portfolio academico de arquitectura

Download portfolio academico de arquitectura

Post on 26-Mar-2016

230 views

Category:

Documents

10 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

portfolio academico de arquitectura

TRANSCRIPT

  • PORTFLIO ACADMICODE ARQUITECTURA

    DANIEL FILIPE TEIXEIRA FERREIRA

  • INDICE2_CURRICULUM VITAE

    ARQUITECTURA I4_CASA PARA O PRPRIO

    ARQUITECTURA II5_RESIDNCIA PARA ESTUDANTES DE BELAS ARTES

    PROJECTO I7_CONJUNTO HABITACIONAL18_EXERCICIO DE EDIFICAES

    PROJECTO II19_ESTRATGIA URBANA PARA MASSARELOS20_ESCOLA SECUNDRIA

    PROJECTO III25_PRAA DO COMRCIO EM CHAVES

    1

  • CURRICULUM VITAE

    INFORMAO PESSOAL

    Nome Ferreira, Daniel FilipeMorada Rua da Lomba, 697 Guifes 4460-039 MatosinhosTelefone 96 1780122 e-mail Daniel.f.t.ferreira@gmail.comNacionalidade Portuguesa

    FORMAO ACADMICA E PROFISSIONAL

    Datas (2005) Curso SuperiorNome e tipo da organizao de ensino ou formao Faculdade de Arquitectura e Artes Universidade Lusada do Porto Principais disciplinas/competncias profissionais Projecto (13 valores), Edificaes (16 valores), Sistemas Construtivos (13 valores), Sistemas Estruturais (14 valores), Ergonomia (15 valores), Dimensionamento Estrutural (15 valores), Economia (13 valores), Tese final para a obteno do grau de mestrado em fase de desenvolvimento. No mbito da arquitectura comercial.Designao da qualificao atribuda Licenciatura em Arquitectura Classificao obtida 13 valores

    Datas (2002-2005) Ensino Secundrio na rea das ArtesNome e tipo da organizao de ensino ou formao Escola Secundria Augusto Gomes - Matosinhos Principais disciplinas/competncias profissionais Portugus, mtodos quantitativos, ingls, geometria descritiva, artes plsticas e tecnolgicas, design.Designao da qualificao atribuda Ensino SecundrioClassificao obtida 14 valores

    FORMAO COMPLEMENTAR

    Data Maio de 2007Nome Jornadas de Arquitectura Arquitectura + DesignLocal Faculdade Arquitectura e Artes Universidade Lusiada do Porto Data Junho de 2008Nome Jornadas de territrio Cidade e DesignLocal Faculdade Arquitectura e Artes Universidade Lusiada do Porto Data Maio de 2009Nome Jornadas de territrio Cidade e DesignLocal Faculdade Arquitectura e Artes Universidade Lusiada do Porto

    Data Setembro de 2010Nome AICO ARCHITECTURE INTERNATIONAL CONGRESS AT OPORTOLocal Alfndega do Porto

    2

  • 3APTIDES E COMPETNCIAS PESSOAISAdquiridas ao longo da vida ou carreira, mas no necessariamente abrangidas por certificados ou diplomas formais.

    PRIMEIRA LNGUA PORTUGUS

    OUTRAS LNGUAS

    InglsCompreenso escrita Muito BomExpresso escrita Muito BomExpresso oral Muito BomCompreenso oral Muito Bom EspanholCompreenso escrita ExcelenteExpresso escrita MdioExpresso oral BomCompreenso oral Bom

    FrancsCompreenso escrita MdioExpresso escrita ElementarExpresso oral ElementarCompreenso oral Mdio

    APTIDES E COMPETNCIAS SOCIAIS Desenvolveu ao longo da sua experincia acadmica e profissional uma grande capacidade de experimentao e curiosidade no desenvolvimento de vrias actividades, incluindo a arquitectura, o design, maquetismo, entre outros. Tornando-se assim uma pessoa com boa capacidade de observao, critica e discusso. Gosta de dinamizar grupos de debate, sabendo estimular os outros a exporem os seus pontos de vista e debaterem as divergncias, numa lgica de exposio de argumentos e apresentao de hipteses possveis para a resoluo dos problemas.

    APTIDES E COMPETNCIAS TCNICAS

    Utilizador dirio de Microsoft Office: elaborao de textos (avanado); desenvolvimento de diapositivos para apresentao (avanado); tabelas de clculo (mdio);GRAPHISOFT ARCHICAD 3D (bom);Autodesk Auto cad 2D e 3D tambm utilizado como ferramenta para o desenvolvimento e design de painis de apresentao (avanado);Adobe Photoshop (avanado);Adobe Illustrator CS (bom);Adobe InDesign (bom);Adobe Flash (mdio);3DS MAX (mdio);

    APTIDES E COMPETNCIAS ARTSTICAS

    ArquitecturaDesenhoDesignMaquetas

    CARTA(S) DE CONDUO A1 A B1 B

  • 4CASA PARA O PRPRIO No primeiro ano do curso, e como forma de nos apresentar arquitectura, foi-nos proposto o desenvolvimento de uma casa onde cada um viveria durante o perodo acadmico. A partir de uma localiza-o aparentemente desinteres-sante e degradada, desenvolvi o projecto inspirando-me num edif-cio que tive o privilgio de visitar ainda antes de decidir que o que gostava mesmo era de ser arqui-tecto, entre outras razes como o gosto pelo projecto de espaos, esse edifcio foi a biblioteca Florbela Espanca do arquitecto Alcino Soutinho. Assim a casa, como a biblioteca, aparentemente divide-se em dois volumes principais, o espao de estar + o espao de cozinha e a rea de dormida. A zona de lazer encontra-se enter-rada de forma a privilegiar activi-dades que dispensem boa ilumi-nao como o cinema, ou um melhor controlo recorrendo utilizao da iluminao artificial. Complementa-se com um pequeno ptio exterior mesma cota, enquanto outras divises da casa vivem para o espao livre em redor desta.

  • 5RESIDNCIA PARA ESTUDANTES DE BELAS ARTES

    No segundo ano acadmico foi-nos proposto o desenvolvimento de um projecto para uma residncia de estu-dantes de belas artes para o Campo 24 de Agosto. Logo a proposta a desenvolver deveria transmitir a cultura das artes e inspirar os seus futuros residen-tes. Naturalmente procurei desen-volver o projecto com base na ideia do quarteiro tipo da cidade do Porto, aproveitando o miolo do quarteiro para definir espaos exteriores verdes e de lazer. Devido ao pedido de dois tipos de mdulos para os quartos exigidos desenvolveu-se uma soluo que permite ao mesmo tempo espa-os interiores bastante bem ilumi-nados e confortveis.

  • 495.33 95.39 95.61 95.9496.10 96.28

    98.00 98.00

    98.00 98.00

    6

    RESIDNCIA PARA ESTUDANTES DE BELAS ARTES

  • 7CONJUNTO HABITACIONAL No terceiro ano do curso foi-nos proposto o desenvolvim-ento de um projecto de um conjunto habitacional na zona de Massarelos. O local pratica-mente dividido pela rua D. Pedro V, que parece que dividi pocas e arquitecturas. De um lado edif-cios industriais e de carcter pluri-familiar, e do outro de carcter rural. Assim o projecto procura dar continuidade malha existente na zona rural, utilizando um percurso, gerado por esta mesma malha, como organizador da proposta, que acaba por se diluir na proposta atravs de adaptaes desta envolvente. Outras intenes do projecto so a procura do romantismo do percurso romntico e relaes de proximidade e luz-sombra. Visto que situa-se um grande vale geograficamente perto da proposta, foi pensado uma estra-tgia assente na qualidade de densidade arbrea, como elemento pacificador do local.

  • 8

  • 9

  • 10

  • 11

  • 12

  • 13

  • 14

  • 15

  • 16

  • Este projecto foi desen-volvido at a escala do pormenor. Com base numa estrutura em madeira desenvolvi os pormeno-res construtivos atravs de conceitos de eficincia trmica, conforto e sustentabilidade.

    P4

    P2

    P3

    P1

    P6

    P5

    P9 P10 P11 P12

    P13

    Cobertura

    Interior da habitaoExterior

    Exterior Interior da habitao

    Exterior

    Interior da habitao

    Garagem

    Interior da habitao

    Interior da habitao

    Ligao da parede exterior laje interior

    Ligao da parede exterior ao piso de acesso

    GaragemSubsolo

    Ligao da parede exterior ao terreno

    Ligao do peitoril do vo exterior parede exterior

    Ligao da cobertura parede exteriorLigao da parede exterior padieira do vo exterior

    ExteriorInterior da habitaoInterior da habitao

    ExteriorExterior

    Interior da habitao

    Exterior

    Interior da habitao

    ExteriorInterior da habitaoLigao da parede exterior com elementos estruturais

    Ligao da parede exterior com elementos estruturaisLigao da parede exterior ombreira do vo exterior

    Ligao da parede exterior com elementos estruturaisLigao da parede exterior ombreira do vo exterior Ligao da parede exterior ombreira do vo exterior

    Rufo em zinco _ 5mmPeas de fixao do rufo, madeira _ 30mmTela asfltica _ 3mm

    Barreira ao vapor _ 3mm

    Gravilha _ 50mm

    Isolamento trmico _ 100mm

    Contraplacado _ 14 mm

    Gesso cartonado _ 2 x 12,5mm

    Vigas de madeira _ 2 x 60mm / 200mm

    Contraplacado _ 13mm

    Contraplacado maritimo _ 20mm

    Isolamento trmico, nos espaos entre tbuas verticais _ 140mm

    Ao galvanizado _ 3mm

    Barras horizontais, estrutura desuporte do revestimento exterior

    em aluminio _ 1000mm / 3mm

    Barras verticais, estrutura desuporte do revestimento exterior

    em aluminio _ 1000mm / 3mm

    Isolamento trmico _ 33mm

    Rufo em zinco _ 3mm

    Parafusos de fixao

    Ao galvanizado _ 3mm Peas de impermeabilizao do caixilho

    Tela asfltica _ 3mm

    Ao galvanizado _ 3mm

    Camada impermeabilizante _ 3mm

    Isolamento trmico _ 100mm

    Rodap em madeira _ 15mm / 30mm

    Parquet colado _ 15mm

    Camada de regularizao _ 50mm

    Isolamento sonoro _ 35mm

    Camada separadora _ 2mm

    Camada bituminosa separadora _ 100mm

    Laje em beto armado _ 200mm

    Reboco pintado _ 50mm

    Camada impermeabilizante _ 2mm

    Camada de Beto de limpeza _ 3mm

    Barras horizontais, estrutura desuporte do revestimento exterior

    em aluminio _ 1000mm / 3mm

    Ao galvanizado _ 3mm

    Contraplacado _ 13mm

    Contraplacado maritimo _ 20mm

    Isolamento trmico, nos espaos entre tbuas verticais _ 140mm

    Barras verticais, estrutura desuporte do revestimento exterior

    em aluminio _ 1000mm / 3mm

    Peas em madeira pertencentes ao estrato resistente _ 50mm / 140mm

    Tijoleira macia _ 25mm

    Gravilha

    Manta geotxtil _ 2mm

    Estrato filtrante _ 60mm

    Estr