projeto educativo - escolas de sátã ?· pe - projeto educativo pei - programa educativo...

Download PROJETO EDUCATIVO - Escolas de Sátã ?· PE - Projeto Educativo PEI - Programa Educativo Individual…

Post on 21-Jan-2019

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

933

Projeto Educativo Agrupamento de Escolas de Sto 2013-2016

2

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE STO

PROJETO

EDUCATIVO

A ignorncia [ a] origem de todos os erros Frei Rosa Viterbo

Projeto Educativo Agrupamento de Escolas de Sto 2013-2016

3

ABREVIATURAS E SIGLAS

ACDV - Associao Comercial do Distrito de Viseu

AEC - Atividades de Enriquecimento Curricular

BE - Biblioteca Escolar

CE Classificao Externa

CEI Currculo Especfico Individual

CIF Classificao Interna Final

CPCJ - Comisso de Proteo de Crianas e Jovens de Sto

CT Conselho de Turma

EBFL - Escola Bsica Ferreira Lapa

EBIFA - Escola Bsica Integrada de Ferreira de Aves

EPS - Escola Promotora de Sade

ESFRoV - Escola Secundria Frei Rosa Viterbo

GAFA - Gabinete de Apoio Famlia e ao Aluno

GIP - Gabinete de Insero Profissional

NEE Necessidades Educativas Especiais

NUT III Nomenclatura Comum das Unidades Territoriais Estatsticas

PAA - Plano Anual de Atividades

PE - Projeto Educativo

PEI - Programa Educativo Individual

PT - Plano de Turma

RTP - Relatrio Tcnico-Pedaggico

SPO - Servios de Psicologia e Orientao

SWOT - Strenghts, Weaknesses, Opportunities, Threats

Projeto Educativo Agrupamento de Escolas de Sto 2013-2016

4

ndice

PARTE I: CONTRUIR O PROJETO EDUCATIVO 5 1. Introduo 5 2. Misso 6 3. Viso 7

PARTE II: CARACTERIZAO DO AGRUPAMENTO 9 1. Meio envolvente 9 2. Alunos 12

2.1 - Nmero de alunos 12 2.2 - Sucesso acadmico 13 2.3 - Abandono escolar 13 2.4 - Ambiente social dos alunos 13

3. Recursos Humanos 14 3.1 - Pessoal docente 14 3.2 - Pessoal no docente 15

4. Recursos materiais 15 5. Oferta educativa 16 6. Atividades de Enriquecimento Curricular/Ocupao plena dos tempos escolares 17

Parte III: DIAGNSTICO ESTRATGICO 18

1. Anlise externa: Oportunidades e ameaas 19 2. Anlise interna: Pontos fortes e pontos fracos 20

Parte IV: PLANO ESTRATGICO 22

PARTE V: AVALIAO DO PROJETO EDUCATIVO 31 1. Monitorizao do Projeto Educativo 31 2. Instrumentos de monitorizao 31 3. Calendarizao 32

PARTE VI: DIVULGAO DO PROJETO EDUCATIVO 33

REFERNCIAS 34 1. Quadro normativo 34

2. Bibliografia 34

Anexo I: Orientaes pedaggicas 35 Orientaes para a constituio de turmas 35 Orientaes curriculares para alunos com NEE 40 Procedimentos de referenciao e avaliao 37 Articulao curricular 38

Anexo II: Desenho curricular dos cursos oferecidos em 2012-2013 40 Desenho curricular da Educao pr-escolar Ensino secundrio 40

Projeto Educativo Agrupamento de Escolas de Sto 2013-2016

5

PARTE I: CONSTRUIR O PROJETO EDUCATIVO

1. Introduo

O Projeto Educativo (PE) constitui-se como um instrumento do exerccio da autonomia

das escolas, consagrada pela Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei n46/86), de 14 de outubro,

e pelo Decreto-Lei n 43/89, de 3 de Fevereiro, e reforada pelo Decreto-Lei 75/2008, de 22 de

abril, alterado e republicado pelos Decreto-Lei n224/2009, de 11 de Setembro, e Decreto-Lei

n137/2012 de 2 de julho, que apoia a tomada de decises nos domnios da organizao

pedaggica, da organizao curricular, da gesto dos recursos humanos, da ao social escolar e

da gesto estratgica, patrimonial, administrativa e financeira, no quadro das funes,

competncias e recursos que lhe esto atribudos. (ponto 1 do art. 8 do Decreto-Lei 75/2008).

Neste quadro, o PE o documento que consagra a orientao educativa do

Agrupamento de escolas ou da escola no agrupada, elaborado e aprovado pelos seus rgos de

administrao e gesto para um horizonte de trs anos, no qual se explicitam os princpios, os

valores, as metas e as estratgias segundo os quais o agrupamento de escolas ou escola no

agrupada se prope cumprir a sua funo educativa. (alnea (a) do ponto 1 do art. 9,do

Decreto-Lei 75/2008).

Em conformidade, o Agrupamento de Escolas de Sto apresenta o PE do Agrupamento

para o perodo de 2013- 2016, no qual esto delineados as metas e os objetivos a atingir para a

concretizao da sua misso educativa na descoberta de caminhos para melhorar a atuao da

escola em prol de uma cultura de trabalho e de respeito pelos bens comuns e pelos outros.

Este documento foi construdo de forma participada pelos vrios agentes da comunidade

escolar que foram chamados a pronunciar-se sobre os pontos fortes e os problemas que urge

resolver no Agrupamento, bem como sobre as metas e objetivos estratgicos, para que todos se

pudessem identificar com as linhas de ao do documento. Assume-se, desta forma, como o

rosto visvel da especificidade e autonomia da organizao escolar (Despacho n113/ME/93, de

23 de junho).

A construo do PE foi orientada por princpios de responsabilizao dos vrios

intervenientes na vida escolar, tendo-se procurado que o seu plano de ao se adequasse s

caractersticas e aos recursos do Agrupamento, bem como s solicitaes e aos apoios da

comunidade em que se insere (decreto-lei n. 43/89, de 3 de fevereiro). Neste sentido, o PE

Projeto Educativo Agrupamento de Escolas de Sto 2013-2016

6

pretende apontar objetivos e metas comuns para todas as escolas que constituem o seu

universo, vislumbrando caminhos para melhorar a gesto e o funcionamento dos diferentes

servios, com vista melhoria da qualidade do ensino que o Agrupamento presta aos cidados.

2. Misso

Atravs do seu PE, o Agrupamento ambiciona contribuir para impulsionar um modelo

pedaggico ajustado s necessidades e interesses dos seus alunos. Pretende-se que o

Agrupamento seja capaz de responder s necessidades da comunidade envolvente e s

exigncias do mundo atual e, assim, preparar e qualificar os seus alunos para ingressarem na

vida ativa ou para prosseguirem os seus estudos, munindo-os de capacidades que garantam a

sua empregabilidade e a aprendizagem ao longo da vida.

necessrio que a escola seja capaz de promover o desenvolvimento de competncias

necessrias realizao e desenvolvimento pessoais, cidadania ativa, coeso social e

empregabilidade. Estas competncias foram identificadas e definidas, em 2006, pelo Conselho da

Europa e pelo Parlamento Europeu, como as oito competncias-chave essenciais para a

aprendizagem ao longo da vida: comunicao em lngua materna; comunicao em lnguas

estrangeiras; competncia matemtica e competncias bsicas em cincias e tecnologias;

competncia digital; aprender a aprender; competncias sociais e cvicas; esprito de iniciativa e

esprito empresarial; sensibilidade e expresso culturais. Por essa razo, o Agrupamento

continuar a promover uma cultura de rigor e de esforo, valorizando a formao ao longo da

vida.

Importante ser, tambm, manter uma constante articulao com o meio envolvente, que

permitir aprofundar a formao pessoal e social dos alunos e a sua participao ativa e

responsvel na identificao e procura de solues para os problemas emergentes da

comunidade. S desta forma se poder projetar uma escola aberta comunidade, com um papel

interventivo na resoluo dos seus desafios.

Numa escola que se idealiza, numa perspetiva humanista, como formadora de empatias

capazes de fomentar a participao dinmica, responsvel e colaborativa de todos, o respeito

pelos outros e os valores e princpios democrticos dos direitos humanos devem constituir a

base da atuao dos seus agentes. Assim, essencial que a escola, atenta s diversidades

culturais existentes, dentro e fora dela, fomente a formao de cidados responsveis,

intervenientes, tolerantes e solidrios.

Projeto Educativo Agrupamento de Escolas de Sto 2013-2016

7

Com o objetivo de concretizar os princpios de Escola Inclusiva, que estiveram na base

das prticas pedaggicas deste Agrupamento, continuaremos a fomentar o sucesso educativo de

todos os alunos, garantindo aos que tm necessidades educativas especiais os apoios

necessrios, adotando as estratgias educativas que melhor se adeqem situao de cada um.

Inscrevendo-se numa lgica de continuidade dos projetos educativos anteriores, o atual

PE espera contribuir, com a participao responsvel de todos os seus agentes, para uma

educao de qualidade, assente na inovao curricular, na formao e valorizao profissional e

na promoo do desenvolvimento das competncias-chave para uma aprendizagem ao longo da

vida e da adoo de valores de cidadania e de atitudes de respeito e de valorizao pela

diversidade.

Configura-se, assim, um clima de escola alicerado no prazer de pertencer ao

Agrupamento de Escolas de Sto, atravs da valorizao do trabalho, do esforo e do rigor. Os

prximos trs anos de vivncia do Agrupamento sero cruciais para a consolidao e

generalizao da assuno deste novo modelo e das relaes de trabalho colaborativo entre

todos os seus estabelecimentos de ensino.

Em concordncia com a perspetiva de Carvalho e Diogo (1994), o Agrupamento assume

que o seu PE deve concretizar as seguintes funes:

Funcionar como ponto de referncia para a gesto e tomada de deciso dos rgos da

Escola e dos agentes educativos;

Garantir a unidade de ao da Escola nas suas variadas dimenses;

S

Recommended

View more >