precisão na agricultura - ?· por isso, outro assunto intimamente ligado com a precisão, também...

Download Precisão na Agricultura - ?· Por isso, outro assunto intimamente ligado com a precisão, também abordado…

Post on 15-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

jAN 2012 #2JAN 2013 #2

Preciso naAgricultura

A sabedoria de coletar e analisar informaes da terra e do meio

ambiente para gerenciar a produo

3

CARTA AO LEITOR

PRODUZIR PRECISO

Satlites, gps, sensores, softwares e outros componentes de alta sofis-ticao so geralmente relacio-nados agricultura de preciso. So, sem dvida, instrumentos impor-tantes para garantir a utilizao mais racional de insumos e uso sustentvel dos nossos escassos recursos natu-rais. Mas a preciso na agricultura, do campo ao consumidor, requer muito mais que tecnologia e inovao. Maior preciso na agricultura obtida pela conjugao de esforos, desde o uso das tecnologias de ponta at a preo-cupao com o desperdcio no campo, na colheita, no transporte nos mercados e, finalmente, em nossos lares.

A reportagem de capa desta segunda edio da revista

Cincia para a vida mostra como algumas experincias esto buscando uma produo mais racional e eficiente buscam a Preciso na Agricultura. Para isso, pequenos deta-lhes fazem a diferena e o conhe-cimento tcito de quem trabalha no campo tambm fundamental.

A pesquisa busca elementos para explicar, por exemplo, quais so as interaes do solo com as parreiras do Lote 43 da Vincola Miolo, que tornam o local especial para a produo de vinhos de alta quali-dade. Ou para, literalmente, entender as queixas e demandas de um rebanho. Sim, mais uma consta-tao de cientistas que acaba confir-mando a observao de produtores que, no passado, davam nome aos bois, pois sabiam que cada cabea de gado tinha sua personalidade.

A agricultura do sculo XXI tem o desafio de produzir mais e melhores alimentos, fibras e energia, com impactos cada vez menores

no meio ambiente. Por isso, outro assunto intimamente ligado com a preciso, tambm abordado nesta edio, o estabelecimento de parmetros cientficos para medir a sustentabilidade ambiental, econmica e social da produo.

O segundo nmero da nossa revista tambm fala sobre alguns impactos das decises da conferncia Rio +20 no mbito da cooperao cientfica internacional, sob a tica do ceo do Consrcio do cgiar, que rene 15 centros internacionais de pesquisa agrcola e do qual o Brasil faz parte,representado pela Embrapa. Cooperao que deu um grande passo com a assinatura de um acordo que vai inserir o Brasil em uma rede interna-cional, que permite ao Pas realizar um trabalho indito, considerado o mais ousado projeto cientfico na rea vegetalem andamento. Trata-se da gerao de uma nova planta de arroz, com maior capacidade de realizar fotossntese, que pode ser mais produ-tiva e mais resistente seca: o arroz C4.

E o Brasil inova ao usar a Nano-tecnologia para desenvolver novos filmes e revestimentos comest-veis obtidos a partir de polpas de frutas tropicais, como acerola, goiaba e manga. A pesquisa, publicada em uma revista interna-cional, tem sido uma das mais aces-sadas no meio cientfico internacional.

Aprecie a leitura, envie suas crticas e sugestes. Contamos com a sua participao, leitor, para continuar melhorando a nossa revista Cincia paraaVida.

Francisco J. B. Reifschneider

Presidente do Conselho Editorial

CO

mP

RO

mIS

SO

E R

ES

PE

ItO C

Om

O U

SO

DA

tE

RR

A

OS

DE

SA

fIOS

DA

PE

Sq

UIS

A C

Om

O A

RR

OZ

C4

CA

RtA

AO

LEItO

R

EN

tR

EV

IStA

CO

m fR

AN

K R

IjSb

ER

mA

N

03 06 10 22

A pesquisa agropecuria e sua contribuio para o desenvolvimento sustentvel.

Um novo olhar para a preciso nos camposbrasileiros.

O mais ousado projeto cientfico na rea vegetal no mundo.

PresidenteMaurcio Lopes

Diretores ExecutivosLadislau Martin Neto

Vania Castiglioni Waldyr Stumpf

CONSELHO EDItORIAL

Presidente do Conselho Editorial

Francisco J.B. Reifschneider

ConselheirosAlberto Cavalcanti

Filipe Teixeira Kepler EuclidesRobert Boddey

Robinson CiprianoSilvio CrestanaZander Navarro

Publicao produzida pela Secretaria de

Comunicaco da Embrapa

EXPEDIENtE

EditoresMarcos Esteves

Sandra ZambudioEditor de ArteAndr Scofano

Projeto grficoNayara Brito

DesignRadiola Design & Publicidade

RevisoMarcela Bravo Esteves

Ilustrao de CapaRadiola Design & Publicidade

ImpressoEmbrapa Informao

Tecnolgicatiragem

14.000 exemplares

Parque Estao Biolgica s/nEdifcio Sede 70.770-900, Braslia-DF

Fone: 61 3448 4834 | Fax: 61 3347 4860sac@embrapa.br | www.embrapa.br

Em

bA

LAg

EN

S C

Om

ES

tV

EIS

PLA

NtA

S E

mIC

RO

Rg

AN

ISm

OS

INt

ER

A

O

PE

RfE

ItA

NO

tAS

CO

mO

mE

DIR

A S

US

tE

NtA

bILID

AD

E N

A A

gR

ICU

LtU

RA

24 28 3430

O monitoramento dos sistemas produtivos dos pontos de vista ambiental, econmico e social.

Pesquisadores desenvolvem filmes e revestimentos comestveis obtidos a partir de polpas de frutas tropicais.

Em busca dos mecanismos de comunicao existentes entre plantas e seus microrganismos associados.

por marcos Esteves

SUStENtAbILIDADE AgRCOLA mEtA mUNDIAL

O holands Frank Rijsberman o novo chefe-executivo do recm-formado Consrcio cgiar, uma parceria global de pesquisa agropecuria, que envolve 15 instituies, gerando inovaes para pessoas pobres em pases em desenvolvimento.

O engenheiro civil PhD em gerenciamento e planejamento de recursos hdricos e engenharia civil pela Colorado State Univer-sity. Com 30 anos de experincia em questes de desenvolvimento e meio ambiente, ele atuou como lder do Programa Desafios com gua e Alimento do cgiar (2000 a 2007) e foi chefe do Instituto Interna-cionaldeGestodegua (2007).

Frank Rijsberman tambm foi diretor de programao da equipe de filantropia do Google.org e diretor de estratgias de gua, saneamento e higiene da Fundao Bill e Melinda Gates. Nesta entrevista revista

Cincia para a vida ele fala sobre como a pesquisa agropecuria pode contribuir para o desenvolvimento sustentvel.

6

| No documento final da Confe-rncia da ONU sobre Desenvolvi-mento Sustentvel, a palavra agri-cultura citada invariavelmente acompanhada do termo susten-tvel. No entendimento do senhor, como o tema sustentabilidade na agricultura ser incorporado pelas diferentes naes do mundo?Frank Rijsberman Uma das lies mais importantes que o cgiar aprendeu em mais de quarenta anos de pesquisa que no h soluo nica quando se trabalha para uma agricul-tura sustentvel. Diferentes naes devem adotar um conjunto exclu-sivo de prticas e tecnologias que iro melhorar a agricultura, e que so especficas para o seu prprio meio fsico, clima e situao econmica.

Por exemplo, os sistemas de agri-cultura altamente mecanizada no Brasil adotaram amplamente o plantio direto como uma medida para preservar a qualidade do solo. Os desafios de sustentabilidade dos brasileiros so muito diferentes dos pequenos agricul-tores na frica Subsaariana, queencon-traram mais sucesso com manejo da fertilidade do solo integrado em sua regio. O International Food Policy Research Institute, um membro do Consrcio cgiar, est atualmente realizando um programa de pesquisa que avalia os potenciais benefcios e inconvenientes dessas diferentes tecno-logias agrcolas e onde elas so mais e menos bem-sucedidas no mundo, oque vai ajudar a enfrentar este desafio.

importante lembrar, porm, que apesar de enfrentar diversos obst-culos para a agricultura sustentvel, estamos todos trabalhando para

um objetivo comum, para encon-trar prticas agrcolas que ampliem a produo, de forma mais robusta, com o mnimo impacto sobre o meio ambiente. Para isso, imperativo que os pases desenvolvidos e em desen-volvimento compartilhem conheci-mento e promovam sinergias sempre que possvel. A Rede de Solues para Desenvolvimento Sustentvel, lanada por Ban Ki Moon aps a Conferncia das Naes Unidas sobre Desenvolvimento Sustentvel, exem-plifica a cooperao necessria para resolver os desafios ambientais, sociais e econmicos de hoje, uma vezque eles so muito complexos paracada nao resolver isoladamente.

O Brasil mostrou, durante a Rio + 20, uma srie de tecnologias susten-tveis para a agricultura. No Pas, o grande desafio tem sido levar essas prticas aos produtores. A situao a mesma em outras naes em desenvolvimento?Sim, muito. H uma lacuna de rendi-mento muito significativa entre a produtividade alcanada no centro de pesquisa, ou mesmo durante os ensaios de campo, eo rendimento mdio nas reas de pequenos produ-tores. Muitos pases esto lutando com sistemas de extenso que esto "quebrados". Novas abordagens para estreitar essa lacuna esto sendo testadas, a partir de solues abran-gentes, tais como plataformas de inovao ou abordagens da cadeia produtiva, que trazem aos dife-rentes parceiros, em conjunto, solu-esfocadas no desenvolvimento de uma indstria local de sementes.

A questo ambiental hoje funda-mental no desenvolvimento de pesquisas na rea agrcola. Quais so os temas mais rele-vantes atualmente no mundo? verdade que hoje enfrentamos uma degradao ambiental sem precedentes, com mudanas climticas, escassez de terra e gua, perda da biodiversi-dade agrcola e dos servios ecossist-micos e um

Recommended

View more >