processo civil

Download Processo Civil

Post on 10-Jun-2015

8.270 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

PROCESSO CIVIL PROF. MENNA1 aula - 11.03.08

AO DIREITO PROCEDIMENTO

Direito de ao art. 5, XXXV, CF/88 o Princpio da inafastabilidade da Jurisdio. Ao: Direito pblico subjetivo (cabe ao Estado solucionar o conflito). Se tiver uma causa a ser levada ao judicirio, o Estado obrigado a conceder o direito. Teoria Abstrata do Direito de Ao: Qualquer pessoa pode promover qualquer ao contra quem quiser sem a aprovao do Estado. AO: Classificao, Condies, Elementos1) Classificao (Liebmann) 1.1 AO DE CONHECIMENTO:

Natureza: Condenatria. Ex. Indenizao, cobrana.

Declaratria. Existem aes que so meramente declaratrias. Ex. Usucapio, art. 941; Consignao em pagamento, neste caso o Juiz apenas declara extinta a obrigao. Constitutiva o Positiva: Ex. Investigao de paternidade o Negativa: Ex. aquela que rompe uma relao jurdica. Ex. Divrcio, separao.

Procedimento Procedimento Comum o Rito Ordinrio o Rito Sumrio

Procedimentos EspeciaisPROCEDIMENTO COMUM LIVRO I, CPC AO DE CONHECIME

PROCEDIMENTO ESPECIAL LIVRO IV,

1

1.2 AO DE EXECUO, LIVRO II, CPC

1.3 AO CAUTELAR LIVRO III, CPC

2) Condies da ao (existncia da ao)-

requisitos da

admissibilidade para ingressar ao judicirio: Legitimidade Possibilidade jurdica do pedido Interesse A ausncia de uma das condies da ao = EXTINO DO PROCESSO SEM RESOLUO DO MRITO, art. 267, VI, CPC. A este fenmeno d-se o nome de Carncia de AoQuando preenche as condies da ao no quer dizer que ir ganhar a causa, porm se no preencher o Juiz ir extinguir o processo sem resoluo de mrito Art. 267, CPC.

O juiz pode de ofcio (sem requerimento da parte) declinar do processo (apontar uma das ausncias da ao)? R.: PODE, porque matria de ordem pblica.a) Possibilidade Jurdica do Pedido o pedido ser juridicamente

possvel quando aquilo que se formula no judicirio esteja previsto em lei, ou no seja por ela vedado. o A luz do Princpio da Legalidade O Estado deve seguir a lei. O particular pode fazer tudo que a lei no veda.o

Pedido juridicamente IMPOSSVEL O pedido juridicamente impossvel aquele que No tem previso legal, ATPICO. Cobrana de dvida de jogo;

Usucapio de bens pblicos; Herana de pessoa viva. De acordo com o CC a Unio Estvel se equipara ao casamento. E a CF/88 diz que o casamento se d entre homem e mulher,2

portanto o pedido de reconhecimento de Unio Estvel entre homossexuais juridicamente impossvel. Hot! hot!b) Interesse de agir Atrelado ao veto da dvida (Tenho um

contrato que vence dia 22, aps vencido que busco o Judicirio. Duas formas de interesse: o Necessidade Tem-se que demonstrar a necessidade de se promover a ao, necessidade esta, que no esta relacionada com o mrito da ao, tem que demonstrar que naquele momento necessria. Ex. NP no vencida (neste momento no tem necessidade, tem que esperar o vencimento).o

Adequao buscar o procedimento adequado, tem-se que buscar o caminho para se chegar ao pedido. A PI tem o objetivo o PEDIDO A inadequao do procedimento acarretar a falta de interesse

c) Legitimidade de partes

a coincidncia das pessoas figurarem na relao do direito material com aquelas que esto no processo.hot! hot!

A legitimidade depende da existncia de uma RELAO JURDICA (contexto da demanda) = FATO e CONTRATO

Ex1 1 momento Caio trabalhou 10 anos na pista do aeroporto 2 momento Hoje Caio trabalha em um escritrio de Contabilidade Postula uma ao de indenizao em face do Escritrio de Contabilidade alegando surdez Pergunta? H legitimidade de partes? SIM, legitima (Caio X Esc. Contabilidade) porque h uma relao jurdica (ligao) entre as partes que o CONTRATO DE TRABALHO. O PEDIDO MRITO

3

Legitimidade Ordinria e Legitimidade ExtraordinriaLegitimao para causa pode ser: Regra: A parte titular do direito Leg. Ordinria parte legtima (parte que figura no processo tem direito). Exceo A parte no titular, mas substitui a titular (art. 6, CPC) Leg. Extraordinria Pleitear direito que no o seu. PERMITE-SE que algum v buscar no judicirio o direito pleiteado em nome prprio, mas tutelando direito alheio.

Ex1 No caso de investigao de paternidade h legitimidade ORDINRIA, porque o JUNIOR, no tem capacidade. Ex2 Ministrio Pblico, Sindicatos, Hipteses do art. 9, CPC (leu e explicou)

Partes tm: Legitimidade para o processo Toda a pessoa tem capacidade para ser parte (contrair direitos e obrigaes), mas nem todas tm capacidade de estar em juzo. Capacidade da pessoa Fsica Jurdica a capacidade de ser Sempre parte. ser represe Representada ntada Absolutamente incapaz em juzo. Assistida Relativamente incapaz Advogado CF art. 133, art. 2 da Lei 8906/94 No precisa de advogado: HC; Justia do Trabalho e Juizado especial Cvel (at 20 sal min). hot! hot! Ler art. 12 CPC, Capacidade especial Cnjuges Art. 10, caput, ambos os cnjuges devem ingressar com AO REAL IMOBILIRIA. Entretanto caso um dos cnjuges no queira participarem do processo basta que autorize o outro a faz-lo por meio de procurao ou outro instrumento idneo com esta finalidade, entretanto a recusa da esposa caber AO DE SUPRESSO DE OUTORGA. Ou seja: Esta regra no se aplica nos casos de separao absoluta de bens e participao final dos aquestos.

3) Elementos da ao: Partes; Pedido e causa de pedir

Existem para IDENTIFICAR as aes

4

Assim para entender Conexo; Continncia; litispendncia e coisa julgada tm que saber os

Causa de pedir: o motivo pelo qual se busca o judicirio, art. 93, IX, CPC. Remota o vnculo que Prxima o vcio que une autor e ru atingiu a relao Pedido o que se quer REGRA: certo e determinado Sempre se pode colocar o valor VALOR EXCEO: Pedido Genrico No determinado e sim DETERMINVEL. A lei permite em excepcionais situaes. 1) Aes Universais Ocorrem quando o autor no sabe a universalidade de bens que compe o seu direito. Ex. Inventrio / Petio de herana. 2) Aes de reparao de dano Quando o autor no puder quantificar / mensurar o tamanho do ato ilcito

elementos da ao. Existem

CONEXO Ligao Objetivo: Tem como objetivo a reunio de processos. Motivao: Existe a fim de se evitar decises conflitantes. Para tanto se faz necessrio que existam 2 ou mais aes, sendo que entre elas exista a mesma causa de pedir e o mesmo pedido ou seja, que tenha mesma relao jurdica. A reunio das aes se dera perante o mesmo juiz, conhecido como o juiz prevento.

5

Se as aes conexas estiverem na: Mesma Comarca Comarcas diferentes O juiz prevento ser o que 1 O juiz prevento ser no qual DESPACHA, art. 105, CPC ocorreu a 1 CITAO VLIDA, art. 106, CPC

Ex. O locador promove ao de despejo por falta de pagamento em face ao locatrio (10 VC). O locatrio promoveu Ao de Consignao em pagamento em face ao locador (20 VC). o Esses processos sero reunidos para evitar uma deciso conflitante.

CONTINNCIA - espcie de conexo Objetivo: reunio dos processos Motivao: evitar decises conflitantes Nesta tem 02 ou mais aes necessrio: mesmas partes e causa de pedir, porm o pedido de uma mais abrangente do que da outra. Na continncia o Juiz PREVENTO ser o juiz da causa mais abrangente. Tanto a continncia quanto a conexo s podero ocorrer antes da sentena.

LITISPENDENCIA So necessrias 02 ou mais aes e que entre elas exista IDENTIDADE TOTAL entre as partes, causa de pedir e pedido. No o nome da ao que importa e sim os seus elementos. Na litispendncia somente uma ao ir sobreviver. Qual? o Aquela que ocorreu a 1 citao vlida, as demais no sobrevivem, ser extintas SEM resoluo de mrito.

COISA JULGADA6

Tem a repetio de aes, porm estas j transitaram em julgado, cuja conseqncia a extino sem resoluo de mrito. Ler art. 301, 1,2,3 - hot! hot! cai direto.

PARTES - Elementos da ao (existem para identificar as aes) CAPACIDADE LITISCONSORTES INTERVENO DE TERCEIROS a) CAPACIDADE Capacidade de Capacidade de ser parte Direitos Capacidade de estar em juzo(capacidade

Exercer direitos

Contrair

Aquele que tem capacidade de ser parte, mas no tem a capacidade de estar em juzo deve ser representado ou assistido. Ex. Incapaz. LegitimidadeRelacionada a ordem processual

Capacidade

Relacionada a ordem material(no envolve a relao

Capacidade postulatria: Somente o advogado tem.

O autor promove uma ao no JEC, at 20sal.min., no precisa nomear advogado, no entanto mesmo assim no tem capacidade postulatria, a qual a capacidade que tem o bacharela de direito que foi aprovado em exame de ordem e que no tenha qualquer incompatibilidade com o exerccio da advocacia. A mesma capacidade tem o MP.

b) LITISCONSRCIO

H uma pluralidade de partes no mesmo processo, na busca de direitos individuais e no coletivos. promovido pelo autor em face do ru, na mesma relao jurdica7

Classificao: so 03 1. QUANTO AS PARTES: Ativo : reunio de autores Passivo: reunio de rus Misto: Reunio de autores e rus (vrios).

2 aula - 12.03.08

2. QUANTO A UNIFORMIDADE DA DECISO - condio de

eficcia da sentena, pode ser: UNIFORMIDADE DA DECISO Litisconsrcio UNITRIO Litisconsrcio SIMPLES a regra do ordenamento, quando o juiz proferir nica sentena igual para todos os litisconsortes. O magistrado TEM O DEVER de julgar de maneira uniforme a todos os litisconsortes. Quando o lits for UNITRIO os atos positivos de um ajudam aos demais (ex. recursos, defesas), entretanto os atos negativos somente prejudicam aquele que o praticou (ex. confisso). a exceo - O juiz tem decises diferentes para cada litisconsortes. Quando o lits for simples cada litisconsorte tratado individualmente. Assim, os atos e omisses de um no ajudam nem atrapalham os demais. Ex. Usucapio proprietrios, (art.942) ru, vizinhos

Litisconsrcio obrigatrio UNITRIO Litisconsrcio facultativo SIMPLES Hot! hot! Leu art. 47, CPC Exceo: Litisco