prevencao de incendios - novo cscip

Download Prevencao de Incendios - Novo CSCIP

Post on 17-Jul-2015

347 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Comando do Corpo de Bombeiros

Preveno de Incndios (Novo CSCIP)

Aula 1 - IntroduoCap. QOBM Amarildo

Preveno de IncndiosSUMRIO IntroduoHistria e evoluo da preveno

Cdigo de PrevenoConceitos e definies Novo Cdigo Classificao Normas e Procedimentos Tcnicos

Edificaes Existente e Antigas2

Preveno Introduo: Histria da Preveno Momento Atual da Preveno

Necessidade de Melhor Qualidade do servio de PrevenoMudanas no Cdigo de Preveno

3

Histria da PrevenoLEGISLAO: At 1976At 1976 as normas apenas indicavam a necessidade de instalar equipamentos de preveno contra incndios nas construes, porm sem uma obrigatoriedade e sem a existncia de fiscalizao. A responsabilidade era somente do profissional que projetava. No era uma legislao embasada e com pensamento focado na preveno, deixando muito pela conscincia do empresrio/construtor. Esse tipo de pensamento gerou vrios acidentes os quais veremos a seguir:4

Principais Incndios Ocorridos no BrasilEdifcio Andraus Ocorrido em So Paulo - 24 de Fevereiro de 1972. Edifcio com 31 pavimentos de escritrios e lojas. O Incndio atingiu todos os andares. Houve 6 vtimas fatais e 329 feridas. O ponto de origem foi no 4 pavimento em virtude da grande quantidade de material depositado.5

Principais Incndios Ocorridos no BrasilEdifcio Joelma Ocorrido em So Paulo - 01 de Fevereiro de 1974. Edifcio com 25 pavimentos de escritrios e garagens. O incndio atingiu todos os pavimentos. Houve 189 vtimas fatais e 320 feridas. A causa possvel foi um curto-circuito.

6

Momento atual da prevenoO momento atual da preveno de uma cobrana muito grande por parte da populao no sentido de melhoria da qualidade das vistorias e segurana das edificaes. Alguns acontecimentos recentes: exploses de GLP e desabamentos no Rio de Janeiro e So Paulo tem gerado uma reflexo das autoridades e da opinio pblica sobre a necessidade de maior fiscalizao de construes e reformas. Paralelamente, verificamos que as normas de preveno vem evoluindo, porm h uma necessidade de mudana cultural da populao quanto a encarar a segurana preventiva como investimento e no como um gasto!7

Necessidade de melhor qualificaoVerificamos que o momento atual exige uma melhor qualificao e capacitao dos nossos bombeiros, tanto para anlise de planos e projetos de segurana contra incndio, quanto nas vistorias de fiscalizao das edificaes, com o objetivo de realizarem um trabalho com maior qualidade e de forma mais tcnica.Atravs de analistas e vistoriadores melhor preparados poderemos oferecer um servio de melhor qualidade, instruindo e tirando dvidas dos empresrios, tcnicos responsveis e usurios da edificao, proporcionando edificaes cada vez mais seguras.

8

Primeiras Legislaes de Preveno no ParanAs legislaes que tratam sobre a Preveno de Incndios no Paran so recentes. As mais antigas so posteriores a 1976, aps os grandes sinistros no Brasil.As primeiras legislaes que se tem notcia foram baseadas nas normas do Estado de So Paulo. No Paran se basearam no Cdigo de Posturas de Curitiba. A primeira legislao do CB-PMPR foi o Regulamento de Preveno contra Incndios, de 1976. Posteriormente em 2001 foi lanado o Cdigo de Preveno Contra Incndios, baixado atravs de Portaria do Comando do Corpo de Bombeiros que durou 10 anos, que apesar de muito criticado, trouxe grande evoluo na preveno de Incndios no Estado.9

Novo Cdigo de Preveno do CBDepois de um rduo trabalho de estudo e aprimoramento, concludo no final de 2011, foi lanado o to aguardado Codigo de Segurana contra Incndio e Pnico do CBPMPR.

O novo Cdigo no apenas uma atualizao do anterior, uma mudana conceitual na forma como era vista a preveno, pois estabelece vrios conceitos novos, porm mantendo alguns que estavam consolidados.A principal mudana que o Cdigo no prev apenas a aprovao de um Projeto de Incndio, mas de um Planejamento total da edificao, tanto na sua construo, quanto na utilizao, sendo responsabilidade de todos (construtor, projetista e usurios) por constru-la e mant-la segura contra incndio e pnico.10

Conceitos e DefiniesPreveno:Conjunto de medidas ativas e passivas que tem como objetivo evitar a ocorrncia de sinistros ou minimizar as consequncias nos eventos que ocorrerem, evitando a propagao e facilitando o combate. Conjunto de medidas que visam: evitar o incndio; permitir o abandono seguro dos ocupantes da edificao e reas de risco; dificultar a propagao do incndio; proporcionar meios de controle e extino do incndio e permitir o acesso para as operaes do Corpo de Bombeiros. (Definio do Novo CSCIP)

11

Formas de PrevenoA Preveno pode ser realizada atravs:Atividades educativas como palestras e cursos nas escolas, empresas, prdios residenciais; Divulgao pelos meios de comunicao; Elaborao de normas e leis que obriguem a aprovao de projetos de proteo contra incndios, instalao dos equipamentos, testes e manuteno adequados; Formao, treinamento e exerccios prticos de brigadas de incndio.

12

PrevenoClassificao:Preveno Passiva: o conjunto de medidas que visam evitar o alastramento do incndio para alm do compartimento do edifcio onde se originou(compartimentao vertical e horizontal, acesso de viaturas, separao entre edificaes, utilizao de materiais de acabamento, etc). Preveno Ativa: o conjunto de sistemas que objetivam combater o incndio j deflagrado (extintores, hidrantes, chuveiros automticos, etc);

13

PrevenoPreveno Construtural e Operacional: Construtural:Consideram-se elementos construturais de preveno de incndios os que obedecem aos preceitos fundamentais de resistir ao fogo e evitar sua propagao, tais como:Paredes corta-fogo Portas corta-fogo Pisos rampas e pisos incombustveis Paredes, tetos e coberturas resistentes ao fogo Vidros aramados Instalaes eltricas classificadas Compartimentao vertical e horizontal14

PrevenoPreveno Construtural e Operacional: Operacional:Consideram-se elementos de preveno de incndios instalados na edificao com a finalidade de combater os princpios de incndios facilitando o trabalho dos bombeiros: Instalaes sob comando:Sistema fixo de prevenco (hidrantes) Sistema mvel de prevenco (extintores)

Instalaes automticas:Chuveiros automticos; Baterias de CO2, PQ e Agentes Especiais15

Cdigo de Segurana Contra Incndio e PnicoArt 1 - O Cdigo dispe sobre as medidas de segurana contra incndio nas edificaes e reas de risco, atendendo ao previsto no artigo 144 5 da Constituio Federal, ao artigo 48 da Constituio Estadual e ao disposto na Lei Estadual n 16.575 de 28 de setembro de 2010. Art 4 Ao Corpo de Bombeiros Militar do Paran, por meio do Servio de Preveno contra Incndios e Pnico, cabe regulamentar, analisar e vistoriar as medidas de segurana contra incndio e pnico nas edificaes e reas de risco, bem como realizar pesquisa de incndio.O CSCIP fixa os requisitos mnimos de proteo contra incndios e pnico, exigveis em todas as edificaes, tendo em vista a segurana de pessoas e bens. O CSCIP o resultado da coletnea de normas atualizadas que tratam sobre projetos complementares, em especial, no que trata sobre a proteo da vida humana contra sinistros e reduo dos prejuzos patrimoniais.16

Cdigo de Segurana Contra Incndio e PnicoArt 5 - As exigncias de segurana previstas neste Cdigo se aplicam s edificaes e reas de risco no Estado do Paran, devendo ser observadas, em especial, por ocasio da:I - construo de uma edificao ou rea de risco; II - reforma de uma edificao; III - mudana de ocupao ou uso; IV - ampliao de rea construda; V - aumento na altura da edificao; VI - regularizao das edificaes ou reas de risco.

1 - Esto excludas das exigncias deste Cdigo:I - edificaes de uso residencial exclusivamente unifamiliares; II - residncias exclusivamente unifamiliares localizadas no pavimento superior de ocupao mista com at dois pavimentos, e que possuam acessos independentes.17

Cdigo de Segurana Contra Incndio e PnicoArt 6 O Servio de Preveno contra Incndios e Pnico SPCIP, compreende o conjunto de unidades do CBMPR, que tm porfinalidade desenvolver as atividades relacionadas preveno e proteo contra incndio nas edificaes e reas de risco, observando-se o cumprimento das exigncias estabelecidas neste Cdigo.

Artigo 7 funo do Servio de Preveno Contra Incndio e Pnico SPCIP:realizar pesquisa de incndio (no percia, pesquisa); regulamentar as medidas de segurana contra incndio e pnico; credenciar seus oficiais e praas; analisar o plano de segurana contra incndio e pnico das edificaes e reas de risco;

realizar vistoria nas edificaes e reas de risco;expedir e cassar documentos (LVE, CVE, RE); emitir consultas tcnicas; emitir pareceres tcnicos.18

Cdigo de Segurana Contra Incndio e PnicoUma das principais mudanas implementadas atravs do novo CSCIP em relao ao Cdigo de Preveno 2011 foi a criao do Plano de Segurana Contra Incndio e Pnico (PSCIP), pois trata-se de uma mudana conceitual, pois anteriormente o Corpo de Bombeiros analisava somente o Projeto de Preveno de Incndios, que como o nome dizia era uma projeto complementar da edificao. Com a mudana para PSCIP o Projeto uma parte do Plano que contempla vrios outros itens que pretendem tornar a edificao muito mais segura, pois divide a responsabilidade pela segurana da edificao entre: construtor, responsvel tcnico e usurios da mesma. Portanto, todos e cada um destes atores tem responsabilidade sobre a segurana da edificao. (artigos 16, 17 e 18 do CSCIP)

19

Cdigo de Segurana Contra Incndio e PnicoArt 22 - Classificao das Edificaes: O CSCIP classifica as edificaes de trs formas: I - quanto ocupao: de acordo com a tabela 1. II - quanto altura: de acordo com a tabela 2. III - quanto carga de incndio: de acordo com a tabela 3. O objetivo destas classificaes enquadrar a edificao em um grupo cujas exigncias de sistemas preventivos so especifcas de acordo com o risco da edificao. Na seq