PROPOSTA DE AUMENTO SALARIAL

Download PROPOSTA DE AUMENTO SALARIAL

Post on 04-Aug-2015

2.849 views

Category:

Business

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p> 1. Todos os dados que sero demonstrados foramextrados do SITE OFICIAL DAPREFEITURA MUNICIPAL DESO JOAO DA BOA VISTA 2. EXERCCIOS PREVISO EXECUOCRESCIMENTO%2010 163.808.000,00 163.711.765,64 -0,05874832011 191.538.500,00 182.137.597,65 -4,90810072012 207.220.000,00 212.984.832,17 2,78198632013 221.350.291,64 233.071.730,33 5,2935425MDIA DECRESCIMENTO 0,7771699 3. EXERCCIOS PREVISO EXECUODECRSCIMO%2010 144.162.146,16 138.609.911,19 -3,85138202011 164.704.296,72 154.972.893,56 -5,90840882012 190.506.403,71 180.218.388,64 -5,40035132013 212.820.331,26 207.261.340,93 -2,6120579MDIA DEDECRSCIMO -4,4430500 4. Quando comparamos as previses das receitas edespesas em face das suas execues podemosobservar que as despesas de custeio apresentaramdecrscimos, enquanto as receitas correntes atingiramexcesso de arrecadao. Portanto, conclumos que as receitas correntes secomportaram positivamente, ou seja, a AdministraoMunicipal alcanou arrecadao maior do que seestimava. Por outro lado, comparando o mesmoperodo, verificou-se uma economia oramentriadiante as despesas fixadas, assim, gastou-se menos doque se previa. 5. EXERCCIOS RECEITASEVOLUO%DESPESASEVOLUO%2010 163.711.765,64 0,0000000 138.609.911,19 0,00000002011 182.137.597,65 11,255044 154.972.893,56 11,80505942012 212.984.832,17 16,936226 180.218.388,64 16,29026502013 233.071.730,33 9,431140 207.261.340,93 15,0056565CRESCIMENTO2010 e 2014 42,367123 49,5285144 6. Em que pese o crescimento das despesas decusteio, no perodo de 2010 a 2014, ter atingidondice de 7,1614% superior ao percentual dasreceitas correntes, no podemos considerarcomo prejudicial aos fechamentosoramentrios, haja vista, que os resultadosforam superavitrios em todos os exerccios emanlise. 7. EXERCCIOS RECEITAS DESPESAS(+) SUPERVITou (-) DFICIT%2010 171.974.071,07 163.487.285,07 8.486.786,00 4,93492011 192.086.647,99 180.560.637,72 11.526.010,27 6,00042012 232.133.890.79 214.278.945,07 17.854.945,72 7,69172013 249.127.597,88 234.760.304,13 14.367.293,75 5,7670MDIA DECRESCIMENTO13.058.758,94 6,0985 8. Em virtude, inclusive dos comentrios do itemanterior, possvel comprovar que em todos osexerccios apresentados a AdministraoMunicipal apurou resultados oramentriospositivos (SUPERVITS). 9. ANLISE VALORES %PREFEITURA (exceto Instituto de Previdncia)Disponibilidades Financeiras 22.237.907,68Saldo de Restos a Pagar 19.367.869,41Disponibilidade Financeira a Maior 2.870.038,27 12,9061INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDNCIADisponibilidades Financeiras 95.005.725,57Saldo de Restos a Pagar 1.978.680,66Disponibilidade Financeira a Maior 93.027.044,91 97,9173 10. Outro ponto favorvel na presente anlise se d aomotivo da Prefeitura Municipal de So Joo da BoaVista apresentar em 31.12.2013 disponibilidadesfinanceiras superiores, na ordem de 12,9061%, emcomparao ao saldo de restos a pagar. Portanto, podemos concluir que o exerccio de 2013no carregou para 2014 quaisquer resultadosnegativos, vez que o exerccio de 2013 findou comSUPERVIT ORAMENTRIO somado ao fatodas DISPONIBILIDADES FINANCEIRAS SEREMSUPERIORES AO SALDO DE RESTOS A PAGAR. 11. PERODOS R.C.L. EVOLUO %3 Quadrimestre 2009 122.040.730,71 -1 Quadrimestre 2010 126.401.377,91 3,57312 Quadrimestre 2010 135.477.124,01 11,00983 Quadrimestre 2010 140.303.039,79 14,96411 Quadrimestre 2011 147.394.669,50 4,98592 Quadrimestre 2011 152.495.063,60 8,68983 Quadrimestre 2011 158.056.702,46 12,65381 Quadrimestre 2012 168.700.858,90 6,73442 Quadrimestre 2012 176.853.656,30 11,89253 Quadrimestre 2012 186.327.359,77 17,88641 Quadrimestre 2013 187.187.052,90 0,46142 Quadrimestre 2013 184.502.494,90 -0,97943 Quadrimestre 2013 195.866.035,22 5,11931 Quadrimestre 2014 206.597.627,63 5,4790 12. Fato curioso foi evoluo da Receita CorrenteLquida de 2013, pois o seu crescimento seestagnou em nfimos 5,1193% referente aoexerccio de 2012; O fato acima nos motivou proceder acruzamentos analticos da receita arrecadadaem 2013; 13. Por bvio, o saldo financeiro em contas bancriasdo Instituto de Previdncia em dezembro de 2013era de R$ 95.005.725,57. Qualquer aplicao anualdesses recursos, por menor que fosse, deveriacarrear rendimentos no mnimo de 5% ao ano, ouseja, R$ 4.750.286,28; Assim sendo, conclumos que as ReceitasPatrimoniais de 2013 no foram devidamentecontabilizadas, consequentemente, foram scausadoras pelo pequeno crescimento da ReceitaCorrente Lquida de 2013; 14. Feito isso, constatamos que as ReceitasPatrimoniais de 2013 sofreram decrscimos de91,6617% comparadas s arrecadadas em 2012; Observamos que o Balancete Analtico deReceita do Instituto de Previdncia nocontabilizou nenhum rendimento de aplicaofinanceira em 2013; 15. Portanto, adotamos a metodologia da mdiaponderada para os ndices anuais decrescimento da Receita Corrente Lquida, eainda, agregamos a falta de contabilizao dosrendimentos de aplicao financeira dasreceitas patrimoniais do Instituto dePrevidncia Municipal: 16. PERODOS R.C.L. EVOLUO %3 Quadrimestre 2009 122.040.730,71 -3 Quadrimestre 2010 140.303.039,79 14,96413 Quadrimestre 2011 158.056.702,46 12,65383 Quadrimestre 2012 186.327.359,77 17,88643 Quadrimestre 2013 195.866.035,22Ajuste da RCL de 2013 (+) 4.750.286,28 7,66873 Quadrimestre 2013 AJUSTADO 200.616.321,50MDIA PONDERADA DA EVOLUO DA RECEITACORRENTE LQUIDA 13,2932 17. Feito os devidos ajustes, a previso decrescimento da Receita Corrente Lquida para2014 de 13,2932%: Portanto, conclumos que a RECEITACORRENTE LQUIDA de 2014 est previstaatingir a cifra de R$ 227.284.650,30. 18. PERODOSDESPESACOMPESSOALVARIAO%AUMENTOCONCEDIDO%CRESCIMENTOVEGETATIVO %3 Quadrimestre 2009 56.716.478,15 -3 Quadrimestre 2010 66.158.179,47 16,6472 10,0000 6,64723 Quadrimestre 2011 71.770.612,48 8,4833 6,0000 2,48333 Quadrimestre 2012 82.937.636,15 15,5593 0,0000 15,55933 Quadrimestre 2013 91.428.927,06 10,2382 8,0000 2,2382MDIA PONDERADA DOCOMPORTAMENTO DAS DESPESASCOM PESSOAL12,7320 6,0000 6,7320 19. Utilizamos a metodologia da mdia ponderadapara os ndices anuais (2010 at 2013) dasvariaes das Despesas com Pessoal; A previso de crescimento vegetativo dasDespesas com Pessoal para 2014 de 6,7320%: Conclumos que a previso das DESPESASCOM PESSOAL em 2014 totalizar aimportncia de R$ 97.583.922,43. 20. PERODOS TERCEIRIZAOEVOLUO%3 Quadrimestre 2012 4.191.788,76 -3 Quadrimestre 2013 4.916.199,20 17,28171 Quadrimestre 2014 6.657.285,20 35,4153 21. O comportamento dos gastos com terceirizaoapresentou enorme crescimento, influenciandodiretamente o total das Despesas com Pessoal. 22. Considerando que a Administrao Municipalalcanou arrecadao maior do que se estimavaentre os exerccios de 2010 at 2013; Considerando o mesmo perodo, observou-se umaeconomia oramentria diante as despesas fixadas; Considerando que os fechamentos oramentriosobtiveram resultados superavitrios em todos osexerccios em anlise; 23. Considerando que a Prefeitura Municipal de So Joo daBoa Vista apresentou em 31.12.2013 disponibilidadesfinanceiras superiores, na ordem de 12,9061%, emcomparao ao saldo de restos a pagar; Considerando que a previso de crescimento da ReceitaCorrente Lquida para 2014 de 13,2932%; Considerando que a previso de crescimento vegetativo dasDespesas com Pessoal para 2014 de 6,7320%; Considerando relevante o crescimento das Despesas comTerceirizao de Mo de Obra ao longo dos exerccios de2012 at 2014; 24. Conclumos que o percentual de aplicao das Despesas comPessoal (R$ 97.583.922,43) em relao Receita CorrenteLquida (R$ 227.284.650,30), para o exerccio de 2014, estprevisto em 42,9347%. A diferena de 42,9347% para o limite prudencial da Lei deResponsabilidade Fiscal (51,30%) seria de 8,37% sobre a receitacorrente lquida, ou seja, R$ 19.023.725,23. Assim dividindoesse valor pelo custo total estimado da folha de pagamento de2014, teramos uma possibilidade de aumento de salrio naordem de 19,49%. Contudo, apuramos a diferena de 42,9347 para um limite de90% da alquota mxima de gastos com pessoal (54% x 90% =48,60%), no qual foi possvel vislumbrar um teto das despesascom pessoal na ordem de 5,6653% sobre a receita correntelquida, ou seja, R$ 12.876.357,29. Outra vez, dividimos essevalor pelo custo total estimado da folha de pagamento de 2014,assim, observa-se uma possibilidade de aumento de salrio naordem de 13,19%. 25. 10% sobre o salrio R$ 70,00 na parcela destacada R$ R$ 30,00 no vale alimentao 26. 5,81% no SALRIO DE DEZEMBRO/2013. Considerando que houve antecipao dedissdio em JANEIRO/2014, na ordem de 2%; Nesse momento (JUNHO/2014) os Servidoresteriam reajuste de 3,74%. 27. 8% sobre o salrio R$ 100,00 na parcela destacada R$ R$ 50,00 no vale alimentaoou 6% sobre o salrio R$ 140,00 na parcela destacada R$ R$ 80,00 no vale alimentao 28. Enfim, aps os estudos apresentados, conclumosque as estimativas das receitas foramprudentemente apresentadas em valoresproporcionalmente aqum daqueles demonstradosem exerccios anteriores. Destarte, com relao aos resultadosoramentrios, financeiros e econmicos daentidade, os mesmos tendem crescer em 2014conforme se demonstrou em 2013. Finalmente, estes so nossos comentrios. </p>