pragas do cafeeiro

Download Pragas do cafeeiro

Post on 07-Feb-2017

35 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Pragas da cultura do cafeeiroMaterial complementar a apresentao do Simpagro

  • A broca-do-caf uma praga bastante prejudicial ao cafeeiro.

    Ataca os frutos em qualquer estdio de maturao.As infestaes da broca-do-caf podem ser:

    Influenciadas por diversos fatores, tais como:

    O climaA colheitaO sombreamentoO espaamento Altitude

  • Aps 4 a 10 dias da postura, nascem as larvas passam a broquear as sementes degradando o interior dos frutos de caf.

    O perodo larval de 14 dias

    O perodo de pupa de 7 dias em mdia,

    O desenvolvimento completo dura de 27 a 30 dias.

    Os prejuzos causados pela broca-do-caf afetam a classificao e beneficiamento do mesmo, comprometendo a bebida do ponto de vista comercial.

  • A forma mais adequada para acompanhar a infestao da broca-do-caf fazer a amostragem mensal dessa praga no cafezal principalmente no perodo de novembro at cerca de 70 dias antes da colheita.

  • Outra sugesto iniciar a amostragem quando os frutos estiverem na fase de chumbo e chumbes, perodo em que as sementes j esto formadas e, portanto, fase em que a broca perfura o fruto, podendo ovipositar no fruto.

  • Bicho Mineiro(Leucoptera coffeella)

    Biologia do Inseto

    Principal praga do cafeeiro, originria do

    continente africano;

    Alta incidncia em perodos secos do ano;

    6,5 mm de envergadura, tem colorao branco-prateada e asas anteriores e posteriores franjadas;

  • Bicho Mineiro(Leucoptera coffeella)Sintomas

    No incio, apresentam colorao amarelo-plido, com o rpido desenvolvimento do inseto, torna-se pardas com o centro escuro, consequncia do acmulo de excrees.

    Consequentemente, a epiderme e os tecidos da folha no local atacado ficam necrosados, e a epiderme superior dessas reas lesadas destaca-se facilmente, o que ajuda a caracterizar o ataque.

  • Controle

    Biolgico: vespas predadoras, vespa parasitoides, fungos e bactrias do gnero Erwinia herbcola e Pseudomonas aeroginosa.Qumico: Abamectin, Clorpirifs, Carbofurano, Cipermetrina, Tiametoxan.- Nvel de controle: 30%

  • Imagens: aptaregional.sp.gov.br

  • Monitoramento

    Mensalmente;2 folhas por planta ao acaso;Nos 2 lados da entrelinha;No tero mdio inferior da planta;Nos 30 a 40 par de folhas completamente desenvolvidas;100 folhas por gleba homognea.(Gravena, 1983; 1984).

    Imagens do autor

  • Obrigado