processo de ensino com o uso do computador portÁtil do ... ?· 1 processo de ensino com o uso do...

Download PROCESSO DE ENSINO COM O USO DO COMPUTADOR PORTÁTIL DO ... ?· 1 processo de ensino com o uso do computador…

Post on 29-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

PROCESSO DE ENSINO COM O USO DO COMPUTADOR PORTTIL

DO PROJETO UM COMPUTADOR POR ALUNO (UCA) NA ESCOLA

MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSORA

MARIA THTIS NUNES

Kecia Karine Santos de Oliveirai

Anne Alilma Silva Souza Ferreteii

Eixo temtico 8: Tecnologia, Mdias e Educao

Resumo O artigo teve como objetivo geral analisar o uso do computador porttil do Projeto Um Computador por Aluno (UCA) no processo de ensino com a turma do 5 Ano do ensino fundamental da Escola Municipal Professora Maria Thtis Nunes, localizada no municpio de Aracaju. A coleta de dados se deu atravs de um estudo de caso, com observaes do cotidiano em sala de aula, entrevista com a professora da turma e fotografias, a fim de analisar as prticas pedaggicas da professora; bem como apontar as principais potencialidades e obstculos detectados com o uso do computador porttil em sala de aula. Com a incluso do computador no planejamento pedaggico, o educador adota a postura de mediador do processo de aprendizagem, orientando seus alunos a terem autonomia para buscar informaes e transform-las em conhecimento produzido pelos mesmos. Palavras-chave: Educao. Informtica na Educao. Tecnologia educacional. Abstract The article aims at analyzing the use of laptop Project One Computer per Student (UCA) in the teaching process with the class of the 5th year of elementary school "Municipal School Teacher Maria Thtis Nunes," located in the city of Aracaju. Data collection was through a case study, with observations of daily life in the classroom, interview with the classroom teacher and photographs in order to analyze the teacher's pedagogical practices, as well as identifying the main strengths and obstacles detected using the laptop in the classroom. With the inclusion of computer in educational planning, the teacher takes the position of mediator in the learning process, guiding students to have autonomy to seek information and transform them into knowledge produced by them. Keywords: Education. Computers in Education. Educational Technology.

2

Introduo

No mundo moderno e tecnolgico em que vivemos surge cada vez mais a necessidade

de estarmos inseridos no universo virtual. Para acompanhar a evoluo das tecnologias h

necessidade de que as pessoas tenham maior apropriao tecnolgica na rea de informtica,

tendo em vista o rpido desenvolvimento das tecnologias de informao e comunicao (TIC)

tanto no mbito social como no educacional.

Nesse contexto, a sociedade exige um novo perfil do trabalhador, agora dotado de

mltiplas habilidades e com capacidade de se adaptar a situaes inusitadas. Para isso, est se

modificando o ensino oferecido, reformulando o currculo, os mtodos e investindo em

tecnologias para atender a demanda.

A insero das TIC na educao deve ultrapassar a viso que se limita somente aos

benefcios tcnicos que esta traz, evidenciando a preocupao do ponto de vista pedaggico.

Isto , reconhecer o emprego dessas tecnologias em sala de aula e designar mecanismos que

instigue o aluno a criticar, problematizar, e se questionar, para que ele possa construir seu

prprio conhecimento.

Desse modo, a incluso das TIC reflete na educao formal, visto que se iniciam

mudanas nos mtodos de ensino-aprendizagem, com necessidade de que os professores

ultrapassassem as paredes das salas de aula e possam proporcionar novas formas de atrair,

contagiar e estimular os alunos, de maneira que eles se interessem e participem mais das

aulas. Uma dessas maneiras poder ocorrer atravs da integrao das TIC no ambiente

escolar.

Hoje, as tecnologias que se destacam, dentre as envolvidas no sistema educacional,

so as ligadas informtica, especialmente os computadores, por conterem grande

diversidade de funes, e por admitirem a produo, o armazenamento e difuso de

informaes por meio de texto, imagem e/ou vdeos. Por isso, vlido ressaltar que cabe

instituio de ensino, propor mudanas para proporcionar a integrao das tecnologias, tanto

como ferramentas pedaggicas motivacionais quanto objetos de estudo e reflexo

(FERRETE, 2007, p.41).

Neste nterim, o artigo buscou analisar o uso do computador porttil do Projeto Um

Computador por Aluno (UCA) no processo de ensino na turma do 5 Ano da Escola

Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria Thtis Nunes, localizada no municpio

de Aracaju.

3

Computador porttil em sala de aula

Ao analisarmos a atuao pedaggica da professora daquela escola, com o uso do

computador, comeamos por observar como era o andamento da aula sem a utilizao desta

ferramenta. Lembrando que a professora s utilizava o laptop nos dias de sexta-feira,

decidimos observar como a aula se desenvolvia sem a utilizao da tecnologia na sala de aula.

No decorrer da aula, na qual estavam presentes treze alunos, observamos que os

alunos se mostraram muito inquietos: dois brincavam com jogos online no laptop; alguns

saam da sala para ficarem no ptio da escola e s retornavam quando a coordenadora

pedaggica os colocava de volta sala, e outros prestavam ateno s explicaes da

professora.

Ao perceber a distrao dos alunos, a professora pediu aos que estavam a brincar com

laptop, que o desligassem, pois o dia de us-lo seria na sexta-feira: Ou voc brinca ou

estuda! Com esse computador ligado que no d para ficar! Fique viciado no jogo e depois

no passe de ano! por isso que s deixo usar em um dia na semana.

Desta forma, apesar de a professora ter afirmado durante a entrevista, que reconhece o

computador, como uma forma de aprendizagem, notamos que a mesma no consegue

transmitir para seus alunos que este pode ser uma ferramenta a ser utilizada em qualquer dia,

independentemente do limitado tempo para sua utilizao em sala de aula, de forma

educacional.

Com isso, a escola deve procurar meios que chamem a ateno dos alunos para a

aprendizagem, e um desses so as novas tecnologias vinculadas rea da informtica. Desta

forma, para Brito (2008):

1) uma boa utilizao do computador na escola pode propiciar a criatividade de novas formas de relao pedaggica, de novas formas de pensar o currculo e, portanto, pode tambm conduzir a mudanas no ambiente escolar; 2) o uso do computador na educao tem um potencial enorme, que No est diretamente relacionado presena da mquina, mas sim do profissional, professor que firmou um compromisso com a pesquisa, com a elaborao prpria, com o desenvolvimento da crtica e da criatividade, superando a cpia, o mero ensino e a mera aprendizagem (BRITO, 2008, p.112).

Corroborando com essa ideia, notamos que a postura do professor pode influenciar na

viso dos alunos no que diz respeito s potencialidades educacionais do computador.

Contudo, faz-se necessrio que o profissional, em geral, no se limite somente postura da

4

professora em observao, mas que mostre aos alunos que esta ferramenta de entretenimento

pode servir para a construo do conhecimento em qualquer momento e em qualquer espao,

seja ele fora ou dentro do contexto escolar.

Em contrapartida, observaes feitas nos dias em que o laptop foi usado nas atividades

em sala, constatamos que os alunos demonstraram mais entusiasmo, participaram mais da

aula e notamos tambm diminuio no fluxo de sadas e de entradas na classe durante a

realizao das atividades.

Vale destacar que o nmero de alunos era superior ao nmero de laptops disponveis,

uma diferena bastante considervel. Essa diferena decorrente de fatores como,

equipamento quebrado e roubo. Entretanto, isso no atrapalhava o andamento da aula, pois os

alunos se dispunham a pegar por emprstimo os laptops de colegas de outra turma, ou ainda,

por sugesto da professora, a atividade em duplas.

Outro ponto que, durante as observaes, foi possvel notar que antes de comear a

tarefa proposta, a professora relembrava aos alunos que s era permitido brincar com o

computador, depois de terminadas as atividades. A maioria das atividades tinha durao que

variava entre 1 hora e 1 hora e 30 minutos.

Durante esse intervalo de tempo, as atividades consistiam em pesquisas sobre um

assunto do livro que foi pouco explanado, ou uma data especial que foi comemorada durante

a semana. Os alunos pesquisavam em vrios sites sobre o tema que a professora propusera,

organizavam as ideias e colocavam no papel em forma de texto. Percebemos que alguns

alunos terminavam muito antes do tempo mdio estipulado para cada atividade. Notamos que

eles coletavam e anotavam as informaes dos resultados que encontravam.

A metodologia aplicada pela professora, baseada na pesquisa em sites de busca,

satisfatria, a partir do momento que ela introduz o aluno no ambiente virtual, colocando-o

em meio a inmeras informaes. Mas, conforme Bezerra, Romeiro e Rodrigues (2004), esta

pesquisa pode ser feita de duas formas: livre ou direcionada.

Com relao pesquisa livre, a docente (...) orientava os alunos a seguirem os

lugares virtuais que eles desconheciam, permitindo-lhes vislumbrar imagens criativas,

assuntos diversos e situaes inusitadas como o descobrimento de ideias antes

desconhecidas (ibidem, p.88). No entanto, apesar de ser nomeada de pesquisa livre, esta

deve ter objetivos claros, para que o aluno no busque fontes sem obj