Pragas de Bananeira

Download Pragas de Bananeira

Post on 21-Oct-2015

11 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Universidade Federal de Minas Gerais </p><p>Instituto de Cincias Agrrias </p><p>Insetrio G.W.G. de Moraes </p><p>Pragas de Bananeira </p><p>Germano Leo Demolin Leite </p><p>Srgio Monteze Alves </p></li><li><p>Bom dia pessoal. Na aula de hoje ns vamos falar sobre a cultura da banana que uma das </p><p>frutas mais consumidas no Mundo. </p></li><li><p>A cultura da banana explorada na maioria dos pases tropicais como o Equador, Costa Rica </p><p>e Colmbia que concentram 83% das exportaes mundiais. </p><p>Amigos, no Brasil os estados da Bahia, So Paulo, Paran, Santa Catarina e Pernambuco so </p><p>os maiores produtores nacionais, sendo o estado de So Paulo o que mais se destaca com </p><p>quarenta e nove mil hectares plantados e o valor de produo gira em torno de R$ 430 </p><p>milhes de reais. </p><p>Cultura da banana </p></li><li><p>Mas em algumas regies do Brasil produtores vm enfrentando srios problemas com </p><p>pragas com perdas de at 80% na produo de banana. </p></li><li><p>Pessoal, nesta aula ns iremos aprender quais so as principais pragas da cultura da </p><p>banana e os seus danos, saber quando devemos control-las e de que forma devemos realizar </p><p>este controle. Preparados? Papel e caneta na mo por que vamos comear pela praga mais </p><p>importante que nesse caso o moleque-da-bananeira. Antes porm ns iremos conhecer as </p><p>partes da bananeira para ficar mais fcil compreender o ataque dos insetos. </p><p>Moleque da bananeira no rizoma da banana </p></li><li><p>Amigos, a bananeira possui um caule subterrneo cheio de escamas, chamado rizoma, </p><p>que o verdadeiro e nico caule da bananeira. Aquela parte verde que vemos e que aparenta </p><p>ser o caule , na realidade, um conjunto de camadas das folhas, umas dentro das outras, que </p><p>brotam do rizoma dando origem ao pseudocaule, ou seja, o falso caule. </p></li><li><p>Pois, ento, a partir desse caule subterrneo que nasce uma nova planta. Outra parte muito </p><p>importante da bananeira meus amigos o corao que revestido por brcteas que so folhas </p><p>modificadas e que envolvem as flores. </p><p>Corao e follhas modificadas </p></li><li><p>Pessoal, agora j que ns estamos sabendo um pouco mais sobre a bananeira ns </p><p>vamos retornar a principal praga dessa cultura que o moleque-da-bananeira. Esses insetos </p><p>so de cor preta e sua boca semelhante a um bico sendo que uma caracterstica muito </p><p>importante dele que quando est encurralado se finge de morto. </p><p>Moleque da bananeira </p></li><li><p>Amigos, os adultos do moleque da bananeira gostam muito de ficar nos locais midos e </p><p>sombreados junto a touceiras, entre as bainhas das folhas e em restos culturais. Tambm </p><p>possuem hbito gregrio que quando o inseto anda em grupos, alm disso, preferem sair </p><p>noite. </p><p>Rizoma danificado pelo moleque da bananeira </p></li><li><p>Quando j so adultos furam o rizoma da bananeira para colocar seus ovos e acabam </p><p>danificando o rizoma, causando uma queda de produtividade e promovendo tambm a </p><p>abertura de buracos no rizoma e partes inferiores do pseudocaule. </p><p>dano no rizoma pelo moleque da bananeira </p></li><li><p>Amigos, principalmente as larvas do moleque fazem galerias no rizoma. As suas larvas so </p><p>brancas leitosas e tem a cabea marrom avermelhada. </p></li><li><p>Amigos, as aberturas feitas pelo moleque da bananeira no rizoma serve de porta entrada para </p><p>fungos como Mal do Panam. </p><p>Dano do moleque da bananeira </p></li><li><p>Amigos, ou seja, o moleque danifica o rizoma, reduz a produtividade da bananeira e ainda </p><p>favorece o ataque de uma das principais doenas do bananal, o mal do panam. </p><p>Mal do panam </p></li><li><p>Pessoal, como conseqncia do ataque do moleque nas plantas de banana, ocorre um </p><p>amarelecimento das folhas, com posterior secamento das mesmas e morte do broto devido </p><p>destruio da gema apical, ocorre tambm queda da produo, os frutos perdem tamanho e </p><p>peso. </p><p>Rizoma sendo broqueado </p></li><li><p>Pode ocorrer tambm o tombamento das plantas devido ao dos ventos e peso dos </p><p>cachos. </p><p>bananeira cada devido ao ataque do moleque da bananeira </p></li><li><p>Amigos, ns temos um outro besouro bicudo que parece com o moleque da bananeira, ele se </p><p>chama de falso moleque da bananeira. </p></li><li><p>O falso-moleque-da-bananeira possui colorao preta e tem manchas alaranjadas nas asas, </p><p>suas larvas no se desenvolvem no rizoma. Pessoal, geralmente o falso moleque da bananeira </p><p>ocorre no pseudocaule, abrindo galerias. Entretanto, normalmente esto associados a plantas </p><p>tombadas e j debilitadas, ou seja, j no fim do ciclo. No importante como o moleque da </p><p>bananeira. </p><p>Ataque do falso moleque no pseudocaule </p></li><li><p>Pessoal, outra praga que ns vamos falar o tripes-da-ferrugem-dos-frutos que so insetos </p><p>pequenos e de colorao escura quando adultos e amarelos quando filhotes. </p></li><li><p>Os tripes vivem no corao da bananeira e seus ovos so colocados sobre os frutos jovens. </p><p>Amigos, os tripes raspam os tecidos da planta, provocando desvalorizao dos frutos, embora </p><p>no estrague a poupa, a casca fica prateada no local onde os tripes esto se alimentando. </p><p>Dano de tripes nos frutos de banana </p></li><li><p>Amigos, normalmente o ataque do tripes fica localizado na lateral do fruto. Mas com o </p><p>aumento da populao do tripes, ataca todo a banana. Em seguida a casca fica com uma </p><p>colorao castanho-amarelada, alem de se tornar spera. </p><p>Dano na banana feita por tripes </p><p>Amigos, ns temos um outro tripes que ataca a bananeira, o tripes da flor. Estes </p><p>insetos so pequenos com um milmetro de comprimento e tem a cor branca ou marrom-</p><p>escura. </p><p>Tripes da flor </p></li><li><p>So encontradas nas flores novas, inclusive nas flores que ainda se encontram </p><p>protegidas pelas brcteas. </p><p>O tripes da flor alimenta da epiderme de flores e frutos novos. Como o tripes anterior, </p><p>ele tambm raspa a epiderme ou casca da banana, provocando pontos marrons desvalorizando </p><p>comercialmente o produto. </p><p>Dano ocasionado pelo tripes </p></li><li><p>Pessoal, vamos falar agora da traa da bananeira que uma lagarta de uma mariposa </p><p>pequena de colorao amarelada que pem seus ovos nas flores da bananeira. </p><p>Traa da bananeira </p></li><li><p>Amigos, a traa da bananeira uma mariposa pequena, de cor amarelada, e tem hbitos </p><p>noturnos. </p></li><li><p>A traa da bananeira coloca os seus ovos nas flores da bananeira. </p><p>Ovos da traa da bananeira </p></li><li><p>Pessoal, dos ovos saem as lagartas da traa da bananeira que tem a cor branco-suja ou </p><p>amarelada que atacam a lateral dos frutos da banana e as almofadas das pencas. </p><p>Lagarta da traa da bananeira </p></li><li><p>Em alta populao a lagarta da traa da bananeira pode atacar o pseudocaule, fazendo </p><p>galerias, o que reduz a produtividade e pode at mesmo ocasionar a queda da planta de </p><p>bananeira. </p></li><li><p> fcil de detectar a presena da traa em sua propriedade, pois elas deixam um </p><p>resduo de fezes e pedaos de planta que se acumulam nas extremidades dos frutos, formam </p><p>galerias nos frutos provocando o seu apodrecimento e tambm ns podemos observar alguns </p><p>frutos amadurecidos em cachos ainda verdes. </p><p>Lagarta da traa da bananeira </p></li><li><p>Amigos, a abelha cachorro tambm pode atacar as plantas de banana. Como em outras </p><p>culturas, a abelha cachorro ataca as flores destruindo-as, bem como as quinas das bananas </p><p>ainda verdes, ficando marcas enegrecidas como se tivesse cortado as quinas das bananas com </p><p>alicate, diminuindo o valor para comercializao. </p></li><li><p>Pessoal, as plantas de banana tambm so atacadas por pulges. Os pulges das </p><p>bananas so pretos e vivem em grandes colnias. </p><p>Pulgo da banana </p></li><li><p>Os pulges sugam a seiva das plantas de banana, o que pode reduzir a produtividade </p><p>quando a planta est intensamente atacada. Ocasionam clorose foliar e deformao das folhas. </p><p>pulgo preto </p></li><li><p>O ataque de pulgo tambm ocasiona formao de fumagina, uma substancia preta sobre as </p><p>folhas, o que reduz ainda mais a produtividade das plantas de banana.</p></li><li><p>Amigos, ns temos uma outra praga que pode atacar o pseudocaule da bananeira, ns estamos </p><p>falando da lagarta Castnia. A lagarta tem cor branco-leitosa, cabea marrom-avermelhada, </p><p>mede 9 cm de comprimento e constri a cmara pupal dentro do pseudocaule. </p><p>O adulto dessa praga uma bonita borboleta, ou seja, tem hbitos diurnos. A borboleta tem 10 </p><p>cm de asa a asa. O seu vo rpido durante as horas mais quentes do dia. </p></li><li><p>As lagartas da Castnia inicialmente se alimentam dos tecidos das bainhas foliares. Depois </p><p>ataca o pseudocaule, saindo uma exudao da ferida ocasiona por esta praga. Com isso, a </p><p>planta de bananeira fica fraca e pode cair com o vento. </p><p>Dano da lagarta Castnia </p></li><li><p>Amigos, existem lindas borboletas e mariposas que visitam o nosso bananal </p></li><li><p>Essas borboletas e mariposas colocam os seus ovos sobre as folhas das bananeiras, </p><p>durante o dia ou noite, se for borboleta ou mariposa. </p></li><li><p>Mas infelizmente as suas lagartas podem desfolhar as plantas de bananeiras em altas </p><p>populaes. </p></li><li><p>Meus amigos, finalmente a ltima praga que ataca as lavouras de banana. Ns estamos </p><p>falando dos caros. Eles so pequenos, mas visveis a olho nu e so capazes de fazer teia, pois </p><p>so parentes distantes das aranhas. Os caros ficam na face debaixo das folhas e mais </p><p>prximos nervura principal da folha. Podem ocorrer altas populaes de caros em perodos </p><p>do ano ou em regies onde se tem baixa umidade relativa do ar. Como em outras culturas, o </p><p>ataque dos caros resulta em pontuaes amareladas nas folhas e com o aumento do ataque as </p><p>leses vo ficando pretas e pode at mesmo chegar a secar a folha. Quando se tem muito </p><p>caro, eles podem at mesmo atacar as bananas, ou seja, os frutos. </p></li><li><p>Pessoal, agora que vocs j conhecem as principais pragas da bananeira, ns vamos </p><p>ensinar como contar estas pragas para ento decidir se deve ou no fazer o controle. </p><p>Ns vamos dividir o nosso bananal em talhes uniformes. Isso quer dizer que dentro </p><p>de um talho tem que ter a mesma variedade de banana. Esses talhes vo ter um hectare. Em </p><p>cada hectare ns vamos avaliar as pragas presentes em 10 plantas. </p></li><li><p>Para amostrar o moleque da bananeira, a principal praga da bananeira, ns vamos </p><p>fazer uma isca do tipo telha que produzida a partir de um pseudocaule de bananeira j </p><p>colhida. Ns vamos cortar o pseudocaule em pedaos de aproximadamente 40-50 cm, </p><p>dividindo ao meio. </p><p>Isca do tipo telha </p><p>Essa armadilha no a mais eficiente, entretanto, a mais utilizada devido maior facilidade </p><p>de preparo. Outro tipo de isca que muito utilizada a do tipo queijo que consiste em </p><p>rebaixar o pseudocaule das bananeiras que j produziram cachos a uma altura de 30 cm e </p><p>fazendo outro corte a 15 cm do solo. </p><p>Isca do tipo queijo </p></li><li><p>Nesta os adultos do moleque da bananeira so atrados e se alojam entre as duas fatias na </p><p>parte de baixo. Essa isca a mais atrativa, pois permanece no solo, mas no o mais utilizado </p><p>por no ser to prtica como a do tipo telha. </p><p>Isca do tipo telha </p></li><li><p>Portanto meus amigos para cada hectare ns devemos utilizar vinte iscas e observar o </p><p>nmero de adultos capturados do stimo ao dcimo quarto dia, se a mdia for de cinco adultos </p><p>ou mais por isca em um ms devemos entrar com o controle, lembrando sempre de trocar as </p><p>iscas aps esse perodo, ou seja, a cada quinze dias se renova s iscas. Pessoal, falando com </p><p>outras palavras para melhor compreenso, como ns avaliamos vinte iscas em um ms, ns </p><p>devemos efetuar o controle se contarmos mais de 400 insetos no ms nestas iscas por hectare </p><p>avaliado. </p><p>Moleque da bananeira </p></li><li><p>Pessoal, outra maneira de amostrar, ou seja, de contar os moleques da bananeira por </p><p>meio de armadilhas que contem feromnios sexuais, ou seja, que a fmea libera para atrair os </p><p>machos, portanto, atraindo os machos do moleque da bananeira para dentro da armadilha. O </p><p>nvel de controle o mesmo usando as iscas feitas com o pseudocaule. </p><p>Armadilha de feromnio </p><p>Armadilha do tipo rampa </p></li><li><p>Amigos, infelizmente para as demais pragas no existem nveis de controle definidos. </p><p>Tripes </p><p>Lagartas desfolhadoras </p><p>Lagarta da traa da bananeira </p><p>Pulgo </p><p>Lagarta broqueadora Castnia </p><p>caros </p></li><li><p>Contudo, na amostragem, detectando as pragas e se estas estiverem prestes a ocasionar </p><p>problemas, ns devemos entrar com o controle. </p><p>Abelha cachorro </p></li><li><p>Mas ns vamos ensinar agora vrias tticas que integradas, em conjunto, evitam o </p><p>ataque das pragas no bananal. O primeiro escolher uma boa rea para o futuro bananal, ns </p><p>devemos evitar solos que ficam muito encharcados durante as chuvas. Fazer uma boa </p><p>preparao do solo, com correo de acidez e adubao correta. </p></li><li><p>Amigos, ns devemos ter quebra ventos para se evitar o tombamento do bananal </p><p>devido a ventos fortes, e tambm para dificultar a entrada de pragas, como os caros. </p></li><li><p>O espaamento tem que ser o recomendado para que maximize a produo, facilite os </p><p>tratos culturais e o controle das pragas. </p></li><li><p>Amigos, ns devemos adquirir mudas sadias produzidas em cultura de tecido, pois a </p><p>garantia que no tem doena e nem pragas. </p><p>Muda sadia </p></li><li><p>Se vocs optarem por rizomas da prpria lavoura, selecionar mudas sem galerias do </p><p>moleque, ou seja, sadias. Fazer um tratamento qumico dos rizomas antes do plantio. </p><p>Rizoma com moleque da bananeira </p></li><li><p>Ns devemos plantar variedades resistentes ao moleque da bananeira como Prata, </p><p>Prata-An, Nanica e Nanico. </p></li><li><p>Amigos, ns vamos deixar trs plantas de banana por cova, ou seja, a planta me, a planta </p><p>filha, e a planta neta. A planta me maior e tem cacho; a planta filha a planta de porte </p><p>intermedirio e sem cacho e a neta ou rebento a planta mais nova das trs. Assim o bananal </p><p>produz mais e diminui a incidncia de doenas e pragas. </p><p>Toceiras de bananas </p></li><li><p>As demais plantas que no faro parte da touceira bem como os restos de bananeiras velhas </p><p>devem ser picados em pedaos pequenos e expostos ao sol para acelerar o processo de </p><p>decomposio. Ns devemos eliminar plantas daninhas tambm, assim a gente reduz o </p><p>moleque e outras pragas da bananeira </p><p> Decomposio de restos de bananeira </p></li><li><p>Amigos, ns devemos retirar o corao do cacho aps todas as pencas j terem sido </p><p>formadas, assim a gente reduz bastante o ataque de tripes e da abelha cachorro. </p><p>Ns devemos fazer a despistilagem antes das flores secarem, assim a gente reduz o </p><p>ataque da traa da bananeira. </p></li><li><p>Mas o bom mesmo ns ensacarmos os cachos, pois assim a gente evita o ataque da </p><p>traa da bananeira, do tripes, da abelha cachorro, de caros, ou seja, uma barreira contra </p><p>pragas que atacam os cachos de banana. </p></li><li><p>Alm de aumentar a produtividade do bananal, pois ns no teremos perdas, a gente </p><p>economiza dinheiro em pulverizao e tem um produto de melhor qualidade, tipo exportao. </p></li><li><p>Amigos, ns temos que localizar os ninhos de abelhas cachorros e destruir. Assim a </p><p>gente evita problemas com essa praga. </p></li><li><p>Ns podemos fazer uma isca atrativa s mariposas e borboletas. Para fazer a isca, </p><p>usamos 10% de melao em um litro de gua mais 5% de um inseticida. </p><p>Ns pulverizamos as plantas mais externas do bananal. Assim, a mariposa ou </p><p>borboleta atrada pelo melao e ao se alimentar entra em contato com o inseticida, matando-</p><p>a. </p></li><li><p>Mas se vocs ainda tiverem dvidas de como usar e qual a melhor dose para os </p><p>inseticidas vocs devem procurar um Engenheiro Agrnomo ou um tcnico da EMATER de </p><p>sua regio. </p></li><li><p>Ns devemos ter cuidado ao aplicar somente inseticida no controle destas borboletas e </p><p>mariposas bem como outras pragas, pois ns podemos ocasionar um desequilbrio ecolgico, </p><p>matando os inimigos naturais, o que vai resultar em maiores problemas com as pragas. </p></li><li><p>Amigos, para os pequenos produtores recomenda-se uma catao peridica do </p><p>moleque da bananeira. Para isso, se deve usar entre 60 e 100 iscas por hectare p...</p></li></ul>