premios personalidades

Download premios personalidades

Post on 13-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Especial Entrega Prémios Personalidades do Ano 2010 O MIRANTE | 24 Fevereiro 2011 SEMANÁRIO REGIONAL - DIÁRIO ONLINE Faz parte integrante da edição n.º 973 deste jornal e não pode ser vendido separadamente

TRANSCRIPT

  • O MIRANTE | 24 Fevereiro 2011 SOCIEDADE | 1

    Faz p

    arte

    integ

    rante

    da ed

    io n

    . 97

    3 des

    te jor

    nal e

    no p

    ode s

    er ve

    ndido

    sepa

    rada

    mente

    SEMANRIO REGIONAL - DIRIO ONLINE

    O MIRANTE

    Foi uma festa de casa cheia. Os amigos responderam ao convite. Os amigos dos distinguidos no quiseram faltar. Empresrios, gestores, membros do Clube de Leitores, autarcas, deputados, dirigentes de vrios organismos e o prprio ministro dos Assuntos Parlamentares, que da regio, marcaram presena. O MIRANTE trabalha em todos os concelhos do distrito de Santarm e nos concelhos de Azambuja e Vila Franca de Xira no norte do distrito de Lisboa. Muitos convidados percorreram longas distncias para estar connosco. E no dia seguinte foi dia de trabalho.

    Especial Entrega Prmios Personalidades do Ano 2010

  • 24 Fevereiro 2011 | O MIRANTE2 | PRMIOS PERSONALIDADE DO ANO

    Victor Mendes recebe o prmio das mos de Dionsio Mendes e Orlando Ferreira Maria do Cu Albuquerque com Isaura Morais e Maria da Luz Rosinha na hora de receber o prmio

    Jos Eduardo Carvalho na hora de agradecer o prmio Maria Luclia Moita depois de receber o prmio das mos de Joo Artur Rosa e Vasco Cunha

    O presidente da Nersant, Jos Eduardo Carvalho, recebeu o prmio de Personalidade do Ano na Chamusca e referiu-se ao concelho como exemplo de dinamismo. Jos Sousa Gomes, prmio Vida, confessou que chegou a sonhar ser mdico para ajudar os outros mas acabou por cumprir essa misso frente da Cmara de Almeirim. Maria do Cu Albuquerque, a mulher que lidera a Cmara de Abrantes, distinguida na rea da Poltica (feminino), evocou madre Teresa de Calcut para lembrar que o contributo de cada um uma gota insubstituvel no oceano. E soltou-se poesia do discurso improvisado na guitarra de Custdio Castelo, prmio Cultura (masculino), na festa que premiou o mrito.

    No h concelhos subdesenvolvidos, h concelhos sem projectosPresidente da Nersant, Jos Eduardo Carvalho, recebeu prmio Personalidade do Ano

    No h regies nem concelhos subdesenvolvidos. H regies e concelhos sem projectos e sem protagonistas. As palavras so do presidente da Associao Empresarial da Regio de Santarm - Ner-sant, Jos Eduardo Carvalho, que recebeu na noite de quinta-feira, 17 de Fevereiro, o prmio de Personalidade do Ano 2010, uma iniciativa de O MIRANTE. A ceri-mnia decorreu com sala cheia no Cine-Teatro da Chamusca, concelho que o di-rigente destacou pelo dinamismo. Jos Eduardo Carvalho, que apesar da crise conseguiu manter a vitalidade da asso-ciao que dirigiu nos ltimos 15 anos, partilhou a distino com o presidente da Cmara Municipal da Chamusca e com outros autarcas que compreenderam a centralidade das empresas no desenvol-vimento das regies.

    A Chamusca foi apontada como exem-plo de um concelho que soube aproveitar a oportunidade da indstria dos resduos, criou emprego e estimulou a economia local. H oito anos viajei com Srgio

    Carrinho [presidente da cmara] para ver uma central de combustagem. A Chamus-ca era considerada na altura uma terra de calhaus e sobreiros. Hoje o concelho tem mais de 300 postos de trabalho vol-ta desta indstria, exaltou. No discurso Jos Eduardo Carvalho agradeceu ainda equipa coesa de pessoas inteligentes e sem vcios com quem trabalha h mais de uma dcada na Nersant e que soube perceber que trabalha para 1400 clien-tes e no para 1400 associados.

    O presidente da Cmara Municipal de Almeirim, Jos Sousa Gomes, que foi professor e esteve ligado ao associativis-mo, distinguido com o prmio Vida, con-fidenciou que chegou a pensar ser mdi-co para ajudar pessoas em momentos de aflio. Fui presidente de cmara e ser presidente de cmara ser-se um pouco de tudo e tambm de mdico na terapia que se presta quando se atende os mu-ncipes e se procura resolver os proble-mas. Este servio de utilidade extrema e torna a vida de autarca apaixonante, confessou. Agradeceu ainda a todos os

  • O MIRANTE | 24 Fevereiro 2011 PRMIOS PERSONALIDADE DO ANO | 3

    Srgio Letria e Srgio Carrinho entregam prmio a Vtor Guia

    Pedro Barroso entrega prmio a Custdio Castelo sob o olhar de Alberto Bastos

    Jos Sousa Gomes recebeu o Prmio Vida e agradeceu comovido

    O homem discreto e voluntarioso que uma

    mquina em marcha

    O presidente da Junta de Freguesia de Azinhaga (Goleg), Vtor Guia, recebeu o prmio na rea da poltica (masculino) com a simplicidade do rapaz mais pobre da aldeia que se tornou autarca e conseguiu trazer de volta terra o filho mais ilustre, Jos Sara-mago. No estou habituado a distines mas das que tive esta foi a mais importan-te, agradeceu repartindo o prmio com a famlia pelos momentos roubados em nome da causa pblica. Acompanho O MIRANTE h muitos anos e no me lembro de ver um presidente de junta ser galardoado. S isso era motivo de orgulho. Maior foi o orgulho quando a razo foi aquilo que foi feito para que Saramago regressasse s origens.

    Para conseguir que o Nobel da Literatura voltasse a nascer e aceitasse uma esttua ainda em vida Vtor Guia contou com um aliado chamado Pilar Del Rio. A mulher de Jos Saramago no pde estar presen-te na cerimnia de entrega do prmio - no

    dia em que em Barcelona se assinalavam os oito meses da morte do escritor - mas enviou uma mensagem que foi lida para o auditrio por Srgio Letria, representante da Fundao Jos Saramago. Jos Sarama-go nasceu em Azinhaga mas estaria a faltar verdade se no dissesse que nos ltimos anos o lugar de Jos Saramago em Azinha-ga era Vtor Guia. Sem ele os sonhos que se realizaram em Azinhaga teriam ficado em projecto ou talvez nem isso porque este homem discreto e voluntarioso foi e uma mquina em marcha. Um motor que no se rende nem se detm porque os objecti-vos que traa a cada dia tm que ver com a maneira de tornar melhor a vida dos seus concidados.

    Apesar das dificuldades, da distncia ge-ogrfica, da idade, do desaparecimento de muitos dos seus, Vtor Guia aproximou Sa-ramago de Azinhaga e dessa forma colocou o nome da terra em todos os mapas do mun-do. E como generoso e descende de boa estirpe projecta uma sombra aprazvel por onde passa atendendo os amigos, construin-do o futuro. um homem que um grande lugar merece, escreveu Pilar sobre o ami-go incondicional de Jos Saramago a quem desejou que continue em frente cuidando a seara que a Azinhaga e o mundo.

    que lhe so prximos quer na cmara quer em organismos como a Comuni-dade Intermunicipal da Lezria do Tejo e a guas do Ribatejo.

    J a presidente da Cmara Municipal de Abrantes, Maria do Cu Albuquerque, distinguida na rea da poltica (femini-no), manifestou vontade de entregar o prmio s duas filhas, pedindo-lhes que sejam portadoras de uma mensagem para os jovens. Podemos fazer pouco e isso pode ser at uma gota de gua no oceano mas, como dizia Madre Teresa de Calcut, sem essa gota o oceano se-ria muito mais pequeno. Pelo prmio agradeceu a O MIRANTE que exerce poltica de proximidade ao divulgar aquilo que muitas vezes a comunicao nacional esquece. No saio daqui mais vaidosa mas mais responsabilizada por aquele que o desafio de servir os cida-dos, referiu antes de dedicar o prmio aos homens e mulheres que lutam todos os dias por fazer o mundo mais igual, mas essencialmente a todas as mulhe-res que por este mundo fora ainda tm os seus direitos velados e so mutiladas todos os dias.

    A ARTE NA TELA, NA ARENA E NO PALCOA pintora e poetisa Maria Luclia

    Moita, residente em Abrantes, premiada na rea da cultura (feminino), 82 anos, recordou durante os agradecimentos alguns dos momentos do seu percurso artstico. Uma vez estava a pintar no Alentejo e uma mulher do campo disse: uma vida. Achei um espanto porque a pintura para mim nunca foi um hob-bie. Maria Luclia Moita, considerada um dos grandes nomes da pintura natu-ralista portuguesa e sucessora espiritual de Silva Porto e Henrique Pouso, con-tou que desde cedo comeou a mostrar os seus dotes para a pintura e logo na terceira classe fez um retrato que encan-

    tou uma professora. Foi em Lisboa, na casa de Antnio Anastcio Gonalves, que comeou a dar os primeiros passos a srio na pintura.

    E da arte na tela passou-se arena. Um dos maiores matadores de toiros de sempre, Victor Mendes, que est desde o incio de 2010 frente da direco tc-nica e artstica da Escola de Toureio Jos Falco, em Vila Franca de Xira, recebeu o prmio na rea da tauromaquia com orgulho mas tambm com a respon-sabilidade de ajudar a formar futuros profissionais. A nossa juventude de-ficitria de referncias e uma honra assumir um projecto de salvaguarda dessa referncia cultural que a festa dos toiros na cidade conhecida como a Sevilha portuguesa, referiu o tou-reiro que na escola revive os momen-tos de uma carreira que o fez tornar-se emigrante. No meu pas no me era permitido ser - na verdadeira acepo da palavra - matador de toiros. Emi-grei numa fase conturbada, quer po-ltica quer socialmente, para a ptria do toureio, Espanha, para efectivar um sonho. Foi verdadeiramente difcil mas o objectivo foi conseguido, disse o ma-tador que agradeceu para sempre a O MIRANTE o prmio.

    O mestre da guitarra portuguesa, Custdio Castelo, premiado na rea da cultura (masculino) agradeceu igual-mente a distino partilhando-a com as pessoas, os instrumentos e todas as msicas que fazem parte da sua vida. Quando se constri algo, quando nos dedicamos arte com profundo amor, como o meu caso, no construmos esse percurso a ss. Para a sala que conhece acusticamente preparou um discurso de dois minutos para assinalar um dos momentos mais bonitos da sua vida. Vou tocar para vocs aquilo que sinto, avisou. Com a guitarra silenciou o pblico. E ouviu-se poesia.

    Pilar Del Rio associou-se cerimnia e mandou mensagem escrita

  • 24 Fevereiro 2011 | O MIRANTE4 | PRMIOS PERSONALIDADE DO ANO

    A sociedade est saturada de pala