis (alto, mdio e

    baixo)

    Deslocamento (diretoe indireto)

    Dimenses (pequeno e grande)

    Tcnica:

    Improvisao

    Gnero: Circular

    Pr-histria

    Greco-Romana

    Renascimento

    Dana Clssica

  • 8

    6 SRIE/7 ANO - REA MSICA

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSAltura

    Durao

    Timbre

    Intensidade

    Densidade

    Ritmo

    Melodia

    Escalas

    Gneros: folclrico,

    indgena, popular e

    tnico

    Tcnicas:

    vocal, instrumental

    e mista

    Improvisao

    Msica popular e

    tnica (ocidental

    e oriental)

    6 SRIE/7 ANO - REA ARTES VISUAIS

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSPonto

    Linha

    Forma

    Textura

    Superfcie

    Volume

    Cor

    Luz

    Proporo

    Tridimensional

    Figura e fundo

    Abstrata

    Perspectiva

    Tcnicas: Pintura,

    escultura,

    modelagem,

    gravura...

    Gneros: Paisagem,

    retrato, natureza

    morta...

    Arte Indgena

    Arte Popular

    Brasileira e

    Paranaense

    Renascimento

    Barroco

    6 SRIE/7 ANO - REA TEATRO

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSPersonagem:

    expresses

    corporais,

    vocais,

    Representao,

    Leitura dramtica,

    Cenografia.

    Tcnicas: jogos

    Comdia dell

    arte

    Teatro Popular

    Brasileiro e

  • 9

    gestuais e

    faciais

    Ao

    Espao

    teatrais, mmica,

    improvisao,

    formas animadas...

    Gneros:

    Rua e arena,

    Caracterizao.

    Paranaense

    Teatro Africano

    6 SRIE/7 ANO - REA DANA

    CONTEDOS ESTRUTURANTESELEMENTOS

    FORMAIS

    COMPOSIO MOVIMENTOS

    E PERODOSCONTEDOS BSICOSMovimento

    Corpora