poster academico

Download Poster academico

Post on 29-Jul-2015

824 views

Category:

Education

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1. Kislaine CavalieriKislaine Cavalieri Simone CndidaSimone Cndida Vanessa de OliveiraVanessa de Oliveira Professora Orientadora: Jlia AlmeidaProfessora Orientadora: Jlia Almeida Lngua Portuguesa - UfesLngua Portuguesa - Ufes Modo de vida dos centros urbanos:Modo de vida dos centros urbanos: alguns fatores que influenciam naalguns fatores que influenciam na qualidade das guas dos riosqualidade das guas dos rios 2. AA qualidade da guaqualidade da gua um parmetro importante em todos os um parmetro importante em todos os aspectos, tanto para osaspectos, tanto para os ecossistemasecossistemas quanto para oquanto para o bem-estarbem-estar humanohumano. Portanto, a qualidade da gua influencia na sade de. Portanto, a qualidade da gua influencia na sade de uma comunidade, na produo dos alimentos industrializados,uma comunidade, na produo dos alimentos industrializados, nas atividades econmicas, na sade do ecossistema e nanas atividades econmicas, na sade do ecossistema e na biodiversidade.biodiversidade. 1. INTRODUO1. INTRODUO foto 3. AA qualidade da guaqualidade da gua de uma regio determinada principalmentede uma regio determinada principalmente pelapela influncia antrpicainfluncia antrpica (concentrao urbana, atividade industrial(concentrao urbana, atividade industrial e uso excessivo da gua). Os processos biolgicos, fsicos ee uso excessivo da gua). Os processos biolgicos, fsicos e qumicos dos sistemas naturais so alterados diretamente pelaqumicos dos sistemas naturais so alterados diretamente pela ocupao e o uso dos solosocupao e o uso dos solos decorrentes de atividades humanas.decorrentes de atividades humanas. Monitorando a qualidade das guas superficiais podem-se analisarMonitorando a qualidade das guas superficiais podem-se analisar as alteraes ocorridas em uma bacia hidrogrfica (MONTEIRO &as alteraes ocorridas em uma bacia hidrogrfica (MONTEIRO & PINHEIRO, 2004; SOUZA et al., 2000), uma vez que os riosPINHEIRO, 2004; SOUZA et al., 2000), uma vez que os rios recebem as descargas industriais e municipais (PALCIO, 2004;recebem as descargas industriais e municipais (PALCIO, 2004; SINGH et al., 2005; ELMI et al., 2004).SINGH et al., 2005; ELMI et al., 2004). Para sePara se avaliaravaliar o estado da qualidade das guas superficiais o estado da qualidade das guas superficiais necessria uma viso denecessria uma viso de variabilidade espacial ou temporalvariabilidade espacial ou temporal (BRODNJAK-VONCINA et al., 2002; SINGH et al., 2005). Assim(BRODNJAK-VONCINA et al., 2002; SINGH et al., 2005). Assim como a necessidade docomo a necessidade do controle das fontes de poluiocontrole das fontes de poluio das guas edas guas e a definio do manejo a ser aplicado requerem aa definio do manejo a ser aplicado requerem a identificao dasidentificao das fontes poluentesfontes poluentes e suas contribuies qualitativas e quantitativas.e suas contribuies qualitativas e quantitativas. 4. 2. OBJETIVOS2. OBJETIVOS 2.1 GERAL2.1 GERAL - Investigar como as- Investigar como as atividades praticadasatividades praticadas pela sociedadepela sociedade urbana atual interferem naurbana atual interferem na qualidade das guasqualidade das guas dos riosdos rios nos centros urbanos.nos centros urbanos. 2.2 ESPECFICOS2.2 ESPECFICOS - Identificar os- Identificar os fatores determinantesfatores determinantes da qualidade dasda qualidade das guas dos rios.guas dos rios. - Analisar alguns- Analisar alguns impactosimpactos causados pela poluio dessascausados pela poluio dessas guas.guas. 5. 3. METODOLOGIA3. METODOLOGIA Para alcanar os objetivos do trabalho foram realizadas duasPara alcanar os objetivos do trabalho foram realizadas duas etapas principais:etapas principais: Primeiramente foram feitasPrimeiramente foram feitas pesquisas bibliogrficaspesquisas bibliogrficas a procuraa procura de artigos pertinentes ao assunto em questo. As principaisde artigos pertinentes ao assunto em questo. As principais fontes foram da internet, como o site dofontes foram da internet, como o site do Scielo e do GoogleScielo e do Google Acadmico.Acadmico. Em seguida, houve um aprofundamento daEm seguida, houve um aprofundamento da leituraleitura desses textosdesses textos e uma anlise dos materiaise uma anlise dos materiais mais relevantes para omais relevantes para o entendimento do tema pesquisado.entendimento do tema pesquisado. 6. 4. REFERENCIAL TERICO4. REFERENCIAL TERICO Vista do espao, aVista do espao, a TerraTerra parece oparece o Planeta guaPlaneta gua, pois esta, pois esta cobre 75% da superfcie terrestre, formando os oceanos,cobre 75% da superfcie terrestre, formando os oceanos, rios, lagos etc. No entanto, somente uma pequenina parterios, lagos etc. No entanto, somente uma pequenina parte dessa gua - da ordem de 113 trilhes de m - est dessa gua - da ordem de 113 trilhes de m - est disposio da vida na Terra. Apesar de parecer umdisposio da vida na Terra. Apesar de parecer um nmero muito grande,nmero muito grande, a Terra corre o risco de no maisa Terra corre o risco de no mais dispor de gua limpadispor de gua limpa, o que em ltima anlise significa, o que em ltima anlise significa que a grande mquina viva pode parar (ZAMPIERON Eque a grande mquina viva pode parar (ZAMPIERON E VIEIRA, 2010).VIEIRA, 2010). A gua componente vital no sistema de sustentao daA gua componente vital no sistema de sustentao da vida na Terra e por isso deve servida na Terra e por isso deve ser preservadapreservada, mas nem, mas nem sempre isso acontece. A suasempre isso acontece. A sua poluio impede apoluio impede a sobrevivncia de seres que nela vivemsobrevivncia de seres que nela vivem, causando, causando tambm graves conseqncias aos seres humanos.tambm graves conseqncias aos seres humanos. 7. 4.1. CONTEXTUALIZAO4.1. CONTEXTUALIZAO HISTRICAHISTRICA Desde aDesde a Revoluo IndustrialRevoluo Industrial as atividades humanasas atividades humanas vmvm alterandoalterando significativamente osignificativamente o meio ambientemeio ambiente. O. O crescimento acelerado e desordenado da populaocrescimento acelerado e desordenado da populao mundial provoca intensamundial provoca intensa degradaodegradao, tanto dos, tanto dos ecossistemas aquticosecossistemas aquticos comocomo terrestresterrestres. O planeta vem. O planeta vem sendo mudado ao longo do tempo atravs desendo mudado ao longo do tempo atravs de desmatamentos, da agricultura praticada em regiesdesmatamentos, da agricultura praticada em regies ecologicamente frgeis, de monocultivos de espciesecologicamente frgeis, de monocultivos de espcies arbreas, da criao intensiva de animais, daarbreas, da criao intensiva de animais, da urbanizao, e tambm pela alterao dos ciclosurbanizao, e tambm pela alterao dos ciclos hidrolgicos (MAIER, 2007).hidrolgicos (MAIER, 2007). 8. 4.2. DETERMINAO DA QUALIDADE4.2. DETERMINAO DA QUALIDADE DA GUADA GUA A gua de um rio considerada deA gua de um rio considerada de boa qualidadeboa qualidade quandoquando apresentaapresenta menos de mil coliformes fecaismenos de mil coliformes fecais ee menos de dezmenos de dez microorganismos patognicos por litromicroorganismos patognicos por litro (como aqueles(como aqueles causadores de verminoses, clera, esquistossomose, febrecausadores de verminoses, clera, esquistossomose, febre tifide, hepatite, leptospirose, poliomielite etc.).tifide, hepatite, leptospirose, poliomielite etc.). Portanto, para a gua se manter nessas condies, deve-sePortanto, para a gua se manter nessas condies, deve-se evitar sua contaminao por resduosevitar sua contaminao por resduos, sejam eles agrcolas, sejam eles agrcolas (de natureza qumica ou orgnica), esgotos, resduos(de natureza qumica ou orgnica), esgotos, resduos industriais, lixo ou sedimentos vindos da erosoindustriais, lixo ou sedimentos vindos da eroso (ZAMPIERON E VIEIRA, 2010).(ZAMPIERON E VIEIRA, 2010). 9. 4.3. PRINCIPAIS POLUENTES4.3. PRINCIPAIS POLUENTES OsOs resduosresduos gerados pelas indstrias, cidades egerados pelas indstrias, cidades e atividades agrcolas so slidos ou lquidos, tendo umatividades agrcolas so slidos ou lquidos, tendo um potencial de poluiopotencial de poluio muito grande.muito grande. Os resduos gerados pelasOs resduos gerados pelas cidadescidades, como lixo, entulhos, como lixo, entulhos e produtos txicos soe produtos txicos so carregados para os rioscarregados para os rios com acom a ajuda dasajuda das chuvaschuvas. Os resduos lquidos carregam. Os resduos lquidos carregam poluentes orgnicos (que so mais fceis de serpoluentes orgnicos (que so mais fceis de ser controlados do que os inorgnicos, quando em pequenacontrolados do que os inorgnicos, quando em pequena quantidade).quantidade). 10. AsAs indstriasindstrias produzem grande quantidade deproduzem grande quantidade de resduos em seus processos, sendoresduos em seus processos, sendo uma parte retidauma parte retida pelas instalaes de tratamentopelas instalaes de tratamento da prpria indstria,da prpria indstria, que retm tanto resduos slidos quanto lquidos, eque retm tanto resduos slidos quanto lquidos, e aa outra parte despejada no ambienteoutra parte despejada no ambiente.. NoNo processo de tratamento dos resduosprocesso de tratamento dos resduos tambm tambm produzido outro resduo chamadoproduzido outro resduo chamado ""chorumechorume",", lquido que precisa novamente de tratamento elquido que precisa novamente de tratamento e controle.controle. 11. Enfim, a poluio das guas pode aparecer de vrios modos:Enfim, a poluio das guas pode aparecer de vrios modos: -- poluio trmicapoluio trmica: descarga de efluentes a altas temperaturas: descarga de efluentes a altas temperaturas -- poluio fsicapoluio fsica: descarga de material em suspenso: descarga de material em suspenso -- poluio biolgicapoluio biolgica: descarga de bactrias patognicas e vrus: descarga de bactrias patognicas e vrus -- poluio qumicapoluio qumica: ocorre por deficincia de oxignio, toxidez: ocorre por deficincia de oxignio, toxidez e eutrof