Pré história

Download Pré história

Post on 27-Jul-2015

571 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p> 1. 1453 d. C. 1789 d. C. Arq. 500.000 aC Atualidade 2. Vdeo - 7 min 3. Origem Humana At sculo XVII Gerao espontnea (abiognese) x Criao divina (criacionismo) A partirdo sculo XVII Surgiramdvidas... Louis Pasteur Charles Darwin 4. Fontes para estudo da Pr-histria Paleontologia humana fsseis dos corpos pr-histricos, geralmente ossos e dentes. 5. Ardipitecos 5,5 e 4,5 milhes de anos atrs. Fsseis encontrados na Etipia em 1974 indica que j caminhavam sobre os dois ps (bpedes) e se alimentavam de vegetais. 6. Vdeo Fogo 12 min 7. Vdeo Vida nas cavernas e lutas 9 min 8. Homo sapiens sapiens 300 mil anos; Postura ereta, mudana das feies do rosto, alongamento do polegar. Homem moderno, ltimo da linha dos homindeos. Desenvolveu a fala, a pintura e a escultura. Primeiro a controlar a fabricao do fogo. Olha que coisa mais linda!!! 9. Pr-histria Perodo que vai do aparecimento dos seres humanos inveno da escrita. 10. Arte pr-histrica Pinturas e gravuras Esculturas: (formaes megalticas) e estatuas. Cermica. Carnac, Frana 11. Diviso da pr-histria Paleolticoou pedra lascada: Inferior e Superior (+ ou 5 milhes a.C.) Neoltico ou pedra polida (10.000 a 5.000 a.C) Idade dos Metais (5.000 a 4.000 a.C.) 12. Paleoltico / Idade da Pedra Lascada Ilustrao que representaria a poca paleoltica 13. PALEOLTICO INFERIOR Primeiros homindios. Caa e coleta. Fogo. Instrumentos de pedra, madeira e ossos: facas, machados. Inicia a arte (pinturas) nas cavernas. Acredita na magia e tem sentimento religioso. A arte nas cavernas tinha um sentido de magia. PALEOLTICO SUPERIOR O homem vai descobrindo meios de dominara natureza. Desenvolvimento da pintura e da escultura. Vive em pequenos grupos nmades e se abriga em cavernas. Desenvolve a linguagem para se comunicar. Fabrica utenslios de pedra, osso, madeira. Aparecem machados, martelos, cortantes e arpes feitos de pedra lascada. Usa trajes de pele para se abrigar do frio. 14. Caadores coletores e nmades; Controle do fogo uma das maiores conquistas; Os homens caavam; as mulheres faziam a maior parte da coleta de alimentos vegetais e cuidavam das crianas. O produto obtido era compartilhado. 15. Vdeo - Animais selvagens 3 min 16. As pinturas e gravuras rupestres As Cavernas mais famosas: Caverna de ALTAMIRA, Espanha. Caverna de LASCAUX e Caverna de CHAUVET, Frana. Caverna de RODSIA, frica. Parque Nacional Serra da Capivara - Sudeste do Estado do Piau. No Brasil - PNSC 17. Manifestaes de arte rupestre no Brasil: - Naspolini, SC. Monte Alegre, PA - Nas regio de Lagoa Santa e Varzelndia, MG. - Serra da Capivara, PI. 18. Parque Nacional Serra da Capivara - Gravura Gravura X Pintura rupestre 19. Parque Nacional Serra da Capivara 20. Vnus de Willendorf 21. Vnus de Lespugue 22. Neoltico Ilustrao que poderia ser de uma aldeia neoltica 23. Neoltico/ Pedra polida Vive em grupos maiores (cls e tribos), primeiras aldeias. Passa de nmade a sedentrio. Aperfeioou seus utenslios polindo-os. Fez jangadas, canoas e barcos e navegou pelos mares. Melhorou os trajes comos teares manuais. Desenvolveu a agricultura. Domesticou animais para a alimentao e transporte. Inveno da roda. Manifestao de religio primitiva baseada nos fenmenos da natureza (fogo, raio, trovo, tempestades, ventos, chuvas), etc. 24. Aparecem monumentos e construes com grandes pedras, provavelmente por motivos religiosos. Surgem os monumentos megalticos. A arte desenvolveu-se com gravao de figuras em osso, pedra e madeira, e a arte da argila desenvolveu-se com modelagem de potes, vasos, estatuetas e pinturas em cermica. Aparecimento da tecelagem. 25. Formaes megalticas do perodo: DLMENS: espcie de corredor que possibilita o acesso a uma tumba; MENIRES: pedras gigantes cravadas verticalmente no solo em fileira ou isolados. CROMLECH (cromeleque): menires dispostos em crculo (simples ou duplo). OBS.: Todos esses monumentos tm uma funo ritual, j que no serviam de habitao. 26. Dlmens em Portugal e Irlanda 27. Menir dos Almendres, vora, Portugal. 28. Menires da Ilha de Pscoa 29. Cromeleque dos Almendres. 30. Stonehenge o mais famoso cromlech Localizado na Inglaterra Idade do Bronze 31. a. Nascer do Sol no solstcio de vero e Nascer do Sol no solstcio de inverno b. Posio mais ao sul onde a Lua nasce c. Pr-do-sol no solstcio de inverno d. Posio mais ao norte onde a Lua se pe e. Pr-do-sol no solstcio de vero f. Nascer do Sol no solstcio de vero g. Nascer da Lua no equincio h. Nascer do Sol no equincio 32. Menires de Carnac, Frana 33. Estatuetas neolticas 34. Interior de uma casa do perodo Neoltico, encontrada em Orkney, Esccia. 35. Idade dos Metais 36. Aparecimento de metalurgia; Aparecimento das cidades; Aparecimento do comrcio Arado de bois. Inveno da escrita; A caracterstica mais importante desse perodo foi a utilizao dos metais. Esse perodo pode ser dividido em trs etapas: Idade do Cobre, Idade do Bronze e Idade do Ferro. 37. Estatuetas 38. O Guerreiro de Hirschlanden 39. Utenslios da Idade do bronze e do ferro 40. O homem chega Amrica Os cientistas acreditam que os primeiros seres humanos que chegaram na Amrica possuam caractersticas fsicas dos povos asiticos (traos mongolides). Teriam chegado na Amrica atravessando uma ponte de gelo na regio do Estreito de Bering, entre o Alasca e a Sibria. Esta no a teoria mais aceita porque no se encontrou nenhum fssil humano mais antigo, que fosse anterior ao Ho m o sapie ns sapie ns. 41. No Brasil: trabalhos da arqueloga Nide Guidon (Estado do Piau na regio de Raimundo Nonato) recua de 12 a 18 mil para 50 a 80 mil o surgimento dos primeiros homindeos no continente. 42. Por que a Amrica? Busca por alimentos (grupos caadores e coletores). O perodo varia de acordo com os stios arqueolgicos pesquisados. Alguns defendem que foi h acerca de 12 mil anos, outros dizem ter sido h 15 mil e at h 11.500. Os primeiros habitantes da Amrica recebem o nome de paleondios. Eles j pertenciam espcie humana atual (ho m o sapie ns sapie ns ). Viviam em pequenos grupos que se deslocavam frequentemente e se revezavam nas tarefas cotidianas, como caar, colher frutos, pescar e preparar alimentos Utilizavam o fogo como arma, para se aquecer, iluminar seus abrigos e cozinhar alimentos. 43. A teoria mais aceita de que os humanos teriam passado por este estreito quando esta ponte estava coberta de gelo (antes do degelo do VIII milnio a.C.), entre 47 e 27 mil anos atrs 44. Hiptese 1 45. Hiptese 1 46. Hiptese 1 47. Hiptese 1 48. Hiptese 1 49. Hiptese 1 50. Hiptese 1 51. Hiptese 1 52. Hiptese 1 53. Hiptese 1 54. Hiptese 1 55. Hiptese 1 56. Hiptese 1 57. Hiptese 1 58. Hiptese 1 59. Hiptese 1 60. Astecas Hiptese 1 61. Hiptese 1 62. Hiptese 1 63. Hiptese 1 64. Hiptese 1 65. Hiptese 1 66. Hiptese 1 67. Hiptese 1 68. Hiptese 1 69. Hiptese 1 70. Hiptese 1 71. Hiptese 1 72. Hiptese 1 73. Hiptese 1 74. Hiptese 1 75. Hiptese 1 76. Hiptese 1 77. Hiptese 1 78. Hiptese 1 79. Maias Hiptese 1 80. Hiptese 1 81. Hiptese 1 82. Hiptese 1 83. Hiptese 1 84. Hiptese 1 85. Hiptese 1 86. Hiptese 1 87. Hiptese 1 88. Hiptese 1 89. Hiptese 1 90. Hiptese 1 91. Hiptese 1 92. Hiptese 1 93. Hiptese 1 94. Hiptese 1 95. Hiptese 1 96. Hiptese 1 97. Hiptese 1 98. Hiptese 1 99. Hiptese 1 100. Hiptese 1 101. Hiptese 1 102. Hiptese 1 103. Hiptese 1 104. Hiptese 1 105. Hiptese 1 106. Hiptese 1 107. Hiptese 1 108. Hiptese 1 109. Hiptese 1 110. Hiptese 1 111. Hiptese 1 112. Hiptese 1 113. Hiptese 1 114. Hiptese 1 115. Hiptese 1 116. Hiptese 1 117. Hiptese 1 118. Hiptese 1 119. Hiptese 1 120. Hiptese 1 121. Hiptese 1 122. Hiptese 1 123. Hiptese 1 124. Hiptese 1 125. Hiptese 1 126. Hiptese 1 127. Hiptese 1 128. Hiptese 1 129. Hiptese 1 130. Hiptese 1 131. Hiptese 1 132. Hiptese 1 133. Hiptese 1 134. Hiptese 1 135. Incas Hiptese 1 136. Hiptese 1 137. Hiptese 1 138. Hiptese 1 139. Hiptese 1 140. Hiptese 1 141. Hiptese 1 142. Hiptese 1 143. Hiptese 1 144. Hiptese 1 145. Hiptese 1 146. Hiptese 1 147. Hiptese 1 148. Hiptese 1 149. Hiptese 1 150. Hiptese 2 Mais uma hiptese... 151. Hiptese 2 152. Hiptese 3 153. Civilizaes pr-colombianas Paleondio Arcaico e Formativo. 154. Os Astecas Habitaram a regio do atual Mxico entre os sculos XIV e XVI. Fundaram a importante cidade de Tenochtitln (atual Cidade do Mxico). A sociedade era hierarquizada e comandada por um imperador, chefe do exrcito. A nobreza era formada por sacerdotes e chefes militares. Os camponeses, artesos e trabalhadores urbanos = trabalho compulsrio para o imperador. 155. Montezuma O imprio chegou a ser formado por aproximadamente 500 cidades, que pagavam altos impostos para o imperador. Comeou a ser destrudo em 1519 com as invases espanholas. Os espanhis tomaram grande parte dos objetos de ouro desta civilizao. No satisfeitos, ainda escravizaram os astecas, forando-os a trabalharem nas minas de ouro e prata da regio. 156. Agricultura - construram obras de drenagem e as chinampas (ilhas de cultivo), onde plantavam e colhiam milho, pimenta, tomate, cacau etc. Artes, religio O artesanato a era riqussimo, destacando-se a confeco de tecidos, objetos de ouro e prata e artigos com pinturas. A religio era politesta. A escrita era representada por desenhos e smbolos. O calendrio maia foi utilizado com modificaes pelos astecas. Desenvolveram diversos conceitos matemticos e de astronomia. Na arquitetura, construram enormes pirmides utilizadas para cultos religiosos e sacrifcios humanos. Guerreiro-Jaguar 157. Como preparar uma deliciosa vtima ao modo Asteca Pegue uma vtima Aplique-lhe um golpe de machado no peito Arranque-lhe o corao Arranque a cabea da vtima Tire toda a sua pele e vista no sacerdote Depois s servir a carne para todos os presentes 158. Os Maias Localizao: Pennsula do Iucat (Mxico) Principais cidades: Tikal, Copn Cidades-Estado independentes Domnio Sacerdotal e,depois, dos Guerreiros Base da Economia e Sobrevivncia:Agricultura do milho. 159. Apogeu: sc. III X Chegou a ter uma populao superior a 2 milhes de habitantes Construo de sistemas de irrigao (canais e reservatrios de guas) Criaram diversos calendrios: Calendrio Religioso: Tzolkin Calendrio Civil: Haab (18 meses de 20 dias complementado com 5 dias finais) 160. Cultura: Politestas Templos de adorao aos deuses da natureza; Realizao de Sacrifcios Humanos Dedicaram-se astronomia e matemtica: Primeiro povo da Mesoamrica a ter a noo do zero; 161. Incas Localizao: Bacia do Lago Titicaca Regio Andina Cordilheira dos Andes Expanso do Imprio Inca: Compreendeu territrios hoje pertencentes ao Equador, Peru, Bolvia, Chile e Argentina. 162. Formao do Imprio: sc. IX ao XV Centralizao poltica: Estados independentes dominados Cuzco: capital do imprio Organizao Econmica: Terras do imprio inca pertenciam ao Estado Inexistia a propriedade particular Comunidades Agrrias: Ayllus Governadores dos Ayllus: Curacas Tributos: eram pagos individualmente Em trabalho e no na forma de produtos 163. Trabalhadores dos Ayllus: agricultura de subsistncia Trabalhavam gratuitamente nas terras do Sol (Deus), nas do Inca (Imperador) e nas dos Curacas MITA: servio obrigatrio para a construo de grandes obras pblicas Principais produtos: milho, batata doce, amendoim, tomate. Principais criaes: lhamas, patas, vicunhas e alpacas As trocas comerciais eram exclusividade do Estado 164. Organizao Poltica e Religiosa Supremo Governante: Inca Estado Teocrtico: poltica e religio Inca: proibia a sada dos membros dos Ayllus Imperador = filho do sol Religio = ligada as divindades da natureza Machu Picchu = importante centro religioso e astronmico 165. E em terras brasileiras... Primitiva de subsistncia Ocupao h 45 mil anos (Guidon, N.) Diferenas Tribais Politesta Natural Mulher : agricultura, casa e filhos Homem : caa, armas, mato 166. Eu sou a Luzia! 167. Naes Indgenas Brasileiras Classificao baseada em critrios lingsticos Tupi: litoral. J ou Tapuia (Macro-J): Planalto Central. Nuaruaque: bacia Amaznica. Caraba: norte da bacia Amaznica. II. Organizao Scio-econmica Coletivismo Diviso de trabalho conforme gnero, parentesco e idade Tecnologia rudimentar Poligamia Nomadismo e semi-nomadismo III. Culturas Maraj e Tapajs Influncia civilizaes andinas </p>