projeto integrador i

Download Projeto Integrador I

Post on 10-Dec-2015

30 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

projeto 1

TRANSCRIPT

ADMINISTRAO DE EMPRESASPROJETO INTEGRADOR I Por:

Ana Flavia Gomes Bento, RA: 365915

Sonara Melo Lopes,

RA: 368318

Wolker Sanches Dias, RA: 370877

Kamilla Correa Bueno, RA: 392218Mayara de Oliveira Pereira, RA: 368295Professor Presencial: Marizete Chaves

Jardim MS2015PROJETO INTEGRADOR ICRIAO DE PEIXES EM VIVEIROS ESCAVADOSPor:

Ana Flavia Gomes Bento, RA: 365915

Sonara Melo Lopes,

RA: 368318

Wolker Sanches Dias, RA: 370877

Kamilla Correa Bueno, RA: 392218Mayara de Oliveira Pereira, RA: 368295Professor Presencial: Marizete ChavesJardim MS

2015SUMRIO

1. INTRODUO

2. APRESENTAO DO PROJETO

3. NECESSIDADES DA EMPRESA3.1 Localizao

3.2 Equipamentos

3.3 Pessoal4. ESCOPO DO PROJETO

4.1 CONSTRUO DOS VIVEIROS4.1.1 Taludes4.1.2 Entrada de gua e Canal de Abastecimento4.1.3 Sada de gua e Canal de Desgue4.1.4 Tanque de decantao ou estabilizao4.2 ESCOLHA DAS ESPCIES PARA OS CULTIVOS5. POR QUE CRIAR PEIXE EM VIVEIROS?6. ANALISE DE MERCADO6.1 TENDNCIAS E OPORTUNIDADES

6.2 CLIENTES7. PLANEJAMENTO FINANCEIRO8. DIVULGAO

9. CONCLUSES FINAIS10. REFERNCIA BIBLIOGRFICA1. INTRODUO

A piscicultura uma atividade em ascenso dentro do setor agropecurio. Seus altos ndices produtivos vm atraindo cada vez investidores na rea. Porm, como qualquer outra atividade que envolve uma cadeia produtiva elaborada, necessrio que antes de implantada, o projeto deve ser bem planejado e avaliado, garantindo assim, segurana ao sistema de produo; caso contraio, a atividade ao invs de prosperar, pode vir a apresentar prejuzos, e por consequncia, levar ao desestmulo e at mesmo, ao abandono da atividade.Contudo, no basta somente que o projeto de implantao seja aplicado de forma correta. Tambm necessrio que o produtor adote boas prticas de manejo, que estabeleam procedimentos adequados como: densidade de estocagem; uma boa qualidade de gua; boa pratica de manejo alimentar; utilizao de rao de boa qualidade; aplicao de fertilizantes qumicos ou orgnicos de forma correta; medidas preventivas contra doenas; e, tcnicas de despescas que minimizem o aporte de efluente ao meio ambiente.Esta atividade milenar com destaque em diversas regies do mundo, tem apresentado no Brasil um grande crescimento com destaque para a tilpia e alguns peixes nativos como o tambaqui, o pacu e mais recentemente, o pintado e o pirarucu. 2. APRESENTAO DO PROJETO Produto PrincipalPeixes

Setor Agronegcios

FunoProduo

reaProduto de origem animal

Atividade Criao de Peixe (Piscicultura)

Atividades RelacionadasProduo de protena animal para consumo.

Processamento e distribuio de pescado.

3. NECESSIDADES DA EMPRESADentre as vrias formas de tanques e viveiros existentes, a escolhida para nosso projeto ser o viveiro escavado, pois apresentam condies prximas s naturais dos peixes. So construes menos onerosas, mas necessitam de manuteno e reparos constantes.

Suas paredes devem apresentar inclinao mxima de 45 graus e ter suas bordas gramadas para evitar desmoronamentos.3.1 Localizao

Para decidir o local para a construo do viveiro ser avaliado os seguintes aspectos:

- Existncia de gua suficiente para o abastecimento dos viveiros;

- Adequao do terreno para a reteno de gua;- Existncia de fornecedores de alevinos nas proximidades;

- E o mais importante: Existncia de mercado consumidor para o nosso produto.

Alguns fatores que tambm sero levados em considerao para a escolha do local de instalao da piscicultura, ser: existncia de uma infraestrutura mnima de rede de energia eltrica; estradas em bom estado de conservao; relativa proximidade dos mercados consumidores; e, condies climticas minimamente favorveis.3.2 Equipamentos- Bomba dgua

- Compressor

- Mquina para alimentar

- Mquina de moer

- Misturador de alimentos

- Aerador de 2HP

- Roadeiras

- Carrinhos de mo, foice, p e picaretas

- Freezer

- Caixas de isopor

- Balanas

- Redes fixas, de arrasto, tarrafas e peneiras,

- Termmetros

Alm da necessidade de uma residncia para os empregados, um escritrio, uma oficina e galpo para estocagem e manuseio de raes e medicamentos para os peixes e produtos qumicos.3.3 Pessoal

Nos primeiros oito meses, basta apenas um funcionrio. Sem especializao para o trabalho com os peixes, desempenhando as tarefas de dar comida, tratar a criao e limpar a rea onde forem instalados os viveiros. A mo-de-obra qualificada contratada apenas no momento da realizao da primeira despesa. Caso o empreendedor resida no local onde for instalado o cultivo, pode at mesmo trabalhar sozinho de incio.4. ESCOPO DO PROJETO Sero construdos apenas trs viveiros para a criao de peixes, e ser estudada as melhores espcies a serem produzidas, onde as caractersticas atendero ao melhor resultado possvel para a comercializao no mercado da regio e futuramente para a exportao em nvel nacional e internacional.

4.1 CONSTRUO DOS VIVEIROS

A forma e dimenses dos viveiros variam de acordo com a espcie criada, topografia e formato do terreno, disponibilidade de gua, tipo de explorao e criao.

Os viveiros retangulares so os que apresentam melhor forma, tanto para o manejo como para o bem-estar dos peixes. Viveiros muito pequenos (menor que 400 m2) aumentam os custos e viveiros muito grandes (acima de 6000 m2) inviabilizam um bom manejo de criao. A profundidade pode variar de 0,80 a 1,50 metro.Figura 1 - Vista area de uma piscicultura.O local escolhido para a construo ser totalmente limpo, retirando-se toda a matria orgnica (restos de razes, folhas, galhos, etc.), pedras, enfim; tornando o terreno mais estvel e evitando problemas de infiltrao. Os viveiros sero construdos, escavados ou com levantamento de diques aproveitando o mximo da topografia existente.O fundo e as paredes sero compaquitados para evitar desmoronamentos, eroso e infiltrao (se necessrio construir ncleos de argila nas paredes para maior segurana e durabilidade); o fundo ter uma inclinao (declividade) de no mnimo 1,5% em direo ao sistema de escoamento.

4.1.1 Taludes

Os taludes de um viveiro de terra devem ser bem construdos para garantir durabilidade e impedir infiltraes e eroses. A construo ser feita em camadas, colocando 20 cm de terra, molhando e compactando, repetindo estes passos at completar a altura total do talude. O perfil de um talude ideal mostrado na Figura 7, onde H representa a altura do talude (entre 0,8m e 1,5m). Estes valores so referncias para o tipo de solo prprio para viveiros de terra (argiloso).

Em qualquer caso o ponto mais alto do talude deve ficar 50 cm acima do nvel da gua (borda livre) para evitar problemas como transbordamentos. A largura da crista do talude depende muito do tipo de empreendimento e do tamanho dos viveiros. Se os viveiros forem muito grandes, a crista do talude deve ter 4 m para suportar movimento de caminhes de despesca. Se os viveiros forem pequenos, basta um trator para a despesca, logo o talude pode ser mais estreito, na faixa dos 2 m.

Figura 4 - Taludes com mesma altura e largura de crista, porm com diferentes inclinaes (1:1, 1:2 e 1:3). Observe que a suavizao do talude aumenta o volume de terra no corpo do dique e o percentual de reas mais rasas no viveiro. Tambm aumenta a rea da borda livre, exigindo maior ateno quanto a proteo desta rea. Note as linhas de capilaridade (linhas tracejadas solo com baixo teor de argila; linhas contnuas solo com maior percentual de argila). Os taludes construdos com solos muito argilosos podem apresentar uma inclinao mais acentuada nos taludes externos. J nos solos com baixo teor de argila, a inclinao deve ser mais suave para no ocorrer drenagem da gua infiltrada sobre o talude. A movimentao de terra e o custo de construo ficam maiores quanto mais suaves for a inclinao dos taludes. Viveiros com taludes muito suaves tambm podem apresentar problemas com o estabelecimento de algas e plantas aquticas nas reas prximas as suas margens.4.1.2 Entrada de gua e Canal de Abastecimento

O abastecimento dos viveiros ser feito com cano PVC e registro para regular a vazo. A gua cair de uma altura de aproximadamente 50 cm, o que ajuda na oxigenao. Na regio onde a gua atinge o fundo do viveiro, ser colocado pedras para evitar danos de eroso e ressuspenso de material argiloso.

A gua de captao ser de boa qualidade, apresentando as caractersticas fsico-qumicas que atenda a espcie cultivada e seu volume ser suficiente para atender as renovaes dirias (5 a 10 L/s/hectare).

Para abastecimento geral dos viveiros, ser construdo um canal em concreto, ou manilhas de concreto. Para cada viveiro ser construda uma caixa de derivao, para ento derivar a gua por um tubo de PVC para abastecimento do viveiro. 4.1.3 Sada de gua e Canal de Desgue

Um dos fatores importantes no cultivo de peixes poder esgotar totalmente um aude ou viveiro, visando a despesca, manuteno, adubao e principalmente a desinfeco feita pelo sol. importante a retirada de gua do fundo dos viveiros, uma vez que essa gua apresenta menor qualidade e, nveis baixos de oxignio.

Para isso, o canal de desgue ser feito similar ao canal de abastecimento, utilizando calhas e os tubos de PVC, que levam a gua at o tanque de decantao ou estabilizao. A estrutura de sada de gua implantada, estar localizadas na parte mais baixa do viveiro, para que o mesmo possa ser totalmente drenado.

4.1.4 Tanque de decantao ou estabilizao

O tanque de decantao ou estabilizao recomendvel para melhorar a qualidade de gua depois de utilizada na piscicultura, e assim devolve-la ao meio ambiente. Tem a finalidade de reciclar os nutrientes e metablitos em excesso, providos de restos de raes, excretas dos peixes, etc., e tambm dec