prefeitura da cidade moradores e pcr come£§am...

Download PREFEITURA DA CIDADE Moradores e PCR come£§am ...200.238.105.211/cadernos/2019/20190831/8-PrefeituradoRe

Post on 20-Jan-2021

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Ontem (30), a Secretaria de Educação do Recife lançou seis cadernos pedagógicos do Programa de Letramento do Recife (ProLer). O material contém detalhada- mente todo fundamento e metodologia do Programa para que o professor possa aplicá- lo junto às crianças em processo de alfabeti- zação, para apoiar o processo de leitura, escrita e interpretação de textos. Na

    ocasião, também foi celebrado o decreto nº 32.761/2019, que cria oficialmente o ProLer. O evento foi na Escola de Formação de Educadores do Recife (EFER) Profº Paulo Freire, no auditório Dom Hélder.

    Desde o início da gestão, o ProLer já envolveu 2.080 professores e 41.675 estu- dantes da Educação Infantil e dos primeiros anos do Ensino Fundamental. Com base em

    métodos que estimulam a criatividade e a autoria dos estudantes, o ProLer estimula habilidades de leitura e escrita já a partir da educação infantil, com os alunos de 4 anos, e desenvolver os que estudam até o 3º ano do Ensino Fundamental.

    "O principal objetivo do ProLer é trazer métodos para acompanhar o processo de alfaletramento, enxergar os avanços dos estudantes nesse caminho, olhando descritor a descritor de aprendizagem. Isso contribui para elevar os índices de apren- dizagem desde a Educação Infantil até lá na frente, quando os estudantes estiverem con- cluindo o 9º ano do Ensino Fundamental", destaca o secretário de Educação do Recife, Bernardo D´Almeida.

    A coleção dos seis cadernos pedagógicos chama "Alfabetização e Letramento". O primeiro é introdutório e trata dos fundamen- tos teóricos e da relação prática para o desen- volvimento da escrita. O caderno 2 é para os professores da educação infantil. Os cadernos 3, 4 e 5 são para os professores dos três primeiros anos do Ensino Fundamental. E o caderno 6 é um glossário de como utilizar o material didático para promover a alfabetiza- ção e o letramento. Os cadernos serão entregues para toda a rede de ensino do Recife.

    "O Programa de Letramento do Recife era uma cultura da rede desde 2014. Agente construiu o arcabouço técnico para todo ciclo de alfabetização: os instrumentos, como funciona, qual a metodologia e deta- lhes da metodologia para cada ano. Os cadernos pedagógicos servirão de consulta e referência para os professores. Com o decre- to, o ProLer é incorporado à rede do Recife como uma prática de sucesso", declarou o diretor de Gestão Pedagógica, Rogério Morais.

    Seguindo o lançamento, foram apresen- tados três seminários: o primeiro com o tema "Políticas de Alfabetização: elementos essenciais", com o professor doutor, Jefferson Mainardes, da Universidade Estadual de Ponta Grossa. O segundo sobre "Questões Metodológicas no Ensino da Alfabetização: o que são práticas sistemáti- cas significativas?", com a professora douto- ra, Magna Silva, da Universidade Federal de Pernambuco. E o terceiro sobre a "Elaboração da Coleção Cadernos Pedagógicos: Alfabetização e Letramento - principais conteúdos e objetivos", com a pro- fessora doutora, Renata Jatobá, gerente de Alfabetização e Letramento, Educação Infantil e Anos Iniciais da Secretaria de Educação do Recife.

    A Prefeitura do Recife, através da Secretaria Executiva de Defesa Civil (Sedec), iniciou as atividades para

    execução de mais 40 obras do programa Parceria. Ontem (30), 20 famílias se reuni- ram na regional Noroeste do órgão para receber as orientações necessárias e realizarem o serviço em parceria com a Prefeitura. Outras 20 localidades já pas- saram por esta etapa e receberão o mate- rial em breve. Ao todo, cerca de 200 obras já estão em execução pelo Parceria em toda cidade e a meta é iniciar 250 até o final do ano.

    O programa Parceria realiza inter- venções em diversos pontos de risco, onde a PCR fornece material de cons- trução e acompanhamento técnico e os moradores entram com a mão de obra. São muros de arrimo, escadarias, calçadas, drenagem, fossas, entre outras intervenções que são executadas. "O papel da Defesa Civil é que situações de risco sejam eliminadas nas comunidades e que as famílias que moram nessas áreas se sintam protegidas e seguras no próxi- mo inverno", destacou a gerente geral de Engenharia da Sedec, Elaine Hawson, durante a conversa com os moradores.

    Quem também conversou com as

    famílias foi a gerente geral de Assistência Social da Sedec, Keila Ferreira, que falou da importância do trabalho em conjunto. "O mais importante é este empoderamento das famílias, cuidar das pessoas nes- tas áreas e fazer com que eles tam- bém cuidem do local onde moram", disse. A previsão é que até o final deste ano, a Defesa Civil, junto com os moradores, iniciem obras em 250 pontos, incluindo estes 40.

    Com o auditório cheio, o clima de felicidade era visível, já que muitas famílias esperavam ações há algum tempo. "Esse tipo de ação é muito importante porque ajuda diretamente a população. Quando chove, eu não consigo dormir e agora vou ficar um pouco mais tranquilo", disse o senhor Roberto Carlos dos Santos, morador de Nova Descoberta, e que vai pôr a mão na massa. "Eu mesmo serei o pedreiro. Só vou arrumar uns ajudantes para começar o serviço", acrescentou.

    Outro bastante empolgado e feliz com a ação era Everton Gonçalo, que mora no Morro da Conceição. Em junho deste ano, a barreira da sua casa deslizou e a Defesa

    Civil o colocou como uma das prioridades neste momento. "Em junho, eu acionei a Defesa Civil e eles vieram na hora me aten- der, e viram a possibilidade de fazer a obras através do Parceria. Agora estou aqui recebendo a ação", contou o morador, que vai contratar um pedreiro para o serviço e contar com a ajuda dos vizinhos.

    A gerente de Obras do Parceria, Patrícia Ferraz, deu um balanço nas ações

    realizadas pelo programa. "Nosso objetivo é mudar para melhor o ambiente em que essas famílias vivem e eliminar o risco. Estamos ampliando esse número de obras do Parceria, dentro do programa Chegando Junto, para atender mais pessoas. Hoje temos cerca de 200 obras em andamento, se somando a essas 40 novas que estamos iniciando agora, de um total de 250 ini- ciando este ano".

    PREFEITURA DA CIDADE

    RECIFE, SÁBADO 31 DE AGOSTO DE 2019 PREFEITURA DO RECIFEANO XLVIII Nº 102

    Moradores e PCR começam ações para mais 40 obras do Parceria Luciano Ferreira

    Secretaria de Educação do Recife lança cadernos pedagógicos do ProLer

    Luciano Ferreira

    O programa Parceria realiza intervenções em diversos pontos de risco, onde a PCR fornece

    material de construção e acompanhamento técnico e os moradores entram com a mão de obra

    O material contém detalhadamente todo fundamento e metodologia do Programa

    para que o professor possa aplicá-lo junto às crianças em processo de alfabetização

  • 2 DIÁRIO OFICIAL DO RECIFE Edição nº 102 - 31.08.2019

    O maior campeonato de futebol de várzea do mundo terá 81 partidas hoje (31) e amanhã (1º). Com jogos pelas cate- gorias Sub-15, Sub-17 e Aberto, o Recife Bom de Bola 2019 movimenta todas as regiões da cidade, promovendo a inclusão social e a integração entre as comu- nidades por meio do esporte. As disputas acontecem em campos como o Onze, em Santo Amaro; União da Macaxeira, Bido Krause, no Totó; e Caiara, no Cordeiro. O Recife Bom de Bola é realizado pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer (Seturel). A competição acontece até o dia 15 de dezembro.

    "Este ano, o Recife Bom de Bola bateu recorde de inscrições e terá 609 equipes participantes, sendo 490 no futebol de campo e 119 no futsal, totalizando mais de 14 mil atletas", afirma a secretária-execu- tiva de Esportes do Recife, Yane Marques. Por sinal, a disputa do futsal é uma das grandes novidades da disputa neste ano, atendendo a uma antiga reivindicação da comunidade esportiva, numa parceria entre a PCR e a Federação Pernambucana de Futsal (FPFS). Além disso, pela primeira vez haverá premiação em dinheiro para o futebol de campo, que distribuirá um total de R$ 20 mil em prêmios para as sete cate- gorias (Aberto, Veterano, Sub-11, Sub-13, Sub-15, Sub-17 e Feminino).

    O torneio de futebol de campo terá

    sete categorias (Aberto, Veterano, Sub-11, Sub-13, Sub-15, Sub-17 e Feminino), com cerca de 13 mil atletas inscritos. A com- petição será realizada em duas etapas nas categorias Sub-15, Sub-17 e Aberto Masculino; na primeira fase, a disputa acontece nas respectivas RPAs, passando o campeão de cada região e as duas equipes com melhores índices técnicos para a fase final, disputada por oito times. Todos os campeões e vices das sete categorias rece- berão troféus e medalhas, enquanto que os terceiros colocados de cada categoria receberão medalhas.

    As finais acontecerão na Arena de

    Pernambuco. Atletas que se destacarem nas categorias Sub-15 e Feminino serão encaminhados para os principais clubes de futebol do Estado. Houve curso de arbitragem, realizado em parceria com a Unidade Virtual de Cursos à Distância da Secretaria de Educação do Recife (Unirec) e com o Sindicato dos Árbitros de Pernambuco, que formou cerca de 100 novos profissionais para atuar no mundo do futebol.

    Confira a tabela no link: https://recifebomdebola.com.br/wp-con- tent/uploads/2019/08/TABELA-JOGOS- DOS-DIAS-31-e-01.09-1.pdf.

    Final de semana com mais de 80 partidas no Recife Bom de Bola

    Centro de Referência LGBT comemora cinco anos de atividades

    Carlos Augusto

    Poder Executivo Prefeito

    GERALDO JULIO DE MELLO FILHO

    Vice-Prefeito LUCIANO SIQUEIRA

    Secretaria de Finanças Secretário RICARDO DANTAS

    Secret